12
Oct 2016
Chora Que Eu Te Escuto!
Chora Que Eu Te Escuto

É feriado mas é quarta feira! Dia de Choras!

Chora 01 – Cabernet

Meu chora é um tanto complicado, vou contar a historia do inicio para vc entender , morava no interior e minha família tem uma situação financeira bem confortável meu pai faleceu quando eu ainda era bebe e minha mãe faleceu de câncer quando eu tinha 13 anos, fui criada pela minha tia que não teve filhos e me criou como filha ela sempre foi meu exemplo de mulher independente que não precisa de homem para ser feliz, comecei a namorar meu melhor amigo quando eu tinha 15 anos eramos muito felizes e planejávamos o  casamento para quando terminássemos a faculdade , queria ter uma família bem tradicional com filhos correndo pela casa , meu maior desejo sempre foi ter a casa cheia de crianças acho que por ser criada praticamente sozinha sem irmãos e primos , porem por ironia do destino quando estava com 20 anos tive que retirar o ovário e o útero , tinha um tumor que estava bem grande mais era benigno os médicos até tentaram salvar o órgão mais não conseguiram, meu sonho de gerar um filho foi por água a baixo , meu então namorado no inicio compreendeu mas sempre ficava falando que nunca ia ter um filho com as nossas características, fomos levando o relacionamento até que ele terminou a faculdade dele de engenharia e eu já estava no fim da minha de medicina , quando terminei a faculdade começamos a falar sobre o casamento mais ele sempre vinha se lamentar sobre filhos, até que apesar de muito sofrimento resolvi terminar e não foi fácil pois tínhamos  9 anos de namoro mais minha tia/mãe me ajudou, para ficar longe dele e não sofrer mais ainda me mudei para o litoral arrumei emprego em um hospital e moro sozinha em um apartamento vivo feliz mais a solidão as vezes pesa , arranjei amigos mais é estranho não ter ninguém para conversar quando chego em casa, pois se passaram 4 anos deste de que me mudei  e estava indo bem, meu ex namorado se casou e hoje tem trigêmeos (3 bebes lindos eu vi as fotos)  como temos muitos amigos em comum quando vou para o interior ainda fico sabendo da vida dele , mais não tenho magoas, não somos amigos pois ele não me perdoa por ter terminado mais não ia ficar com alguém que o maior sonho era ser pai e hoje sei que ele é muito feliz com a nova família que eu nunca poderia dar. Arrumei outro namorado que também é médico então entende minha rotina louca eu o amo mais agora ele também está falando sobre casamento e FILHOS eu estou com ele há 2 anos e não tive coragem que contar que não posso ter filhos ele já viu a cicatriz na minha barriga mais sempre foi muito delicado e nunca perguntou (é uma cicatriz bem próximo a virilha parece um corte de cesárea) a família dele é bem grande e minha sogra sempre fala que quer netinhos com os olhos verdes iguais aos meus e do filho dela ,tenho medo de contar e ele terminar tudo mais ao mesmo tempo não quero enganar ele , minha tia acha melhor não contar nada ela sabe como sofri ela fala para só contar após o casamento e aí poderemos adotar.

Tenho medo de me casar e ficar tendo a pressão da família dele para ter filhos, pois sempre que estamos juntos essa conversa surge (para piorar ele é pediatra), todos os irmãos dele tem filhos.

Não sei o que fazer conto e corro o risco de terminar, espero para contar só depois do casamento ou termino tudo e me mudo para Londres pois recebi uma proposta de fazer uma especialização de 3 anos que é praticamente irrecusável a unica coisa que me prende no Brasil é ele.

Gostaria de conselhos pois isso está me deixando sem dormir.

Li a primeira parte toda de uma vez sem respirar ahahahaha. Menina, cadê ponto nas frases! Gente, ao mandar um Chora, por favor, vamos tentar escrever de um jeito fácil de ler tá? Caso contrário terei que ficar editando e demora muito :-/ Já são tantos Choras pra ler e analisar… 

Vamos ao caso: conte que não pode ter filhos ANTES de casar. Seja sincera com ele! Isso é muito sério e ele tem que ter a liberdade para pensar se vai continuar com você ou não… Ele tem que ter tempo para pensar o quanto ter filhos é realmente importante para ele, se a vontade de ficar com você é maior ou se é aberto a adoção… Se deixar pra contar depois de casar, a reação dele pode ser bem diferente. Ele vai se sentir enganado, certeza! Não tenho dúvidas quanto a isso, conte e conte LOGO.

7d0399a5b56f8e12be5d66e3d04f7e8f

Chora 02 – Carmenere

Desde sempre tive tudo o que eu queria e nunca me faltou nada, meus pais são superprotetores , não são ricos mas tem uma boa condição financeira. Apesar disso nunca foram de esbanjar em nada e nunca deram nada em excesso pra nenhum filho.

Enfim, cresci sem faltas mas também sem ambição.. meus pais sempre tentaram passar que o dinheiro não era importante, resultado: os filhos seguiram o mesmo ritmo, todos seguiram um roteiro, fizeram faculdade mas não trabalham na área e sim em empregos públicos que pagam relativamente bem (nem muito nem pouco)

Eu, escolhi uma profissão que desse estabilidade (apesar se sonhar em trabalhar com moda), logo que formei trabalhei em empresas particulares e passei os utimos 06 anos sem me especializar.

Casei com um cara super ambicioso, que passou por dificuldades quando era criança e agora é dono de uma empresa estável; ele me incentivou a sair do trabalho e montar meu consultório e a me especializar.

Mas não me sinto confortável nessa situação sabe? Não sei mandar, não sei administrar ( não consigo nem ter o controle no cartão de credito , imagine?). Enfim, meu negócio está parado, tive que demitir funcionários e a maioria das contas quem acaba pagando é ele!

Quero sair dessa posição, quero que meu negocio vá pra frente, tenho tempo (não tenho filhos), capacidade (sou uma boa profissional) e tenho condições financeiras (a ajuda dos pais e marido).

O que será que me falta, pq sinto que não consigo sair do lugar???

O que te falta??? Fazer o que AMA! Que tal trabalhar com algo ligado à moda??? Não dê murro em ponta de faca. Faça o que realmente te preenche mesmo que o início seja difícil e pouco rentável. Vá fazer um curso de moda, trabalhar como assistente de qualquer coisa que tenha a ver com o mundo da moda, enfim, se insira nesse universo e sinta prazer em trabalhar. Você tem a vantagem de ter tempo e alguém que te ajude financeiramente, então se jogue no seu sonho!

9d75fe3abc6ab30436d6b59ad8fc0cbc

Chora 03 – Shiraz

Tenho 30 anos, sou casada a 5 anos, com uma pessoa incrível. E sou realizada no meu casamento e trabalho.

Mas nem sempre foi assim, sempre tive muito problemas de relacionamento com minha mãe, que só melhorou depois que sai de casa, hoje nos suportamos, arriscaria dizer até que nos damos bem, mas sempre que pode ela me da uma alfinetada, do tipo: “nossa você deveria se arrumar melhor”, “ você nunca vai achar alguém que goste de vc, pois é impossível gostar de você”. Não bastava ouvir isso da minha mãe, um ex-namorado me trocou por uma menina 7 anos mais nova, fiquei um bom tempo sozinha, pois tinha a esperança que um dia ele ia se dar conta e voltaria (até aconteceu, mas ele só queria se divertir então disse não) 

Enfim, sempre tive uma auto estima bem baixa, sou bonita, mas preciso as vezes que me lembrem disso, carente mesmo. Meu marido também tem alguns traumas do relacionamento anterior ao nosso, a ex-mulher dele aprontou muito, ela usava a infertilidade dele como desculpa pra fazer o que fazia, meu marido foi até o fundo do poço e lá nos encontramos, dividimos nossas historias e em pouco tempo estávamos morando juntos e saímos do poço, compramos casa, carro temos um filho, SIM, temos um filho! Sem fazer nenhum tratamento, somente nos amando (que lindo)

Meu marido é uma pessoa muito integra, honesta e se doa muito para ajudar todo mundo. O meu choras é o seguinte, ele ajudou uma colega de empresa quando o carro dela estava com problema, ele me contou o problema dela, que ela era bem sozinha, sem amigos quase a Ana Julia do choras de 30/09,  e até fiquei com pena sabe. Ok ele ajudou, pronto e ponto final? Não cada pedra que ela passa em cima com o carro tá lá a dita colega mandando mensagem no whats pro meu marido, isso começou a me incomodar, meu marido não me dá motivo nenhum pra ter ciúmes, mas simplesmente não suporto mais isso. Meu marido já ajudou ela diversas vezes desde então, por que ele não sabe dizer não (e meio que fica sem saída também), depois de ver o quanto eu estava me incomodando com isso parou de responder, pra ver se parava, ela mandou textão dizendo estar muito triste por ele para de responder sem ela ter feito nada. No trabalho sei que eles não têm muito contato, pois trabalham em setores diferentes e ele atende clientes com horário marcado, tem uma agenda cheia. No fundo sei que é insegurança minha pelo que já vivi. Quero a opinião de vocês, o que faço, mando uma real pra ela, ou deixo rolar ver se ela se toca e procura um homem solteiro pra ajuda-la? Tenho medo também dela me achar a louca ciumenta.

