07
Nov 2016
Chora Que Eu Te Escuto
Chora Que Eu Te Escuto

Chororô a vista! Eu sei que hoje é segunda mas quero liberar esta leva para abrir o mail para novos Choras! Vamos lá?

Chora 01 – Meredith

Oi, Cony, comecei a sofrer por amor aos 12 anos e não parei mais rs.  Amei um menino dos 12 aos 20 sem ficar com ninguém. Só ele existia e ele não me quis.
Só depois com 20 anos comecei a superar, namorei 4 anos um colega é faculdade, sem grandes emoções, sexo 1 vez por mês, nunca me pagou nada (não preciso, mas e o cavalheirismo?) nunca viajamos. Sentia falta de vida nele. Queria viver uma grande paixão.
Logo que terminei, um rapaz me adicionou no Facebook, puxando conversa, descobri que ele era tudo que eu procurava, gostava das mesmas músicas, filmes, lembranças parecidas de infância… fomos ao cinema e me apaixonei.
Ele me mostrou tudo que é bom, me agrada, vi como sexo é bom. Como ele é forte,  carinhoso, atencioso e faz questão de minha companhia. Mas a vida não seria fácil, né? Ele é policial (todos me falaram que policial era galinha, vinham com histórias de traição) e antes de mim aproveitou a vida bastante,  saiu com várias, que sempre buscam uma forma de falar com ele. Ele me contou seu passado e eu pirei, fiquei louca. Penso nele com outras, xingo ele, queria que ele fosse só meu. Fui ao psicólogo, na missa, no centro espírita, onde me falavam que era bom eu fui. Até o dia que ele resolveu vender o carro e comprar um mais barato para comprar uma casa para nós, parece que isso sossegou meu coração, ele disse que eu sou a mulher que ele mais amou e que ele quer ter filhos, mas domingo passado, mexendo no celular dele enquanto ele dormia, vi uma conversa dele com uma moça, ele reclamava de mim e dizia que eu era muito ciumenta, que ele se arrependia de ter largado dela. Ela o convidou para sair, ele respondeu dias depois que estava ocupado e mais tarde disse que não iria, pois “infelizmente estava comprometido”. Meu coração sangrou, fiquei 5 dias sem comer e só chorava, me sentia enganada, traída. Ele policial e sério que é chorou de soluçar,  disse que fez isso, pois queria me deixar, mas não teve coragem e viu que me ama, por isso até vendeu o carro. Ele jura que não saiu e eu ao confronta-la obtive a mesma resposta. Mas estou sofrendo, acho que ela está rindo de mim, que eu sou uma trouxa, o que eu faço Cony?

Primeiro, QUE QUE ELA TEM A VER COM A HISTORIA? O problema é ele, e se ela, por algum acaso, estiver rindo de você é PORQUE ELE PROVOCOU isso. Acho que você deveria resolver sua história com ele, só você vai saber se confiar novamente ou não. É difícil, pelo que vejo de você, vai ser bem pesado passar por cima disso, mas tem que ver se vale a pena ou não. Ele pisou na bola sim, e você, só achou o que queria porque foi futricar no celular dele. Homem é bobo, faz gracinha as vezes só por causa do ego. Homem quer ser o fodão, o garanhão, o desejado, e pode ser que não tenha nada além disso. Ou não. Observe mais um tempo, dá um gelo nele e comece a se preocupar mais com você do que com os outros. 

1db0366b30dd2d702049621274e3a895

Chora 02 – Christina

Boa tarde Cony, estou escrevendo hoje pois estou muito insatisfeita comigo e com a minha postura frente os outros. Serei o mais breve possível.

Sempre trabalhei muito e desde cedo, como a maioria das brasileiras, para ter minha independência financeira e emocional. Sou uma mulher forte e de opinião e tenho prazer em ajudar os novos colegas de trabalho com os meus conhecimentos.

Hoje trabalho em uma empresa pequena e meu chefe fez uma pseudo-reunião comigo e estava na sala mais uma pessoa que trabalhava e não saiu. Ele disse que queria que eu mudasse para outra campanha, trabalhar mais, com mais adversidades, enfim uma proposta ruim. Mas eu fiquei triste, sim triste, porque tentava falar com ele e toda hora era interrompida, por ele, pelo telefone, pelo Skype.

Ele “pediu com autoridade” que eu fizesse, disse que o serviço dele dependia do meu e eu me senti acuada, senti menosprezada pois a proposta é para quem está começando a carreira. Fui para o banheiro e chorei muito. Chorei com medo da crise que vivemos, com sentimento de inferioridade e principalmente por me achar refém. Não sei se você lerá meu desabafo, tampouco se vai comentar, mas precisava desabafar.

Eu sei bem como é isso de não conseguir conversar e só chorar e vou te falar, isso tira TODA a nossa autoridade. Às vezes a gente tem que peitar os outros, sejam eles pessoas superiores (falo chefes, pais, etc), para manter firme nossas vontades e pontos de vista. É quase um treinamento. Aprender a falar NÃO, NÃO QUERO ISSO, NÃO VOU FAZER ISSO. Se ele falou com autoridade com você, você também deve falar com autoridade para ele. Respira fundo, seja clara e mantenha sua postura!

