Compras
Shopping Time
06 out 2017, 12 comentários

Onde Comprar – VANS!!

Lembram do post sobre o tênis do momento? O Vans Old Skool? Hoje vou contar onde comprei o meu e onde vocês podem comprar o de vocês!

Bom, eu comprei o azul, acho ele o mais lindo de todos! O meu comprei na Loja Virus, que para mim, é o melhor e-commerce de tênis street. Faço vários achado lá e sou cliente há um bom tempo. Não é super barateira, mas tá na média e é a que confio e gosto. Vamos às dicas!

  • Loja Virus – Vans Old Skool Azul (de lona) R$ 299,90 LINK
  • Loja Virus – Vans Old Skool Preto (de camurça e lona) R$ 349,90 LINK
  • Sufalive – Vans Old Skool Azul R$ 299, 90 LINK
  • Kings Sneakers – Vans Old Skool Off White R$ 349,90 LINK
  • Artwalk – Vans Old Skool preto (camurça e lona) R$ 399,99 LINK

 

Amei o azul, realmente ele é pesadinho, mas fica mega estiloso! Em breve comprarei o preto também!

Comportamento
Chora Que Eu Te Escuto
04 out 2017, 83 comentários

Chora Que Eu Te Escuto!!!

Gente que vácuo foi esse que deixei vocês???

COMO ASSIM CONSTANZA QUASE UMA SEMANA SEM POSTS???

Pra quem não sabe, semana passada a Rice & Beans tomou conta da minha vida. Uma semana sem dormir, loucura total e não consegui vir aqui postar nada. Provavelmente muita gente não saiba do que se trata mas nem é o momento de contar rsrsrs. Só falei no Instagram e já foi o suficiente para parar minha vida… imagina quando eu contar aqui desse meu mais novo projeto? Vamos com calma, vamos esperar reposição de estoque e daí sim, dou a noticia completa.

Hoje é quarta e lembrei do tanto que vocês amam o Chora. Vamos lá?

Caso 01 – Andromeda

Olá Cony.

Acredito que meu chora é um pouco diferente, então vamos lá.

Namoro há quase dois anos. Tenho 28 anos e ele 37. Ele é do signo de câncer e sei que você também é desse signo, mas tenho que deixar um adendo: cancerianos  são super difíceis de lidar, tudo é drama e tempestade rs. Uma hora meu namorado fala que me ama e sou o amor da vida dele, na outra hora quer terminar. E ele especificamente é bem chatinho,  metódico e não gosta de ser contrariado, além de ser super turco, ( desde que nos conhecemos sempre dividimos as contas, meu primeiro presente de dia dos namorados foi o Ó,  nem tanto pelo valor, mas pela falta de atenção).

Detalhe que ele ganha quase umas dez vezes  mais que eu, mas como sempre fui independente, a avareza nem me importa tanto  e até que consegui algumas melhoras no decorrer desse tempo. Uma observação é que ele já foi casado e é cheio de traumas. Quando me contava as histórias de vítima dele até ficava com pena, mas depois que o conheci melhor,  percebi que ele não enxerga os seus erros, que muito do que ele me contava, eu acabei visualizando que a ex tinha razão e ele se recusa a aprender com o passado. Pois bem, eu gosto muito mais de sexo do que ele, normalmente só nos vemos no fim de semana e fazemos só uma vez, pra mim é pouco e ele tem ciência, mas melhora um tempo e depois volta a morosidade de novo. Não sei se isso é culpa da idade.

Enfim, comecei com as coisas negativas,  mas também tem várias positivas. Ele é uma pessoa do bem,  sempre que precisei ele estava lá,  temos a mesma profissão, então ele me ajuda muito, gostamos de sair, de balada, de jantares e a família dele é maravilhosa e todos me adoram,  sem modéstia. Apesar de nos vermos só no fim de semana, ele sempre está presente, só que pelo whats. Ele também é super sincero, não me esconde nada e nunca me deu motivo para desconfiar de qualquer coisa, por isso, tenho muito tranquilidade quanto a possibilidade de traições,  coisa que nunca tive na vida. Já tivemos algumas brigas por coisas pequenas e ele dramátizando tudo já me falou que queria terminar algumas vezes , mas só eu mandar uma msg que ele diz que me ama e volta, ou seja, essa relação só vai ter fim qdo eu quiser. O ponto é que as últimas brigas ocorrem porque sempre fui muito moleca e sempre brinquei com meus namorados chamando de gordo, de zuado, nenhum nunca se importou, só que este não gosta e quando o chamo de velho então,  ele vira uma fera. As vezes as brincadeiras ocorrem entre conhecidos e da última vez que aconteceu ele me deu um ultimato: se acontecer de novo sozinhos ou em público ele termina comigo e agora senti que é sério. Falando sinceramente, sou bonita e ele é feio para os padrões de hoje Como a minha vida inteira eu brinquei assim, as vezes não me controlo. Por vezes acho que é muito mimimi por parte dele porque as brigas são feias para pouca coisa, mas as vezes acho que ele sente diminuído por ser feinho e acho que axagero.

