15
Sep 2016
Chora Que Eu Te Escuto!!!
Chora Que Eu Te Escuto

Chorem meninas…

Caso 01 – Rita

Cony, eu tenho 25 anos e namorei praticamente a vida inteira. Meu primeiro namoro começou aos 14 e desde então eu não havia ficado mais de quatro meses solteira. Meu último (e mais sério) relacionamento durou 5 anos e acabou de uma forma muito ruim. Antes de entrarmos nessa fase nosso namoro era maravilhoso, éramos muito companheiros e nos amávamos mutuamente. Mas no fim o relacionamento ficou extremamente abusivo e terminamos. Fazem quase dois anos.

Desde então eu tenho me curtido muito e aproveitado a vida de solteira. No início foi esquisito, porque depois de tanto tempo sempre junto de alguém você fica meio perdida na vida, precisa redescobrir sua identidade, etc, etc. Mas passando mais tempo comigo mesma eu me descobri uma pessoa muito mais forte e independente do que eu imaginava, já viajei pra fora sozinha nesse período e foi a melhor coisa que eu já fiz na vida.

Enfim, esse começo é só pra pintar o cenário da minha vida haha. Há 5 meses eu conheci um cara no Tinder que se mostrou uma grata surpresa pra mim. No princípio eu estava cheia de dedos porque ele é muito bonito, bem sucedido, bem isso, bem aquilo, e a primeira impressão que eu tive (provavelmente preconceituosa) foi de que ele era superficial. Ele, porém, sempre muito insistente, foi se mostrando pra mim com o tempo e se revelando uma pessoa muito querida e atenciosa.

Quem acaba de me conhecer sempre me rotula como “fria” (já fui apelidada de Frozen, que gracinha né), o que não é verdade. Eu só sou um pouco fechada e muito prática e racional e além disso nunca fui de me apaixonar facilmente. Acho que, principalmente, depois das coisas pelas quais eu passei no meu último namoro eu me tornei uma pessoa muito pé no chão. Também porque depois que eu me descobri sozinha eu percebi que não aceito me acomodar em qualquer situação mais.

Fato é que ele (também sempre brincando e me chamando de geleira) sempre fez questão de ser muito dedicado. E apesar do pouco tempo nós acabamos ficando próximos e íntimos muito rápido justamente porque ele estava sempre presente. Ele aparecia na porta da minha casa de surpresa várias vezes, dormia lá constantemente, ligava todo santo dia quando viajava a trabalho, fazia playlist pra mim, me mandou DEZENAS de flores no meu aniversário, dentre outras várias pequenas coisas atenciosas. E eu, apesar do meu pé no chão, acabei me envolvendo.

Só que de um tempo pra cá ele pirou (ou vai ver sempre foi pirado). Começou na semana depois do meu aniversário, quando eu fiz uma comemoração em que havia algumas pessoas da família. Eu não havia o convidado porque pensei que seria estranho e ele me espezinhou até o fatídico dia reclamando. Até que eu resolvi ceder e convidá-lo. E adivinha? Ele não foi. Disse que estava sem graça, etc etc e não foi.

Na semana seguinte ele viajaria a trabalho e apareceu lá em casa porque “ele não queria viajar sem me ver”. E essa foi a última vez em que eu o vi hahaha. Desde então ele começou a ficar estranho, parou de falar comigo frequentemente, de aparecer, enfim, ficou frio e distante. Eu que não aguento esse chove não molha fui logo questionar o que havia acontecido e dei liberdade pra ele manifestar se não tivesse mais afim. Ele disse que não era nada disso, que eu estava precipitada e que me responderia direito mais tarde.

Duas semanas já se passaram e eu nunca ouvi a bendita da resposta. Nosso último contato foi uma mensagem que eu mandei falando que “nenhuma resposta pra mim é resposta”, a qual ele respondeu com um áudio longuíssimo falando que ele tava pensando muito, que iria me responder em breve e contando trezentas coisas sobre os últimos dias dele como se nada tivesse acontecido. E pronto, sumiu, desapareceu. Tchau e bença.

Minhas amigas estão todas piradas falando que não entenderam nada, porque pra quem acompanhou a forma como ele me tratava até então esse comportamento de agora é impensável. Penso eu que a resposta óbvia é: ele cansou e não tem hombridade pra falar isso (mesmo eu tendo dado total liberdade pra tal) e resolveu que a melhor saída era a porta dos fundos. Pequeno detalhe: ele tem 31 anos.

Enfim, essa ladainha toda é porque apesar de racionalmente eu pressupor o que aconteceu, uma parte de mim ainda não conseguiu largar isso pra lá. Fico inventando mil conjunturas na minha cabeça do tipo ele é casado no exterior (louca hahaha) e outras histórias da carochinha. Acho que a resposta pra minha choradeira é bem óbvia, mas vai ajudar ver o insight de pessoas de fora. Beijo!

Eu desconfio de duas coisas… Uma: ele voltou algum namoro, tem outra, conheceu outra (você checou se ele saiu do Tinder?), mas tem outra mulher na história OUUUUUUU ele viu que esse relacionamento poderia ficar sério e desistiu. Mas sinceramente? Acho que tem outra na parada. Sai dessa… 

222e8981f3d724caee5fd86333eaf4db

Caso 02 – Piera

Olá Cony! Meu caso é um mix de angústia, superação, tristeza, alegrias… rs

Pois então, tudo começou com um namoro ótimo que tinha, me relacionei com essa pessoa durante 5 anos, porém, numa dessas nossas inconsequências da vida, acabei me envolvendo com outro rapaz e tcharam… Engravidei!

Foi aquele drama, desespero, loucura total quando descobri de quem na verdade era o baby e depois ter culhão pra poder esclarecer os fatos com todo mundo. Foi uma fase bem tenebrosa, hoje consigo falar sem remorso, sem angústia, mas me recordo claramente da dificuldade que passei, desde a gravidez a superação do término de um namoro estável, justamente nesse momento, a ser “obrigada” aceitar outra pessoa na minha vida etc.

Passado essa tribulação, após o nascimento da minha filha, passamos a conviver com o pai dela e toda sua família. Hoje, sou muito grata as pessoas que Deus colocou na minha vida, pois todos eles são seres ótimos e que nos receberam de braços abertos, não dando apenas amor a minha filha mas também a mim.

O que eu vim reclamar é o seguinte: O pai da minha filha é um ótimo pai, amigo, pessoa, com um coração enorme. Nunca tivemos nada além do dia que a fizemos, rs.

Só que, quando ela tinha 10 meses ele se declarou pra mim dizendo que não aguentava mais me ver vivendo a vida e ele não fazendo parte, que estava gostando de mim, sentia ciúmes, queria estar junto. Eu, que não tinha nada a perder, aceitei me relacionar com ele e ver no que ia dar, afinal de contas, sempre nos demos muitíssimo bem, saiamos juntos, tínhamos intimidade, enfim… Embarquei!