44c0b17bd5de6dea58561a8cf521707f

Chora 03 – Izzie

Seguinte: moro hoje na Argentina e tenho 35 anos. Vim para cá estudar e acabei ficando. Durante a faculdade, conheci meu marido. Nos apaixonamos, e foi uma coisa muito louca. Ele tem 25 anos a mais do que eu. No começo, isso não parecia ser um empecilho… até agora.
Estou em uma fase da minha carreira estável. Tenho rendimentos estáveis e sinto muita vontade de viajar, ir a restaurantes, fazer coisas novas. Mas o meu “querido” não quer. Arruma sempre mil defeitos, nunca está disposto e nunca propõe nada. Como resultado, a minha vida social acaba sendo ir a barzinhos e beber. E só.
Mas, de verdade, eu estou é de saco cheio disso. Os barzinhos e restaurantes que são do gosto dele são sempre os mesmos e muito simples. E olhe – não estamos “nadando” em dinheiro, mas ter e ver coisas novas é legal. O caso é que até isso, ele reclama. As poucas vezes em que o convenço a fazer coisas diferentes, sempre com cara fechada e colocando defeito. Até viagens, com MUITO planejamento, ele coloca entraves.
Isso está me irritando de um jeito que você não faz ideia. Ser precavido é uma coisa, mas ser pessimista é outra. E o bonito reclama, mas sugerir algo bacana para contribuir, não sugere.
O casamento caiu na rotina, enfim. Sem estímulos, só com sempre as mesmas coisas, até mesmo transar ficou um saco. Fujo de todo jeito, porque simplesmente cansei de fazer as mesmas coisas sempre. E, como você deve imaginar (e as leitoras também) – não espere tesão da mulher quando o marido fica o dia inteiro te dando instruções sobre como fazer as coisas e achando tudo ruim. Esperar alguém “cheia de amor para dar” nessas condições é mito. Estou ressentida.
Quando o sexo rareou, ele começou a cobrar (ainda que sutilmente). Daí, nos últimos dias, disse a ele que preciso e quero fazer coisas novas (viajar, passear, etc) para que possamos cultivar o relacionamento. Até porque, vamos e venhamos – se o bonito não faz nada diferente e fica tudo sempre na mesma rotina, como esperar reações “super apaixonadas” quando tudo está tão chato?
Ele reagiu mal, e agora, acha que estou desinteressada dele por causa da idade.
E agora eu estou achando mesmo é que:
a) Pode até ser a idade que explica estes comportamentos tão restritivos por parte dele, mas acho que é mesmo o temperamento
b) Eu não sei mais se quero ficar nesse barco. Estou MUITO ressentida por fazer sempre as mesmas coisas. Me sinto presa.
c) A despeito disso tudo, gosto muito dele. Tento ter paciência, mas juro que cansei. Há dez anos a história é a mesma.
A despeito de todos estas reclamações, o admiro muito e o acho uma pessoa fascinante. É super trabalhador, honesto, nem um pouco “encostado”. O convívio cotidiano com ele é tranquilo, ele é muito amoroso e é extremamente prestativo (às vezes, até demais). Mas eu não aguento mais conviver com tanta “precaução”. O que vc acha?

 

Acho confuso. 10 anos com os mesmos problemas e vou te falar que a tendência é piorar! Sei que falam que diferença de idade não é nada mas eu acho que quando é muita, como no seu caso, uma hora aparecem os problemas. Eu acho sim que é por causa da idade, o que você quer viver, ele já viveu. Fisiologicamente, ele já está cansado, é mais do que compreensível que não tenha o mesmo pique que você. Adianta forçar? Talvez por um tempo, depois tudo voltará a ser como era. Tem que ter MUITO amor e ceder muito para que dê certo e você mesma já disse que não aguenta mais. Tá mais do que claro o que você deve fazer.

f89f19753be02bf94a808aa67972c2d0

 

  • Choras ABERTOS!! Mandem suas angústias, seus desabafos, suas aflições para constanza@futilish.com. No assunto coloque CHORA QUE EU TE ESCUTO que nós vamos ler e dar nossos pitacos. Importante: texto bem escrito e cabeça aberta para ouvir de puxão de orelha a abraço coletivo ok?
46 Comentários
  1. #1
    Taiza
    07.11.2016 - 19:04

    Gostaria de dizer pra Meredith: não se envolva com ninguém até vc não aprender a se amar. Pelo seu relato, dá pra ver uma criança muito carente e insegura, talvez. Todos tivemos amores platônicos com 12 anos de idade, eu mesma tive um treco quando soube que o Brian do BSB tava namorando, pra vc ver o nível haha! Seguinte. Eu não acho comum ex ficar correndo atrás do ex, a não ser que sejam todas loucas ou que tenham visto alguma esperança. Mas também ten gente que adora espezinhar só pra tirar a sua felicidade, pois sabem que isso te atinge e te faz muito mal. Passado todo mundo tem, uns mais agitados e outros menos, mas se está no passado não tem por que ir lá futricar. Essa do celular eu acho que ficaria bem cabreira, se pagasse uma conversa dessa no celular do meu marido iria virar no bicho.

