21
Dec 2016
Para as Sedutoras e Misteriosas…
Novidades de Beleza, Publieditorial

A Océane não para de surpreender a gente né? Eu ainda me lembro como se fosse ontem quando a marca se resumia a lencinhos tira esmaltes e hoje é toda essa potência com uma linha de maquiagem super top, pinceis e agora mais uma turma para a família: uma linha de produtos para o corpo chama My Moments! São 3 fragrâncias, a Joy, a Mystic e a Peace, sendo que cada cheirinho é pensado em momentos diferentes.

E eu estou de Mystic, que fala bem sobre meu momento misterioso… de encanto… e paremos por aqui hahahahahhahahaha.

A linha corporal é composta de uma colônia, loção hidratante, sabonete líquido e creme para as mãos .

A linha Mystic tem uma fragrância super particular, de vanilla com orquídea! A colônia é uma delíiiiiicia! Pensa num cheiro sensual e misterioso? Eis a colônia Mystic.

A loção hidratante é leve e ainda perfuma. Para ficar macia e cheirosa rs.

O sabonete líquido tem um tamanho ótimo para deixar no lavabo (ou banheiro) e impressionar a visitar que for lavar as mãos. APOSTO que ela vai comentar: que sabonete gostoso!!!!! O cheiro é uma delícia.

Aposto.

E para carregar um pouco de Mystic e seu perfume em qualquer lugar, creme para as mãos! 

  • É lançamento hein gente! E tem para vender no e-commerce da Oceane com precinho bem amigo!
21
Dec 2016
Chora Que Eu Te Escuto!
Chora Que Eu Te Escuto

Acho que mais um Chora e já abro o mail para novos casos! Como podem perceber pelos nome, estou no Chile rsrsrs

Caso 01 – Santiago

Olá, Cony! Tudo bem? Minha história é um tanto quanto complicada. Minha mãe sempre foi uma pessoa muito difícil de lidar. Não tem papas na língua e acaba falando e fazendo o que vem à cabeça sem pensar nas consequências. Além disso, implica com os “agregados” da família (cunhados, em especial). Sempre tentei contornar a situação mas, de um tempo para cá, as coisas estão ficando insustentáveis. Praticamente em todos os encontros de família minha mãe fecha a cara quando vê os cunhados e faz questão de deixar bem evidente que a presença deles ali a desagrada. Fala coisas e chega a brigar com eles. Já perdi a conta de quantas vezes já chorei em reuniões familiares por conta das atitudes dela. As brigas são tão frequentes que eu já chego encontros esperando por elas e me sinto péssima. Minha avó sempre está presente nas reuniões e fica extremamente triste com o que acontece lá. Estou preferindo evitar essas situações para poupar minha avó desse tipo de coisa. ( Quando eu não vou, minha mãe acaba desistindo de ir). Não sei mais o que fazer. Já tentei de tudo para  abrir os olhos da minha mãe e fazê-la perceber como esse jeito dela é terrível mas ela é irredutível e sempre  se coloca no lugar de vítima. Fico triste de não poder comparecer aos encontros e de perceber que minha mãe é realmente a causa dos conflitos familiares. O que você faria em meu lugar?

Tentaria entender o porque dessa atitude da sua mãe. Algum tipo de rejeição? Complexo? Será que ela pode ser bipolar? Alguma coisa tem, e é isso que tem que ser tratado! Acho que vale uma conversa mais profunda e sincera, talvez até uma terapia mas não sei como ela veria isso. Ela entende que causa essas brigas? Ou sempre acha que está com a razão? É complicado, mas acho que eu tentaria entender o porque disso!

