05
Sep 2017
Chora Que Eu Te Escuto!
Chora Que Eu Te Escuto

Choronas! Temos casos novos!

Chora 01 – Fanta

Boa noite Constanza! Estou sofrendo porque levei um fora, ou seria melhor dizer dois foras?! rss  Achei seu blog quado procurava algo sobre como lidar com a indiferença do segundo fora…kkkkk

Deixa eu te explicar melhor:

Eu estava em um relacionamento há 10 anos com uma pessoa maravilhosa, mas muito diferente de mim, e eu faz tempo que venho num processo de mudança pra melhorar minha vida e situação financeira, pois bem, pra ele o importante é cumprir seu horário de trabalho e ter dinheiro pra tomar umas no fim de semana…às vezes, ou melhor, sempre, sentia falta de uma palavras gentis, umas surpresas, sabe, pra esquentar o romance e tals, mas não acontecia…

O relacionamento estava morno, estávamos mais para irmãos vivendo na mesma casa…rs

Acontece que, despretensiosamente, comecei uma conversa no whatsapp com uma pessoa que presta serviços aqui no meu trabalho, pra falar a verdade eu nem gostava dele, achava ele um “entrão”…rs

No começo falávamos apenas assuntos relacionados a trabalho, mas daí ele começou a me elogiar e tal…Falar coisas do tipo: “Porque você é assim desse jeito?” Perguntei: Que jeito?! Ele respondeu: “Eficiente, educada, despachada, inteligente (vou parar agora senão paro de trabalhar)” E como estava em um relacionamento morno, achei legal receber elogios de outra pessoa, me senti viva, pensei assim: “Opa, nem tudo está perdido, alguém ainda repara em mim…rs” Então, a coisa foi fluindo e melhorou até o meu relacionamento em casa… Só um parênteses aqui: ele também é casado e está junto da pessoa há, mais ou menos, uns 14 anos entre namoro, noivado e casamento…

Mas, como nunca fiz esse tipo de coisa (traição e conversas picantes no zap!), o meu marido desconfiou e, novamente como nunca fiz esse tipo de coisas, não tinha senha no celular, nem no zap e não apagava mensagens, portanto você deve imaginar o que aconteceu…ele descobriu tudooooooooooo…e me esculachou, terminou comigo e foi embora…fiquei arrasada…

Como o outro relacionamento extra já estava ficando bem sério, achei, iludidamente, que teria o apoio do cidadão em questão, pois o que ele falava da mulher e como estava o relacionamento deles e que me amava, enfim… Moral da história: Ele contou pra esposa e a esposa perdoou; ele disse que ama as duas, pode um negócio desse?! Depois desse “livro” eu só queria ter perguntar o que eu faço, pois me apaixonei pelos segundo cara, ou será apenas carência?

Amiga, pede “altas” e dá um tempo. E seja mais esperta… homem quando quer algo, ele fala que ama, que não vive sem, que é a mulher da vida, isso até conseguir o que quer e depois some. Bom, não vou generalizar, mas é bom sempre estar preparada para essa opção ainda mais quando aparece assim do nada e a gente está fragilizada por algum motivo. Infelizmente você caiu no conto do rapazinho sedutor e por estar em dúvida com seu casamento, deu muita corda e acabou se ferrando duplamente. Que vire experiência tá? Reseta a vida amorosa, refresca a cabeça e comece uma nova história.

 

 

Chora 02 – Coca

Oi Cony! Acho esse espaço aqui sensacional no seu blog e pra mim é um dos diferenciais.

Acho que nunca vi um chora parecido como o meu e tô precisando muito de ajuda…
Tenho 30 anos e namoro há 15. Pois é. Foi o primeiro homem da minha vida, nunca terminamos, nos damos muito bem. O grande problema é que ele nunca falou sobre casamento, nunca vi essa vontade nele.  Acontece que eu não aguento mais. Nós 2 somos servidores públicos, ganhamos bem, temos uma vida em comum, não existe nenhum motivo para não casarmos.
Todas as minhas amigas casadas, tendo filhos e eu, que fui a primeira a começar a namorar, estou exatamente no mesmo lugar.
 
Como eu percebi que casamento (igreja, festa, papel passado) é um assunto muito delicado pra ele (apesar de ser o meu sonho). Eu tentei outra coisa: morar juntos.
2 meses atrás eu dei um ultimato. Disse que ou a gente morava junto ou terminava o relacionamento. Ele me pediu um tempo pra pensar. Pois é. 15 anos juntos e ele me pede um tempo. Eu dei o tempo e viajei pra fora. Voltei 1 mês depois, fomos conversar e ele disse que ainda não sabia, que tem medo, mas que entre tentar e não tentar, é melhor tentar…Mesmo assim, quem está procurando apartamento sou eu, quem tá correndo atrás de tudo sou eu.
 
E eu não sei o que fazer. Às vezes fico pensando se apareceu outra pessoa, porque já percebi algumas reações diferentes nele de uns anos pra cá. Eu o amo muito, mas chega a ser vergonhoso saber que meu namorado está fazendo terapia pra ver se decide se casar comigo…
 
Alguém pode me ajudar?

 

Bruaaaaaca (chamo minhas amigas assim tá?) mas tá tudo errado. 15 ANOS E A PESSOA NÃO FALA EM CASAR? OS DOIS COM EMPREGOS ESTÁVEIS E GANHANDO BEM????? CASAR É SEU SONHO E VOCÊ ATÉ ABRIU MÃO DISSO POR CAUSA DA INATIVIDADE DO SEU NAMORADO????????? VOCÊ QUER MORAR JUNTO E ELE QUER PENSAR? E ELE FAZ TERAPIA PARA SABER SE CASA OU NÃO?