Nossa que mulher MALA! Mas tudo isso acontece porque ele, infelizmente, permitiu. Vejo duas saídas: ou seu marido dá a real para ela, fala que isso está incomodando a esposa e COM RAZÃO ou para de responder forever and ever e nem textão, nem choro, nem nada vão fazer ele ajudar ela novamente. Você, fique na sua posição de lady, sem se envolver (se bem que eu já teria ligado pra ela e falado algumas coisinhas rs), mas cobre uma posição do seu marido! Ele deu asa, mesmo sendo na boa vontade, mas isso que ela está fazendo é totalmente sem noção. 

728eaffbf6ec93f128cb09e0f7373daa

Chora 04 – Merlot

O meu chora tem a ver com amizades. Eu simplesmente não consigo ter amizades duradouras.

Alguns casos que me fez afastar das pessoas recentemente:
1- fui convidada pra ir pra uma cachoeira por duas meninas que eram amigas entre si há tempos. No dia anterior à cachoeira, choveu muito e o namorado de uma delas me disse que não iriam mais por medo de tromba d’agua. Só que no dia seguinte, à noite, eles postaram foto no facebook do dia que passaram na cachoeira. Eu fiquei bem chateada. Eles não são meus amigos, estavamos (para mim) criando uma amizade. Aí o que fiz foi me afastar deles.
2- Dois amigos meus começaram a namorar há uns dois meses. Já era amiga dos dois há mais de 2 anos. Quando eles começaram, só eu fiquei sabendo no nosso círculo social comum (dos três). E de fato me considero mais próxima deles do que outras pessoas que convivem conosco. Só que teve um final de semana que eu suspeitei que eles tinham terminado. Quando encontrei com ela na segunda-feira, perguntei se eles tinham terminado, mas numa boa, sem cobrança nenhuma, e ela disse que não, que estava tudo bem entre eles. Só que na semana seguinte, eu desabafando com ela sobre um problema, no meio do assunto me contou que não estava mais junto com ele e disse que fazia quase duas semanas. Na hora eu só consegui dizer um “ah” e continuei falando sobre meu assunto. Porém, depois disso me afastei dos dois. Dela por ter mentido e dele por não ter me contado. E eu não sou o tipo de julgar e nem questionar. Você pode me falar o maior absurdo, eu vou ouvir e, se achar que você está confortável, perguntarei como se sente e outros detalhes.
E sinto que todas as minhas amizades são assim. As pessoas têm uma necessidade de mentir e esconder as coisas de mim, e quando eu descubro, não consigo ir questionar o por quê daquilo, apenas me afasto.
E o fato é que eu sou muito feliz comigo mesma. Não sinto necessidade de outras pessoas na maioria do tempo. O que me incomoda é começar a gostar das pessoas e elas vacilarem comigo. Isso só me deixa mais e mais retraída quando o assunto é me abrir para amizades.

 

Quando uma situação se repete muito, é bom tirar a responsabilidade dos outros e começar olhar para as próprias atitudes. Quanto ao caso 1, ok, chato o que eles fizeram. Quanto ao caso 2, desculpe, mas nada a ver você ter se afastado dessa menina. Já pensou que ela poderia estar ainda machucada pelo término e não estava afim de falar no assunto??? E quando ela te conta, você só fala um ¨ah¨ e continua falando sobre você? Achei infantilidade da sua parte. Também me chama a atenção o fato de você afirmar que as pessoas TEM NECESSIDADE de esconder coisas de você e depois você descobre. Sério que a gente tem que ficar descobrindo mentira alheia? Às vezes são mentiras bobas, ou nem isso, apenas omissões, e você está levando isso pra outro lado. E outra coisa que também percebi foi você dizer que é muito feliz consigo mesma, que não sente necessidade dos outros e que vacilam com você. Na boa? Um pouco de humildade e empatia faz bem viu? Pensando assim (e deve estar agindo assim também) é obvio que não vai criar laços de amizade com ninguém.

0dc55d83520df24e72f26e88dffb5acf

  • Chora fechados hein! Aumente pra 4 casos por post pra andar mais rápido!
97 Comentários
  1. #1
    Camila
    12.10.2016 - 12:49

    SOBRE O CHORA 1:

    Moça, acho que vc deveria contar, gerar um filho ñ é a única maneira de ser mãe ou pai, vcs podem adotar uma criança, tem a opcão de barriga de aluguel com fiv usando o materia genético dele e um ó ulo de uma doadora.
    Existem diversas opções, acho que vc coloca um peso muito grande no fato de não poder gerar esse bebê, mas isso não foi uma escolha sua, vc precisou passar por isso para estar ai hoje, viva, e se a outra pessoa te ama mesmo ela vai compreender o quão sofrido isso é pra você e juntos vocês vào pensar em uma maneira de ter a sua família cheia de crianças que vc tanto sonha.
    Não se culpe!! Conte para ele, com crz será um baque inicial, mas vai tirar um peso enorme dos seus ombros.
    Boa sorte e tomara que no futuro vc tenha a sua casa cheia de crianças pra todo lado como vc sonha!

  2. #2
    Fernanda
    12.10.2016 - 13:00

    Querida Cony, acho o máximo isso que você faz de tentar ajudar dando conselhos … (Confesso que não tenho muita paciência com certas histórias do “Chora”).
    Concordo, sem tirar uma vírgula, com os seus conselhos!!
    Tem diploma de psicanalista?
    Beijos e que Deus lhe conserva com esse discernimento e carinho com suas leitoras!!

  3. #3
    Cris
    12.10.2016 - 13:07

    Eu preciso comentar, antes de mais nada, que adorei seu puxão de orelha sobre o “chora” sem ponto! Difícil demais de ler!
    E sobre ele mesmo que queria opinar. Uma frase só já responde a dúvida da colega: e se fosse você?!?
    Imagina se você quisesse filhos, namorasse com uma pessoa por dois anos, pensasse em casar e só então descobrisse que ele é infértil? Isso não se faz gente! Não se brinca com os sentimentos das pessoas assim, não se esconde coisas importantes da vida dessa forma. Eu não tenho filhos e nem tenho pretensão de os ter, assim como meu noivo. Mas isso sempre foi conversado entre nós porque é um assunto muito importante! Tem adoção, mas não é todo mundo que topa isso numa boa (e a gente tem que respeitar). Mas o pior é esconder! Isso vai gerar uma desconfiança eterna entre vocês!

    • #4
      Carol Morsi
      12.10.2016 - 14:08

      Nossa! Tb achei super difícil ler… povo deveria revisar o texto antes de enviar, lembrar q pergunta termina com interrogação e tal.
      Bom, acho q tem alguns choras q dá mta preguiça de responder. Se a própria pessoa lesse seu texto, já teria a resposta q precisa.
      Sobre os conselhos, nada a acrescentar. Sempre q animo de ler os pedidos de ajuda, concordo com Vc, Cony.
      Bjs

    • #5
      Ana Banana
      12.10.2016 - 16:00

      Hahaha, é verdade! E pior, ela diz que é médica, mas confunde MAIS com MAS!!

      • #6
        Camila costa
        12.10.2016 - 18:49

        Ana Banana, eu iria fazer o mesmo comentário, pensei exatamente isso, difícil acreditar!

        • #7
          Leitora do Fufu
          13.10.2016 - 09:31

          A pessoa se forma em medicina mas não sabe a diferença de MAIS e MAS.
          Fiquei tão incomodada ao ler o texto que deixei de prestar atenção na história.

        • #8
          Erica
          13.10.2016 - 09:48

          Infelizmente esse erro é bem mais comum do que vcs imaginam, mesmo entre pessoas com formação universitária.

      • #9
        Camila
        13.10.2016 - 10:51

        Eu tbem fiquei chocada! Muito triste vermos que até nossos médicos, que tanto precisam estudar, não sabem a diferença entre mais e mas. Triste, muito triste!

    • #10
      Marcela
      13.10.2016 - 10:17

      Não dá nem pra acreditar que este texto foi escrito por uma médica.

    • #11
      Rafaela
      13.10.2016 - 12:15

      Eu não consegui ler nenhum outro chora, tive que vir antes nos comentários para ver se mais alguém estava desacreditado que a pessoa do caso 1 formou em medicina, sinto muito, mas como pode uma médica escrever com tantos erros de pontuação, gramaticais e ortográficos?
      E a resposta para o seu caso é óbvia: contar! Como começar um casamento com uma omissão dessas? Você não pensa nele?

      • #12
        Lola
        14.10.2016 - 11:31

        Hahah Eu também, nem li o que a Cony disse, vim logo comentar. Não tava acreditando que a pessoa era graduada, e pior, em medicina! Gente! Vamos aprender a escrever, por favor!

    • #13
      Raquel
      13.10.2016 - 15:12

      Poxa, estava me achando uma crica por querer criticar o “mais X mas”. Estou aliviada que não sou só eu que ficou incomodada. Ufaaa!! rsrs

    • #14
      Regiane
      14.10.2016 - 07:30

      Eu só queria saber em qual faculdade a menina do Chora 1 se formou pra eu passar bem longe!!
      Quanto ao caso, mas é claro que tem que contar!! Jamais pensaria em esconde tal fato.