Maaaas, como nada são flores, depois que ele se tornou meu companheiro, as coisas mudaram do avesso, ele tomava atitudes, ao meu ver, completamente desnecessárias e idiotas, como por exemplo sair escondido, mentir sobre onde estava, desligar o telefone pra não me atender, as vezes quando estávamos juntos dizia que não tinha vontade de me beijar, e durante esse tempo ainda sempre terminava dizendo que não gostava de mim e não queria relacionamento sério, mas depois voltava arrependido e falava que só disse aquilo pra conseguir terminar comigo, mas que se sentia sufocado as vezes.

Eu fui me adaptando, mudando ao jeito dele, mas tinham coisas que não eram possíveis de se aceitar. Eu, que não sou mais uma adolescente, que tenho uma filha, inclusive uma filha dele, não posso me relacionar com uma pessoa sem haver concessões, cobranças, planejamento, e era nisso que ele dizia “sufocar”.

Por fim, terminamos muito mal, ele sempre dizendo essas coisas, eu vendo ele procurar outras mulheres nesse meio tempo em que nos separávamos, ele dizendo não gostar de mim, que não tinha capacidade de me amar, que era pra deixá-lo, e brigas, ofensas, insultos.

Obviamente eu me apaixonei e hoje estou perdida sem saber o que fazer, pois tive minha família, o homem que amo e agora não tenho mais nada. Ainda ficamos de vez em quando, dormimos juntos, ele sempre demonstrando ciúmes, me procurando, chamando pra sair, querendo passar o tempo, mas quando o assunto é “relacionamento sério”, vem todo o problema.

Ele é aquele tipo típico de cafajeste, safado e mulherengo… E eu querendo um homem desses. Não sei mais o que fazer, se o que ele tem por mim é só posse, pq alguém que gosta do outro cuida, dá amor, carinho e atenção e eu não tenho nada disso dele, posso contar nos dedos as vezes que tive alguma demonstração de carinho e elogios da parte dele.

Tenho sempre essa esperança: “ah, temos uma filha juntos, começamos de traz pra frente, ela só tem 1 ano e 2 meses e esse é exatamente o tempo que nos conhecemos e nos relacionamos, e mais precisamente só a 5 meses como homem e mulher. Quem sabe ele não muda, quem sabe o tempo não ajuda.” Mas ai que me pergunto… Vale a pena passar por tudo isso?

Menina mas que atraso de vida!!! E não acreditei quando li isso ¨Ainda ficamos de vez em quando, dormimos juntos¨. Me diz uma coisa… você está dando o que ele quer, na hora que ele quer, ele não se compromete, fica com você e com outras, não te respeita, diz que não gosta de você e VOCÊ AINDA SE PERGUNTA O QUE FAZER???? Seguinte, você passou um perrengue danado, passou pelo pesadelo de qualquer mulher (namorar e engravidar de outro deve ser TENSO), enfrentou tudo e todos e acha que é isso que você merece? Se valorize!!! Deixe ele cumprir o papel de pai e SÓ! Não é porque tem uma filha juntos que vocês tem que ficar juntos. Seria lindo se ele não fosse esse moleque que aparenta ser e vestisse as calças. Preguiça… Você já passou por coisa pior, foque em você e fique com alguém que te dê valor de verdade.

30ca4a760fc5f566c43b2d4b043adf68

Caso 03 – Veridiana

Oi Cony!!! Sou sua leitora há muitos anos e preciso de uma luz nesse caminho da vida! hahaha

Bom, vamos do início… tenho 32 anos e sou casada há 10. Desde então, meu marido sempre foi meu melhor amigo; tudo o que temos construímos juntos com muito trabalho e amor. Tem dois anos, meu marido foi promovido no trabalho e, nossa vida melhorou mais ainda…porém, com as novas responsabilidades, veio também a falta de tempo. Essa nova função exige bastante tempo do meu esposo, inclusive aos finais de semana. No último ano, nos distanciamos muito e, com isso parece que a relação esfriou…congelou, na verdade! Com o tempo, é normal a paixão do namoro sumir e o amor ir se fortalecendo e, isso realmente aconteceu! Mas acho que o amor foi morrendo com a falta de cuidados, o distanciamento e as preocupações com trabalho. Não sei dizer, mas sinto que somos dois melhores amigos dividindo um teto. Muitas vezes, chego a pensar que ele se apaixonou  por outra pessoa, no trabalho talvez…Fizemos dez anos juntos tem uma semana, saimos pra jantar e ele passou o tempo todo falando apenas de trabalho e das pessoas do trabalho e ficou boa parte do tempo no whatsapp com pessoas do trabalho (ele trabalha diretamente com duas mulheres e, eles se tornaram muito amigos!). Eu não sou o tipo de pessoa que fica mexendo em celular, procurando chifre em cabeça de cavalo, mas desconfio e me sinto muito mal…Teve um dia que chegamos a brigar por conta disso, mas ele diz que me ama…já não nos beijamos mais, e nem tocamos um no outro já tem mais de um ano…ele sempre diz que está muito cansado…isso está acabando com minha auto-estima! Ele é uma pessoa ótima, muito cuidadoso, preocupado…nossas famílias se dão maravilhosamente bem, mas eu sinto que já não somos os mesmos…Já conversamos sobre tudo, mas ele diz que é porque está trabalhando muito! Mas Cony do céu, isso quer dizer que isso só vai terminar na aposentadoria?!?

Fico insegura de tentar terminar o relacionamento e começar tudo de novo sozinha, decepcionar família…inclusive nesse tempo, nossos amigos (os meus e os dele) tornaram-se amigos em comum, então não me sinto à vontade pra me abrir com nenhum deles, pois todos conhecem meu esposo… Ai Cony, eu não sei o que fazer! Não sei também se consigo me sustentar apenas com meu salário, não sei se vou conseguir conhecer outras pessoas, não sei lidar com tudo isso! Eu me casei com alguém que eu amava e eu me sentia amada, pensei mesmo que fosse pra vida toda, mas acho que não…o que eu faço? Não tenho nenhuma amiga pra poder compartilhar esses meus dilemas…estou me sentindo muito sozinha! O que eu devo fazer?