Pare, não me conte mais que estou ficando revoltada! Que múmia é essa??? Amiga, você não precisa mendigar isso dele não! Caramba, que cara mais inseguro, mais medroso, chamo até de covarde. Não é HOMEM não fia!!!! Desculpa se estou sendo rude, que ele possa ter os motivos dele e bla bla bla, mas com tudo o que você contou, não me resta outra a não ser achar ele um moleque mesmo. Nem vou gastar saliva falando para você ser paciente e esperar a terapia fazer efeito porque acho que depois de 15 anos, sem impedimentos e ele não toma atitude, é porque não vai tomar mesmo. E olha que humilhante… o cara fazer terapia para ver se te quer como esposa ou não!!! Ou seja, se ele resolver casar, nem vai ser por vontade própria! Jura que você precisa disso? Dá um susto nele, mas se prepare pro pior. Eu pararia de procurar apto (que folgado!!! É do interesse dele também, ou pelo menos deveria ser!), cruzaria os braços, não falaria mais no assunto e viveria uma vida de solteira. Sério. Tô muito revoltada.

 

 

Chora 03 – Sprite

Oi Cony, meu chora é sobre futuro/carreira/escolhas. Espero que vcs possam me dar uma luz!

Eu sempre soube que queria fazer uma faculdade, sempre gostei de estudar, e meu plano era: entrar com 17 anos, me formar com 21 ( já muito bem empregada) e no máximo até uns 25 eu estaria ganhando bem o suficiente pra ser independente.

SONHO MEU – e de todo mundo hahaha.

Desde o primeiro ano no ensino médio, eu vinha estudando pro vestibular sem nem saber o curso que eu queria fazer ( e isso só foi ser decidido perto da inscrição 3 anos depois), sabia que eu queria trabalhar com algo que impactasse as pessoas positivamente de algum jeito, e então no ápice as politicas socias implementadas pelo governo do PT, me inscrevi no curso de Gestão de Políticas Públicas, achando que era a profissão do futuro.

No 5º semestre, eu vi que aquilo não era bem o que eu imaginava, não tinha conseguido nenhum estágio na área ( afinal ninguém nem sabia que o meu curso existia, sou da 2º turma) havia trabalhado em um escritório de direito, e depois fui pro banco.

Tentei dar uma chance, larguei o emprego no banco, e fui pra área de acadêmica- que é pra onde a maioria dos meus colegas foi-  trabalhar mais diretamente com o que eu estudava, e fui selecionada pra atuar em um grupo de pesquisa. Foi uma experiência incrível, aprendi muito, mas ainda assim vi que não era pra mim. Admiro MUITO todo o trabalho que é produzido pelos pesquisadores, mas eu simplesmente não consigo.

Nessa altura, faltava 1 ano pra me formar e não ia largar o curso pq afinal de contas – eu nem sabia o que eu queria fazer, em qual curso ia entrar.

Desde pequena, fui criada ouvindo meus pais dizendo que eu venceria na vida se passasse em um concurso público e nunca mais precisasse me preocupar com ser demitida. Mas não concordo com isso.

Me formei em 4 anos de curso, me mudei pro Rio, pois vi que lá tinham ONGs, empresas, e mais oportunidades do que na minha cidade. Mas não rolou nada, e acabei indo trabalhar com vendas em uma start up.

E hoje, com quase 24 anos, geminiana com força, sem emprego, sem perspectiva, com uma faculdade que atualmente não me leva a lugar nenhum, sem saber que rumo tomar, sem saber que curso fazer em uma nova graduação, ou uma pós, sem ter grana pra viajar por 6 meses e dar um tempo, to me achando uma falida, fracassada, burra por ter desperdiçado 4 anos da minha vida, sem dons, e tudo de ruim.

Isso ta prejudicando meu namoro, minha auto estima, e a forma como eu ando enxergando a vida.

Gosto de fazer várias coisas, mas nada que me faça conseguir algum emprego com elas. Mando currículo pra mil lugares diferentes, já me inscrevi em programas de Trainee, to tentando não me acomodar, mas é muito difícil quando tu não está motivada.

A sensação que eu tenho é que todas as pessoas ao meu redor são bem resolvidas, felizes, bem sucedidas no trabalho e tudo é tranquilo.

Eu sempre quis ser independente, ganhar o suficiente pra ter a minhas coisas, viajar de vez em quando, e ter uma vida tranquila, sem muitas extravagâncias, e achei com 24 anos já estaria vivendo isso.

Todo mundo diz que eu sou nova e tenho muito pela frente, mas é muito difícil me enxergar desse jeito.

Não sei se alguém já passou por isso, mas espero que alguém possa me dar uma ajudinha!

 

Olha, antes de mais nada, essa sua percepção de que o mundo ao seu redor está bem resolvido, ganhando bem e feliz, não é verdade. TODO MUNDO tem problemas, e outra coisa, nunca se baseie na vida alheia. Isso só vai te deprimir ainda mais! Acho que o ideal seria procurar um coach para te orientar, mas isso custa dinheiro e acho que no momento não é viável… Mas assim que puder, faça. Realmente você é muito nova e ainda tem muita coisa para acontecer na sua vida. Não se desespere, tudo acontece na hora certa e no momento certo. E o seu tempo não é igual ao dos outros. Apenas fique atenta as possibilidades que aparecem para você, tente olhar as coisas como um todo, não fixe seu objetivo num ponto muito específico e esteja aberta para o que vier.

 

 

  • Tá aflita? Coraçãozinho apertado querendo um conselho? Não tem com quem desabafar? NÃO TINHA! Estamos todas aqui para escutar os Choras e tentar aliviar as angústias. Mande seu caso para constanza@futilish.com e no assunto coloque CHORA QUE EU TE ESCUTO.  As meninas aqui são sábias nos conselhos!
49 Comentários
  1. #1
    Tania
    05.09.2017 - 12:32

    Fiquei me perguntando se os caras dos dois primeiros choras nao sao capricornianos… ou, se no fim, esse negócio de signo nao é só desculpa.