    • #15
      Lívia
      14.10.2016 - 10:59

      Ô gente, calma aí! Tbm me incomodou a falta de pontuação, isso realmente atrapalha a leitura! Mas pq não relevar e prestar atenção no que foi dito? Deus sabe o quanto me incomoda ver erros de português, mas descobri que isso é um preconceito linguístico e que ninguém é melhor do que o outro por saber diferenciar MAS de MAIS.

      A pessoa manda um texto relatando uma situação difícil e tudo que recebe são críticas pelo português? Fiquei triste! 🙁

      • #16
        Adriana
        14.10.2016 - 12:14

        Também fiquei triste em ver a maldade dos comentários aqui.

        • #17
          Carol
          14.10.2016 - 15:30

          Também fiquei chateada! Se ela já estava triste, agora acabou-se de vez!
          Gente, médicos são humanos, sabia? Tem sentimentos! Dar um toque, ok! Como a Cony fez, mas chega né? Empatia meninas! O caso aqui pra discussão é outro que não julgar esse assunto. Não quer ler, incomodou, pula de caso!

          Ao meu ver, tem que contar sim! Pq contou ao primeiro e a esse não pode contar? Pelo que eu entendi foi ela que terminou com o outro namorado, para dar a chance dele ter filhos biológicos. O que o difere do atual? Quanto mais tempo demorar, maior a bola de neve vai ficar…

      • #18
        isla wolff
        24.10.2016 - 11:19

        Isso aí Livia, concordo contigo
        Gente, passa por cima, a moral é ajudar a menina
        Tem mais gente repreendendo ela do que auxiliando, ela já esta fragilizada pela situação. Mais compaixão

  4. #19
    Stephanie
    12.10.2016 - 14:02

    Sobre o chora 1

    CONTA!

    Mas conta pra ONTEM

    Eu tenho um amigo mais velho que está perto dos 30 e vejo a vontade enorme dele de ser pai
    Para algumas pessoas isso é essencial na vida
    Então não esconda isso dele por mais tempo

  5. #20
    Jana
    12.10.2016 - 14:38

    No chora 1, vc deve contar. Se ele terminar, vc viaja. Se ele aceitar, vc casa.

  6. #21
    Mariana
    12.10.2016 - 14:51

    Sobre o chora 1: prefiro acreditar que a moça, médica, escreveu tudo voando e do celular pois tive a mesmíssima impressão que vc! Chega dar agonia ao ler…
    Sobre o caso em si, o conselho não poderia ser diferente, CONTA URGENTEMENTE! Essa é uma parte muito importante da sua história que vc não precisa esconder, e se vierem a se casar será uma parte fundamental da história de vcs… Imagino que seja dificil, mas já pensou se fosse ao contrário? Conte, e caso ele infelizmente opte por não ficar com vc, Londres te espera com muitas oportunidades!

  7. #22
    Iraci
    12.10.2016 - 15:43

    Cabernet, conte ao seu namorado que não pode ter filhos. Não consigo ver egoísmo maior que esconder um fato tão importante como esse de alguém. Você pode esconder isto mas vai ser muito pior se contar depois, eu, pelo menos, me sentiria super traída.
    Inclusive o fato da pessoa não poder ter filhos e não contar ao conjuge antes do casamento é um dos motivos previstos pelo Vaticano para anulação do matrimônio. Isso é muito sério!

    • #23
      Iraci
      12.10.2016 - 15:49

      E se você contar e mesmo assim seu noivo continuar com você qual o problema de você fazer a especialização e investir na sua carreira?
      Não deixe de tentar ser uma profissional melhor por causa de um relacionamento. Ele pode ir com você e estudar também, afinal médico nunca para de estudar. Se não quiser ir e te amar, o relacionamento irá suportar a distância.

  8. #24
    Ane
    12.10.2016 - 15:48

    Sobre o chora 1: também achei a leitura bem incômoda pela falta de pontuação. E só uma dica básica, mas que melhora muito a escrita: “mais” indica soma e “mas” oposição. É uma coisa simples, mas que faz muita diferença para quem lê! =)
    Agora em relação ao caso, pense se fosse ao contrário. Se ele soubesse que você não pode gerar um filho, mas que você gostaria muito de adotar. E que vocês sempre conversassem sobre isso sendo que ele nunca fez qualquer objeção. E aí vocês casam e ele fala que jamais adotaria. Você não se sentiria enganada? Eu acho que é melhor contar o mais rápido possível, é o mais justo para os dois lados.

    Sobre o chora 3, também concordo com a Cony. Não é porque as pessoas são suas amigas que elas são obrigadas a contar tudo das suas vidas no momento em que você quer. Isso é normal! As vezes você não quer se expor no momento, as vezes o assunto ainda te dói. Enfim, quem te que saber a hora de contar sobre assuntos pessoais é a própria pessoa. Achei que faltou um pouco de empatia num momento difícil da sua amiga. As vezes não levar tudo tão a ferro e fogo ajudaria a manter as suas amizades por mais tempo. Somos humanos e imperfeitos.

    • #25
      Merlot
      14.10.2016 - 14:21

      Ane, obrigada pela ajuda… no dia que escrevi o chora eu tava no meio da crise… mas hj, após alguns dias, vi que essa amiga não fez por mal, na verdade, se não fosse minha insegurança, eu teria relevado. Pq sei o quanto ela gosta de mim. Mas qdo estamos num momento desse, não conseguimos pensar racionalmente.O que as pessoas não entenderam e eu não consegui passar, é que se trata de uma dúvida de como não agir mais assim e não como fazer essas pessoas serem como quero, entende?

  9. #26
    Maria
    12.10.2016 - 15:53

    Caso 1 – Tem certeza que você é médica mesmo? Pelamor de Deus, que agonia que me deu de ler tanto “mais” no lugar de “mas”. Fora a falta de pontuação…
    Mas enfim, essa é uma daquelas situações que você tem que contar SIM! Não sei onde cabe dúvidas nesse caso.

  10. #27
    Sara
    12.10.2016 - 15:56

    1 – Conta! Entendo que você tem medo de ele terminar, se contar depois do casamento ele pode se separar de você, mais complicado ainda. Ele pode se separar não por você não poder ter filhos, mas por perder a confiança.

    4- “Se quiser ter bons amigos, seja um bom amigo.” Eu conheço uma menina que sempre reclama que não tem amigos, que as pessoas não a chamam para sair, eu às vezes chamo porque acho que nofundo ela é uma boa pessoa, mas não sabeser amiga. Exemplo, uma vez marquei com ela e uma amigona um pic-nic, eu a minha amigona levamos comida para partilhar, ela levou para só para ela e comeu a nossa. Eu vi que o aniversário no Face e perguntei se ela ia fazer alguma coisa, ela perguntou se eu estava investigando a vida dela. São pequenas atitudes que afastam as pessoas, tente ver se você não está tendo alguma atitude que afasta as amizades.

    • #28
      Merlot
      14.10.2016 - 14:23

      Oi Sara. Obrigada.
      Tenho infinitos defeitos… mas uma coisa que tenho percebido, em especial com os comentários aqui, é que isso é coisa de terapia… pq têm a ver com traumas. A minha essência é uma pessoa que agrada muitos, porém meus comportamentos impulsivos e defensivos afastam as pessoas. Preciso tratar isso urgentemente.

  11. #29
    Ceci
    12.10.2016 - 15:57

    Chora 1: existem outros meios de ser mãe/pai, mas isso cabe a cada um decidir. Ter filho ou não, e de qual forma tê-los, é uma decisão pessoal, que deve partir de cada um. Não tire esse direito do seu namorado: conte tudo o que passou, e conceda a ele a escolha de continuar ou não com vc. Seja sincera com ele, da mesma forma que vc gostaria que fossem com vc.
    Além disso, contar depois de casados não é garantia alguma: hj em dia ngm fica preso “só porque casou.”. Pelo contrário, contar depois só gerará distanciamentos e desconfiança. Se pra ele for tão importante gerar um filho, ele jamais ficará com vc só porque já está casado. Será um motivo pra se separarem. Contando, vcs tem a possibilidade de continuarem juntos e buscarem uma solução para essa questão. Faça isso por ele, conte o mais rápido possível. Só assim poderão ser mantida a relação, e ela será verdadeira e inteira
    Chora 03: não deixe essa mulher se colocar entre vcs dois, apenas peça que seu marido se posicione. A melhor saída é simplesmente não responder mais, ignorar. Acho que dizer a ela que vc está incomodada só vai piorar a situação e acender uma chama. Tem gente que gosta de ser motivo de brigas no casamento de outra pessoa. Sabendo que vc não gosta, ela pode ser ainda mais inconveniente.

    • #30
      Shiraz
      13.10.2016 - 09:33

      Sim, foi por este motivo que nunca fiz nada com relação a ela, porque parece que daí dá motivo, mas a vontade de fazer é grande..rsrs estou tipo lady como diz a Cony.. Obrigada Ceci

  12. #31
    Ana Banana
    12.10.2016 - 16:08

    Cony, adorei o tema dos pseudônimos… uvas! 🙂

    CASO 1- conte logo pra ele!