Veridiana, como assim um ano sem um tocar no outro?? UM ANO??? Amiga isso tá muito errado. Realmente esqueceram de cuidar do amor de vocês! Pode até ser que ele esteja cansado, mas… 1 ano? Homem é testosterona pura e infelizmente desconfio que essas amigas de trabalho são mais que amigas… Se o trabalho é o que mais empolga ele (vide ele só falar disso e ficar no telefone com o pessoal do trabalho no jantar de 10 anos de vocês!) é porque tem algo ali que o motiva e o estimula mais que sua presença. Tem coisa aí. Não tenha medo de uma conversa franca e quem sabe até de uma separação momentânea, você está nova e tem muito o que viver ainda. Ficar nesse relacionamento zumbi não é vida! Talvez ele precise levar um susto pra ver o que está fazendo, mas também pode ser o momento de uma decisão definitiva. Não espere mais, não especule mais, não imagine mais. AJA LOGO, o tempo está passando! E saiba que você é forte sim, só está adormecida e acomodada! Amanhã, você vai desejar ter tomado essa atitude hoje.

2c21f3369bb26369d04e9c4cdbad948d

E vai ganhar mais um quote!

b07c5baa324bc494dc7778dc78011819

Caso 04 – Ana Paula

Oi Cony! Acesso o blog todos os dias e nunca me manifestei… Mas vejo que a hora é agora! Tenho 22 anos, 1,62m, comecei a namorar com 15 anos (pesava 59 kg) e terminei no final do ano passado (pasmem, com 90 kg)… Me apaixonei perdidamente e não sei nem como isso aconteceu, mas é como se ele tivesse feito uma lavagem cerebral em mim. Sou de libra, sonhadora, romântica, que acreditava em príncipe encantado e amor pra vida toda… Como criada numa família católica, achava que teria só um homem (ele foi o primeiro). Eu Tinha muitos amigos, me afastei de todos. Tinha uma viagem pra Disney marcada e planos de cursar gastronomia em SP (sou do interior do Nordeste) e fazer intercâmbio e desisti de tudo, ele me convencia do contrário. No começo era bom, depois começou a ficar insustentável: ciumento possessivo, controlador, agressivo… Eu, sem amigos, não contava o que acontecia aos Meus pais porque ele me pressionava, eu descontava tudo na comida (sempre fui assim) e isso só piorava a situação. Ele não queria que eu fosse pra academia porque tinha ciúmes e já cheguei a escutar que eu era “gorda e feia, pelancuda”, se eu “não tinha vergonha na cara” e que eu “não ia emagrecer nunca”. Ah, não foi só uma vez! … e numa dessas vezes eu estava justamente chorando, desabafando com ele que estava triste com meu corpo… O que ele fez? Me ajudou? Não. Jogou no chão! Também já fui agredida, ele já tinha feito escândalos bêbado na frente dos nossos amigos… Enfim… Um relacionamento doentio! Era triste ver o descontentamento dos Meus pais quanto ao meu namoro. Eu não contava nada, mas minha tristeza era visível (por todos aqui na cidade) e, sorte a minha, desabafava com algumas poucas amigas, que sempre me alertavam e tentavam me ajudar. Eu  sabia que estava errando comigo, com Meus pais, com Meus amigos, mas simplesmente não tinha forças pra mudar a situação, não tinha um pingo de AMOR PRÓPRIO, auto estima zero, medo do que podia acontecer. Ah, tentei terminar algumas vezes mas ele não deixava, prometia mudar, fazia pressão psicológica, chorava e bla bla bla. Passei os últimos TRÊS ANOS do namoro querendo terminar até que, viajando (com minha família, sem ele, que fez uma confusão enorme Pq iria viajar sem ele) eu terminei. Por telefone mesmo. E prometi que, assim que chegasse na minha cidade, nunca mais falaria com ele. E assim o fiz. 25 de dezembro, data do nascimento de Jesus e do renascimento do meu amor próprio. Academia, dieta, lá se foram 16kg (faltam 15, mas vou chegar lá) e, com isso, minha auto estima crescendo, os elogios aparecendo, a saúde melhorou 100%. Dei minha cara a tapa, não sou orgulhosa: cheguei para Meus amigos e pedi desculpas, disse que tava com saudades, que errei, que os amava! E a recepção não poderia ter sido melhor! Voltei a participar do movimento da igreja, me fortalecendo espiritualmente. Hoje, gente, ainda não sou o que eu gostaria de ser, mas sou muito melhor do que ontem! Eu saio, me divirto, bebo, danço, fico com quem eu quero (sim, já tiveram outros depois dele 😉 ) e faço o que tenho vontade sem me importar com a opinião alheia. E quer saber? Nunca fui tão feliz! Hoje EU ME AMO e quero me cuidar cada dia mais! E ele? Um mês depois, já estava namorando com uma novinha (tipo, 15 anos mesmo) e eu não sinto completamente nada! Foi, passou, morreu! Ah, ainda tem muita coisa boa por vir… Recebo pensão e nesse tempo guardei dinheiro, vou fazer mamoplastia e, se der, ainda uma lipo! To com vontade, To insatisfeita, vou me amar mais, então façoooooo! Outra coisa, To estudando pra OAB e me formo ano que vem, mas já consegui um emprego no escritório do marido da minha tia!

Quando a gente se ama e se coloca como prioridade na nossa vida, as coisas fluem! Não escute quem te coloca pra baixo! Não existe satisfação melhor do que se sentir em paz consigo mesmo! Se amem muitoooooooooo!

UFA, QUE DELÍCIA LER ISSO! É exatamente o que sempre falo, primeiro o amor próprio, e tudo sempre dará certo!!!!! Repitam sempre: Eu sou feliz por mim mesma, por quem sou, pelo o que conquistei e pelo o que vou conquistar! Minha vida é minha responsabilidade e quero que ela seja linda e feliz PORQUE EU MEREÇO. PONTO. Parabéns!

94692901c740cac171c1cdb1a35bbdac

  • Choras ainda encerrados! Calma que já já abro de novo.
  • Alguém sacou a homenagem dos nomes deste Chora?
59 Comentários
  1. #1
    Rita
    15.09.2016 - 16:17

    Lendo esses depoimentos e tomando coragem para contar a minha historia (sou tão fechada que não consigo me abrir ne virtualmente, pode?)! Mas um dia eu consigo!

    Em relação aos nomes, seriam as modelos dos anos 80/90? 😛

  2. #2
    Caroline
    15.09.2016 - 17:02

    Gatinhas da capricho Cony? Entreguei super minha idade agora kkkkkk

    • #3
      Constanza
      16.09.2016 - 04:18

      E eu a minha hahahahaha

  3. #4
    Bruna
    15.09.2016 - 17:07

    Caso 01: é outra com certeza.
    Ele queria algo sério e estava gostando de vc.
    Mas outra apareceu. Deve ser ex.
    Passei por algo parecido. Sai fora!
    Boa sorte =)

  4. #5
    Maria Cruz
    15.09.2016 - 17:40

    A Rita do caso 1 sou eu total. TODOS os homens que conheci na internet foram assim. Eram um doce no começo, bajulavam. Aí viam que eu queria algo sério e simplesmente DESAPARECIAM! Sim, homens são covardes e não sabem conversar, eles apenas desaparecem como se nunca tivessem nem nos conhecido. Ultimamente, na minha busca por algo sério, só encontrei homens assim. Perdi as esperanças, sabe? Isso quando eles não encontram alguma mulher “melhor” e não têm nem a decência de te dar algum tipo de explicação para o desaparecimento.