    • #2
      Mari
      05.09.2017 - 13:25

      Ahahaha. Medo de capricornianos! Muito medo… Rs

    • #3
      Alicita
      06.09.2017 - 08:31

      deus me livre capricórnio! hahahahaha

  2. #4
    Cibele
    05.09.2017 - 12:37

    Sprite, eu poderia ter escrito seu chora. Fiz o mesmo curso que voce, as pessoas seguem sem saber que existe, não tem emprego, só quem consegue emprego é com contatinho! O menino mais jumento do curso conseguiu um estágio na secretaria de planejamento enquanto eu to aqui esperando algo acontecer.
    Passei numa seleçao pra trabalhar numa fundação de apoio a pesquisa, depois que saiu o resultado um cara entrou com recurso e “tomou” minha vaga. até hoje penso nisso. Amo minha formação mas ela só me deu raiva. Mestrado não é pra mim, meu negócio é agir.
    Parece que estudei pra nada. Muito decepcionada mesmo.

  3. #5
    Soraia
    05.09.2017 - 13:30

    Caso 2. Eu sei que você titubeia em terminar; primeiro porque parece que o ama e também porque pensa nesses anos todos, ou seja, vou ter perdido 15 anos da minha vida?
    Mas não pense assim, você não perdeu, você viveu, as coisas não parecem boas agora, mas já foram um dia, bola para a frente.
    Com 30 anos as mulheres estão apenas começando a vida na maioria das vezes, se redescobrindo profissionalmente, viajando. Então não sinta que sua vida acaba aqui.
    honestamente eu terminaria ponto acabou. Se e somente se ele tem algum bloqueio emocional ele vai buscar ajuda e vai se esforçar para melhorar, e depois pode até ser que vocês voltem, beeeeem depois, pois agora ele tem que assumir que precisa se decidir.
    PORÉM este não é seu objetivo, você tem que terminar por si mesma, pois está frustrada e não se sente valorizada. Termine, fique sozinha, não saia procurando logo uns caras, isso é furada, vá viver sua vida, aprender a viver só, se acontecer de rolar um sentimento com alguém beleza, mas não corra atrás.
    NO MÍNIMO ele precisa de um susto.
    Não diga que está terminando porque ele não quer casar com você. Diga que está terminando pois as reações dele passam para você a mensagem de que a relação não é realmente importante para ele, que ele não está em sintonia com seus objetivos e que isso não é justo, que você já esteve ao lado dele por uma quantidade de tempo suficiente lhe dando apoio mas ele não mudou, e agora é você quem precisa cuidar de si mesma. E vá.

    • #6
      Jane
      05.09.2017 - 18:36

      Show!!!! Melhor conselho! Leve esse conselho pra vida!
      Coca, se ame primeiro lugar, se ame em segundo lugar, se ame em terceiro lugar! E depois os outros. Não fique com quem não te valoriza como mulher, como esposa e companheira.

    • #7
      Andressa
      05.09.2017 - 20:07

      Cony, pelo amor de Deus, contrata a Soraia! Que conselho maravilhoso! Vou já imprimir e colar no meu espelho! Bjs

  4. #8
    Marcela
    05.09.2017 - 13:40

    Sprite o única conselho que tenho pra te dar é não foca sua vida com base na vida dos outros, saia das redes sociais se necessário, pois lá é sempre tudo perfeito e as vezes acaba nos deprimindo mais.

  5. #9
    Tereza
    05.09.2017 - 14:03

    Sprite (chora 3), então estamos juntas nessa. Você mais nova que eu, pq em dois meses faço 28, nada de estabilidade, emprego bom, nada, nada. Fiz engenharia de controle e automação, minha mãe teve câncer e morreu durante meu período de faculdade, não fiz estágios na área, apenas estágios mais administrativos. Me sinto uma inútil. Olho pros lados e tá todo mundo bem e ganhando bem e sendo feliz. Pensei em coaching, mas é caro demais e tenho medo de não ajudar muito. Pensei em fazer uma nova graduação, mas sem $$ pra sobreviver direito fica difícil. Vejo os 30 chegando e nada. Queria demais poder te ajudar com algo que tenha me ajudado, mas ainda não encontrei essa luz.

  6. #10
    Juliana
    05.09.2017 - 14:25

    Vou comentar somente para a Sprite:

    Tenho 32 anos, me formei na melhor faculdade do Brasil, em um curso concorridíssimo, fiz um intercâmbio na França e quando tinha a sua idade estava exatamente na mesma situação.

    Passei em diversos momentos questionando minha formação, tinha momentos de amor e ódio. Saí da faculdade não querendo emendar um mestrado e fazer minha vida na academia. Fiquei devaneando um tempo, enviando mil currículos, fazendo milhares de testes para trainee, nada saía. Me sentia um lixo.

    Até que sentei para estudar para concurso público. Na sua área, então, é quase que um caminho natural. Não passei nos primeiros, e dei um tempo. Apareceu uma oportunidade na iniciativa privada e eu peguei. Trabalhei uns meses para ter o meu dinheiro. Quando me demitiram, o que na época me deu certa raiva, eu decidi novamente estudar para concurso público. Atualmente, eu agradeço por ter sido demitida. Passei em diversos concursos e hoje, depois de 7 anos desde que tive a ideia de concurso público sou totalmente independente…Trabalho há 4 anos num ótimo lugar, com um ótimo salário e moro sozinha pagando minhas contas.

    Porém… Sim, tem um porém. Minha vida virou um marasmo. Esse marasmo me deixou ultra deprimida. É nesse exato momento que decidi me inscrever para um mestrado no exterior, algo que antes eu achava muito difícil.

    Acho que a vida é um passo de cada vez. Você vai perceber que esse sentimento de fracasso vai vir até quando você já alcançou algo que desejava muito. Nós sempre colocamos o presente como ruim, como o pior da nossa vida. Meu conselho é: não desista e olhe para outras possibilidades a sua volta.

    • #11
      Kaline
      05.09.2017 - 19:07

      Gostei do teu comentário.
      A gente tem dessas mesmo, quanto mais conquistas e facilidades mais bege elas vão ficando com o tempo.
      A gente acha q é só conquistar isso e aquilo, encontrar o cara certo, etc etc,
      Estamos sempre insatisfeitos.
      Já ouviu ouro de tolo do Raul seixas?