  2. #2
    Alessandra
    07.11.2016 - 19:31

    Izzie

    Meu marido tem 10 anos a mais ( também tenho 35). Fisicamente é bonitão, jovial e sempre me senti atraída por ele. Mas… ele viajou o mundo inteiro. Conheceu vários países e morou em alguns. Ou seja: viajou muito.
    De certa forma, há alguns anos atrás, minha história estava parecida com a sua. Não na parte sexual, mas no quesito programas chatos e frustrações por conta de um ser egoísta que se recusava a me acompanhar e nunca pensou em me mostrar um pouco do mundo que ele bem conhecia. Eu disse egoísta? Sim! Isso mesmo. Isso se chama egoísmo.
    Relacionamento sem generosidade, não dá.
    Começamos a brigar, porque eu questionava e a resposta era ” não tenho interesse, não tenho paciência pra ir em tal lugar…”
    Comecei a viajar sozinha. Deu briga, mas eu ia assim mesmo. Não era pirraça, era sair da gaiola. Estava ficando sufocada e frustrada.
    Depois comecei a viajar com amigas e chegou a fase do ou vai ou racha.
    Ele começou a ficar incomodado, no limite, mas eu estava feliz. Feliz e com a consciência tranquila porque não estava fazendo nada demais.
    Depois de alguns arranca rabos e uma ameaça de separação, conseguimos ajustar os ponteiros.
    Hoje ele viaja comigo e sem má vontade, porque pior do que não sair, é sair com alguém que fica te olhando com cara de bunda e esquece o bom humor em casa.

    Descobrimos o prazer de viajar juntos e quando há algum lugar que ele não quer ir de forma alguma, eu vou sozinha.

    Infelizmente, sem um sacode, acho que não há mudanças.
    Não se anule. A vida passa rápido demais e ambos tem que ceder.
    Não saio com a frequência que gostaria, mas nada comparado há alguns anos atrás.

    • #3
      Renata
      08.11.2016 - 09:22

      Que felicidade em ler seu comentário e que orgulho!!!!!!! Nós mulheres temos que tomar sim a frente das nossas vidas 🙂

    • #4
      Julia
      08.11.2016 - 14:46

      Adorei seu comentário! vc se colocou em primeiro lugar, começou a fazer coisas q gosta sozinha e isso fez mudar tudo a sua volta e em vc. Parabéns. Sábia.

    • #5
      Natasha
      08.11.2016 - 21:36

      Que comentário sensato! Parabéns pela postura. Realmente é isso, não devemos nos anular. No meu relacionamento é exatamente assim, se ele não quer ir, eu vou sozinha. Rola confiança e cada uma mantém sua individualidade.

  3. #6
    Iraci
    07.11.2016 - 20:05

    Personagens de Grey’s ❤️❤️❤️❤️❤️❤️

    Meredith: sendo sincera, se eu tivesse um namorado que é louco de ciume, que dá show só de pensar no meu passado, que me taxa com um estereotipo idiota de que nao presto devido minha profissao eu ja teria dado o fora faz tempo! Ngm fica com ngm obrigado, se o cara tá com vc é pq te ama mas NINGUEM AGUENTA VIVER UMA VIDA DESSAS!!!! Todo mundo precisa de espaço, de liberdade de vez em quando. Acho super justificavel ele ter dado em cima de outra pq deve ser dureza ficar com alguem que cobra tanto. Vc pensa que a mulher ta rindo de vc. Isso não é normal, fia. Vá ao psicologo, se não funcionou é pq nao foi o tempo suficiente. Se resolva, faça alguma atividade que eleve sua autoestima (me acho uma pessoa mto mais autoconfiante depois que comecei a fazer pole dance) e seja feliz!

    Izzie: acho que é por causa da idade sim. Como a Conyt disse, o que você quer viver ele ja viveu. E não é nem pelas experiencias, já parou pra pensar na vida sexual daqui alguns anos? Eu considero casamento algo mto importante que nao se deve jogar fora, por isso devemos pensar a longo prazo sempre. É bem complicado, nunca dou conselhos pra separação pois pra mim casamento é sagrado, devemos tentar até o fim. Entao seja muito clara mais uma vez, se preciso até meio que ameace, diga que nao quer mais essa vida e ele tem que se esforçar, pois na vida a dois ambos tem que abrir mão mas também ambos devem se esforçar pelo outro. Espero que as coisas melhorem!

    • #7
      Denise
      08.11.2016 - 12:52

      Quando li o relato pensei a mesma coisa!Meredith olhe para você e faça a seguinte pergunta : Eu namoraria com alguém igual a mim? Reflita sobre seu comportamento, não deixe que a insegurança acabe com uma relação. Como a garota do primeiro comentário disse : Se ame muito, mas muito mesmo… Passado todos nós temos, e olha só ninguém vive no passado não, o que temos é o hoje e o futuro não nos pertence, que tal ser feliz hoje??? e por favor pare de ir atrás de conversas de whatss e curtidas em facebook. Também já namorei policial com passado intenso, cheio de amiguinhas.. Mas nunca fui atrás não, não deu certo por outros motivos, viva seu relacionamento de forma saudável!

  4. #8
    Francisca Gonçalves
    07.11.2016 - 20:23

    Choras excelentes!!To sempre ligadinha pois aprendo muita coisas com todas aqui, inclusive com vc senhorita Constanza. BJ

  5. #9
    Daniela
    07.11.2016 - 20:26

    Meredith – na minha opinião, o que seu namorado fez é perdoável. Mas cabe a vc decidir se consegue superar isso. Sei que tudo isso é sobre sentimentos, mas vamos pensar racionalmente. Eu acho que é muito duro quando a gente vê coisas ruins que foram escritas, é muito mais doloroso do que quando as palavras foram faladas, mas isso não impede que elas tenham sido da boca pra fora. Se o seu namorado quisesse te trair, ele não teria dito que “infelizmente está comprometido”, ele simplesmente teria ido lá e feito, e se esse “infelizmente” fosse verdadeiro, ele teve a oportunidade de terminar com você depois disso, no entanto, ele disse q se arrependeu, chorou etc. Sei que não é fácil perdoar e parar de pensar nisso, mas acho que para se decidir a última coisa que vc tem que pensar no que essa outra garota pensa. Dane-se se ela está pensando em vc, a sua vida só diz respeito a vc, ela não tem nada a ver com isso.