Caso 02 – Arica

Oi Cony! Adoro essa coluna <3 Vamos lá… No começo do ano conheci um rapaz aqui da  minha cidade mesmo, me interessei por ele logo de cara, coisa que não acontece sempre, começamos a ficar e nos apegar (pelo menos eu), aí um dia ele me manda uma msg por whats dizendo que não sabia o que tinha acontecido, que o problema era com ele, mas ele não queria mais ficar comigo. Fiquei muito mal. Até que depois de um mês acho, ele me procurou novamente e disse que gostava de mim, tinha sofrido por ter terminado, mas decidiu que era melhor assim porque tinha ido morar em outra cidade pra trabalhar e enfim. Isso ele não me falou, acredito que quando se gosta de uma pessoa, você fala sobre sua vida. Aí voltamos a conversar e tal. Mas depois de uns 4 meses ele voltou a morar aqui, e me procurou, ficamos novamente. Mas algo sempre me intrigou, nunca saímos em público sabe, e quando ele me convidava pra sair, chegava o dia, ele ou desmarcava ou sumia, e depois vinha dizer que teve um compromisso, balela né? Certo dia me irritei e terminei com ele. Mas depois disso, ficamos novamente. Essa enrolação já faz 7 meses. Acredito que se ele gostasse de mim mesmo, isso já teria evoluído pra um relacionamento sério né Cony? No começo gostava de ter alguém pra ficar as vezes, mas acabei me apegando e gostando dele, eu via um futuro mas hoje não sei se gostaria de ter um relacionamento com uma pessoa instável, que uma hora quer outra não. E nisso, sei que não sou a única, apesar dele e dizer que não ficou com ninguém, mas sei que ele vai a festas e já vi até um coração que ele comentou na foto de outra menina. Será que devo continuar no banho-maria e deixar rolar ou colocar um ponto final porque não vale a pena e me valorizar? Não sou muito de sair, aliás estou muito caseira ultimamente, minhas amigas ou são casadas ou namoram ou são mais velhas e tenho 20 anos. Será que o problema está comigo? E o que posso fazer para mudar? Será que estou sendo muito imatura?

Ele está fazendo com você o que você permite ele fazer! O cara te enrola, some, volta e você fica com ele de novo. Pra quê que ele vai mudar de comportamento, me diz? Suma da vida dele, o tempo é sábio, dá as melhores respostas. Ou ele aparece e firma compromisso, ou some de vez, mas não deixe ele te cozinhar mais. Você está perdendo tempo e gastando energia com algo que não te dá retorno algum.

Caso 03 – Pucon

Olá Cony, como está? Descobri seu blog faz um ano mais ou menos e gosto tanto que li todos os posts desde o primeiro numa tacada só. Sempre pensei em mandar um chora mas não tive a oportunidade, até agora. Bom, sou formada em administração de empresas e tenho pós graduação em finanças e em gestão de recursos humanos. Pode parecer que sou uma pessoa super bem sucedida mas não é bem assim. Infelizmente até o momento não tive uma boa oportunidade e trabalho como telefonista num banco. Ganho pouco e não vejo condições de melhora pois vou fazer 34 anos e a maioria dos bancos, área que mais gosto, só contrata pessoas até aproximadamente 25 anos. Já tentei em outros ramos mas a questão é que nem mesmo sou chamada pra entrevistas. Namoro um rapaz 5 anos mais novo que eu; ele é muito bom, trabalhador, responsável e me ama muito; eu tb gosto dele. Porém, a situação financeira dele é pior que a minha e, várias vezes eu tenho que pagar nossas saídas. E ele mora em Belo Horizonte e eu no interior, o que dificulta mais ainda nosso relacionamento. Sempre tive o sonho de me casar e ser feliz, talvez ter um filho mas o tempo está passando e não há nenhum direcionamento pra isso. Fico pensando se estou perdendo tempo com ele mas, não suporto mais ficar sozinha e perceber a cobrança das pessoas ao meu redor. Enquanto todos na minha faixa etária já formou família e já é bem sucedido na vida, eu não saí do lugar. Me vejo totalmente estagnada e sem futuro. Não sei o que fazer pra mudar minha vida. Tenho até mesmo vergonha de mim e da minha idade, já era pra eu estar lá na frente vivendo outras etapas da minha vida mas, estou aqui no mesmo lugar de sempre. Me dê uma opinião! Muito obrigada e um grande beijo.