    • #12
      Andressa
      05.09.2017 - 20:09

      Juliana, que comentário sensato!

      • #13
        Juliana
        06.09.2017 - 14:31

        Eu mesma às vezes não acredito no que digo. Vejam como é difícil enxergar essas coisas… 😉

  7. #14
    Sonia
    05.09.2017 - 14:26

    Coca, meu amor!!! Deixa eu te contar minha historia…. namorei por 11 anos. Com 7 anos juntos, ele decidiu ir morar fora do país pq precisava viver essa experiencia (nem cogitou me levar junto). Passou 1 ano la, e na volta, nada de falar em casamento. Dizia que eu era a mulher da vida dele, que me amava muito, mas tinha medo do casamento. Foi pra terapia. Mais uns 2 anos se passaram. Ele decidiu que queria morar sozinho (SOZINHO, NAO COMIGO). Moral da historia, acabamos depois de 11 anos de namoro… eu descobri traições (espero que não seja o seu caso)… 1 mês depois ele estava com outra menina. 2 meses depois eles foram morar juntos. Agora são casados. Ou seja, tudo desculpa de um “bunda mole” que não sabe o que quer da vida! Desculpa, mas na minha opinião ele está te enrolando. E MUITO!! Vai viver sua vida, vai ser feliz, vai procurar por alguem que procure as mesmas coisas que você!!!! Descubra-se!!! É o melhor que você tem a fazer!!!

    • #15
      Vanessa
      05.09.2017 - 21:50

      Acho muita generosidade pensar que esse moço não sabe o que quer. Ele sabe muito bem que não quer se casar com a atual namorada. Está acomodado na situação, mas tem certeza de que, casar com ela, não quer. Se quisesse, casava. Acho que é o caso clássico daquele livro/filme: Ele simplesmente não está tão a fim de você. Diante disso, moça, só resta a você tomar uma atitude.

  8. #16
    Mirella
    05.09.2017 - 14:29

    Sprite, eu penso um pouquinho como a geração passada e não acho muito real esse negócio de “vamos viver nossos sonhos”. Infelizmente 90% da população não consegue viver trabalhando com o que ama, mas está tudo bem. A nossa geração tem o lema de “trabalhar com o que ama para não trabalhar nenhum dia”, mas não tem problema nenhum trabalhar com algo que é só ok para você, afinal é só isso, um trabalho. Não deixe que ele tome um espaço tão importante na sua vida a ponto de atrapalhar no que realmente importa, como disse que está fazendo com a sua auto estima e seu relacionamento.

    Vai dar tudo certo ♥

  9. #17
    05.09.2017 - 14:30

    Sprite, vc é nova pra caramba, pode fazer mais 10 graduações se quiser e mudar de área. Se joga, menina. 😉

  10. #18
    Ticiana
    05.09.2017 - 15:38

    Coca, olha só, vou falar do ponto de vista do namorado….tive um namorado por quase quatro anos que queria muito casar comigo, e apesar de eu gostar muito dele, muito mesmo, não queria me casar de jeito nenhum, e nem era porque eu sou baladeira, atirada, só não queria…por fim, ele se cansou e terminamos, sofri muito,mas uns dois anos depois, ele se casou com uma moça, feliz da vida e eu, que não queria saber de casamento, me casei com um CAPRICORNIANO ótimo pra mim, rs…Resumo: não se força casamento, não se dá ultimato, é natural…se ele não quer e pra você não está bom, ok, sofre e parte pra outra.

    Sprite, passei por situação parecida, mas com um agravante, tinha uma filha que precisava de mim…hoje tenho 37 anos, acabei indo pra área pública, estável, independente…feliz? Essa é uma decisão diária que eu tomo todos os dias, mesmo nos sem perspectiva.

    • #19
      Larissa
      05.09.2017 - 17:33

      Concordo. Ir pra terapia pra DECIDIR se casa é furada, amiga. Isso deveria ser 100% natural, tanto pro SIM quanto pro NÃO. Nunca vi alguém ficar 10 anos juntos e não pensar em casar.
      Fiquei com um cara 6 anos e tb nao vi se cocar. Resolvi EU ir morar sozinha e deu tudo certo no final. Hoje moramos juntos há 5 anos. Tem vezes q tem q dar um chacoalhão, mas prepare-se para o NÃO. Eu sinceramente me sentiria muito humilhada de passar por isso. E não pense que você é inferior, pra mim ele que é um boboca. Cuidado com o que a colega falou também. às vezes tá comodo pra ele… e se ele tem alguem? Fica enrolando as duas e vida q segue. Isso é muito comum, de ficar anos e anos com uma pessoa, se separar porque nao quer casar e 1 mes depois estar casado com outras. Tenho varias amigas q passaram por isso.

  11. #20
    05.09.2017 - 16:20

    Chora 1 (Fanta): Se você estivesse realmente apaixonada, não questionaria se está apaixonada ou apenas carente. Você simplesmente saberia.

    Chora 2 (Coca): Nada melhor do que perder o bom e achar o ótimo.

  12. #21
    Rebel
    05.09.2017 - 17:06

    Chora 2(Coca): Namorava há 5 anos um rapaz ótimo. Super apaixonada, estávamos em empregos estáveis e ele só falava de casamento no futuro distante. Forcei a barra e fomos morar juntos.. procurei apto sozinha, fiz tudo que podia sozinha… ele apenas “aceitou”. Durou 2 anos o nosso “morar junto”… ele não mudou em nada a rotina dele, não me incluiu na vida dele de nenhuma maneira e, mesmo morando sob o mesmo teto, fomos nos distanciando demais, até que resolvi terminar. Se vocês estão juntos há tanto tempo e ele ainda tem dúvidas, acredite: ele não quer casar com você. Ele apenas não tem coragem de dizer isso claramente. Vai doer DEMAIS terminar depois de 15 anos juntos, não vai ser NADA FÁCIL. Mas eu, no seu lugar, não perderia mais tempo investindo em algo que não vai dar certo… se ele não está empolgado com a ideia, na rotina então vocês vão se perder totalmente.