    CASO 2- existem vários cursos de empreendedorismo no Sebrae, alguns até online e gratuitos. Eu já fiz dois e me ajudaram muito a ter visão de mercado/administração, mesmo não sendo da área.

    CASO 3- essa mulher é folgada, sem um pingo de noção! Concordo com o conselho da Cony!

    CASO 4- o problema está com você e não com os outros… e já que tão autossuficiente não entendi o porquê do seu chora…

    • #32
      Merlot
      14.10.2016 - 14:26

      Oi Ana Banana… Então, eu não consegui me fazer entender. o problema está em mim: FATO! O meu chora ficou parecendo que eu queria ajuda pra fazer as pessoas fazerem o que quero, mas não foi isso que quis dizer. Na verdade, eu preciso de ajuda pra saber como me comportar e o que relevar pra não perder minhas amizades. A questão do “autossuficiente” tem a ver com me sentir bem sozinha e não lutar pelas amizades, mas isso não quer dizer que não saiba a importância delas, pelo contrário… nada no mundo paga a presença dos bons amigos…

      • #33
        Ana Banana
        15.10.2016 - 11:57

        Hummm, agora entendi! Bom, ficar sempre na defensiva afasta as pessoas… Vi voce falando em outra resposta e acho que se tem a ver com traumas, terapia pode te ajudar sim! Mas de maneira geral, lembre-se de que as pessoas são diferentes, tiveram criações diferentes, e por isso muitas vezes as suas reações nos supreendem. Saiba ouvir, respeite os limites do outro, elogie, questione quando necessário e releve algumas coisas que as amizades durarão mais

  13. #34
    úvula
    12.10.2016 - 17:07

    é médica e tá confundindo “mais” com “mas”? Jesus!

  14. #35
    Juliana
    12.10.2016 - 18:06

    Não costumo dar opiniões aqui nos choras, apesar de sempre ler. Hoje não consegui me conter ao ler a história da Cabernet. Veja bem, sou recém casada, moro com meu esposo desde o início do ano passado e nos casamos em fevereiro desse ano. Algumas pessoas têm a falsa ideia de que casando os problemas estão resolvidos e vejo isso em seu texto. A ideia da sua tia de contar só após o casamento é baseada em uma convicção de que ao casar ele estaria obrigado a permanecer com você, ‘as isso não é verdade. O casamento é maravilhoso, mas é muutoooo delicado, difícil de se manter, principalmente no início, com as adaptações. Os problemas não somem com o casamento, pelo contrário, às vezes podem se intensificar. Acho que estando com ele há 2 anos, diante de tudo que você conta, já deveria ter contado a muito tempo. Como a Cony disse, transparência. A sinceridade é essencial em qualquer relacionamento, como você vai esperar sinceridade e cumplicidade dele se você não oferece isso? É uma vida de mão dupla. Alguns problemas pequenos que eu tinha durante o namoro, no casamento tomam uma proporção muito maior. Então acho que você deve ser honesta com ele, pensa que se ele não aceitar isso, não estará aceitando você, a pessoa que você é, e se terminar o namoro por isso, melhor terminar um namoro do que um casamento. Não adianta forçar! Se não é pra relação acontecer, forçar, esconder, fingir, só trará mais dor e sofrimento.

    • #36
      Julia
      13.10.2016 - 15:04

      Concordo totalmente. Lealdade em um relacionamento é primordial, antes de qq coisa. Respeito e sinceridade com o outro ser.

  15. #37
    Juliana
    12.10.2016 - 18:18

    E complementando algo que esqueci, Cabernet, esconder esse tipo de informação pode até mesmo tornar o casamento passível de ser anulado. Não tenha esse desespero por casar, e só queira estar com alguém que realmente ame mas que te ame em primeiro lugar e te aceite com todas as características que você tem. Isso é muito sério para ser escondido.

    • #38
      Marcela
      12.10.2016 - 21:58

      Era isso mesmo que eu queria comentar! Como advogada posso te garantir que seu casamento será passível de anulação, tanto na igreja (pelo menos na católica) quanto no cível!
      Seu casamento será baseado em uma mentira!
      Boa sorte!

  16. #39
    Marilu
    12.10.2016 - 19:12

    Não sei como alguém pode conceber contar que não pode ter filho só depois de casar.

  17. #40
    Ana Flavia
    12.10.2016 - 19:41

    Sobre o primeiro caso: MEU DEUS. Cade a pontuação minha fia?? Eu parei na parte que terminarem depois de 9 anos, nao da nao uai. Bem dizem que faculdade nao faz ninguem melhor…

  18. #41
    paula
    12.10.2016 - 20:26

    MaIs no lugar de mas, está aí algo que dá agonia.

  19. #42
    Patricia
    12.10.2016 - 20:41

    Cabernet minha filha o casamento é baseado na confiança, vc acha que está mesmo preparada pra isso? Desculpe, mas vendo de fora parece que não tem maturidade. Talvez sua tia tenha te criado com bastante proteção, por tudo que vc passou… mas por ser médica deveria ter um pensamento mais racional, não faz sentindo algum esconder isso, já deveria ter falado há tempos.

    Shiraz, como assim seu marido não sabe dizer não??!! Tá bom, tem pessoas que precisam de um empurrão pra pegar no “tranco”. Mas essa falta de atitude dele pode ser ruim pra outras coisas futuras. Ele tem que saber se posicionar na vida!

  20. #43
    Lisiana
    12.10.2016 - 21:44

    Caso da moça se conta ou não sobre não ter filhos: conte! Alias, se EU fosse seu namorado terminaria no ato contigo, não pela infertilidade, mas pela sua omissão protelada. Isso é algo a se contar de cara p não perder o seu tempo e os dos outros que podem ter planos. Detesto mentiras e omissões idem.

    Caso da moça do marido miguxo: tenho dúvidas e investigaria mais p saber se ele realmente é só legalzinho com a tal colega. Se não tiver nada mesmo, diz p ele q mais uma e ele vai ficar solteiro…

    Caso da moça sem amizades: m identifiquei um pouco com vc, acho q vc tb deve ser chata e mega exigente. Tente levar as pessoas menos a sério e não espere grandes coisas, amizades sempre podem decepcionar e vc a elas tb, então, espere menos q vai doer menos. As pessoas podem ser imprevisiveis.

    Cony, se seu namorado fubangar, jamais, jamais ligue p mulher e sim, resolva com ele. Quando nos corneiam, a questão é com o nosso par. As galinhas nem tão, não é com elas que teremos q resolver e sim com quem coabitamos, e no salto, de preferencia!
    Bjs!!

  21. #44
    Vanessa
    12.10.2016 - 21:52

    Cabernet, conte agora mesmo!!! Acho que você (e ninguém ) tem o direito de decidir sozinha a vida a dois. O fato de poder ou não poder ter filhos biológicos fica pequeno perante algo maior: o casal planejar e decidir como será a vida a dois. Se meu marido me contasse agora que não pode ter filhos biológicos e que já sabia no passado, eu me separaria imediatamente. Eu me sentiria traída. E olha que não é pelos filhos biológicos; só acho que não cabe a ele me esconder algo tão importante e delicado, para me forçar ou manipular uma situação no futuro, com a desculpa de que uma vez casados é desse jeito e pronto.
    Pense, reflita e boa sorte na decisão, que ao final é sua.
    Bjos

  22. #45
    Juli
    12.10.2016 - 22:36

    Chora1: Tem que contar imediatamente, se não contar está traindo a confiança da pessoa.
    Chora 2: faz um curso de moda, se não quiser largar tudo vai mantém a profissão atual e aos poucos se preparando para a transição para fazer o que gosta de verdade.
    Caso 3: gente folgada existe bastante. Fala para teu marido estão se aproveitando da bondade dele, e se eu fosse você iria junto com ele caso ele vá ajudar a amiga. E fica de olho…nunca se sabe. Cuidado!
    Caso 4: gente falsa é o que mais tem…os que convidaram para ir na cachoeira, mas talvez eles tenham decidido ir de última hora, não dá para esquentar a cabeça com isso. Nao se afaste. Nao corte relações. Amizade tem que se dedicar, nada acontece do nada. Quem sabe você não convida esses pra ir de novo na Cachoeira e para outros passeios. E sobre a pessoa nao contar que terminou era um assunto intimo, nao se cobre. Concordo com as outras pessoas você se preocupa bastante em ter amigos, mas fiz que está bem sozinha. Você tem que ae cobrar menos, esperar menos das pessoas, seja feliz mas seja mais amiga sem esperar tanto deixa as coisas fluírem. Dá uma segunda chance para você e para os amigos.

  23. #46
    Luana
    12.10.2016 - 22:53

    Gente, e dai que ela confunde mas e mais???? Olhem mais para vocês mesmas e parem de julgar os outros! Eu hein!

    • #47
      Raquel
      13.10.2016 - 08:37

      Também achei o cúmulo esse julgamento todo, ainda mais por ela ser médica!Médico tem que ser perfeito?