  6. #10
    Ana
    07.11.2016 - 21:11

    O meu marido é igual da Izzie só que ele é 3 anos mais velho que eu não viveu nada diferente e não tem vontade eu até que viajo com minha filha de 15 anos só me falta é di nheiro para viajar mais….

  7. #11
    Tati
    07.11.2016 - 23:48

    Para o caso 1: não concordo que o problema seja o noivo. O problema está muito mais em vc querida que, pelo relato, tem feito da vida dele um inferno por causa do ciúme. Isso é doentio, todo mundo tem seu passado e vc precisa aceitar. Claro que as suas atitudes não justificam uma traição da parte dele, mas como vc reagiria se fosse ao contrario? Eu, no lugar dele, estaria bem cansada ou já teria pulado fora.

    Caso 2: poderia ter sido escrito por mim. Tenho muita dificuldade em me posicionar diante de situações assim, mesmo que eu tenha bons argumentos ou razão. A voz estremece e a vontade é chorar. Insegurança, eu acho. Vou esperar os comentários tb!

  8. #12
    Alice
    08.11.2016 - 00:01

    Meredith,vc precisa resolver seu problema de auto estima e me perdoe deixar ser chata, seu namorado nunca deu motivos para vc ser tão ciumenta.

  9. #13
    Ana
    08.11.2016 - 09:05

    Não sei se o caso da Christina é tão simples não.
    Infelizmente tem gente que não sabe ser chefe, acha que é só gritar e mandar. Mas infelizmente também, dependendo do tanto que precisamos do emprego, engolir sapos é necessário.
    Acho que você tem que se impor sim, mas é preciso descobrir a melhor forma de se fazer isso. Porque ele simplesmente pode achar que você o está desrespeitando, e aí sua vida dentro da empresa tende a piorar…
    Faça o que ele mandou, mas encontre uma forma de mostrar que isso de certa forma desvaloriza seu trabalho, pq você pode muito mais. Se ele for um pouquinho inteligente, não vai querer desperdiçar seu talento com trabalhos “pequenos”.
    Boa sorte!

    • #14
      Valentina
      09.11.2016 - 13:00

      Com certeza não é tão simples! Só quem está no mercado formal de trabalho sabe as dificuldades que estamos tendo. Está muito difícil para arrumar uma recolocação no mercado ou outra posição. Infelizmente o momento – para quem precisa de emprego – é engolir alguns sapos. Isso não significa se humilhar perante ninguém.

  10. #15
    Marcela Dohara
    08.11.2016 - 09:24

    Também não sou muito de dar pitaco, mas leio CADA comentário dos Choras porque acho que abre nossa cabeça, a gente vê como cada uma reage, pensa e se comporta de maneiras tão diferentes. Muito amor por esse cantinho, Cony! <3

  11. #17
    Monique
    08.11.2016 - 09:27

    Meredith: o problema está com você. Desde o início do seu relato você mostra ser uma pessoa carente que está sempre implorando pela atenção alheia. Com esse comportamento, imagino que ao encontrar seu atual noivo você tenha se grudado nele numa forma até sufocante, isto é, pelo que parece, você depositou toda a responsabilidade pela sua felicidade nele e ninguém aguenta isso porque ninguém é responsável pela sua felicidade, além de você mesma.
    Assim, a minha sugestão é que você faça terapia real oficial. Não fazer poucos meses e achar que está ótima e parar, fazer messssmo, até que você adquira segurança, autoconfiança e auto estima. É isso que você precisa, olhar pra dentro de você mesma, se fortalecer e tirar do outro a razão da sua felicidade.
    Depois de ter feito isso, você vai ver como sua vida e seus relacionamentos irão melhorar.
    Por fim, eu ficaria de olho no bofe para ver se ele não comete mais nenhum deslize, mas tenha em mente que ele vendeu o carro para comprar uma casa para vocês dois morarem juntos, de modo que essa conversinha besta deve ser sido uma infantilidade momentânea. Ah, e esqueça a outra mulher.

  12. #18
    Beatriz
    08.11.2016 - 09:32

    Grey’s Anatomy!! AMEI <3

  13. #19
    Anna
    08.11.2016 - 09:52

    Meredith, já ouvi que médico/fisioterapeuta/professor de educação física/professor universitário/advogado/juiz é muito galinha. Agora, você me fala de policial. Olha, galinha é galinha. O cara pode ser padre e ser galinha (olha que tem, hein!). Ou você confia no cara e no relacionamento que vocês construíram ou parte para outra, pq ficar sofrendo por suposição é punk para você e para ele. E sabe o que acontece? Quando você começa a inventar mentira onde não tem, o cara começa a mentir para ter menos trabalho de ficar explicando 500x a mesma coisa ou pq ele realmente precisa viver de maneira leve longe de você.
    Meu marido tinha uma fama de galinha absurda antes de começarmos a namorar, até demorei a dar uma chance por causa disso. Sabe o que ele diz sobre essa fase: “Eu era solteiro, nunca enganei ninguém nem prometi nada, eu vivia o que queria. Quando, achei alguém por quem me apaixonei, assumi um compromisso que honro.” Então, não vejo problema nenhum em homem solteiro ter rotatividade de parceiras, desde que ele seja honesto com elas. Pior é o cara que teve só 2 mulheres na vida, mas em relacionamentos paralelos.