    Chora 3 (Sprite): eu tenho os mesmo questionamentos desde que me formei, aos 22 anos, numa das melhores faculdades do Brasil. Hoje, aos 32, estou em busca de uma nova graduação. Eu já poderia ter feito 2 graduações apenas durante esse tempo que perdi. Pare de perder seu tempo e siga em frente!

  13. #22
    Gabi
    05.09.2017 - 17:27

    Sprite, nem sei o que você sonha pra sua vida, mas da uma olhada no DAAD, um departamento educacional da Alemanha. Eles dão bolsas para estrangeiros, inclusive brasileiros, fazerem mestrado na Alemanha (o mestrado é em inglês) em Políticas Públicas. Tenho uma amiga que fez, e vários colegas dela estão trabalhando na ONU, na UE, em Brasília, etc, efetivamente com políticas públicas e ONGs. Se for do seu interesse, vai fundo 🙂

  14. #23
    Luiza
    05.09.2017 - 18:51

    Sprite, vc ja leu matérias sobre a geração Y? ou alguma dizendo sobre os adultos mimados q nasceram de 1982 a 1995? Procure ler sobre esta geração, seus planos e frustrações. Eu me enquadro nessa faixa etaria e tem me feito muito bem entender sobre nossos anseios.
    A gnt forma cedo, quer estabilidade cedo.. nao queremos largar td e viajar com pouca grana, queremos emprego dos sonhos com ferias e hotel de luxo, td isso antes dos 30, recém formados….
    Olha, tirando os médicos, nao ta rolando salario bom pra ngm recem formado.
    Nao coloque as frustaçoes todas na sua formaçao ou no seu histórico de vida. A grama do vizinho é sempre mais verde mesmo. Procure ser feliz com o q tem agora e lembre-se q nao está sozinha

    • #24
      Soraia
      06.09.2017 - 07:58

      Amei esse comentário. Eu me enquadro na geração, porém a mentalidade tenho mudado.
      Nossos pais nos ensinaram que se estudássemos, nos esforçássemos chegaríamos aos trinta com dinheiro, uma carreira bem sucedida e uma casa super ótima, e claro de brinde um amor incrível do lado. Maaaaaas a vida é a vida e ela não está ligando para qual geração você pertence. Outro fator é que nos baseamos nas exceções e intencionalmente fechamos os olhos para a realidade a nossa volta; vemos o caso do cara que tem 1.000.000,00 antes dos trinta e pensamos eiii é isso ai. Era ai que eu deveria estar, como sou fracassado. É só um exemplo, não precisa ser o cara de 1.000.000,00, ou então olhamos a amiga casada com o cara mais legal do mundo e postando no instagram as fotos do bebe mais fofo que existe que vem a ser seu filho e ai pronto já era nossa auto estima.
      A maioria das pessoas não está podendo viajar várias vezes ao ano, não mora na melhor casa, não está casada, aliás nem achou a pessoa certa ainda, trabalha porque precisa pagar as contas e quem sabe viajar kk, mas nem sempre é em algo fantástico, na maioria das vezes os sortudos trabalham em algo que nem gostam, mas o ambiente é bom, os colegas também e o salário compensa, ou seja, estão vivendo. Nossos pais conseguiam a casa arrumadinha lá pelos 40, nós queremos já começar a vida no apartamento de móveis planejados, nossos pais começavam a vida trabalhando no que aparecesse, nós queremos começar como trainee na melhor empresa do mercado… A gente precisa é consertar nossa cabeça.
      E espero de coração que a menina do caso três não se ofenda com meu comentário, pois o que falei, é para mim, é para todas nós.

      • #25
        Caroline®
        06.09.2017 - 10:41

        Seu comentário foi mara, viu? Uma geração altamente mimada que acredita no conto do “vc é especial”. Se todo mundo é especial, ninguém é especial, fim.

    • #26
      Taiza
      07.09.2017 - 12:18

      A geração dos que, filhos de pais que se ferraram muito na vida, foram criados com o pensamento de que teriam tudo o que os pais não tiveram, seriam felizes em tudo, ganhariam o mundo antes dos 25 anos. Só faltou falarem que poderiam comer e não engordar. Esse pessoal está todo frustrado hoje, eu só me frustrei menos porque sou a filha mais velha, que cuidava dos irmãos e me ferrei desde cedo pois peguei a fase de pobreza na família. Mas ainda assim criei expectativas altas demais, quebrei a cara demais, mas tenho aprendido e seguido o meu caminho da melhor forma que consigo, o ideal mesmo é começar não acreditando em rede social. Na vida real, a vida é menos glamourosa, tem mais trabalho, mais boletos, mas pelo menos é de verdade.

  15. #27
    Renata
    05.09.2017 - 19:01

    Fanta: o que você sente por esse cara não é amor!!! Você se sentiu bonita, valorizada, quem não gosta? Porém nada de ficar em casa chorando por quem não te quis! Bola pra frente !

    Coca: ELE NÃO VAI CASAR COM VOCÊ! Esquece, pula fora, adeus! Namorei 08 anos e era louca para casar com ele…ele me deu um pé na bunda em janeiro e em 03 meses depois já estava desfilando com outra….VAI DOER E VAI DOER MUITO! Mas quando você ficar triste lembre-se que há 07 BILHÕES DE PESSOAS NO MUNDO…sozinha você não fica…outra coisa que me ajudou na fase do término foi ler aqui no blog o post da CONY de como sair da fossa…ACHO QUE LI ESSE POST UMAS DEZ VEZES….quando tava na fossa achava que nunca mais ia transar, beijar, achava que ia morrer…PORÉM 01 MÉS DEPOIS DO TÉRMINO JA BEIJEI NA BOCA E TRANSEI NO BANHEIRO DE UMA Balada….hahahahaha…não que você precise fazer isso, mas você vai ficar bem sozinha! Acredite em mim! Dói no começo mas depois você verá COMO A VIDA É MARAVILHOSA! E COMO É BOM SER SOLTEIRA E FAZER APENAS AS SUAS VONTADES. Última dica: se possível faça terapia, porque a gente fica meio perdida sozinha…mas no final tudo se ajeita!