    Eu desisti de homens por causa disso e estou tentando reconstruir o pouco de auto estima que perdi com esses trastes.

  5. #6
    Francisca Gonçalves
    15.09.2016 - 18:19

    Gente do céu eu sempre fico passada com essas historias! amo seus cometários Cony, acho que não seria tao boa com as palavras como vc. Meninas Força e superação sempre. BJS

  6. #7
    camelia
    15.09.2016 - 18:33

    Caso 1 e 2 eh o mesmo:eles nao querem compromisso. Existe homem q quercuidar da gente e homem q soh quer comer. E sim eles inventam mil desculpas pravc se sentir amada mas eh tudo pra deixar a porta aberta pra poderem voltar qdo quiserem. Chuta q eh macumba.
    Caso 4: Arrasou Amiga ainda tomou dinheiro do bofe fdp APLAUSOSSS 🙂

  7. #8
    camelia
    15.09.2016 - 18:44

    Caso 3: Veri amiga casamento longo eh dificil demais. Vou dizer pra vc nao desistir do teu casamento
    E vou dizer para deixar d lado a conversa franca pq ou ele pulou a cerca ou vai pular e nada vai impedir isso, eh normal sentir atracao por outras pessoas, principalmente alguem q vc vê todo dia, vc se ja nao passou por isso vai passar tb, nao importa o qto se ama o seu marido.
    Sinto q vc ate ja perdoou e q nao quer se separar e eu digo ótimo, luta por ele. Reconquista. Seja desejável, faça ele sentir ciúmes, mostre interesse em outros homens, nao esteja sempre disponivel para ele.
    Se faz um ano q ele ta com a outra e ainda nao se separou d ti eh pq ele nao quer separar pq ele gosta d conviver com vc. Faz ele desistir dela escolhendo vc. Lembra ele com atitudes aqui e ali o quanto vc eh unica e especial e como nenhuma outra mulher poderia dar pra ele o q vc pode. E antes disso lembra vc q vc eh sim especial, q eh linda, q eh incrível e q ele eh mesmo um sortudo.
    Termino repetindo: casamentos longos sao dificeis, pra sempre eh mais dificil ainda, mas eh uma escolha d todo dia.

    • #9
      Constanza
      16.09.2016 - 04:14

      Ah para né? Ele já escolheu ela no dia que resolveu casar! Tem que aceitar traição não! Talvez seja só perdoável em casos de crise e coisa de UMA vez! Acho que ele tem caso há tempos! Ela não tem que seduzir o marido pra ele largar a amante não, que humilhante isso! Me entristece que mulheres ainda pensem assim e se conformem com restos. Ela eh especial para ELA MESMA, e ela que tem que escolher e não ser escolhida entre a amante! Ela eh a esposa!!!!

      • #10
        Amanda
        16.09.2016 - 09:18

        Concordo plenamente com você Cony, muito triste ler isso. Rita lute por você e não por uma pessoa que não te valoriza.

      • #11
        Amanda
        16.09.2016 - 09:19

        Não é a Rita é a Veridiana, sorry.

    • #12
      Mariana
      16.09.2016 - 09:18

      É triste ver que ainda tem gente que acha que a mulher tem que se submeter a tudo pra salvar casamento. Que papel infeliz que tentam nos impor, gente! Fico revoltada com isso.

      Acho que você deveria conversar sim, Veridiana. Colocar os pingos nos i’s. Se ele não tomar jeito, caia fora! Viaje, se cuide, faça atividade física, um curso qualquer pra aprender coisas nova… As coisas se ajeitam aos poucos! 🙂

    • #13
      Paula
      16.09.2016 - 10:37

      Camélia só faltou terminar o texto com: “Ele é homem, vc tem que entender eles são assim”. Socorro! Conselho mais anos 50. “Deixar de lado a conversa franca” Oi???? Vc é a mãe do marido só pode.

    • #14
      16.09.2016 - 11:15

      Fazer ele sentir ciúmes e mostrar interesse em outros homens… Minha nossa, conheço MUITAS mulheres assim… e que estão brutalmente infelizes, inseguras… do tipo que postam no face aquelas mensagens “não dá assistência abre espaço pra concorrência”… e posso garantir que isso só alimenta neurose, só irrita e desgasta, alimenta desconfiança, nunca vi isso dar efetivamente… Td nessa vida é conversa, não adianta deixar a conversa franca de lado.

    • #15
      Fernanda
      16.09.2016 - 11:35

      Era só o que faltava! A mulher ter que rebolar para reconquistar o marido e ele não precisar mexer um pauzinho (literalmente kkkk)???

    • #16
      Luana
      16.09.2016 - 11:51

      Já seu sou a favor dela mandar esse cara pra pqp e ir ser feliz. Reconquistar o caramba… Vamos parar de nos contentar com migalhas, isso sim!

    • #17
      Lívia
      16.09.2016 - 13:05

      Camélia, minha filha, eu tive dúvidas se você vive nos anos 50 ou se tem 12 anos de idade…

      Cada um vive do jeito que quiser mas nos poupe desses conselhos absurdos e machistas!
      Mulher nenhuma tem que ignorar seus sentimentos e se submeter a um relacionamento ruim, ignorando que aquilo não está fazendo bem, apenas pra não perder homem! Vc esqueceu que um relacionamento é feito POR DUAS PESSOAS e que as duas tem que se esforçar!

      Sério, me poupe, se poupe, nos poupe!!!!

    • #18
      camelia
      16.09.2016 - 13:49

      Pra td mundo q me achou A ERRADA: Eu acredito nisso sim. Casamento eh para os fortes, fácil mesmo é sair pela porta e cuidar d vc. Mas eh preciso acordo, renúncia, pé no chão, dedicação (e muita) para fazer uma família feliz! Se eu recomendo isso pra td mundo? Não. Mas funciona pra mim. Relacionamento antigo, gostoso, família linda. D quem já ficou com geral, saiu pra caramba, viajou o mundo e talvez por isso saiba valorizar sua família! Recomendo às vocacionadas e nao julgo qiem nao seguiu esse caminho, cada um é feliz do seu jeito.

      • #19
        Carine
        19.09.2016 - 09:47

        Camelia, o que as pessoas estão falando aqui que vc não entendeu é que, tb acredito que o casamento é dedicação, mas de ambas as partes. Não adianta só a mulher tentar salvar o casamento, a família, etc e tal. O esforço para dar certo tem que ser dos dois. A época de mulher submissa já passou, ame-se mais, querida. Não queira alguém que te dê menos do que vc merece.