A verdade é que estou cansada de briguinhas por pouca coisa e estou em dúvida se vale a pena levar essa relação é tentar se acertar, mesmo com todos esses pontos que citei. Não duvido que ele me ama, pois faz tudo por mim  ( desde que não envolva valores), mas parece que vivo em uma montanha russa porque ele é muito instável. Gostaria da sua opinião e das leitoras.

Amiga, ELE É DE CANCER!!! Boa sorte. rsrsrs Brincadeira, mas ó, cancerianos são tipo isso mesmo… cheios de mimimi, de draminhas, de chantagem emocional, mas ó… altamente manipuladores. Hum… eu bem sei kkkkk Não tem pessoas mais dedicadas e amorosas mas o preço disso nem é alto, é CHATO mesmo. Mas você também se controle… se sabe que tem algo que chateia ele e só depende de você pra isso acabar, o que que custa maneirar na forma “carinhosa” de chamar ele de velho? Pense que isso realmente pode ser algo que o incomoda e outra, você disse “eu sou bonita e ele feio”, será que não tá rolando aí aquelas brincadeirinhas chatas que sem querer querendo acabam diminuindo o outro??? Enfim, o que mais preocupa nessa relação é o pão durismo dele. Dividir seu primeiro presente de aniversario? AMIGA, ISSO É UM SINAL, E GRAVÍSSIMO! Eu prestaria mais atenção nisso do que nas crises de pelanca dele. Se você o ama e acha que vale a pena, aprenda a lidar com os mimimis eternos. Mas o fato dele ser pão duro desse jeito, isso sim pode piorar e te trazer grandes problemas futuramente. Observe.

Caso 02 – Columba

Oi Cony, tudo bem?

Estou com um probleminha pequeno, mas é meio chato e queria conselhos. Ano passado terminei um relacionamento longo, e esse ano, em fevereiro, conheci meu namorado. Ele é uma pessoa maravilhosa, muito carinhoso, bom de cama, com uma família super atenciosa que me adora, já fala do nosso futuro juntos. Enfim, quanto a nós dois está tudo perfeito e eu não poderia estar mais feliz.
 
Porém… ele tem uma ex, que namorou com ele antes de mim durante 8 anos. Além disso, ela sempre foi amiga dele, eles se conheceram no parquinho com 4 anos de idade e depois estudaram juntos até o ensino médio. Pelo que entendi, ele foi o primeiro e único homem relevante na vida dela, parece que foi com ele que ela perdeu a virgindade, por exemplo. Todos dizem que ela é boazinha, um amor de pessoa, porém um pouco insossa, sem gracinha. Nunca conheci pessoalmente.
 
Eles terminaram no meio do ano passado, e nunca tiveram recaídas, mas continuaram se falando porque tinham muito hábito de conversar sempre. Até aí eu acho tudo muito natural. É normal a gente conversar com os ex, e mesmo manter o carinho se tudo terminar de forma amigável, né?
 
O problema é que agora ela deu para insistir em falar com ele com mais frequência, tendo inclusive insistido para eles se encontrarem pessoalmente umas 3 vezes. Nesses encontros, ela sempre manda papos estranhos. No primeiro falou sobre como os relacionamentos estão falidos, como está difícil encontrar alguém legal e amor verdadeiro nesses tempos de Tinder. Disse que tinha medo de não viver mais algo como eles viveram. No segundo falou que ouviu dizer que eu falava mal e debochava dela, sendo que nunca fiz nada disso e o meu namorado fez questão de desmentir e dizer que eu era uma boa pessoa e que respeitava muito ela (tudo verdade). No terceiro parece que ela fez um desabafo dizendo que estava fazendo análise, que não estava feliz.
 
Enfim, eu estou achando que ela está querendo voltar, mas provavelmente não está dizendo isso de forma direta porque acha antiético ou não tem coragem. Meu namorado sempre me conta quando precisa encontrar com ela, diz que sabe que não é legal e que para ele também é chato, mas que deve isso em respeito à história deles, mesmo porque antes de namorar eles eram amigos da infância. E diz de uma forma que parece ser verdade que ela é passado, que eu sou a mulher da vida dele, que me ama de um jeito que ele nunca sentiu antes. A mãe dele também disse que me amou à primeira vista e que nunca viu meu namorado tão feliz.
 