    Sprite: MINHA FILHA TÁ TODO MUNDO NA MERDA! Tenho 28 anos e sou advogada e também não tenho condições de morar sozinha ainda…O IMPORTANTE É LUTAR! UMA HORA UM EMPREGO LEGAL APARECE, MAS VÁ ATRÁS….e outra dica: nas redes sociais a vida de todo mundo é perfeita né? NÃO CAIA NESSA! Faça uma limpa no seu facebook e no seu instagram…eu fiz isso e agora não me sinto mais um lixo humano!!!!

    Eis as minhas dicas kakakakakakakak

    • #28
      Mariana
      06.09.2017 - 09:56

      Que post é esse? Tô precisando! Mandem o link rsrs

      • #29
        Renata
        06.09.2017 - 18:18

        http://www.futilish.com/2013/06/conversinha-sobre-o-fim/

        CONY ESSE POST ME AJUDOU MUITO…LIA QUASE TODOS OS DIAS DEPOIS QUE LEVEI UM PÉ NA BUNDA akakakakkakaka

        Eu realmente achava que nunca mais ia beijar na boca….afinal namorei dos 20 aos 28….mas ja beijei na boca e beijei foi muitoooooooo akakakkkaaakakaka

    • #30
      Érika
      06.09.2017 - 15:50

      É como dizem, a fila anda….kkkkk, tanto pra namorado quanto para emprego, acredite!

    • #31
      Márcia
      06.09.2017 - 16:59

      HAHAHAHAHA
      Renata melhor pessoa!
      Adorei o comentário! É isso aí mesmo!

  16. #32
    Liza
    05.09.2017 - 21:11

    Meu comentário para seria justamente sobre a geração Y, os sonhadores… eu sou da geração X e realmente qdo vc lê tudo se aplica perfeitamente às gerações.

    Como outras meninas comentaram por aqui a vida dos outros não é essa maravilha que a Sprite acha… infelizmente não podemos ter tudo, na realidade, eu comprei e paguei minha casa antes dos 30, eu viajo, tenho o mesmo emprego a 16 anos, provavelmente nunca serei mandada embora e nem por isso não é um inferno tb e pelo menos umas 2x por dia não penso o que estou fazendo aqui? Odeio meu trabalho? não. É meu sonho? nunca e com a maioria das pessoas é isso mesmo, índice bem baixinho de glamour 11 meses do ano pra poder viajar um mês, ter uma casa, etc… vc sacrifica uma coisa por outra… Sobre redes sociais, não tenho nem face, realidade virtual, aquilo não existe.

    Ah e meu diploma, serve pra que? absolutamente nada, só pra currículo, educação não é valorizada por aqui e não será tão cedo, me arrisco a dizer que se fosse mal caráter e tivesse comprado um na Praça da Sé seria a mesma coisa, triste Sprite, mas essa é a realidade.

  17. #33
    Cindy
    06.09.2017 - 00:10

    Caso 1- assista o filme HOW TO BE SINGLE. Não vou me prolongar muito…

    Caso 2- leia o livro AS CINCO LINGUAGENS DO AMOR. Mudou a minha perspectiva sobre relacionamentos. Não é mais um livro de autoajuda pra encher linguiça. Me fez entender muita coisa! Não sei se isso vai te ajudar no seu caso, mas talvez essa incerteza que ele tenha sobre casar seja porque falta “algo” no relacionamento de vcs e esse “algo” é apenas uma má comunicação no relacionamento de vcs! Recomendo dar um livro de presente pra ele ler também
    Se não servir para o seu caso, ao menos vc vai aprender mais sobre relações e pessoas 🙂

  18. #34
    Crica SZ Costa
    06.09.2017 - 01:28

    S P R I T E, eu to na mesma, mas com 40 anos. Até os 35 tava de boa, fiz mestrado na minha área, smp fui responsável e agora nao consigo mais emprego. Não sei o que acontece..as vz me pergunto pq estudei tanto e o mercado quer menos qualificados na educação (minha área) para pagar menos.. estou vivendo um dilema.. e cursos novos faz como desempregada há 4 anos? me sinto invisível..mas tento manter a fé de que algo acontecerá, pois minha parte to fazendo de procurar emprego smp.

  19. #35
    Stephane
    06.09.2017 - 09:01

    Coca, vivi uma situação parecida. No meu caso eu ia fazer 10 anos de namoro, não estava feliz e não tinha certeza se queria casar com ele. Pensei até em escrever para o chora, mas depois de ler todos os relatos, já sabia a opinião da Cony. Rs. Por experiência própria, sei como é difícil: medo de não encontrar alguém tão bom/legal/honesto/trabalhador/bom filho… etc como a pessoa com quem estamos. Decidi minha vida no dia em que descobri que seria pedida em casamento. Tenho muita fé e acreditoem Deus, então, falei com Ele: “Pai, se for para dar certo, esse pedido acontecerá; caso contrário, não dará certo”. O ex esqueceu o anel. Depois desse dia, o relacionamento só piorou e eu comecei a buscar minhas respostas em minha fé. Resultado: terminei, encontrei outra pessoa que me faz muito feliz, me respeita, confia em mim e desde o início tem planos parecidos com os meus.
    Então, amiga, não tenha medo, faça listas de prós e contras; fique um tempo sem vê-lo, descubra os seus sentimentos. Força e coragem pra você! !! Busque sua felicidade.

