30
Apr 2017
Mi casa, su casa – Iluminação pro teu ninho.
Decoração, Mi Casa Su Casa

Olá  Fufu-delícias!

Chegou aquela época do ano que eu sofro, com temperaturas entre 5 e 15ºC aqui no Sul.

Inverno e inferno não são tão parecidos assim por acaso.

Titio aqui já desmistificou o LED pra vocês nesse post AQUI. E sempre nos comentários recebo pedidos pra falar sobre iluminação. É um assunto complexo, que tem um monte de regras, leis, contas, variantes… então hoje arrumando minha estante eu encontrei um livro muito bom que eu comprei pra ler nas férias de…

2009/2010… Sim, eu sou desse tipo de gente que vai pra Buenos Aires e o livro de cabeceira do hostel (porque eu sou desses terráqueos muquirana) é sobre trabalho. Desculpe-me, mas eu amo meu trabalho. O livro é esse aqui:

Nele o autor, Mauri, usa uma linguagem bem simples. E se você está estudando arquitetura, engenharia ou design de interiores, é uma aquisição ótima, pois vez ou outra é necessário consultá-lo. Não é um livro caro, mas com certeza a biblioteca da sua instituição tem ele disponível para consullta, então você pode conhecê-lo antes de adquirir.

No post anterior falamos de temperatura de cor, de quantidade de iluminação para cada tipo de ambiente e hoje eu vou falar de alguns (os principais) efeitos de luz e onde eu gosto de empregar esses efeitos.

Então pega uma vela e #Vemkotio!

Vamos falar de tipo de luz antes. Basicamente, existem:

Luz Direta: Uma luz não muito brilhante, mas que ilumina de forma efetiva tudo que está no ambiente. Como os Plafons:

Luz Indireta: Uma luz direcionada que bate em uma superfície e então é refletida e ilumina o local de maneira suave. Como as sancas em gesso:

Luz Difusa: Uma luz que atravessa algum material (tecido, vidro, acrílico) e que por isso de distribui sem incomodar os olhos. Como lustres com cúpulas:

Luz Focal: Se projeta em pontos específicos, como quadros, esculturas, bancadas, mesas, como as luminárias direcionáveis:

Para se fazer um projeto de iluminação eficiente, é necessário que se saiba onde estarão os móveis. Mesmo que  você não tenha comprado o mobiliário ainda, é preciso conhecer a posição onde eles vão ficar, para podermos adequar os pontos de luz de forma correta. Nada de facho de luz sobre a cabeça das pessoas na sala de jantar, ou batendo no topo da estante alta.

Agora vamos começar a falar de efeitos.

Todo e qualquer ambiente, pra mim, tem que ter o que chamo de luz plena (tbm conhecida como luz geral). E pra vocês entenderem essa iluminação eu sempre digo que essa é a luz da faxina. É aquela que você ligaria pra limpar a casa a noite, que ilumina tudo de forma uniforme. Quando você precisar arrumar uma mala, ou pregar um botão numa camisa você vai agradecer a mim por ter essa luz.

Ela pode ser um ponto central (funciona bem em ambientes menores):

Ou vários pontos distribuídos (para ambientes amplos):

O importante é enxergar tudo que tem no seu cômodo, compreendido?

Aí vamos para os efeitos com viadagem. Pode ser pra enfatizar um revestimento bonito, um papel de parede, molduras… aí um dos mais comuns é o efeito “washing wall“. Que eu vou me dar o direito de modificar e aportuguesar como “cachoeira”, ninguém merece lavar parede.

Esse efeito vem geralmente do teto e “escorre” pela parede:

Eu adoro de usar esse efeito em Hall de entrada, em corredores, em salas de TV e em banheiros de medidas generosas, afinal porque não?

Aí temos o DownLight, que é a uma luz de cima pra baixo (parece óbvio, mas güenta ae) e que não de distribui muito para os lados, ela fica focada no ponto pra onde é direcionada. Para isso é necessário que tenha uma abertura de facho de luz específica – atualmente tem umas controláveis – e a altura do pé direito também é importante, pois se for muito alto, pode acontecer de se perder o efeito no meio do caminho.