    Izzie, eu acho que essas características que você mencionou do seu marido não são exclusividade da idade. Acho que ele é assim e talvez a idade tenha ressaltado essa característica, pq o tempo tem esse poder de acentuar traços de personalidade. Meu marido é 12 anos mais velho que eu e digo que eu sou a velha da relação. Ele quer sempre sair, viajar, ver coisas novas, eu sou mais caseira, mas nós dois amamos viajar, o que ajuda. Então, reflita até que ponto você e ele querem ceder para fazer o casamento funcionar.

    • #20
      Ana Luiza
      08.11.2016 - 14:06

      Muito sensato seu comentário para a Meredith!

    • #21
      Vivi
      09.11.2016 - 15:04

      Lendo seu comentário para a Meredith, lembrei da crônica “A Aliança”, do Luis Fernando Veríssimo. O marido perde a aliança trocando o pneu do carro, mas acaba dizendo que perdeu no motel, porque era mais fácil do que fazer a esposa acreditar no que aconteceu de verdade.

  14. #22
    Luana
    08.11.2016 - 09:55

    Caso 1: Você já imaginou como seria namorar com você? Desculpe, é que já vivi um relacionamento com ciúmes doentio e sei o inferno que é. Não é saudável ficar espionando o celular do namorado! Faça terapia, procure trabalhar sua auto-estima. Procure se amar antes de amar outra pessoa!
    Quanto à conversa que você leu, se for para perdoar e continuar vivendo num inferno, é melhor cada um seguir seu caminho.

  15. #23
    Gabi
    08.11.2016 - 10:19

    Sobre a Christina, eu já passei por isso, e te digo. Você precisa UMA vez se posicionar. Com jeito, jogo de cintura, treine. Mas você vai ver que tudo vai mudar. Se não pra fora, vai mudar pra dentro. Você ao menos se sente bem por ter falado. Isso de chorar no banheiro é sapo que a gente tenta engolir atravancado na garganta. É foda ser pega de surpresa, mas ache o momento certo, bata na porta do seu chefe, peça 5 minutinhos e exponha o porque você acha que não é a pessoa certa pra fazer tal trabalho. Pode funcionar, pode não funcionar. Sei que quando a gente tem as contas pra pagar dá um medo danado, mas ficar engolindo essas merdas faz um mal danado pra auto estima da gente, pra nossa confiança.

    Sobre a Izzie, a Alessandra aí em cima falou tudinho e mais um pouco 🙂

  16. #24
    Mary Fernandes
    08.11.2016 - 10:39

    Caso 1- “comecei a sofrer por amor aos 12 anos e não parei mais rs. Amei um menino dos 12 aos 20 sem ficar com ninguém. Só ele existia e ele não me quis.”

    Sem dúvida alguma o problema está em você, isso é claro! Você me parece ser extremamente insegura, ainda acho que vc continua vivendo uma relação onde só o outro existe. Fiquei imaginando aqui o quando você deve viver em prol do outro e esquecer de você, de longe dá pra ver o quanto você é possessiva. Como assim “xingo ele e queria que ele fosse só meu”? Outra coisa, quem procura acha nega, onde já se viu ir futricar o celular alheio? Isso é horrível, para já. Como a Cony disse, por mais que ele te ame, homem não desabafa sofrendo como nós, homem desabafa cantando outra, por mais que ele não queira chegar aos “finalmentes”, ele vai lá cutucar a outra sim, só pra alimentar o ego sabe. Tenho certeza que foi isso que aconteceu no caso do seu boy, ele precisava ter a certeza de que existe alguém no mundo que sente desejo por ele e não posse. Amiga, só uma coisa funciona no teu caso, vai achar o caminhão que levou sua autoestima, se matricula na academia, vai fazer zumba, muay thay, boxe, começa uma dieta, compre sapatos, roupa nova, lingerie, marca um chope com as amigas mais cheias de autoestima que vc tiver. Assim vc não vai ter tempo de ficar futricando nas coisas dele, vai se sentir mais segura. E pode ter certeza ele não vai te trair enquanto vc está na academia, ele vai ficar é pianinho com medo de te perder e surpreso com a sua mudança de postura, mostra pra ele e pra você mesma que a pessoa mais importante da sua vida é você! beijos e boa sorte

  17. #25
    Clarissa
    08.11.2016 - 11:48

    Caso 1 – O problema não é o namorado, mas a própria Meredith. Me deu calafrios quando ela disse que ficou louca de ciúmes com as histórias do ex e que gostaria que ele “fosse só dela”, esse é o mesmo papo de homens extremamente ciumentos, daqueles que matam as namoradas/esposas quando elas resolvem deixá-los. NÃO estou dizendo que a Meredith é esse tipo de pessoa, mas ela precisa procurar ajuda, melhorar a autoestima, ciúmes doentio não é normal e torna a vida do outro um inferno.