  20. #36
    Bruna
    06.09.2017 - 09:30

    CASO 3 – Sprite
    Fia, ninguém ta satisfeito com a vida que tem, NINGUÉM, esquece isso! E tenha sempre em mente que amar trabalho é uma utopia, todo trabalho tem seus contras e vc é que tem aprender a lidar com eles. Tenho 24 anos tbm, advogo há 2 e ainda to em busca…paralelamente ao meu trabalho oficial, que é o q me dá renda, eu procuro fazer outras coisas p distrair e me dar renda, por exemplo: Doces! Tenta algo simples enquanto não arruma nada, doce, comida, artesanato, mas esquece, tira da cabeça essa coisa de trabalho perfeito, amar de paixão o trabalho. Eu fiz terapia um período atrás e me ajudou a me acalmar, pq achei que estaria concursada aos 25 também. Beijo

  21. #37
    Roberta
    06.09.2017 - 10:15

    Fanta – aconteceu o mesmo comigo! Mas enqto encarava a segunda facu, acordava as 5 e dormia meia noite, meu ex marido se encontrava com outra pessoa casada. Não quer mais estar casada, vai curtir a solteirice! Ainda bem q nao deu tempo de vc fazer sacanagem com seu ex… Se tem duvida que ama, entao nao ama… Encare como lição aprendida e procure alguém desimpedido p se envolver.

  22. #38
    Caroline®
    06.09.2017 - 10:58

    Não costumo comentar nessa seção, mas achei as histórias interessantes. Meus 02 centavos:
    1 – Você fez merda. O lado bom é que vc saiu do relacionamento falido (mesmo que sem iniciativa). Aproveite e se reinvente. Como diria o Molejão, ♫ não era amor, era cilada! ♫
    2 – Ele não quer. Simples assim. Se seu sonho é realmente importante, vá realizar com outra pessoa. E nada de medo de ficar avulsa aos 30. Isso é uma grande bobagem que a sociedade enfia na nossa cabeça. A vida é mara!
    3 – Tão jovem, tão iludida. Quase ninguém tem essa vida profissional perfeita, muito menos aos 24 anos. o problema foi o tamanho da expectativa criada. A menina elaborou uma fantasia quase irrealizável, se apegou a ela com força e agora tá sofrendo (seu signo é peixes?). A dica é prestar atenção na realidade (que não está nas redes, lá só tem a fração ideal editada), quanta gente tá sem emprego ou em subempregos. E mais: diploma é bom, mas é só um aspecto. Pra começar, tente arrumar um trabalho, qualquer um que tenha a ver com vc e baixe essas expectativas. Isso acaba com qualquer um.

  23. #39
    Isa
    06.09.2017 - 11:22

    Caso 3: Fia, o trabalho pode ser um marasmo mas sua vida não precisa ser! Não fica de mimimi “ah sou contra concurso público, gosto de agir”… Eu sou concursada, não é o emprego dos meus sonhos mas é por causa dele que consigo realizar os meus sonhos! Entende? Vc quer se realizar na sua formação, mas se não ta dando, pare de reclamar e parte pra outra! E repito: meu trabalho pode ser monótono mas minha vida não é! Trabalho MUITO! MUITO! Mas quando estou fora do trabalho tenho outra vida e aproveito da melhor forma possível! Então, se um concurso publico vai ajudar vc a pelo menos ter uma grana, faça! Depois, já com a garantia do emprego vc corre atrás de outra coisa! Boa sorte! 😉

    • #40
      Taiza
      07.09.2017 - 12:08

      Isa, concordo em tudo com você. Fora a estabilidade de um concurso em tempos de crise, e no trabalho também não falta oportunidade de darmos nosso melhor, quem quer sempre faz a diferença… Eu sou grata eternamente pelo meu emprego, que paga as minhas contas e me deu alegrias infinitas e me dará ainda outras mais.

  24. #41
    Claudia
    06.09.2017 - 11:44

    Coca querida, 15 anos pensando tá ótimo. Larga deste cara! Agora. Imediatamente. Neste instante. Já. Ontem.Vai procurar alguém que se importa com você. Pelo amor de Deus acorda !

  25. #42
    Elinor
    06.09.2017 - 13:07

    Achei o caso 3 bem interessante, também estou mais ou menos nesse barco. Li uma entrevista hoje que joga alguma luz nessas questões relacionadas a vida profissional, talvez seja útil: http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/eu-estudante/tf_carreira/2017/09/03/tf_carreira_interna,623054/em-entrevista-mario-sergio-cortella-fala-sobre-felicidade-e-carreira.shtml

  26. #43
    Carolina Duarte
    06.09.2017 - 17:38

    Coca, concordo com a maioria das meninas que te aconselharam. Acho mesmo que se ele quisesse vocês já estariam casados. Ele só está sem coragem de assumir isso, talvez até mesmo pra ele. Eu quero te contar a história de um amigo meu, pq pode ser uma possibilidade do que esteja acontecendo no seu caso. Meu amigo namorou 5 anos uma menina, ela sempre falava em casar. E elw tinha o “álibi”: precisamos nos formar, precisamos arrumar um emprego bom. Até que ele passou em um concurso público que ele queria muitoooo. E como essa história estou contando pela visão do meu amigo nesse momento ele pensou: agora terei que casar. Não tenho desculpas.
    Entrou pra terapia, pra tentar se decidir. Saiu da terapia assumido gay. Na época foi uma barra, imagino pra menina como foi decepcionante planejar, sonhar, e o primcipal se relacionar com um homem gay. Mas depois de um tempo superaram e hoje até se falam cordialmente pq têm amigos em comum. Ela está linda e feliz. Te contei essa história pq pode ser uma hipótese né?! Seu namorado deve ter algum bloqueio, pq precisar fazer terapia pra se decidir algo que deveria ser uma vontade natural, não é normal. Meu conselho é terminar, e espere mesmo o pior. Com 15 anos de namoro, certas decisões já deveriam ter sido tomadas. Mas a parte boa é que vai passar. Dói, mas um dia quando perceber terá passado. E talvez solteira, você consiga ver um mundo de oportunidades pra você “desbravar”. Perceba os sinais (nem me refiro a ser gay ou não, ele pode simplesmente não querer casar ou não querer casar com você), mas me refiro queqyando a gente quer, a gente faz. E você merece ser feliz. Estou torcendo por você!!!