      Essa galera deve aplicar teste de ortografia antes da consulta pra avaliar a competência do profissional…mulherada mimizenta!!

      • #48
        Camila
        13.10.2016 - 11:44

        Claro que médico não tem que ser perfeito. Mas a confusão de mas com mais parece bobinha, mas querem dizer coisas completamente diferentes, mudam completamente o sentido do que se quer dizer, por isso é importante sim. E principalmente para médicos, já que para passarem na faculdade, hoje em dia, precisam estudar muito. Como fazer uma redação no vestibular trocando mais por mas? E se nem eles, que tanto estudam, sabem a diferença, imaginem o resto da população. Isso né muito triste porque mostra muito sobre o ensino no Brasil!
        Se bem que já morei com uma amiga na época da faculdade que comprou (e pagou R$ 50 mil) sua vaga na faculdade de medicina…

    • #49
      Mataram o Português
      13.10.2016 - 08:48

      Um erro tão básico assim é indadmissível para quem tem curso superior… só mostra a péssima qualidade da educação no Brasil. Quem confunde MAS com MAIS perde totalmente a credibilidade… pode confundir muitas outras coisas… já pensou, ela como médica (!), confundir novalgina com na vagina?

    • #50
      Diane
      13.10.2016 - 09:02

      Concordo com vc!!!! Uma coisa é a Cony reclamar da pontuação, pois pra ela fica complicado ter que aconselhar e ainda editar os textos, mas vi aqui que o povo tá mais preocupado em corrigir erros de gramática do que aconselhar a moça. Por isso que o mundo anda tão chato!!!

      • #51
        Iraci
        13.10.2016 - 12:10

        Também achei uma reclamação desnecessária. Beleza que ficou ruim de ler e incomoda, mas nem aconselharam a moça, vieram só pra criticar. Muito constrangedor!!

    • #52
      Bru
      13.10.2016 - 11:07

      Pensei exatamente isso, Luana. É de uma indelicadeza tão grande corrigí-la dessa forma, que eu acho pior ler esses comentários do que o texto dela.
      De fato é erro um básico, mas a forma como foi apontado é que me incomoda, algumas pessoas são tão arrogantes.
      A moça vem triste por conta de um problema e sai pior. Lamentável!

  24. #53
    Fernanda
    13.10.2016 - 00:39

    Caso 4- Pelo seu relato, achei sua atitude com a amiga que terminou o namoro bem egoísta e insensível. Cada pessoa tem seu tempo, ela não é obrigada a te contar tudo da vida dela na mesma hora que elas acontecem. E quando ela se sentiu pronta para se abrir, você não agiu como amiga, não a escutou, não a acolheu e nem a apoiou, como você quer que ela te conte o que acontece na vida dela se ela não recebe seu apoio? Se afastar foi a cereja do bolo de uma situação mal conduzida.

  25. #54
    Julia
    13.10.2016 - 08:05

    Quanto exagero!!!! Qto drama desnecessário. A vida é mto mais que isso. Problema é ter doença. problema é ter um filho deficiente, probblema é nao ter dinheiro para sustentar a familia….. o resto…bem o resto é resto.

    • #55
      Érika
      13.10.2016 - 13:55

      Falou e disse!

    • #56
      Carine
      13.10.2016 - 16:44

      Você não pode medir o que é problema na vida do outro. Você não conhece a vida de cada um, não está passando o que ele está passando e nem sofrendo o que ele sofre. Um pouco de empatia cai bem, viu?! Se for assim só tem problema quem passa fome na África?! Eu, hein… Cada um sabe onde o calo aperta. E cada um lida com um fato diferente do outro.

      • #57
        Amanda
        14.10.2016 - 17:13

        Carine, obrigada, falou exatamente o que eu pensei lendo esse comentário e alguns outros. Acho que não nos cabe “mensurar” problemas alheios, afinal, para isso usamos a nossa própria regra. Basta lembrar quantas coisas eram aflitivas pra nós mesmas há uns dois, três anos, e o que permaneceu. Cada idade, cada fase da vida, e cada pessoa, individualmente, tem seus problemas e quem vem aqui está pedindo ajuda! Ainda que a solução pareça óbvia para quem está de fora, quando estamos vivendo um problema não é tão fácil assim. Empatia, gente!

  26. #58
    Rita
    13.10.2016 - 09:01

    Vocês exageram muito nas críticas, tenham mais empatia e se coloquem sempre no lugar do outro. A moça do primeiro caso, poderia estar apressada, pode ser alguém ansiosa que precisava botar tudo pra fora. No geral todos tem razão, não tem porquê esconder que n pode ter filhos, eu não sei se tem ovários, se ovula, mas você como médica, sabe que é possível ter filhos biológicos se ainda tiver óvulos.
    Quanto ao caso da menina sem amigos, me identifico muito! Sou muito tímida e me falta assunto, mas por questão de timidez mesmo. E quando você se sente excluída obviamente você vai ficar na defensiva. Não achei infantilidade da parte dela, nem nada. É uma reação perfeitamente normal. Para superar esse meu problema de falta de amigos, acabei começando a frequentar os encontros de couchsurfing na minha cidade. Consegui muitos contatos e melhorou muito minha vida. E o melhor, as pessoas tinham muito em comum comigo, pois eu sou uma apaixonada por viagens. Sugiro que você procure algo do tipo, para conhecer novas pessoas. E sinceramente, amigos vem e vão, a vida é assim e tudo são ciclos que muitas vezes acabam. Boa sorte! Abraços

  27. #59
    Mi
    13.10.2016 - 09:17

    Gente, tão ficando chatos esses “choras” hein?!
    Sei que vc não tem nada com isso, Cony, mas parece que as pessoas passaram a maximizar problemas que parecem tão simples de se resolver!
    A moça que “não consegue manter amizades”… quando comecei a ler pensei “poxa, que menina chata!”. Me desculpa, colega, mas amizade é uma via de mão dupla, aí a amiga vai contar (quando se sentiu confortável) que terminou o relacionamento você responde “ah…” e continua a falar de você?! Fala sério, vejo uma boa pitada de egoísmo aí… E se eu fosse achar ruim por cada coisa que meus AMIGOS não me contaram, pra cada programa que decidiram de última hora e não me chamaram, eu tava sozinha tb viu?!
    A doutora do primeiro caso, haja fôlego pra ler, hein?! Acabei de ler o caso cansada já! hahaha
    Sem entrar na questão do “mais e mas” que também me incomodou, pra mim é inconcebível vc cogitar casar com uma pessoa escondendo um fato tão importante assim. Ninguém merece ser enganado quando se trata de um sonho tão grande. E não, você não tem culpa por isso, mas é uma questão muito séria!

    Cony, não sei se estou viajando, mas as vezes tenho a impressão de que algumas pessoas dão uma pirada e inventam bastante coisa pra contar aqui, sei não… hahaha

    • #60
      Constanza
      13.10.2016 - 10:49

      Tb ja pensei nisso… mas… não tem como eu comprovar ne? E isso os choras que não posto!

      • #61
        Talita
        13.10.2016 - 19:48

        Sou médica e vi várias inconsistências no relato do caso 1, mas de fato, a Cony anotem como verificar a autenticidade de todos… Já dá um trabalhão separar, ler e aconselhar!

    • #62
      Maria Cruz
      13.10.2016 - 13:17

      Nossa, você falou tudo que eu queria dizer! Tem alguns casos e detalhes que parecem muito inventados. Fora os muito óbvios. Você vê a solução do problema no jeito que a pessoa escreve e ela não enxerga isso rs
      Mas o ruim é que é sempre assim mesmo. Nós ficamos tão cegos com os problemas que não vemos a solução bem na nossa frente. Ou até vemos a solução, mas queremos negá-la. É complicado.

    • #63
      Helen
      13.10.2016 - 15:52

      Mi, meu marido sempre fala isso. De tanto eu comentar sobre o blog ele começou a ler também. Alguns choras são tão absurdos que ele fala que só podem ser inventados para a pessoa ler depois como foi a reação das pessoas kkkkkk. Beijos

  28. #64
    Shiraz
    13.10.2016 - 09:41

    Obrigada meninas, obrigada Cony, percebo que não estou tão errada no meu comportamento.

    Quanto ao primeiro caso, como disse meu marido era infértil(nosso filho é um milagrinho a cara do pai, ele vai refazer os exames agora), e foi uma das primeiras coisas que ele me contou quando começamos a namorar, e acho que esta informação que não deve ser oculta. No teu caso adoção é um caminho, tem tanta criança precisando de um lar, pense nisso.

  29. #65
    Mariana
    13.10.2016 - 09:45

    Sobre o caso da Cabernet: conta logooo!! Já passou da hora!
    Mas fico pensando na veracidade dessa história: com dois anos de namoro, meu marido já sabia minhas datas de menstruação e tudo mais. Será que ele não percebe que ela não menstrua e tal? E se percebe e falou algo, o que ela disse pra ele?
    Tô meio na dúvida nesse caso!

    Sobre o marido com amiga de trabalho: seria bom ele dar um “chega pra lá” nessa mulher aí!