  18. #26
    Jana
    08.11.2016 - 12:03

    Meredith, faz uma terapia. Enquanto vc não resolver as suas questões internas, nenhum relacionamento dará certo.

  19. #27
    Adri
    08.11.2016 - 12:20

    Meredith – Exatamente hoje faço 15 anos de casada com um policial… Por favor, não seja louca de achar que o homem “galinha” está ligado à profissão… Trabalho com 20 engenheiros e tem desde os que são super família e devotos à esposa, aos que não se seguram e saem atirando pra todo lado atrás de rabo de saia.
    Galinha é o homem ou a mulher que quer viver dessa forma e nem vou me dar ao trabalho de julgar isso que não estou aqui pra isso. Você precisa confiar nesse cara, que se está com você mesmo você pensando dessa forma é pq realmente te ama… aproveite e seja feliz antes que ele se canse.

  20. #28
    Athena
    08.11.2016 - 12:37

    Caso 2: no início do relato você ressalta suas qualidades para depois contar o ocorrido. Isso indica que vc está se vitimizando nessa situação. Pode ser que vc tenha sido injustiçada mas, se não mostrou seu ponto de vista, ficou parecendo a errada da situação.
    Por outro lado, pode ser que expor seu ponto de vista não tenha um resultado útil porque ser chefe não é sinônimo de ser racional. Se for o caso de estar sendo subutilizada no seu trabalho, está sofrendo assédio moral.
    Outra coisa que chamou atenção foi você ter afirmado que gosta de ajudar colegas de trabalho com seus conhecimentos. Tenha cuidado porque isso pode ser interpretado como arrogância, ainda que sua intenção tenha sido a de parecer prestativa e não superior à pessoa “ajudada”.

    • #29
      Angélica
      09.11.2016 - 13:25

      Hmmm interessante seu comentário! Ouvi de uma chefe e nunca esqueço: mostre desempenho sempre, e não empenho! Gestor qr resultado, então por mais “sem noção” q a tarefa seja, vá lá e de o seu melhor. Mostre desempenho e resultado, só assim vc vai chegar lá! Não sei qtos anos vc tem, nem sua área! Mas na minha área, e no mundo corporativo em geral, obedece quem tem juízo!

  21. #30
    Beatriz Castelo Branco
    08.11.2016 - 12:56

    Para Izzie – Chora 03

    “Às vezes o amor não acaba, mas a paciência chega ao fim.”
    Aconteceu comigo. E a leitura desse texto (link abaixo) ajudou muito a clarear algumas coisas. Espero que ajude.

    http://jafoste.net/as-vezes-o-amor-nao-acaba-mas-a-paciencia-chega-ao-fim/

  22. #31
    Cláudia
    08.11.2016 - 13:03

    Olha meredith, o que seu marido fez é a reação dos seus atos. Ele não está certo, mas não é porque todo policial é galinha que ele vai ser também. Acho que você o sufocou e ele teve um momento de fraqueza…. e fez de tudo e abriu mão das coisas pra ficar com você. Acho que ele te ama muito e problema está com você, muita carência, muito ciúme…. Abre o olho! boa sorte.

  23. #32
    Jackeline
    08.11.2016 - 13:33

    Conny não sabia que vc curtia Grey’s Anatomy, melhor série da vida <3

  24. #33
    Isa SV
    08.11.2016 - 15:40

    Caso 3: não é problema só da idade MEEESSSSMOOO!!! Sua reclamação é idêntica a de uma colega de trabalho… Ela tem 34 ele tem 35. Ela é ativa, ele, apesar de ser uma pessoa maravilhosa, um parceiro bacana, trabalhador, responsável e um ótimo marido, é prostrado, nunca quer fazer nada, coloca defeito em tudo e é tão metódico que se não for do jeito dele ou nos lugares de sempre, ele não gosta… Eu não teria paciência para conviver com uma pessoa assim…

  25. #34
    Rosi
    08.11.2016 - 15:50

    Izzie, Não acredito que o problema seja a idade do seu marido… vou te contar minha história: eu tenho 36 anos e meu marido é mais novo que eu 3 anos. Quando o conheci, a 10 anos atrás, ele era super festeiro e hoje não gosta de festa de jeito nenhum, não quer sair, nao quer viajar, só pensa no treino (ele faz natação), no trabalho e em dormir pra descansar do treino… enfim, passamos por uma crise séria este ano, onde ele me fez acreditar que o problema estava comigo, pq era “problemática”. Fiz terapia e percebi que o problema era que eu só fazia o que ele gostava, para não brigar, passava por cima das minhas vontades, deixava de viajar, de ir pra lugares que gostava, enfim… comecei a fazer amigos, sair mais, ser mais eu, e ele começou a ceder, começou a sair mais, vamos viajar nas férias… enfim, percebi que na verdade ele estava muito seguro, eu cedia muito e ele foi se acomodando… qd mudei, ele percebeu que poderia me perder mesmo, então começou a querer me reconquistar… entao acho que as pessoas se acomodam com o casamento, e o clima de conquista acaba, não precisa mais ceder pra conquistar… entao sugiro que vc comece a fazer as suas coisas, de forma devagar, tb não precisa mudar da agua pro vinho, mas devagar, comece a valorizar seus amigos, sair depois do trabalho pra um happy, fazer academia, se cuidar… é isso, espero ter ajudado. beijos!