  27. #44
    Taiza
    07.09.2017 - 11:53

    Gostaria de dizer para a Sprite, siga em frente, sempre, sem olhar pra trás!
    As suas expectativas pra 24 aninhos de vida estavam bem altas, tipo as minhas com a sua idade haha! Q achava que, com 25 anos, estaria casada, feliz, vida garantida e dois filhos.

  28. #45
    Taiza
    07.09.2017 - 12:01

    Acabou que encaminhei a mensagem incompleta, sem querer. Ainda para a Sprite. Com 25 anos, eu estava formada em uma faculdade na qual dei meu sangue, medula e ossos, pois sou formada em Matemática, e tive que estudar o que tinha à disposição, de graça, pois não tinha a menor condição de pagar uma faculdade na época. Me formei no Paraná, numa faculdade muito boa, porém num curso que eu detestava/detesto. Mas era o que tinha e, diante da falta de possibilidade, você faz o que tem que ser feito e ponto. Com 24 anos casei, exonerei de um concurso público lá e vim pra SP com meu marido, que já morava aqui, e recomecei do zero. Com um diploma que não ia de forma alguma impulsionar a minha carreira, eu fui trabalhar na iniciativa privada e fui fazendo concursos, estudei muito, muito e depois de várias a provações, consegui um concurso razoavelmente bom e é com este salário que realizei vários sonhos, mesmo sem ser realizada completamente fazendo o que eu faço. Então, eu digo pra você, você ainda não se achou ao que parece, e eu também não, e sou quase dez anos mais velha do que você. Você tem a mesma idade do meu irmão e dos amigos, dele, e as pessoas desta época tendem a ser imediatistas, e querem realizar tudo pra ontem. Não estou falando que é o seu caso, mas é certamente o caso de todo mundo que eu conheço nesta idade, então me perdoe se não tem nada a ver com você. Com 24 anos a gente ainda está engatinhando em vários aspectos, não só na carreira, mas ainda assim é uma idade muito boa, muito legal. Aproveite a vida, eu hoje acredito que ninguém é 100% feliz no trabalho, a não ser aquelas pessoas que viajam e escrevem sobre isso haha! Ou seja, meia dúzia! Mas se for ver, aposto que até elas tem problemas. Foca em algo que pague suas contas e que, obviamente, vocÊ não odeie, né? A sua satisfação pode vir de outras formas, através de hobbies, trabalhos temporários fora do expediente, uma viagem nas férias. É assim para 99% das pessoas. Não olhe pra trás, existem muitas faculdades que você ainda pode fazer e você ainda pode se encontrar nelas. É muito jovem, tem muitos anos de vida pela frente, não sofra tanto por antecipação e nem por talvez não ter tomado o caminho que esperava. Força!

  29. #46
    Taiza
    07.09.2017 - 12:05

    Coca, tem homem que é tão acomodado que chega a ser covarde. Se em 15 anos o cara não se decidiu, dê um ultimato já esperando pelo pior, e se for o caso, siga a sua vida. E não estranhe se em pouco tempo ele aparecer casado depois, infelizmente pode acontecer. Ou ele pode ficar nesse mundinho dele, fugindo da vida de adulto e sem coragem pra assumir nada, nunca, enquanto você realiza seus outros sonhos, sem ele. Eu hoje não suporto essas coisas, essas atitudes de moleque que alguns homens tem. Desculpe porque obviamente é a pessoa que você ama, mas a falta de iniciativa acaba com o charme de qualquer pessoa, poxa, 15 anos!!

  30. #47
    Bruna
    11.09.2017 - 10:32

    Sprite:
    Ando triste, pq parece que a vida de todo mundo andou para frente, menos a minha. Pessoal todo tá mudando: fazendo mestrado fora, arrumando emprego novo em outro cidade, morando só, casando. E eu pareço empacada.

    Eu sou formada em Direito e Administração Pública também.
    A diferença do meu curso para o seu é o meu era uma Escola de Governo e eu já saio concursada, em uma carreira até boa.
    E não estou satisfeita, pq não é bem a carreira e o tipo de trabalho que eu quero.
    Mas isso é bom! Tem coisa pior que gente acomodada?
    Fico triste, mas tento ver outras opções. Claro que dá um desânimo.
    Mas não podemos desistir.

    Leia os comentários acima e veja que você não está sozinha.

  31. #48
    Tatiana
    12.09.2017 - 17:54

    olha tenho algumas opiniões…
    pra primeira acho que caiu no conto mesmo do cara que seduz mas nunca largará a mulher fato.
    pra segunda, estava eu pesquisando sobre algo e vi sobre casos de Gamofobia(fobia de compromisso) isso existe de verdade pesquise.. se não for isso eu penso que casamento não é tudo e de verdade se vc gosta pq tem que ter papel assinado? (pra mim isso é o que menos importa numa relação) falo isso pq já fui casada e terminei por traição do fofo. hoje vejo que muitas pessoas idealizam um conto de fadas na cerimonia e tal, porém isso de verdade não impede de nada e muito menos da pessoa te respeitar ou de ficar com vc pra sempre.
    pra terceira olha isso de idade foi coisa da sua cabeça.. pq 24 anos a maioria não tem grana para se manter sozinha e vc se iludiu com vc mesma.. já que está parada pq não estuda pra algum concurso publico? talvez possa dar certo já que não se encontra em nada mais.
    Bom acho que é isso 🙂

  32. #49
    Dandara
    13.09.2017 - 13:45

    #Caso 2

    Ele não te merece!!
    Você precisa de um HOMEM e não de um moleque. Alguém que te ame, priorize e queira estar com você. Não aceite migalhas dele só pelo tempo de relacionamento, não vale a pena começar uma vida com uma pessoa que não sabe o que quer.
    Ele é um covarde, posso estar errada, mas acho que ele se apaixonou por outra ( provavelmente vc suspeita quem seja), está fazendo terapia pq não consegue decidir entre vocês e não sabe como seguir o relacionamento com você. Resumindo, sai fora, enquanto é tempo.

Comente