Minha dúvida é: eu tomo alguma atitude em relação à ex? Acho que pedir para ele não encontrar mais com ela passaria uma imagem controladora que não combina muito comigo. No fundo eu acredito que ele não quer mais nada com ela, mas a situação toda ainda me incomoda. Vale gastar energia com isso, ou tento deixar para lá? O que faço?

MAS ÓBVIO QUE ESSA MULHER QUER VOLTAR COM ELE! Mais claro do que isso impossível. Eu acho. E esse papinho que “ah, ela é minha amiga de infância, e merece atenção pela nossa historia” me irritou. Se tá te incomodando e ele sabe disso, deveria falar com ela para manter a distância e ELA RESPEITAR o novo relacionamento de vocês. Sei não… Ah e não ache que porque agradou a mãe dele de primeira que isso significa alguma coisa. Seu relacionamento é com ele, nada importa ou tem peso quando vem de terceiros, independente de quem seja. Euzínea daria um mini piti, com firmeza e bem sincerona: “Amor, é o seguinte, não quero mais essa mulher se intrometendo na nossa vida. Passado é passado, não gosto, não quero, e não vou permitir vocês de papinho de “amigos””. Amigos que namoraram 8 anos e terminaram há apenas um ano? E ainda por cima cria intrigas com você?. Deu né miga? Se posicione já antes que ela peça pra ver filme com vocês no domingo a noite. Affff, folgada.

Caso 03 – Ursa

Bom, eu sempre fui uma mulher independente, gosto da minha própria companhia, fiz viagens, fui a shows, baladas e barzinhos, tudo sozinha ou com amigas e amigos solteiros e adorava curtir a vida adoidada. Saia e fazia sexo com quem eu queria, tinha uns “P.A.s”, beijava mesmo, e quando não estava afim, não fazia nada. Enfim, a solteira convicta e feliz.
Até que conheci meu atual marido, e depois de altos e baixos num relacionamento de 4 anos, ambos fizemos terapia, resolvemos nossos problemas e hoje somos casados, muito felizes e extremamente companheiros em tudo. T-U-D-O!
Mas… sempre tem um “mas”…
Há alguns dias em uma rede social “trombei” com um crush da época do colégio que eu não via tinha uns 8 anos. E aquilo mexeu comigo. Aliás, em 2017 eu já esbarrei com uns 3 “ex”. hehe
Mas enfim, elogio daqui, rasgação de seda acolá, rolou aquela levantada no ego e na autoestima e eu me vi combinando de me encontrar com ele, com o coração disparado de emoção. Mas desmarquei na última hora.
Ele está casado e com uma filha, e eu também estou casada (e muito bem casada, diga-se de passagem). Ou seja, eu percebi a cagada que estaria fazendo.
Mas tanto dessa vez quanto das outras que encontrei outros ex eu me perguntei se eu tinha feito a escolha certa, e como eu estaria se ainda fosse solteira. Eu gostava muito mesmo da vida que eu levava.
A minha dúvida é: alguém aqui já passou por essa fase? Como fez pra se livrar dela? O que eu estou precisando é tomar vergonha na cara?Entendam que nem passa pela minha cabeça eu me separar, amo meu marido e pretendo ficar com ele pra sempre. Só queria saber como lidar melhor com esse meu momento nostalgia. hehe

Nossa migue, como te entendo. Eu tô vivendo minha fase de solteira, de verdadeiramente solteira, pela primeira vez na vida e NUNCA ME DIVERTI TANTO! Juro que fico pensando em como será quando eu me relacionar de novo com alguém. Tem que ser alguém MUITO phoda para me convencer que existe estado melhor de espirito do que este que me encontro. Mas… cada escolha, uma renúncia. Se você casou, tá felizona, nem pensa em separar, miga, sossega o facho. Já aproveitou o que podia então agora foca na vida de casada que é a única alternativa que você tem. E agradeça que tem um bofe que te acompanha em tudo, ou seja, a diversão continua garantida.  E ó… sobre ter feito a escolha certa ou errada, leia sua última frase: “nem passa pela minha cabeça eu me separar, amo meu marido e pretendo ficar com ele pra sempre. ” Tá tudo lindo né nega? Então, quieta aí.