Não se desespere, por mais que tudo pareça estar sem rumo. O universo conspira em nosso favor, mas tudo depende de como a gente vibra. Se sua energia tá ruim, só vai atrair coisas ruins. Pense positivo! Sobre o trabalho, não desista de tentar uma recolocação, ou até mesmo mudar de área. Já pensou em ter algo próprio? Empreender em algo? E sobre o relacionamento, calma. Não tome nenhuma atitude baseada na condição atual, tudo pode mudar! Você diz que ele é um cara legal, responsável e que te ama. Segura a onda, nunca se sabe o dia de amanhã! Ele pode dar super certo na vida e te ajudar quando você precisar. Relacionamento é isso, uma mão lava a outra! PORÉM, não fique com ele pensando que não pode ficar sozinha. Isso sim está errado. Acho que nem é o caso, mas não pense assim ok? E não é porque todo mundo está casado que quer dizer que estão bem. Calma, foco, pense positivo e se esforce para ser melhor a cada dia!
Caso 04 – Valparaíso

Olá Cony! Meu chora é um pouco de falta de coragem mesmo haha Tenho 26 anos, e perdi a minha mãe nova. Sempre fomos só eu e meu pai. Temos uma situação boa (não sou nem perto de rica), mas nunca me faltou nada e sempre estudei em boas escolas. Acontece que por ele nunca ter me deixado faltar nada, sou um pouco acomodada. Me formei aos 20 em uma faculdade que não gostava, porém, meu pai não me deixou parar. Fiquei 3 anos parada, sem vontade de procurar nada, e aos 23 resolvi fazer uma segunda faculdade que gosto muito. Arrumei um emprego, que não é em nenhuma das duas áreas, porém, que me ajuda bastante. A questão é que estou terminando o terceiro ano da faculdade, e queria muito fazer estágio. Porém, não consegui até agora, e tenho um pouco de receio de deixar um emprego certo para procurar estágio, mas também sei que aqui mal tenho tempo de procurar alguma coisa, e isso vem me consumindo. O salário nem é muito bom, mas quando a gente começa a trabalhar, é sempre difícil voltar a ser sustentada né? Queria a ajuda de vocês e opiniões, sobre o que devo fazer, porque meu pai só fica repetindo que vai me apoiar haha. Queria alguém que me impulsionasse e dissesse a verdade sabe? Então é isso. Agradeço desde já todas as opiniões que virão. Beijos

Pense que um dia seu pai não estará mais ao seu lado para te apoiar e impulsionar. Tente ser o mais independente possível e se está fazendo uma faculdade que gosta, acredito que deveria ir atrás do estágio sim, ainda mais aproveitando o apoio do seu pai. Esse é o momento de aproveitar esse respaldo para conseguir entrar na carreira que escolheu e depois poder tomar um caminho mais certo e concreto! Eu iria atrás do estágio!

  • Choras ainda fechados… MAS POR POUCO TEMPO UHUUUU! Já vai escrevendo seu drama e deixa no rascunho do mail!
21
Dec 2016
Oxford… Branco??
Fashion News

Acho lindo quando as coisas que a gente torcia o nariz, torcem a cara da gente hahahaha

Pantacourt.

Flatforms.

Sapatos metalizados.

Óculos redondinhos (ninguém mais se lembra de John Lennon né?)

E agora, oxford. Ok, oxford nem teve alto grau de rejeição, mas vamos considerar a opção OXFORD BRANCO?

Eu ganhei um da Passarela no Amigo Secreto e quando usei TO DO MUN DO perguntou do sapato. Até eu fiquei surpresa com a reação geral da naçñao e pensei… porque nunca tinha pensado em ter um oxford branco antes???

O lance é que ele substitui bem o tênis branco, o resultado fica bem parecido e dá para usar praticamente com os mesmos looks, com uma diferença: fica mais estiloso e cool!

Olha só:

  • Fino hein? Definitivamente o medo do sapato branco parece ter ficado para trás! Já pode pensar nessa possibilidade para este verão! Querem um Onde Comprar??