    Sobre a mulher sem amigos: acho você bem exigente!! Põe o pé no chão, colega!

    • #66
      Iraci
      13.10.2016 - 12:20

      Né? Não menstrua e não precisa de nehnum método contraceptivo…

    • #67
      Isabela
      13.10.2016 - 16:40

      Pois é, e nunca teve curiosidade de saber do que era a cicatriz? Isso me chamou a atenção!

      • #68
        Talita
        13.10.2016 - 19:50

        Fora que cicatriz para retirada de câncer de ovário e útero é enorme, não seria pequenininha que nem ela descreveu…

  30. #69
    Tauana Barcelos
    13.10.2016 - 09:46

    Chora 01 – Cabernet – Guria, que historia. Te admiro muito! Sobre o caso… acho que deveria contar, para não casar e correr o risco de ele não querer seguir. Adotar não te faz menos mãe.
    Vale lembrar que a Gloria Maria teve filhas adotadas e amamentou elas, cuidou e é uma MÃE com maiúsculas gritantes. Se ele te ama, ele vai entender e terão a família tão sonhada. Dialogo é vida, em um momento bem tranqüilo e relaxado aborda esse assunto com ele e depois conta para nós como foi. CONSTANZA, PELAMORDIJEOVA, SE ELA RESPONDER TU POSTA?

    Chora 02 – Carmenere – Tche, todos passamos por dificuldades e se tu é capaz mesmo, tu vais sair. Tenta te focar, te motivar, abrir a tua mente e fazer o que amar. Te aconselharia desenvolver algumas técnicas de programação neurolinguistica, é incrível, eu faço isso e é DEMAIS. Coating também. É uma dica, isso tem poderes incríveis, que estão dentro de nós e não sabemos.

    Chora 03 – Shiraz – Toca o terror nessa guria e pede para teu marido cortar relações. Fala pra ela que ele é um homem casado, MUITO BEM CASADO, e que não é legal da parte dela ficar mandando mensagens e contando com o TEU marido para eventuais problemas da vida pessoal dela. O relacionamento deles é somente profissional e depois do horário de expediente é cada um pro seu lado.

    Chora 04 – Merlot
    1- Será que não queriam fazer um passeio de casais e estavam com vergonha de te avisar? Pode ser
    2- Mas que idiotice deles.
    Acho que essas pessoas não merecem a tua amizade. Ao menos que tenhas históricos de traições com os amigos.
    Minha historia não é muito diferente, eu vivo amizades super intensas e em pouco tempo parece que as pessoas se afastam.
    Acredito que seja por identidade, necessidade. Percebo que as pessoas só são meus amigos quando saímos para jantar, gastar, comprar, festejar, mas quando eu realmente precisei (sofri um acidente, fui seqüestrada e perdi um parente no mesmo ano) os meus antigos amigos que vieram me procurar, os novos? Nem tchum!

  31. #70
    Lu
    13.10.2016 - 10:11

    Gente, chega de falar da falta de pontuação e do MAS/MAIS do caso 1. A Cony já deu o recado, há necessidade de todo mundo repetir isso? Há necessidade de colocar a formação da moça em xeque? Pra que isso, gente? Até porque não é a primeira vez que acontecem errinhos de português nos Choras (inclusive em outros deste post), e não teve tanta indignação assim.
    Às vezes, se não temos nada de bom a dizer, é de bom tom ficar calada.

  32. #71
    Adri
    13.10.2016 - 11:20

    Bom… essa história de não ter que contar tudo, ok! Realmente, não temos que falar tudo que aconteceu… como no caso do aborto. Mas gente… 2 anos de histórias sobre filhos, olhos azuis e etc e nunca ter tocado no assunto?
    Acredite: Vai dar m**** de qualquer jeito agora, mesmo que ele aceite e não termine, a confiança já sairá abalada.
    Se me contasse depois do casamento nem sei qual seria minha reação, por mais amor que exista, é uma decisão que ele precisa participar.

  33. #72
    Jéssica
    13.10.2016 - 11:40

    Chora 1: tem coisas que devem ser conversadas desde quando o namoro começa a ficar sério. E se for pra terminar com a pessoa porque não quer falar sobre o assunto, acho que nem deve começara namorar.
    Chora 3: cobra do seu marido dar um chega pra lá nessa moça, se ele não fizer faça você mesma, com jeitinho, sem barraco.
    Chora 4: está explicado porque não tem amigos! Mude suas atitudes, seja mais amiga! As coisas não tem que ser do jeito que você quer. Respeite as vontades e os momentos das pessoas. Não queira ser a ultima bolacha do pacote.

  34. #73
    Fernanda
    13.10.2016 - 11:48

    1. Os errinhos incomodam mas o pior foi a dificuldade de ler mesmo. Mas não condeno porque todos erramos. Tenho amigos que escrevem viajem, salchicha rs. Mas enfim… Conta porque ele pode encarar o fato de você ter escondido como uma traição.
    2. Acho que você está desanimada com a sua escolha de faculdade. Se vc for psicóloga, mude já! Senão vai começar a fazer transferência com seus pacientes! E em qualquer profissão você pode trabalhar um pouco nela enquanto investe e estuda outros ramos
    3. Eu também ficaria com ciúme mas pediria pro meu marido não responder mais e avisar a moça que seguro também serve pra isso. Muita folga ficar mandando mensagem pra todo problema automotivo que tem!
    4. Relaxa e deixa levar… Às vezes o seu esforço para ter amigos pode intimidar os seus companheiros. Tenho uma colega que gruda e quer fazer tudo junto e todo mundo se afasta.

  35. #74
    Joana Brito
    13.10.2016 - 12:04

    Não sabia que junto com o curso de medicina se ganhava um bacharelado/licenciatura em letras!!Agora não pode errar nessa vida??eu hein!Médico não pode errar português , não pode ter fome, não pode ficar doente, muitas críticas….eu tbm detesto esse erro, mas conheço inúmeros profissionais de diversas áreas que cometem erros grosseiros de gramática/ortografia/verbos e são excelentes profissionais ou seja ninguém tá na porta de um escritórios de advocacia, engenharia, médico fazendo teste de português pra verificar a “competência ” profissional da pessoa antes.Na hora de uma emergência médica a diferença entre o mais/mas nao vai diminuir a força de uma compressão torácica em um paciente em parada cardiorrespiratória.Se fala tanto em não julgar e justamente num grupo que preza e prega tanto isso, surgem comentários mimimis desses,vai entender!!!
    Caso 1: nem pensar em não contar…seria uma omissão que talvez ele não pudesse perdoar quando descobrisse ,a base de um relacionamento é a sinceridade , principalmente em assuntos que causam impacto para o casal…seus segredos que não influencia ninguém e nem o namorado, marido ok, mas esse não dá….
    Caso 2: as pessoas não são obrigadas a fazer relatório da cada acontecimento para os amigos, isso é muito comum quando somos adolescentes, talvez você tenha esse modus operandi ainda na vida adulta. a
    Conversa de eu me basto não convence muito, se isso fosse verdade não estaríamos aqui discutindo seu caso.Só acho que só de você ter questionando isso na sua vida já é meio caminhado andado , mas acrescente aí um bom terapeuta pra você se conhecer melhor e enxergar certas situações com mais empatia ao próximo e menos egoísmo.

  36. #75
    Marcella
    13.10.2016 - 12:30

    Sobre o CHORA 4:

    Merlot,

    as pessoas, sejam amigas, pais, namorado, chefe, ou qualquer outra relação que você tiver, vão te decepcionar. Isto é inevitável! Nós pensamos diferentes, somos criados diferentes, e principalmente, ERRAMOS. Se a cada mínima decepção com o outro você se afastar, realmente não conseguirá manter nenhuma amizade.
    Para mim amizade é ter empatia, ser companheira, perdoar e querer ficar perto do outro. Lógico que algumas atitudes são tão ruins que fazem querer nos afastar para sempre, mas as que você citou acima deixam espaço para uma 2ª chance.

    • #76
      Merlot
      14.10.2016 - 14:11

      Obrigada, Marcella. Algumas pessoas não entenderam o motivo do chora, me criticaram chamando de egoísta ou mentirosa já que sou tão “autossuficiente” não entenderam o motivo do chora.
      Mas a real é que eu quero sim ter amizades. Mas não sei agir quando essas coisas acontecem, e como me sinto bem comigo mesma, eu acabo não tentando resolver as coisas e afastando as pessoas. Mas eu sei da importância de se ter amigos!!! Só não sei como fazê-los e mantê-los.Seu conselho me ajudou a lembrar q ngm é igual a ngm e isso faz com que tenhamos atitudes diferentes tbm.