  8. #20
    Laura
    15.09.2016 - 18:50

    Quero falar sobre o caso da Rita,já vivi uma situação semelhante.O cara era apaixonado e sumiu do mapa.passado algum tempo,em torno de 3 meses,ele tentou me contatar e fiquei sabendo por terceiros que o motivo do sumiço foi uma filha que ele havia descoberto (detalhe ele já tinha um filho com outra mulher).Mas quando ele resolveu aparecer e tentar me conta td foi tarde,eu já estava namorando outro.Certeza que vc não tá perdendo grande coisa como eu tbm nao perdi afinal quem some e não dá satisfação nenhuma,não vale nenhuma preocupação e sofrimento nossa parte.em uma frase,cai fora que é cilada!

  9. #21
    Letícia Lprenda
    15.09.2016 - 20:20

    Veridiana, a não ser por problemas de saúde um homem não passaria 1 ano sem transar. Me desculpe, sua situação é muito delicada, mas acredito que seu marido deva tomar um susto, pra cair na real! Ou ele fica com vc, ou vcs se separam! Uma conversa bem Franca e tranquila é o que vc deve fazer. Não espere que ele te procure, ele não vai. Talvez ele ainda te ame, mas acabou metendo os pés pelas mãos, você pode perdoar e continuar com ele, se for pra esquecerem tudo e viverem plenamente felizes, ou, vc pode perdoar e deixá-lo -lo para trás. Te desejo toda felicidade do mundo! Um abraço apertado.

  10. #22
    Mayara
    15.09.2016 - 22:39

    Para Rita: Concordo com a Cony, ele voltou com a ex ou arrumou outra. Deixa pra lá, ainda te digo que ele vai aparecer quando você parar de procurar ele, com uma desculpa esfarrapada querendo assunto;
    Para Piera: AME-SE! Esse cara não te quer. Permita que ele seja um bom pai, e vá viver sua vida.
    Para Veridiana: Será que daria pra você viajar sozinha? Passar um fim de semana sozinha que seja? Acho que ajudaria vocês dois a colocarem os pensamentos no lugar e poderiam ter uma conversa honesta depois. Tire essas coisas do seu peito, mas se prepare, a verdade pode ser feia; mas ainda é a verdade. E 32 anos não é velha!
    Para Ana Paula: P A R A B É N S!!!! Boa sorte na OAB, e na sua vida. Fico feliz por você ter recuperado sua autoestima 🙂

  11. #23
    Mona
    15.09.2016 - 23:31

    Fico muito feliz em ler histórias como a da Ana Paula porque mostram que podemos recomeçar. Quando estamos em um relacionamento abusivo é difícil perceber,assumir e sair dele. Cony,você não sabe o quando o Chora tem sido importante na minha vida,o quanto tem me dado força,garra … Estou começando a arrumar minha vida, e espero poder contar o meu Sorria em breve. Beijos

    • #24
      Constanza
      16.09.2016 - 04:09

      Vai dar tudo certo!

  12. #25
    julia
    16.09.2016 - 00:25

    1 ANOOO???? Por isso que é bom conversar, se vc não sabia amiga, isso é muitooooo tempo!!! Nem meus sogros que estão casados há mais 30 anos, com mais de 50 anos nas costas, um negócio que fica aberto 24 hrs por dia 7 dias na semana tem essa “frequência”, nem o dobro dela, só pra exemplificar! Se sentar e conversar não resolve, tente mudar a atitude, dar m susto, se não resolver, cuida da sua vida, vc é muito mais forte doq vc imagina!

    • #26
      Paula
      16.09.2016 - 08:50

      Adorei o comentário da Júlia!!! “Um negócio que fica aberto 24hrs por dia 7 dias na semana…”!!! KKKKKK

    • #27
      Sílvia
      16.09.2016 - 09:20

      Jura que você sabe sobre a vida sexual dos seus sogros?! desculpa, mas é engraçado…Huahuahua

    • #28
      Paula
      16.09.2016 - 10:41

      24 horas 7 dias da semana kkkkk Mortaaa que nunca pensei nisso

    • #29
      Gabriela
      16.09.2016 - 23:51

      KKKK mas depois de ler uma segunda vez eu entendi que “negócio” aqui é um “negócio” mesmo, não outra coisa que ficaria aberta 24/7!!!!!

  13. #30
    Roberta
    16.09.2016 - 08:16

    Comentando o Caso 01 – Rita: Concordo plenamente que existe outra mulher na história… aconteceu comigo uma história muito parecida há anos atrás. Conheci o cara por intermédio de amigos em comum, td lindo, td maravilhoso… até a ex do cara voltar atrás…e quem dançou fui eu, e o idiota não teve coragem de terminar comigo cara a cara, enrolou um monte pra depois mandar um e-mail hahahahahahaha. Meu conselho: Esqueça esse ser, não vale a pena.

    • #31
      Rita
      16.09.2016 - 13:20

      Pra queee essa enrolação, né?

  14. #32
    Taiana
    16.09.2016 - 08:39

    Conyyyy vou mandar o meu chora….hahahaha é muito drama!

  15. #33
    Bruna Lima
    16.09.2016 - 09:26

    Minha irmã passou por um momento parecido ao da Veridiana. Ela e o marido nunca foram de transar muito, mesmo na época de namoro. Depois de casados, com o tempo, o sexo não acontecia mais mesmo. Por esse e outros motivos, ela colocou um detetive atrás do marido. Sabe o que ele descobriu? Nada. Ele não fazia nada de errado. Ela também não tinha muita vontade de sexo, são um casal assim. Eles conversaram (ele nunca soube do detetive claro), consultaram médicos, fizeram exames, terapia de casal. E sabe o que os médicos disseram: Vcs são mais normais que imaginam, essa história de que todos transam o tempo todo, que o homem só pensa em sexo, que todo mundo transa adoidado é uma coisa ultrapassada. Médicos especialistas em relacionamentos disseram que é reflexo de novos tempos que estamos vivendo. Cada um tem seu tempo, suas vontades e a falta dela está se tornando muito comum. Cada pessoa, cada casal tem suas particularidades, não podemos generalizar. Mas se para vc, Veridiana, transar faz falta, vc precisa resolver. Como disse, cada caso é um caso.

  16. #34
    Ana Souza
    16.09.2016 - 10:01

    Lendo os comentários me deparo com a frase: “Seja desejável, faça ele sentir ciúmes, mostre interesse em outros homens, nao esteja sempre disponível para ele”. Fico triste de verdade, pois a grande maioria das mulheres estão muito distantes do tão falado empoderamento e DO auto amor. O que vejo é mulheres em relacionamentos indignos e cheios de joguinhos. Precisamos entender de uma vez por toda: NÃO É EXTREMAMENTE NECESSÁRIO TER UM HOMEM EM NOSSAS VIDAS A QUALQUER CUSTO.
    Então aqui no chora e em qualquer lugar, encontramos mulheres que não se conhecem e quer manter um relacionamento apenas para cumprir protocolos sociais.