 

  • Curti esse Chora! Tá angustiada com alguma coisa e precisa de conselhos amigos? Vem cá, senta aqui do lado, fala o que sente esse seu coraçãozinho aflito. Mande seu Chora para constanza@futilish.com e no assunto CHORA QUE EU TE ESCUTO. Seja resumida ok?
LifestyleEditorial
Decoração, Mi Casa Su Casa
01 out 2017, 35 comentários

Mi Casa, su casa – Butler´s Pantry e Joy 106D

Quase coloquei um amém no final do título, porque virou uma oração. HAHAHA

Cêis tão delícia? Tudo hidratada? Tudo fisicamente ativas/os? Assim que queremos a Fufulândia. Um bando de gente feliz.

Semana passada não teve post por um motivo muito nobre: FA XI NA.

Uma faxina daquelas de colar as ponta do papel de parede, de limpar as lombadas das revistas e organizar por data.

Levando em consideração que eu assinei Casa Vogue durante 10 anos (enquanto eram editadas pela Carta Editorial, porque depois da Globo Condé Nast a revista ficou uma MERDA) você pode ter uma leve noção da trabalheira que deu.

Porém a faxina vai ser melhor explicada no final do diário de obra que tá QUASE no ponto de publicar.

Ok, vou parar de devanear porque se eu não começar logo a falar do assunto do dia vou perder a audiência dos TDAH.

Falei no Instagram do Joy106D ( Já seguiu minha obra? ) sobre a “despensa do mordomo” que é muito comum lá naquele canto do mundo que eu amo: Austrália, e a Marina deixou comentário aqui pro titio falar mais. Bêxo Marina!

A tradução literal da Butler´s Pantry, como eu já usei no texto préviamente, é “despensa do mordomo” e ela tem – obviamente- uma história própria, que como a gente tá vindo da Oceania pra cá, começa assim:

” O nome PANTRY, é oriunda do francês arcaico PANETERIE que significava: panificar/pão. Nas eras medievais as comidas e utensílios eram armazenadas em cômodos específicos. Carnes eram guardadas na copa (larder), bebidas num cômodo chamado bar (buttery) e os pães na despensa (pantry).

Nota do Tio: Essas traduções são aproximadas, porque na verdade os nomes originais todos se traduziriam para português como despensa.

DAE chegamos na Butler´s Pantry, onde se guardava a prataria, os itens de cozinha mais caros e mais delicados. Como os itens eram de valor esse ambiente era mantido trancado e a chave ficava em poder do mordomo que geralmente  (pasmem) dormia nesse local pois era responsabilidade total dele proteger a prata contra roubo.

As despensas estavam desaparecidas até 2006 quando os empreendimentos começaram a voltar os olhos para o problema que as cozinhas integradas causam que é: casa inteira bagunçada só pra fazer um lanche.

Então vamos falar da Despensa moderna. No caso dos sortudos que pagam 445 dinheiros numa lava louças, na Oceania eles aconselham a ter no quartinho do mordomo:

Uma segunda lava-louças;

Um segundo refrigerador;

Uma segunda pia;

Um segundo cooktop;

Uma segunda torre de eletros.

Resumindo, é uma cozinha. A diferença é que será fechada e consideravelmente menor. Nela serão estocadas as coisas em prateleiras abertas e de profundidade menor, algo como 40 centímetros:

Para que serve?

Sabe aquele domingo, que você vai só fazer um macarrão? Faz ali dentro.

Sabe aquele peixinho frito que fede a casa toda? Faz ali dentro.

Sabe aquela reuniãozinha de amigos que você serve um aperitivo e vai acumulando louça já antes de servir o jantar, depois tem que dar um jeito na louça do jantar pra poder servir uma sobremesa/café/licor… SOCA TUDO NA DESPENSA e amanhã a faxineira arruma, ou então já sai da mesa pra lava louça. E na hora de se despedir dos convidados já está tudo limpo.

Sabe aquela receita de natal que tem ZILHARES de coisinhas pra picar, separar, pré cozer… deixa a sogra fazendo na despensa, e prepara teu peru ali do ladinho, na cozinha.

O que é importante? Que ela seja discreta e que interaja com a cozinha diretamente. No casa de uma das Butler´s Pantry mais lindas que eu já vi, está a versão do The Block Austrália 11ª Temporada do apartamento de cobertura, desenhado pelo casal Dean e Shay:

Essa é a cozinha:

E ali, lindamente oculta está a despensa:

Aqui tem um vídeo (em inglês) curtinho que mostra  como eles pensaram e decidiram todos os detalhes da cozinha:

E essa é a carinha de quem ganhou a temporada + AU$ 755.000,00

Voltando ao post, ao pesquisar por esse ambiente a gente encontra umas despensa muito gourmetizadas, que eu acho que perdem a funcionalidade.