  26. #35
    carol
    08.11.2016 - 16:39

    meredith

    sinceramente lendo teu relato tive um péssima impressão, voce é extremamtente ciumenta, sendo assim, não deveria nem querer saber o passado dele. pois isso so mexeu mais com teu ciumes, essa dele querer se comprometer a compra uma casa melhor e ainda se declarar que voce é unica mulher que ele amou de verdade
    essas duas declarações deveria ser mais que suficiente para você ver que ele é um homem correto, ate tentou nao ser, mas nao consegiu visto que ele nao aceitou o convite da antiga amiguinha,
    tu deveria resolver essa tua auto estima, voce deve ser uma pessoa adoravel nao deixa essa toda essa insegurança minar com seu casamento.

  27. #36
    Izzie
    08.11.2016 - 16:56

    Cony e meninas, eu amei mesmo os comentários e estou refletindo muito sobre tudo.

    Depois de escrever o “chora”, me convenci de que precisava fazer uma terapia. E aqui estou eu, indo para a segunda consulta.

    Vocês são umas fofas. Muito delicadas e ponderadas. Melhor coluna ever 😀

    • #37
      Alessandra
      09.11.2016 - 21:30

      Que máximo, Izzie!

      Com certeza vai te fazer bem.

      Força! Beijos

  28. #38
    Bru
    08.11.2016 - 17:51

    Cony, adorei os nomes com personagens do Grey´s. Aproveitando sugiro que você faça Choras com nomes de outras sérias da Shonda como Scandal e How to Get Away Whit a Murder.

    beijosss

  29. #39
    Daiane
    08.11.2016 - 20:41

    Pela primeira vez descobri. Grey´s Anatomic

  30. #40
    Glaucia
    09.11.2016 - 11:27

    Para Meredith: meu ultimo relacionamento foi com um policial. Devem aprender muitas coisas na academia de policia, entre elas serem o homem perfeito. E serem manipuladores e mentirosos também. E não tem recalque nem raiva nessa minha observação. Mas eles estão um nivel acima dos homens “comuns” e tem imãs para mulheres carentes como nós.
    Se tu amas ele, e achas que vale a pena – a gente sempre acha -, tens que tu mesma arrumar uma maneira de não sofrer por essas “pequenas coisas” (que hoje eu já nao entendo mais como pequenas, na época entendia assim). Se há duvida e desconfiança… um prato quebrado/lascado, quando temos apego, a gente remenda, mas nunca fica do mesmo jeito… E é impossivel ficar do mesmo jeito conosco mesmas quando algumas coisas vem a tona.
    Não é facil mas a gente sobrevive. E aprende.

    • #41
      Vic
      10.11.2016 - 10:42

      Glaucia, com todo respeito a tua história e aos teus sentimentos, mas acredito que tu esteja generalizando demais com base em alguma experiência negativa… Sinto muito que tenhas passado por um relacionamento difícil com um policial, mas dizer que eles “devem aprender muitas coisas na academia de policia, entre elas serem o homem perfeito. E serem manipuladores e mentirosos também” é exagero…

  31. #42
    Vivi
    09.11.2016 - 15:16

    Para Christina:
    Quem nunca? Eu já chorei no banheiro várias vezes porque simplesmente não consegui enfrentar um chefe. Sempre acontece quando me atacam num ponto que é muito sensível – se alguém faz eu me sentir desrespeitada, não sei peitar. Apenas fico quieta, ou se for muito grave, choro me sentindo a mais miserável das criaturas. Ridículo, eu tenho 34 anos!
    Não se cobre muito, apenas se prepare bem para confrontar seu chefe, pensando nas possíveis reações dele para prever o seu próprio comportamento.
    Quando eu percebo que vou desabar, digo que preciso pensar e gostaria de responder/tratar o tema em outro momento. Daí só falo depois que me acalmo e me preparo.