    • #35
      Luana
      16.09.2016 - 11:55

      Falou T U D O!

  17. #36
    CLARISSA
    16.09.2016 - 10:09

    Veridiana, minha amiga, senta aqui: Como é que tu fica 1 ano sem transar?!? Eu não dava conta, não pelo marido, mas por mim mesma… Olha, eu sou casada há quase 15 anos, se tem uma coisa que o casamento me ensinou é que sexo maravilhoso não segura relação, mas a falta dele (ou se for ruim mesmo) acaba com ela. Eu transo com o meu marido seguramente 3-4x por semana, pelo menos… Não é o habitual, eu sei, mas tem épocas que transamos todo dia, e tamos os dois na faixa dos 40 e poucos… Eu acredito piamente que esse marasmo se instala nos casamentos por 2 grandes motivos: 1- a falta do hábito do carinho não-sexual; tipo, eu beijo o meu marido na boca toda vez que o encontro, ponho a mão na perna dele enquanto ele dirige, ando de mãos dadas na rua, abraço ele carregando o carrinho do mercado, parece meloso assim escrevendo, mas é natural, tranquilo, a gente andar enroscado. 2- a perda da cortesia; tipo, eu sempre procuro ser o mais educada possível com meu marido e com as minhas crianças, SEMPRE. E exijo o mesmo de volta: por favor, com licença, obrigado, sempre! Parece bobagem, mas eu sempre digo que o Manoel (meu marido) está lindo, ou cheiroso, ou algum elogio que ele gosta de ouvir quando o vejo, e ele sempre retribui. Eu pego o pijama de noite, ele busca a toalha nova pro meu banho. São pequenas muitas coisas do dia a dia que transformam uma amizade/empresa com filhos, num casamento. Não há trabalho que impeça nada, eu trabalho 300 horas/mês, ele também. eu faço 1 plantão noturno por semana, ele faz 2 semana sim, semana não, ele faz pós em são paulo 2x/mês, habitualmente acordamos às 6 da manhã e dormimos ás 23h… e tem 2 gurias no meio, e a gente dá conta de manter a pilha… qualquer um também dá. Isso de corpo também é relativo, eu já estive (fora as épocas de gestação, que essas são phoda) com 53 a 90kg; ele já foi magrelo, barrigudo, saradão… Transávamos no mesmo ritmo,nos elogiávamos no mesmo tanto… A gente aprende.
    Meu conselho: senta e conversa, escuta o que ele tá sentindo e fala como você está se sentindo,outra: ficar no telefone ou no whattsapp numa refeição é INACEITÁVEL e deselegante. Nada é tão urgente! Eu e o Manoel somos médicos, nossos telefones estão silenciosos no quarto durante as refeições e quando estamos de folga (nenhum dos 2 faz sobreaviso)… se a gente consegue, ele consegue… Tenta retomar o toque não sexual, retomar o sexo, sair sem telefone… Isso, claro, se tu queres continuar casada. se não, não tem filho, família bicuda ou grana que obrigue uma pessoa a continuar numa relação ruim… Pega tuas coisas e vaza… Mas pensa, pesa e vê se vale a pena tentar consertar, ou se não tem mais jeito mesmo. A gente só tem essa vida! Bjoo

    • #37
      Constanza
      16.09.2016 - 10:54

      Sábias palavras!!!

    • #38
      Fernanda
      16.09.2016 - 15:58

      Muito bom o seu comentário!!!!!
      Era tudo o que eu queria aconselhar, mais o que eu precisava ouvir para o meu próprio casamento!!!!

    • #39
      Valentina
      21.09.2016 - 17:33

      Eu também precisava desses conselhos. Não podemos perder as pequenas gentilezas no relacionamento.

  18. #40
    Maria Vitória
    16.09.2016 - 10:10

    Veridiana…

    Também sou casada, ha menos tempos, metade do seu rs, mas olha, meu esposo também trabalha, demais, parece q pensa mais em serviço do que em mim as vezes. Mas só as vezes, pq tenho certeza que o tanto que ele se dedica é para termos uma vida mais confortável e pq ele gosta de ter várias atividades, cada conquista dele comemoramos JUNTOS, me sinto incluída. O cotidiano não deve afastar vocês dois fisicamente ou emocionante, senão tudo que ele faz não é pra vocês dois, é só p ego ou carreira dele.

    Não sou a favor de mexer nas coisas dos outros, mas vc não pode fechar os olhos e ficar só na “confiança positiva”, tem q olhar sim, sem paranóia mas olhe sim, pq homens são atraídos de maneira diferente de nós, pra eles é fisiológico, visual e carnal… e pra um Homem ficar 12 meses sem procurar é pq tem outra ou descobriu q é gay, analise aí pois é muitíssimo estranho.

    Essa distância de vcs deve ser conversada, se vc veio até aqui contar é pq está pesado pra vc levar sozinha. Casamento não se faz sozinha e em 10 anos vc sabe disso melhor do que eu, então não caia nessa de “reconquiste-o” vc vai se encher de expectativa e quebrar a cara.
    Sente com ele, não pra brigar por causa das benditas do trabalho, nem fale delas, fale só como vc se sente (posta de lado, esquecida, desvalorizada, usada, com baixa estima) que tem saudade de serem mais juntos… e veja no que dá! Quem lhe ama de verdade não vai deixar vc se sentir tão mal e ignorar, depois da conversa vcs só terão UMA coisa a fazer, tocar a vida, mais unidos ou separados. Eu sei que conversar pode ser difícil, mas difícil mesmo é ser infeliz.

    Quanto a sua insegurança financeira e outras, é normal, (pelo visto não devem ter filhos, tbm não tenho, casei com 22 anos tbm) e normal é muito diferente de tudo que vc está passando, vc não pode deixar que nada atrapalhe sua felicidade, dá pra ser feliz com pouco e muito triste tendo tudo. E 32 anos vc está nova, tem muita história pra escrever, e tomara que seja de felicidade! Torço que ele seja honesto e que sigam seu casamento completos e plenos e que se sintam Uma só carne! Mas se não for isso, vai ser feliz Veridiana!

    Desculpe se fui grosseira em minha escrita, não se ofenda, se comentei foi pra tentar ajudar. Deus te ilumine, orar ajuda muito a ter paz, principalmente antes de conversar.