Obviamente é legal que seja bem decorada e agradável de se ver e usar. Mas a função dela é abraçar os tapaué e não ser miss-cozinha.

A não ser que quem está me lendo aí do outro lado seja RYCAH nível Trussardi Rudge, aí é só me contratar que eu já sei o nível de despensa que vamos fazer para sua casa:

Agora eu gostaria de propor a despensa do mordomo alinhada com o nosso Brasil.

E vou até me dar o direito de chamar de Despensa Funcional.

Eu acredito que para nós, que gastamos 2000 reais numa lava louças, 5000 em um bom refrigerador podemos otimizar estes produtos.

Minha dica é que a entrada seja perto da torre de fornos e do refrigerador. Assim, esses eletrodomésticos são compartilhados pelos dois ambientes.

Caso sua familia seja grande, eu sugiro incluir um freezer, aí sim é um bom negócio:

Mas tio, quanto espaço eu preciso?

Quase nada Fufu, quase nada.

Para a brasileiríssima despensa funcional da família moderna tipinikin, eu diria que você deva equipar com:

1 cuba pequena/média;

1 cooktop 2 bocas/queimadores;

1 coifa poderosa ( alí será o canto da fritura/de fazer  o bifão de brontossauro)

1 lava louças (e deixar a cozinha sem)

Esse é o espaço de bancada que você terá pra trabalhar, dois metros.

Teremos que ter uma janelinha (legislação brasileira renovação de ar e luz natural) então eu faria ela no fundo do ambiente;

Na outra parede prateleiras com 40cm de profundidade;

Então estamos falando de 200 x 200 pra ter um MEGA espaço confortável. E isso representa muito pouco numa construção. Vou ilustrar, porque eu tô MUITO animado com isso:

Viu que simples? Pia, bancada, fogãozinho:

Se a torre de fornos e geladeira estiver ali do ladinho da porta, tá tudo dominado.

Dependendo do seu nível de transtorno, ou caso a região onde você morar é válido analisar o uso de portas na despensa. Eu acho desnecessário, mas se por exemplo for um lugar onde tem muito pó, pode ser interessante gastar um cadin mais e colocar portas em toda ou em parte desse móvel.

Dae você pensa: Ah Lelo, só tenho 150cm por 300cm aquele espaço estranho debaixo da escada, tem como fazer outro jeito?

Claro meu amô!

Pode usar a bancada em L sem problema nenhum.

Se você não costuma fazer fritura, ou se faz muito pouco – como aqui em casa – a despensa funcional pode até ser aberta também e ser usada para sujar um espaço que representa 1/4 da cozinha, simplesmente colocando uma parede divisória:

E esse formato é ótimo para apartamentos, especialmente os tipo jardim, como o JOY106D que estou mostrando para vocês em primeiríssima mão.

No caso dessa unidade a despensa não vai ser só despensa, mas também vai acomodar a lavadora de roupas.

Em cidades grandes como São Paulo é bem comum a lavanderia e a cozinha se fundirem em uma coisa só, aqui pro lado do interioRRR, ainda é estranho, confesso. Contudo funciona, que é o que buscamos.

A cozinha formal, será construída e terá acesso por essa porta ao lado do refrigerador e ambos espaços vão compartilhar destes eletrodomésticos.

Ela ficará oculta da parte social pela parede que vai amparar o estofado, assim não haverá visibilidade a partir da porta de entrada:

E quem estiver na sala, verá apenas geladeira/torre de fornos:

A área com a mesa de jantar também ficará nessa área que os clientes vão construir, essa mesa da imagem é aquela de apoio onde você deixa chave, carteira, bolsa, os boletos… é pequenininha mesmo.

Muita gente não entende planta baixa, mas para os que entendem, vou deixar aqui para vocês aproveitarem:

O post de hoje foi tenso! Muita imagem, muita conversa. Aos que não gostam de post com muito falatório me desculpe, contudo foi o necessário.

E por hoje é só pessoal. BÊJO!

Não esqueçam de aproveitar as dicas da patroa no Instagram Futilish, e euzinho no #Tiolelofoz

assilelo-1

As fotos utilizadas nos posts foram coletadas da internet e os 3D foram feitos por mim, imagens que só apareceram aqui porque eu gostei, então, parabéns pra você que fez. Respeito muito seu trabalho e os créditos são seus, se quiser que eu identifique a autoria me deixa nos comentários. Se te incomodar a divulgação aqui, mande um email e eu substituo. BEIJOS DE LOOOZ.