Esse tipo de iluminação cria “bolas” onde ela incide:

Acho muito legal esse tipo de luz em bancadas de cozinha, mesas de refeições e estudo.

Aí vamos pegar a contramão e falar do UpLight. Eu disse que parecia óbvio, mas existe a luz de baixo pra cima também. É um recurso que é comum em paisagismo:

Mas que usamos dentro de casa porque cria a Luz Indireta que a gente ama por ser confortável demais:

Esse efeito pra cima me agrada em quartos, salas de tv e espaços de jantar.

Em questão de efeitos, é quase que essencialmente isso que existe. Podem ser aplicadas de formas diferentes, como uma “cachoeira” de baixo pra cima, ou lateralmente.

Em breve (me cobrem) falaremos de quais luminárias/lâmpadas são usadas para atingir esses efeitos, combinado?

Beijo grande do tio!

Não esqueçam de procurar eu e patroa diva no Instagram: Futilish e Tiolelofoz, e eu também estou no Sanpchat com o mesmo nome de usuário.

assilelo

As fotos utilizadas nos posts são coletadas na internet, e só apareceram aqui porque eu gostei, então, parabéns pra você que fez. Respeito muito seu trabalho e os créditos são seus. Se te incomodar a divulgação aqui, mande um email e eu substituo. BêXos.

28
Apr 2017
Desejo da Vida – Saia de Paetês Prateada
Como Usar, Fashion News

Pessoas amadas do meu coração, preciso contar para vocês a minha mais nova paixão. Paixão a primeira vista, fugaz, arrebatadora!

Foi assim… estava eu em Dallas quando uma moça chegou na poolparty (um dos eventos que tive por lá) usando uma saia lápis de paetê prateado e uma blusa verde limão. Fiquei hipnotizada. Look mais lindo da vida! Uma combinação que eu jamais esperaria mas que funcionou tanto, mas tanto, que eu não consegui tirar a imagem da minha cabeça.

E vocês sabem né? Brilhou, eu apaixono mesmo. Fui pesquisar inspirações com saia lápis de paetê prata e achei TANTA coisa legal que só me fez desejar ainda mais ter uma dessas! Olhem que riqueza:

Esse look da Giovanna Battaglia vai aparecer bastante neste post pois achei várias fotos dessa produção e todas estão maravilhosas. É simples, mas tao milionário que dá vontade de copiar na hora. A saia, um moletom e uma sandália que pode ser nude ou cinza. Que tal??? No look ao lado, a saia, com acessórios e blusa preta. RYCAHHHH!

Tio novamente e Carine Roitfeld, duas musas da moda mundial! A saia de Carine me mais um couro metalizado, mas que super serve para nos inspirar a usar uma saia lápis prateada.

Incrível como essa saia enriquece qualquer look né? Com uma simples camiseta cinza, ou camisa mesmo. Muito maravilhoso!

Eu tenho CERTEZA que preciso de uma saia dessas para viver. Para causar nos eventos. Para ser aquela moça da saia prateada que vai ficar na cabeça de todo mundo… AI EU QUERO!

Prata com cinza é muito PODER!

Ela, Giovanna, novamente. Se não me engano, a saia dela é Dolce & Gabbana.

E o mais perfeito de ter uma saia de paetê prata é que nem precisa se preocupar com o restante do look. Pode jogar uma tshirt podrinha que fica tudo perfeito!

Não gosta de midi, de lápis? Vá de curta. Na minha opinião fica um look mais balada enquanto que a saia lápis é muito mais elegante, mas vai do gosto de cada uma né?

E se a vontade de brilhar for até o chão, se joga numa saia longa!

  • Como a saia de paetê já impera no look, é bom usar o restante bem simples e básico. Do jeito que a gente gosta, causamos, mas com elegância, sempre. Eu quero muito. Alguém mais ficou com essa vontade?
25
Apr 2017
Marshall’s, Amor Pra Vida Toda
Decoração, Shopping Time

Quanto tempo que não mostro comprinhas por aqui né? Mas o motivo é um só: quase não tenho comprado nada hahahaha. Foi-se a época que eu comprava uma peça de roupa por dia!!! Sério, vocês lembram disso né? Mas graças a Deus criei juízo e a única coisa que quero comprar agora são itens pra casa.