    Cony é 10! ainda escreverei meu chora kkkk

  19. #41
    Tauana
    16.09.2016 - 10:24

    Preciiiiiiso mandar meu chora e ouvir a opinião de vocês kkkkk

  20. #42
    Rúbia
    16.09.2016 - 10:43

    Vivi coisa parecida com o primeiro caso, era super apaixonado e, de repente, foram ficando escassos os encontros, mas ele nunca sumia, entre muitos acontecimentos, falei para ele que não nos veríamos mais, pois iria namorar um outro rapaz, o cara endoidou, descobri que ele tinha era um relacionamento de seis anos, mas ele não se conformou em não me ver mais, passou quase um ano atrás de mim, emagreceu demais, colocava cartas embaixo de uma pedra na frente de minha casa todos os dias, fazia coisas impressionantes pra me reconquistar, acabou o relacionamento dele, eu acabei o meu e estamos juntos até hoje, se eu contasse detalhes, pareceria coisa de filme, novela, hahahaha!
    Quanto ao caso da Veridiana, posso apostar que é outra, aconteceu igualzinho com minha amiga… Um ano sem nada? Faz o que a Cony falou, seja clara com ele, e se continuar assim, caia fora, vá viver sua vida, vc é jovem, como diz a música, amor sem sexo é amizade…

  21. #43
    Estrela
    16.09.2016 - 10:57

    Caso 1
    É mais comum do que imaginamos… Aconteceu comigo há alguns dias com uma pessoa que julgava ser verdadeira e confiável.
    Um amigo de infância, que conversava há anos pela rede social e que se aproximou, me conquistou aos poucos e do nada, sem qualquer explicação, me deu um fora. Ainda estou me recompondo e pedindo forças para esquecer essa decepção.

  22. #44
    Cris
    16.09.2016 - 11:18

    Caso 03:
    Eu passei por isso do lado oposto. Há alguns anos estava na iminência de ser promovida e me esforcei ao máximo para merecer o novo cargo.
    Imagina a minha felicidade quando tudo se concretizou???
    Enfim, abracei os novos desafios com unhas e dentes, mergulhei de cabeça no trabalho.
    Resultado?
    Vivia morta, esgotada, meu corpo não acompanhava o que a cabeça mandava.
    No começo do dia planejava tudo, tinha camisola, lingerie, mas chegava em casa e não dava conta fisicamente – às vezes sentia que ia desfalecer no meio do rala e rola 🙁

    Meu casamento deu uma bagunçada, meu marido me chamou atenção e disse que é normal, todo mundo passa por isso alguma vez na vida, que curtir o que faz é uma adrenalina louca, que a promoção empolga e tal…
    maaaasss… que eu devia repensar a maneira como estava me doando pro trabalho, tentar equacionar que, além do trabalho, havia pessoas que me amavam e precisavam de mim.

    Eu disse pro meu chefe que estava cheia de problemas em casa e que ia entregar o lugar, preferia voltar para o de antes e ter paz.

    O chefe sorriu e não aceitou, disse que ia ser menos caxias com os horários e, assim, fomos equacionando.

    Nunca teve homem na jogada, mas teve muito cansaço, sim!

    Hoje, mais madura, consigo equacionar minha família e meu trabalho. Tenho dois filhos, não perco festinha de escola, nem reunião, nem jogos escolares, nada!

    Continuo trabalhando com todo gás, mas meus amores primeiro.

    Acho bom conversarem, abra o coração e peça o mesmo. pode vir algo bom, pode não vir. Esteja preparada.
    Aconteça o que acontecer, é melhor ter uma certeza do que viver em dúvida!

    um caminhão de beijos e força!

  23. #45
    Luana
    16.09.2016 - 11:35

    Nem li os outros choras! Preciso comentar o da Rita primeiro.

    Rita, tive um lance parecidíssimo com o seu!!! Veja a minha experiência:

    Conheci um cara no Tinder, lindo, maravilhoso, bem sucedido, me atratava, super bem, bom até demais pra ser verdade. Eu, que já tinha quebrado a cara várias vezes, estava bem pé no chão no início, mas ele se ‘infiltrou’ na minha vida sem nem pedir licença, e foi me apresentando para mãe, irmãos, amigos, me levando em eventos… chegou meu aniversário e ele me levou pra jantar num restaurante lindíssimo e tivemos uma noite maravilhosa.

    Na noite seguinte, eu havia comentado de comemorar com meus amigos, e não convidei ele, pq né… não queria apressar as coisas e parecer que estávamos num relacionamento sem estar. Mas ele disse que queria ir (se convidou) e que fazia questão de conhecer meus amigos e de estar comigo. Adivinha? Não apareceu, disse que se enrolou num compromisso, enfim… eu fiquei lá de idiota esperando.

    Depois disso foi sumindo, até eu chegar ao ponto de mandar uma mensagem falando que ele não precisava sumir, bastava dizer que não estava mais a fim (e também pedindo para ele deixar algumas coisas minhas na portaria do prédio para eu pegar). Ele falou que não era nada disso, que a gente precisava setar e conversar, que eu estava entendendo tudo errado, e que eu não ia simplesmente pegar minhas coisas e sumir. Aí no fim do dia quando mandei mensagem pra ver se a gente ia se encontrar, ele falou que minhas coisas estava na portaria e que aquele dia não ia conseguir, mas que íamos marcar. Fui lá (em prantos), peguei minhas coisas e nunca mais nos falamos.
    Sofri muito, muito mesmo. E nunca consegui entender por que ele agiu assim.

    Até que, recentemente (pq o Facebook denuncia tudo nessa vida rsrsrs), descobri que na noite do meu aniversário ele estava com uma outra menina (não sei se já a conhecia ou não). Hoje eles estão casados.

    Então, conselho de quem já sofreu muitooooo por uma situação similar: pq ele agiu assim? Pq não mostrou um mínimo de consideração? Pq se empenhar tanto em te conquistar pra depois te descartar? Vc nunca vai saber essas respostas, mas a atitude dele te mostra uma coisa: falta de caráter. E ninguém quer uma pessoa assim do lado, quer? 🙂

    E aqui vai um Sorria: um tempo depois conheci pelo Tinder também meu atual namorado, que meu pediu em casamento semana passada! S2

    • #46
      Rita
      16.09.2016 - 13:16

      Luanaaa, que medo, menina! Parece até que é a mesma pessoa hahahaha. Sabe o que eu menos entendo? Essa necessidade de te dissuadir e dizer que “não é nada disso, você ta entendendo tudo errado”. Se a pessoa resolveu que não quer mais e você expressamente disse que era ok ele dizer isso, por que não dizer? Mas, você tem razão. No fim das contas não vale a pena mesmo. E antes agora do que mais lá pra frente né?

      E que gracinha o seu sorria! Felicidade e luz na vida de vocês 🙂

      • #47
        Luana
        19.09.2016 - 10:31

        Kkkkkkk pois é, pensei a mesma coisa.