  37. #77
    Ana Luiza
    13.10.2016 - 13:04

    Caso 1, amiga, não poder ter filhos não é um defeito, e sim uma característica sua. É a cicatriz de uma das muitas batalhas que você aparentemente já passou nessa vida. Conta pra ele e se ele te ama mesmo, vcs vão arranjar uma saída. Ou não, aí você viaja e seja feliz, e em um futuro relacionamento vc já deixa isso claro desde o princípio.
    Caso 2, fazer o que ama e procurar se motivar, com cursos, pesquisas, etc. Eu hoje trabalho com o que amo, mas tem uns dias que só por Deus, tenho vontade de fechar a porta do escritório e sair correndo. Mas fico tentando encontrar motivação em outras coisas off work, aí dá um gás na vida profissional também. Hj pratico corrida, a disciplina que eu aplico na corrida, procuro trazer para o trabalho também. Ajuda.
    Caso 3, que mulher semmmm noção!!! Fala pro seu marido dar um chega pra lá!
    Caso 4, você me pareceu meio chata, mas posso estar enganada. Amizade requer dedicação, escutar, ir atrás, dividir suas coisas com as pessoas também. Se não a coisa fica tão superficial, que “acaba” mesmo antes de começar.

    Beijos!!!

    • #78
      Merlot
      14.10.2016 - 14:13

      Ana Luiza, obrigada pela dica. Realmente sou chata hahaha… Mas quem me conhece msm, gosta de mim. A questão toda era como lidar comigo mesma… com minha vontade de me isolar das pessoas, e afastá-las.

  38. #79
    Tati
    13.10.2016 - 13:13

    Para a moça do caso 2, meu conselho vai na contra mão do da Cony. Se vc tem tempo e suporte financeiro, se dedique ao seu negócio até ele ficar estável. Como vc mesma disse, sua profissão tem esse benefício e com apoio, não vale a pena abandonar tudo. Procure cursos de gestão no SENAC e afins, contrate uma consultoria, enfim… As possibilidades são inúmeras. Faça o seu dinheiro trabalhar para vc e ai então pense na transição para a área da moda. Eu faria isso, pelo menos 😉

  39. #80
    Clarissa
    13.10.2016 - 13:44

    Oi, Cony, olha, eu também sou médica e até concordo que não temos que ter um diploma de língua portuguesa junto com a graduação em medicina, mas tudo tem limite! Trabalhamos com a escrita todo o tempo que estamos atendendo as pessoas! Nossos prontuários precisam ser inteligíveis para o próximo colega, erros de prosa não são admissíveis e são corrigidos pelos superiores em todo o período de formação. Um tipo de confusão entre “mas” e “+” não passa despercebido muito tempo. Temos de apresentar casos e publicar trabalhos com frequência. Tanto acadêmicos como profissionais somos cobrados de nos comunicarmos com fluência na nossa língua e em inglês também, visto que os estudos normalmente necessitam de complementação na literatura internacional e está é, na maior parte, em inglês. Sou preceptora em uma universidade hoje, também dei supervisão para vários estudantes e residentes e nunca, repito, nunca, vi um caso assim prosperar até o final da formação! Outra: por mais discreto que o cara seja, uma cicatriz como uma cesárea vai suscitar perguntas, ainda mais entre um casal de colegas… Tá estranho isso aí, viu?
    Só acho…
    Bjooo

    • #81
      Dani
      13.10.2016 - 17:51

      Clarissa, também fiquei com o mesmo questionamento seu, o namorado nunca perguntou o motivo da cicatriz, achei estranho.
      Bem, mas não estamos aqui para julgar ninguém e acho que a pessoa que manda um chora está precisando de ajuda, então vou dar o meu conselho para a moça do caso 1.
      Você tem que contar urgentemente para o seu namorado que não pode ter filhos, em hipótese alguma pode deixar para contar depois do casamento, isso no meu ponto de vista seria imperdoável.
      Na verdade, eu no lugar dele, já ficaria muito chateada pelo fato de você ter escondido sua situação por tanto tempo.
      Caso ele não te perdoe vá para fora, faça sua especialização, lembre de tudo que você já passou, com certeza você é uma pessoa forte e quando começar um novo relacionamento seja honesta com a pessoa desde o início e diga para ela que não pode ter filhos biológicos, mas saiba que isso não quer dizer que você não pode ser mãe, afinal a maternidade é muito mais do que gerar um filho.
      Bjos

  40. #82
    13.10.2016 - 16:13

    Caso 01: texto difícil de ler. Parei de ler quando ela disse que terminou o namoro de 9 anos e fiz uma leitura dinâmica do restante, hahaha. Bom, vamos lá. Eu acho que uma coisa dessas não pode ser omitida em hipótese alguma. Pense se fosse ao contrário. Vc ia gostar que escondessem algo tão importante de vc? E o fato de casar, se vc continuar escondendo, isso pode ser motivo de divórcio. CONTE JÁ.
    Caso 02: concordo com a Cony. Vc não tem o tal “fogo na bunda” pq vc não faz o que gosta. Se vc tem apoio financeiro, se joga naquilo que vc realmente curte!
    Caso 03: Que guria mais folgada do mundo. Eu acho que seu marido tem que ignorar mesmo.
    Caso 04: entendo que vc tenha ficado chateada, mas não sei se o afastamento era a solução. Vc poderia ter questionado o pq dos comportamentos! Não sei se é pq eu sou muito espontânea, mas não consigo simplesmente me afastar sem saber o motivo das coisas. E sobre o casal de amigos, acho que talvez tenha rolado uma insensibilidade da sua parte…

  41. #83
    Isabela
    13.10.2016 - 16:31

    Achei estranho no primeiro caso vocês estarem juntos há 2 anos e ele nunca ter perguntado da sua cicatriz… Não está faltando diálogo nessa relação?

  42. #84
    Ilana
    13.10.2016 - 16:35

    DUVIDO que a moça do 1º texto seja médica. Como que passou no vestibular de MEDICINA escrevendo desse jeito? Me veio a cabeça que de repente a pessoa inventou uma história e nem médica é. Que pena, porque estaria apenas fazendo a Cony perder tempo 🙁

    • #85
      Lívia
      14.10.2016 - 11:04

      Ô gente, calma aí! Tbm me incomodou a falta de pontuação, isso realmente atrapalha a leitura! Mas pq não relevar e prestar atenção no que foi dito? Deus sabe o quanto me incomoda ver erros de português, mas descobri que isso é um preconceito linguístico e que ninguém é melhor do que o outro por saber diferenciar MAS de MAIS.

      A pessoa manda um texto relatando uma situação difícil e tudo que recebe são críticas pelo português? Fiquei triste! 🙁

      CABERNET,

      CONTE LOGO. Seja suave, honesta sobre a sua dificuldade em tocar no assunto. Infelizmente pode ser que o relacionamento termine. Mas e aí? Não é melhor do que casar e depois isso virar um baita problema entre vocês?
      Pense pelo lado positivo, pode ser também que ele não se importe em adotar e aí você resolve tudo isso de uma vez!
      De qualquer forma, seja honesta. É a única saída.

  43. #86
    Michele
    13.10.2016 - 16:45

    Gente, na boa, parem de jogar pedra na moça por causa de erros de português, a Cony já deu um puxão de orelha nela. Quem aí nunca errou ao escrever algo ou se confundiu? Vamos nos ater aos conselhos que são os objetivos do chora! Mais empatia no mundo!
    Caso 1 – Nem pense na possibilidade de não contar, isso não seria correto da sua parte.
    Caso 3 – As vezes o erro está em vc, nem sempre as pessoas se doam como a gente espera!
    Cony, adoro seus conselhos, te acho muito sensata e equilibrada nas suas ponderações. Queria ser sua amiga íntima!!!

  44. #87
    Michele
    13.10.2016 - 16:56

    Errei tbm. Queria responder ao caso 1 e ao caso 4 e não ao caso 3. Sorry!!!

  45. #88
    Aline
    13.10.2016 - 19:51

    Sobre o caso 2: procure um coach, vai te ajudar DEMAIS a clarear essa situação toda. Eu sou coach e também já passei pelo processo, você vai conseguir enxergar verdadeiramente o que vc quer e como conseguir.

  46. #89
    Maria Laura
    13.10.2016 - 20:07

    Cony do céu!
    Reabre os choras, pelo amor de Deus!
    Já tive um sorria publicado tempos atrás, logo que vc começou o quadro. Mas agora tô num impasse. Preciso de ajuda!

    Bjo me liga, rs, Laura

    • #90
      Constanza
      13.10.2016 - 22:09

      Daqui a pouco abro. Bjs

  47. #91
    Fernanda
    14.10.2016 - 05:39

    Oi, Cony! Concordo com a Clarissa aí em cima… além de outras coisas que as pessoas pontuaram. Muito estranho passar dois anos com uma pessoa e não falar nada! Não consigo entender… mas enfim, espero que ela coloque a mão na consciência e aborde o mais rápido possível esse assunto.
    Em relação ao caso 4: parece que esssa moça é bem egoista mesmo!! Nem sempre os nossos amigos vão fazer coisas que nos agradam! É isso acontece em TODOS os relacionamentos!!

  48. #92
    Carine
    14.10.2016 - 11:50

    Não acredito que duvidaram da veracidade das histórias. É claro que a resolução parece óbvia para quem tá de fora, mas para quem está envolvido não é tão simples… Às vezes não enxerga ou não quer enxergar por não ter força para fazer o mais prudente, então precisa ouvir quem tá de fora falando “vá, faça isso…”. Eu ouço cada história de amigas ou conhecidas minhas que dariam vários choras, a gente tenta aconselhar, mostrar para a pessoa qual é o caminho, mas nem sempre eles querem sair disso, às vezes só querem desabafar.

