12
Dec 2016
O Dia Que Resolvi Economizar
Becky Bloom Who?, Organização, Publieditorial

Os dias de Compranza ficaram para trás, definitivamente. Durante um bom tempo, esse foi meu apelido impublicavelmente maldoso mas que… fazia todo sentido. Gente, eu comprava muito. Mas MUITO, tipo todo dia. Não sei até que ponto posso considerer isso um vício ou doença porque, graças a Deus, nunca me endividei ou deixei de pagar uma conta. Comprava muito, mas pagava tudo certinho. A parte ruim era que nunca sobrava dinheiro para nada e eu tinha na cabeça que não era necessário economizar, fazer uma poupança, porque vai que eu morresse no dia seguinte? Pra que guardar dinheiro?

39e5abbbc4ca0b16928271547ef0f8a3

Só que a gente sabe que não é bem assim que as coisas funcionam na vida real. Uma vida de compras compulsivas não traz nada de bom. Primeiro o acúmulo de roupas, sapatos e acessórios, alguns que nunca cheguei a usar. Aliás, aqui fiz um post sobre 10 erros que cometemos ao comprar, e um dos erros que eu mais cometia era comprar algo porque estava absurdamente barato, mesmo sem ter utilidade nenhuma. Além do acúmulo de coisas e ficar aquela bagunça em casa, viver sem uma reserva financeira não é nada inteligente… Assumo!

Bom, fiz algumas mudanças na minha vida, como por exemplo… parar de comprar muito rs. Viram o detalhe na frase né… parar de comprar MUITO. Tem que ser uma coisa gradativa e assim foi. Hoje, neste exato momento, não sei falar qual foi a última compra que fiz. Opa, sei sim… um top por R$ 30 num bazar. Sim, se a gente pode economizar nas comprinhas de roupa, em outras coisas também dá!

c137957844dbcf179f98e2c5b8202f8f

Alterei o plano do meu celular. Fiz umas gambiarras lá e consegui aumentar o plano de dados (que é o que mais uso) e reduzir a conta pela metade! YEY! Vitória!

Aprendi a andar com bloquinho de rotativo no carro, deixar de ser preguiçosa e procurar vaga na rua ao inves de pagar mini fortunas em estacionamento.

Aprendi a escolher o horário de happy hour do meus restaurantes preferidos.

Aprendi a usar livrinhos de descontos em restaurantes.

Aprendi (ou melhor, estou aprendendo) a investir meu dinheiro.

Aprendi a conferir fatura de cartão de crédito, conta de celular e extrato bancário.

Sim, extrato bancário. Aquela coisa chata que quase ninguém olha direito e se olha, mal entende o que está escrito ali. Nessa, vi que meu banco estava me cobrando quase 1000 reais por ano para eu ter meu dinheiro lá sendo que uma amiga minha tinha comentado que não pagava nem um centavo no banco dela.

Isso me deixou encucada… Peraí… já pago uma anuidade bruta no cartao de crédito do banco (coisa que aprendi a negociar também!) e ainda pago essa taxa mensal que nem sei pra que é e minha amiga tem os mesmos produtos/serviços e não paga nada? Como assim???

Daí que fiquei sabendo que hoje em dia existem os bancos digitais, aqueles que tem taxas super baixas (ou zero, como no caso dela) e que dá para fazer tudo pela internet (amem, porque ô coisa chata que é ir em banco).

Fui atrás, quis pesquisar mais e vi que o Banco Intermedium (o banco dessa amiga), do grupo MRV, foi o pioneiro em conta digital no Brasil e é o único com a conta 100% gratuita. Tipo assim: as TED (transferencias) não são cobradas (independente do banco), os saques em caixa 24h também são isentos de tarifa, pode fazer emissao de boletos, depósito de cheques por imagem e outros serviços são completamente gratuitos. Ah, e não tem taxa de manutenção de conta e nem cobra anuidade nos cartões de crédito Mastercard Platinum AND Black!!!!!

img_9541a

Por ser conta digital, não precisa ir na agência para nada e tudo pode ser resolvido pelo aplicativo, INCLUSIVE abrir a conta. Confesso que estou bem tentada a ter uma conta bancária 100% digital.

Mais uma maneira de economizar dim dim e agora preciso aprender sobre investimentos. Para mim, esse assunto é grego mas já estou dando meus pulos para entender mais e parar de perder dinheiro ou pagar por serviços que outros fariam de graça ou beeeeeem mais barato. Hoje em dia não dá para brincar de gastar e achar normal pagar qualquer tarifa. É necessário entender do que se trata e se existem alternativas para economizar onde der. No final das contas, uma tarifazinha a menos dá uma boa grana economizada!

unnamed

12
Dec 2016
Onde Comprar – Maiôs!
Shopping Time

Amaram o post sobre os maiôs né? Muito mais chiques e elegantes! Mas… onde comprar???

onde-comprar1

Adriana Degreas R$ 680 LINK, Marcyn, R$ 214 LINK

onde-comprar2

Blue Man R$ 249 LINK, Cia Marítima R$ 298 LINK

onde-comprar3

Marisa R$ 129,95 LINK, Tryia R$ 425 LINK

onde-comprar4

Cia Marítima R$ 319 LINK, Cecília Prado R$ 558 LINK

onde-comprar5

Cia Marítima R$ 298 LINK e Renner R$ 159 LINK

  • Se alguém souber de mais alguma opção para comprar maiô modernoso e elegante, deixe aqui sua dica!!!