Minha casinha nova tá ficando fofa, bem aconchegante, gostosa de ficar, cheirosinha… rsrsrs Como o apartamento é alugado, não estou fazendo grandes mudanças. Brinco um pouco com a decoração e só me preocupei em fazer um closet com tudo o que tenho direito. Diz que será montado semana que vem! Mas isso é assunto pra outro post, podem ficar tranquilas que mostrarei tudo.

Enfim,viajar pros EUA para quem está montando casa é uma das melhores coisas do mundo. Aqui qualquer bobaginha pra casa custa um absurdo e lá é tão mas TÃO barato!!! Fui logo pensando em comprar roupa de cama e toalhas mas obviamente acabei comprando coisinhas a mais. Também queria comprar luminária, mas como fiquei pouco tempo (só 3 dias), não consegui procurar direito tudo o que eu queria. O destino do meu consumo gringo para casa sempre é a Marshall’s. É uma mega loja de descontos que tem de TUDO! De casa, mesa, banho, roupas, sapatos, algumas até comida. Tem outras lojas bacanas (fiz um post aqui contando as minhas preferidas da gringa), mas o tiro certo na minha opinião sempre é a Marshall’s.

Bom, deixa eu mostrar o que trouxe:

Velas. Várias, muitas mesmo, algumas nem fotografei pra postar rs. Mas olha só gente, olha que linda, branquinha, com cheirinho bom e sabe quanto??

US$ 7!!!! Uns R$ 24!!!! Pode???

Empolguei geral e trouxe essas também. Embalagens lindas e como minha casa tá numa pegada preto, branco, dourado e prata, escolhi essas.

Olha os precinhos!!!!

Como chama isso? Castiçal? Vi exatamente os mesmos em Miami mês passado e fiquei apaixonada mas como minha mala estava cheia, não deu pra trazer… E tcharan! Lá estavam eles em Dallas me esperando!

8 dólares cada gente! Coisa de 25 reais!!!! Imagina o preço disso aqui no Brasil??? Ah, e muitas meninas me perguntaram no Instagram (me segue lá, mostrei tudo em vídeo no Stories @futilish) como eu trouxe sem quebrar nada. Bom, as velas vieram na mala no meio das roupas, e esses castiçais eu trouxe na mala de mão, com todo o cuidado do mundo!

E por falar em mala, farei um post com um jogo de mala que comprei antes de ir e que me surpreendeu pelo tamanho, leveza e resistência. Uma dica bem boa para as viajantes… mas calma, isso em outro post.

Lençóis! O que eu mais queria!!! Mas é uma loteria acertar uma Marshall’s que tenha uma boa variedade. Infelizmente não achei grandes coisas a que fui em Dallas, mas consegui comprar esse jogo da Ralph Lauren por 40 dólares. Bom né?

Uns R$ 120, lençol bom e ainda grifado rs. Também comprei um outro jogo, de 700 fios, por incríveis US$ 30!!! Queria edredon também, mas não achei tamanho queen, só king. 

Agora repara isso gente… Abridor e descascador da Kitchenaid.

Quanto o abridor???

OITO DÓLARES! Caramba, 24 reais! Aqui custa R$ 179 nas Lojas Americanas. Brincadeira né?

E o descascador de legumes, 5 dólares. Uns 15 reais. Kitchenaid. Aqui, R$ 95. É de chorar.

  • Também comprei uma bandeja de banheiro, dessas com espelho, super fofa, por US$ 12 (cerca de R$ 40) porque a que eu queria aqui no Brasil custa mais de 300 reais. É simplesmente impressionante a diferença de preço, a qualidade das coisas e variedade. Claro que tem que fuçar, mas com esses mini preços, a gente fuça com gosto! Marshall’s tem em tudo que é canto nos USA, super vale a pena dar uma conferida quando estiver por lá!
Página 1 de 612345Última »