    Mas enfim….

    Caso 1 – Já teria que ter contado há muito tempo! No relacionamento tem que haver confiança, ele tem que saber onde está se metendo.

    Caso 2 – Existem coaching para te ajudar com empreendedorismo e coaching para te ajudar a ver o que vc quer da sua vida/carreira. Talvez seja uma boa vc contratar um desses…

    Caso 3 – Já passei por uma situação bem parecida, e quanto mais eu me incomodava mais a pessoa ia atrás do meu namorado de propósito com intuito de perturbar, e isso acabava nos desgastando e gerando brigas porque ele não sabia como cortar. Mas hoje ficou tudo bem e aprendemos a lidar com essas coisas, tem que partir dele mesmo. Ele é quem tem que impor limites, e deixar claro até onde ela pode ir.

    Caso 4 – AMIZADE NÃO SE COBRA, simplesmente acontece. Você não tem que cobrar explicações ou segredos de tudo o que o outro faz, ele te conta se quiser e quando se sentir pronto. Cada um tem seu tempo, respeite o tempo do outro e o jeito de cada um. Uma coisa que aprendi é que ninguém tem que agir da maneira que você agiria no lugar dela, cada um faz da sua maneira. Se você for amiga de verdade vai aceitar a outra do jeito dela, mesmo que você não concorde com tudo que ela faça.

  49. #93
    Mi
    14.10.2016 - 14:50

    Caso 1: tenha a capacidade de se pôr no lugar dele e não seja tão individualista/vítima! Esse tipo de comportamento só atrasa a sua vida e a do outro…

  50. #94
    Maira
    14.10.2016 - 15:35

    Ai Cony, hoje vou se econômica nos conselhos tá.

    Chora 1: Conta logo fia, tremenda sacanagem deixar pra contar depois de casar, conselho furado esse da sua tia, queria ver se fosse com ela…pimenta nos zóio do outro é refresco ne…me ajuda aí.

    Chora 2: Trabalhe com o que você ama, se esse trabalho te der um retorno financeiro, ótimo.

    Chora 3: Fia, faz de lady e deixa essa pro seu marido resolver, essa “amiga” precisa de um marido de aluguel, no caso não é o seu, gente folgada não entende ser deixada no vácuo.

    Chora 4: MALA…MALA…MALA…fia, queria você como minha amiga não viu, tudo gira em torno de você, pessoa auto suficiente né…chata…se é uma pessoa feliz consigo mesma e não precisa de mais ninguém, tá mandando chora pra quê? Seja uma boa ouvinte, boa companhia e não leve as coisas tão pro lado pessoal, mostre pra outra pessoa que se importa com ela…atitudes básicas para uma pessoa ter amigos verdadeiros.

    Bjocas

  51. #95
    Liz
    14.10.2016 - 18:45

    Antes de dar minhas opiniões, tecerei um breve comentário:
    Vejo tantas pessoas julgando nos comentários… Gente, que triste isso. Se a pessoa escreve a sua história e vem pedir conselhos em um blog é porque realmente precisa de um suporte emocional. Acontece que nem todo mundo dispõe de grana e tempo para fazer terapias, ou simplesmente não tem com quem conversar. Por isso, aproveito a oportunidade de parabenizar a Cony por disponibilizar esse espaço em que tantas pessoas tem a oportunidade de desabafar e pedir ajuda.
    Aí surgem várias leitoras com mil pedras na mão, querendo corrigir, além do português, a vida da pessoa. Eu, como advogada tenho colegas que escrevem errado mesmo no exercício da profissão.
    Uma gerente da empresa que trabalho fala “pra mim fazer” na frente de vários diretores e gente, isso não a faz menos competente no que ela se propõe a fazer.
    Tenho certeza que muitas que julgaram e criticaram não conseguem fazer contas básicas de matemática, errariam em testes nível 1 de lógica, não sabem nada de biologia e assim por diante… Ninguém é bom em tudo e as vezes, o óbvio para você não é óbvio para o outro.
    Outra coisa, a mulherada que duvida da veracidade da história porque as respostas são claras: Gente, não acredito que li isso! Vocês nunca ouviram dizer que diante de uma situação que estamos confusos ou envolvidos emocionalmente ficamos cegos?
    As vezes as pessoas até sabem a resposta, mas é difícil de encarar a realidade, é difícil sair da inércia e mais difícil ainda é confrontar pessoas que gostamos.
    Todos nós temos nossos próprios fantasmas, nunca olhe para o outro menosprezando-o, porque amanhã pode ser você precisando de ajuda.
    Chora 01 – Cabernet: A minha dica é para tirar AGORA a ideia da sua cabeça de casar omitindo esse fato. Isso é passível até de anulação de casamento.
    A sua tia veio de uma geração que as mulheres buscavam a felicidade no casamento e hoje, após tantas conquistas, sabemos que somos felizes independente do outro.
    Mas, também, vejo que vc carrega um fardo muito grande por não poder gerar um filho. Hoje a medicina tá tão avançada… Vc mesmo sabe das inúmeras possibilidades.
    Se esse cara te amar de verdade, vcs vão superar isso juntos.
    Chora 02 – Carmenere
    Se não quiser seguir a dica das pessoas de mudar de área e fazer o que realmente gosta, vc tem dois caminhos: Ou contratar um gerente para sua clínica que possa cuidar das partes administrativas e burocráticas, ou pedir para seu marido assumir esse papel.
    Chora 03 – Shiraz
    Eu tb ficaria atenta no seu lugar, será que é só boa vontade mesmo? Caso seja, converse com seu marido para ter mais pulso com as pessoas, principalmente mulheres, já que, provavelmente, essa não será a última a aparecer, tem sempre uma cara de pau.
    Chora 04 – Merlot
    Já vi vc respondendo vários comentários e dizendo que vai procurar uma terapia. Acho ótimo. E não acredito que vc seja chata, somente insegura e talvez um pouco imatura. Mas isso vem com o tempo e as experiências.
    Parece que vc se cobra demais também. Vai com calma, ter amigos é muito legal, mas amigos não são namorados, eles não precisam viver para você e nem vc para eles.
    Enfim, faça a terapia que vai te ajudar bastante.

  52. #96
    Priscila
    17.10.2016 - 22:33

    Êh “bendita” internet onde todo mundo é perfeito, né? Não sabia que tinha tanto prof. Pasquale por aí.. eu hein!

    Cabernet, meu caso é parecido com o seu, também não posso engravidar (por conta de uma má
    formacao uterina) e meu namorado (hoje marido) era louco por crianças, minha sogra a “típica mãe pata”, louca por cada um dos filhos e netos que tem. Quando você disse dos olhos verdes, me lembrei na hora dela! Meu esposo é muito bonito e de olhos verdes, então me doía cada vez que escutava os sonhos dela de um “netinho igual meu filho”. Depois de 2 anos de namoro E MTA terapia, consegui contar para ele que para sermos pais, teríamos que buscar outras formas pois eu tinha uma
    má formação (que eu não escolhi ter!! Assim
    Como você não escolheu ficar doente) e claro, foi um baque, foi difícil, mas deu tudo certo! No final, isso nos aproximou e fortaleceu ainda mais. Lembra da minha sogra? Ela foi praticamente meu anjo da guarda… Me deu total apoio. E a melhor notícia é que muito em
    Breve nossa bebê nasce (conseguimos fazer útero de substituição/”barriga de aluguel” com autorização do CRM). Conheci nessa jornada enorme uma moça que por conta de um câncer, retirou útero e ovário e hoje está com o bebezinho nos braços. Fez também útero de substituição e utilizou os gametas do marido.
    Nós optamos pelo utero de substituição, mas também existe adoção (que no nosso caso não estávamos preparados). Mas tenha certeza, esta jornada não é para ser vivida sozinha. E é muito mais leve quando temos com quem compartilhar (por mais clichê que seja a frase)
    Ficarei na torcida para dar tudo certo! E se não for agora, tenha certeza que uma hora vai! Conte sim, no seu tempo, quando estiver segura. Só não se iluda achando que depois do casamento seria a melhor solução.
    De fora tudo parece receita de bolo, mas para quem vive.. não é simples assim. E tenha certeza que Terapia ajuda demais. Minha sugestão é alguma terapeuta que tenha vivência em acompanhar reprodução assistida. Elas mais que ninguém sabem que maternidade não é capricho para quem sonha e que nem todo mundo está preparado para adoção. Espero de verdade que você leia minha
    mensagem e que ela possa ser de alguma maneira um alento! Bjs

  53. #97
    18.10.2016 - 23:54

    Que Deus me perdoe se eu estiver julgando o chora 1, mas para mim cheira a mentira! História muito mal contada…
    Concordo com a Clarissa (médica) erros de português como esses não chegam até a formação, pois são regras básicas. Os professores não deixariam isso passar, sou da área de biológicas e passei por isso.
    Desculpe, mas esse caso me lembrou novela mexicana do SBT…

Comente