        Mas é isso aí, essas experiências no final servem pra gente se valorizar e nos ensinar como não queremos ser tratadas!

        Espero que você supere logo. Tenho certeza que seu Sorria está logo aí! 🙂

    • #48
      Estrela
      16.09.2016 - 14:57

      Que bacana a sua história…
      Passei por algo parecido há poucos dias e não ter uma resposta, uma satisfação sequer dói na alma.
      O maior consolo é saber que o tempo passa.
      Bjos

    • #49
      Maria Cruz
      16.09.2016 - 15:15

      Resumindo: homens são covardes!
      A cada dia tenho mais raiva e nojo deles.

  24. #50
    Lavinia
    16.09.2016 - 13:10

    Qualquer pessoa merece paz e felicidade. E se em algum momento não nos sentimos assim, é hora de olhar pra dentro de nós mesmos… só projetamos os problemas nos outros porque temos essa necessidade de “ver” o problema. E as vezes o problema tá no espelho…
    Me desculpem a amargura… não to querendo ofender nem minimizar o problema de ninguem mas é que descobri na marrar que tudo o que eu via de terrivel na minha volta era causado pelo meu proprio vitimismo. Não to bem, mas já me veio a consciencia de que ficar bem só depende de mim no momento.
    Beijos gurias

    ps: tb usei um Capricho Name pra entrar no clima rsrsrsrs

  25. #51
    Gabi
    16.09.2016 - 13:23

    Caso 1 – Ele gostou de você, quis se envolver, mas… a ex apareceu! Certeza!!!!! Daquelas que marcou até o último fio de cabelo dele e que, provavelmente, tinha dado um pé na bunda dele… Ou seja, marcou para sempre! Conselho: cai fora!!!

  26. #52
    manu
    16.09.2016 - 15:17

    Veridiana, me identifiquei demais com teu caso! Existem homens assim, viu? Não sei qual a profissão dele mas imagino que trabalhe em banco, que é o ambiente mais hostil que conheço, euheuheueh. Bom, passei (e ainda passo um pouco) pelo que você tá passando, com intensidade menor. Eu acho que sexo é essencial em um casamento e pra mim, é muito frustrante não ter com frequência. Ano passado tive uma crise severa com meu marido pelo exato motivo que você tá passando hoje, a situação era idêntica: estresse, falta de tempo (pra mim tempo é interesse), eu me questionava se tinha outra, pq da falta de sexo (será q sou eu?) etc etc. Conversei com ele, fui franca, falei que se fosse pra continuar daquele jeito preferia me separar (afinal, sozinha eu já estava) etc etc. As coisas melhoraram bastante, mas ainda falta um longo caminho (principalmente de sexo).

    Acho que em qualquer situação é importante conversar francamente, ser honesto com ele e principalmente consigo mesma. Se sexo é importante pra você também (tamo junta!), não abra mão disso. Fora as outras coisas.. não adianta dividir teto com alguém que não é mais seu marido.. =/

    Boa sorte! E se cuide! =]

  27. #53
    Leti
    16.09.2016 - 17:49

    Ana Paula, chorei com seu depoimento. Só quem ja sofreu com um relacionamento assim sabe, já cheguei ao ponto de ter que ouvir milhoes de chingamentos pq o cara disse que ‘lembrou de um cara’ que eu tinha ficado a mais de um ano antes de conhecer ele.
    O estranho é que a gente tem tanto medo de terminar e perder, mas desde o primeiro dia que termina nao sente mais falta nenhuma, so arrependimento de nao ter feito antes. Desde que superei um relacionamento que hoje considero que foi muito prejudicial a mim, nao tenho mais medo de tomar atitude nenhuma e mudar de situação, mas as marcas que ficaram ainda doem demais.

  28. #54
    Ana Carolina
    16.09.2016 - 17:57

    Os nomes são de modelos brasileiras famosas, dos meus bons tempos de juventude lendo a revista Capricho!!

  29. #55
    Daniele
    17.09.2016 - 08:46

    Rita,
    Também acredito que pode ter outra mulher na história, PORÉM, se ele se dedicou tanto como você disse, mandava flores, te ligava, fazia playlists e te mimava tanto, porque não convidar para o aniversário? Será que ele também não pode se sentir chateado de tanto fazer e não ser incluído numa data especial? Se a situação fosse ao contrário, e ele não te chamasse para a comemoração da aniversário dele, como você se sentiria? Eu provavelmente já teria feito barraco e também teria sumido, pois na minha cabeça a pessoa não quer nada comigo, pra que iria ficar desperdiçando tempo e carinho com alguém que não quer minha presença no aniversário. Também acredito que possa ter outra, mas a gente tem que sempre se por do outro lado da história.

    • #56
      Cristina
      17.09.2016 - 17:23

      Também acho. Ela deve ter feito muito mimi, ele pode ter cansado e caído fora… Como assim não convidar para meu aniversário um cara que me agrada e tá na maior sintonia comigo?

  30. #57
    Gabi
    17.09.2016 - 22:57

    Rita, vivi uma experiência muito igual a sua. Eu conheci um cara incrível, sabe aquela pessoa que parece ser tudo que você já quis em alguém? Era ele! A gente sempre se deu muito bem, sexo maravilhoso, enfim tudo de bom! Mas, um dia desses, marcamos de sair e quando deu o horário combinado, mandei msg perguntando se ele já estava chegando e não me respondeu, ele estava online e não falou nada. Dias depois sem nos falar, veio falar comigo sobre o resultado do jogo (a gente ama futebol) e eu tipo ??? Cadê uma explicação sobre o sumiço, uma desculpa esfarrapada, sei lá… mas não teve nada disso! Só respondi o que ele falou e a conversa morreu. Nunca mais nos falamos e eu estou com essa situação presa na garganta, mas meu orgulho não me deixa ir atrás, prefiro ficar na minha. Ele não merece que eu vá atras dele, não teve o mínimo de consideração e coragem em falar algo pra mim, então melhor deixar pra lá.

  31. #58
    Nath
    19.09.2016 - 11:40

    Rita, não tenho Tinder, mas todas as minhas amigas que usam tem essa história de cara maravilhoso que aparecem e do nada some… parece até uma epidemia hahahaha

    Recomendo pra vcs o livro “Ele Simplesmente Não Está a Fim de Você” (eu sei que tem o filme, mas nem se compara). O livro é leve, divertido e os autores são roteiristas do Sex and the City. Ajuda a entender esses sumiços, entre outras coisas!

  32. #59
    Lethy
    26.09.2016 - 09:22

    Caso 1. Passei por isso também e adivinha o que aconteceu? Tinha outra. Descobri semanas depois. Sai fora Rita, ele não merece vc.

Comente