  32. #43
    Yve
    11.11.2016 - 21:58

    Para IZZIE,
    discordo do conselho que te deram para se separar.
    Só quem sabe o que fazer , na verdade, é vc mesma.
    Voce quer uma opnião , uma ajuda, mas só VC sabe no fundo , no fundo a decisão a tomar.
    Acredito que não quer se separar, ou já teria feito isso antes sem pedir opnião de niguem.
    Izzie , eu vivi exatamente o seu dilema:
    Meu marido é 31 anos mais velho que eu e estamos casados há 10 anos!
    O conheci com 19 anos e ele com 50, um amor extraordinário que teve q enfrentar muita resistencia e preconceito para sobreviver. Cidade de interior… pense na dificuldade….
    Me acusar de interesseira , nunca puderam, porque ganhamos igualzinho e somos humildes financeiramente…graças a Deus.
    Pois pra muita gente tosca, namorar homem mais velho só vale a pena se o mesmo for rico. Em pleno sec. 21, tem gente falando esse tipo de asneira…
    Então, ele tambem era super desanimado com tudo. Como ja viajou , ja dançou, curtiu na juventude, não queria fazer nada disso comigo. 🙁
    Só queria ficar em casa na mesmice. Botava defeito em qualquer plano de férias que eu bolasse… 🙁 Sofri muito no começo. Eu cobrava muito e ele achava q era por questão de idade. Ja eu achava que era puro egoísmo dele… Eu chorava horrores!
    Ate que estudando a filosofia espirita e a psicologia , eu vi que precisava de mais auto-estima e maturidade para lidar com a situação. Daí fiz como a Alessandra #2: Comecei a viajar sozinha ou com familiares. Ele sabe como sou respeitável, não dou lugar pra falarem nada de mim. Por isso ele não tem ciumes. No começo , ele se chateou,se dizia ” abandonado”. Mas depois de muita conversa AMOROSA, sem ressentimentos, ele entendeu que eu tambem tenho o DIREITO de fazer coisas que gosto, conhecer lugares, aprender , estudar coisas novas.
    No inicio eu achava que seria sem graça viajar sem ele… mas vi que tambem tem seu lado bom. Posso dar mais atenção a amigas e parentes , pois quando a gente ta com o “boy” do lado, geralmente todo mundo fica em terceiro plano né? Daí sozinha, vc consegue ser mais atenciosa com as pessoasa sua volta.
    Viajar sozinha tambem te dá independencia de ir a onde quiser, comer o quiser, sem ter que ficar perguntando: E aí amor ? O que voce acha?
    As vezes o outro discorda e vc acaba deixando de visitar o museu que queria, deixando de comer o que gostaria… Ja sozinha, vc nunca tem esse problema! Alem disso , a distancia aumenta a saudade… porque no reencontro reacende a “chama” , sabe?
    Eu confio nele e ele em mim. Isso é o que importa.
    Alem disso, ele tem tantas qualidades. Quase impossiveis de se encontrar nos homens atuais ( é fiel,respeitável, paciente com minhas tagarelices, cozinha que é uma beleza, faxina, lava roupas, é esportista nato, faz massagem quando tô cansada,é carinhoso… o que mais eu poderia querer?)
    Seria uma bobagem, dispensar tudo isso, por imcompatibilidade de gostos! Deixa-lo só porque pensamos diferente um do outro?
    Só porque ele não quer viajar??? Nem jantar fora??? É um direito dele oras,… só que eu tambem tenho o meu direito, ne colega? rsrsrsrrs Por isso vou sozinha ( ou melhor, vou com Deus!!! ) XD
    A chave é o respeito. Quando um entende o outro , os problemas tomam a proporção correta e tudo se resolve.
    Enquanto existir AMOR e RESPEITO tudo vale a pena.
    Persevere na sua auto-estima, faça o que gosta, com a consciencia tranquila por não estar prejudicando ninguem e mais cedo ou mais tarde ele vai te compreender.
    Bjs no coração!!!
    Yve

    • #44
      IZZIE
      08.12.2016 - 12:13

      Excelente relato, Yve. Vc é umsa fofa, assim como as demais meninas!

  33. #45
    Yve
    11.11.2016 - 22:30

    Meridith, eu concordo com a Cony.
    Homem, policial, ainda por cima, tende a ser infantilóide mesmo.
    Talvez ele falou aquelas coisas para não parecer que estivesse ” negando fogo”.
    Sabe aquela idiotice: macho que é macho, nunca diz não pra mulher.
    Pelo que eu entendi, vc viu que ele dispensou a garota . Falou que tava comprometido. Apesar de ter dito mil coisas que te magoaram tambem…certo?
    Vc disse que ele te achava ciumenta… talvez isso o levou a pensar na separação…Mas ele confessou que pensou nisso, mas não fez, voltou a tras arrependido…
    Não perca tempo com brigas, mágoas, ressentimentos, não destrua sua saude… até porque isso não conserta nada.
    Vc precisa se amar mais. Pesquise pelos livros e meditações da psicologa norte americana Louise Ray ( me ajudou muito). Isso vai mudar sua visão de mundo e a ideia que vc tem sobre si mesma. !Não espere, busque sabedoria para lidar com a situação!Pesquise!
    Ame-se mais, se preocupe com vc. Pare de ficar gravitando em torno dele. Isso sufoca e faz ele te achar “cansativa”, reclamona… niguem gosta de conviver com um “reclamão” no ouvido.
    Dê espaço a ele e cuide de VOCE!
    Ele vai “respirar mais” e tambem vai temer te perder…
    Valorize-se. Acredite na sua beleza. Se auto-presenteie com o que gosta, estude, se renove, se elogie do fundo do coração. Isso mudará sua energia!!!
    E com o tempo , vc verá se vale a pena continuar na relação ou não. A escolha é sua e de mais ninguem.
    Ate porque a presença dele, não pode determinar sua felicidade…
    Vc só estará em paz interiormente quando for capaz de se sentir feliz com ou sem ele.
    Não espere que ele te valorize. Faça isso voce mesma!!! E o seu exemplo vai impacta-lo positivamente , pode ter certeza.
    Fique bem.
    Bs!
    Yve

  34. #46
    Alessandra
    12.11.2016 - 12:42

    Caso 1 – Deve ser muito dificil ter um relacionamento com você. Desculpe a franqueza. Essa sua carência é massacrante para vc e para qualquer um que conviva em um nível emocional com vc.
    Já ouviu falar das “mulheres que amam demais”? É um grupo de ajuda, como se fosse o AA. Vc precisa urgentemente de ajuda.

    Caso 2- Eu, se fosse vc e com medo da crise, faria o trabalho e pequenos exercicios diários para se impor. E procuraria outro emprego.

    Caso 3 – Seu marido achou a saída”fácil”: culpar a idade. Mas o problema não é esse. Ele tem esse estilo, essa personalidade. Talvez no ápice da paixão pesasse mesmo, mas o tempo faz com que as coisas tomem proporçoes maiores. Se é pra ficar infeliz, eu pularia fora (como já fiz)

Comente