09
Sep 2016
Chora Que Eu Te Escuto!
Chora Que Eu Te Escuto

Abri a sessão do Chora e já vou fechar de novo! Recebi MUITOS emails e farei o possível para publicar todos ok?

Caso 01 – She-Ra

Oi Cony, tenho 30 anos e estou hj na minha terceira graduação que é medicina. No primeiros curso que fiz atuei na área mas era muito mal remunerada e sempre tive vontade de fazer medicina mas na minha cidade não tinha e eu nunca quis sair de casa pra estudar, foi então que minha mãe faleceu e eu me vendo sozinha (sou filha única de pais separados) saí pra capital e fiz cursinho e passei. Hj estou na metade do curso e amo muito. Enfim, tenho um namorado de 5 anos q faz tudo por mim, tbm faz medicina em outra cidade (350 km). Mesmo não sendo tão longe não nos vemos muito pois nenhum de nós tem tanta grana pra bancar as viagens. De uns tempos pra cá estou me sentindo atraída por um amigo da faculdade que é ex namorado de uma grande amiga. A uns 2 anos atrás rolou um beijo entre nós. Nada além disso. Estavamos bebados e acabou rolando. Nós nunca falamos sobre isso pois ele sabe q tenho namorado e a ex dele é minha amiga. Além dele ser super tímido. Só q às vezes essa paixão q tenho por ele aflora, outras vezes mantenho ela quetinha. Nós somos muito próximos. Não sei se minha paixonite por ele é apenas carência ou se é de verdade. Volta e meia alguém pergunta se somos namorados na rua (restaurante, os pacientes) pois andamos juntos o tempo todo. Sinto muita vontade de ficar com meu amigo mas nem sei se ele sente o mesmo por mim, e também tem meu namorado, que apesar de ter dado um beijo nesse amigo, foi a única vez que o traí. Cony e leitoras, me ajudem. O que fazer?

Carência purinha. Eu acho! Você mesma disse que seu namorado faz tudo por você, e porque você faz isso com ele? Se não está resolvida nos seus sentimentos, termine o namoro e se organize sentimentalmente. Mas no fundo acho que é só carência mesmo… A distância, você morar sozinha, não ter ninguém perto… Pense um pouquinho e veja se está sendo legal com seu namorado e se realmente o ama.

41d134ed5c406b3998c82925b5a837f5

Caso 02 – Storm

Oi Cony! Sou tua leitora antiga e fanzona dessa tag, obrigada! É o seguinte, estou num dilema sobre mudar de país ou não. Tenho 33 anos, trabalho em uma indústria Química onde atuo como química (me formei em 2013). Estou feliz com o meu trabalho, amo o que eu faço, ganho bem, tenho casa própria (quer dizer, financiada..rsrs) Mas eu e meu marido temos um grande sonho de ir morar fora, mais precisamente na Alemanha. E é daqueles sonhos que te faz acordar pensando nele e dormir pensando nele também. O que me tira o sono é que me parece que deixamos pra correr atrás desse sonho meio tarde. Somos casados há 11 anos, não temos pressa para filhos e penso que agora que meu marido perdeu o emprego com 38 anos seria mais um empurrão pra buscar esse sonho. Eu tenho terceiro grau e falo inglês mas não com fluência e meu marido não tem terceiro grau completo e é fluente em inglês. Preciso da tua ajuda e das meninas Cony! Será que estamos pensando besteira?  Dá tempo de eu tentar alguma coisa? Qualquer emprego, mestrado? Se não conseguirmos pra Alemanha nossa segunda opção é Portugal. Meninas mais experientes, eu não sei nem por onde começar, sempre fui verde nesse aspecto. Existe algum escritório daqueles que tu paga um assessoria pra te incluir no mercado de trabalho em outro país? Tenho mandado meu CV para as vagas que aparecem através do linkedIn mas tá difícil. Nos dêem uma luz, nos dêem um norte! Sinto que to perdendo um tempo muito valioso em ficar pensando o que fazer e não fazer nada. Eu e o meu marido agradecemos! Bjs

Gente, toda vez que vejo alguém em dúvida sobre ir embora ou não, me dá siricutico de COMASSIMMMM? Amiga, ALEMANHAAAA, primeiro mundo, Europa! E é um sonho de voces!!!! Você mesma diz que dormem e acordam pensando nisso, não tem filhos ainda, ele desempregado… Eu sei que pesa o fato de você ter um emprego bom e que paga bem mas sei lá… Eu iria! Mais pelo sonho e por não se arrepender futuramente. Eu sou daquelas que diz que é melhor se arrepender do que foi feito do que não ter feito nada. Vá! faz um pé de meia bom aqui e se manda! Só tenha a cabeça preparada para trabalhar de QUALQUER coisa. Qualquer emprego será um começo e não necessariamente será assim pra sempre. Não pense que vai chegar com um alto cargo ou coisa assim, vá na humildade e aproveite! O que vier é lucro.

e12351073022180b57184fad36d9c4e7

Caso 03 – Jem

Cony, tenho 38 anos, e entre namoro e casamento tenho 15 anos com meu marido e um filho lindo. Nos damos bem, claro que já tivemos altos e baixos afinal são 18 anos de relacionamento. Isso foi só a introdução mas o chora não é sobre meu marido e sim sobre um “amigo” (vc entenderá as aspas mais adiante)
Esse meu “amigo¨ eu conheci aos 15 anos. Eu tinha 15, ele 17. Estudávamos no mesmo colégio e me apaixonei platonicamente por ele. Ele nunca me deu bola, sabia que eu era interessada nele mas gostava de me pisar e me esnobar vez ou outra. Fui uma adolecente meio feiosa, sem vaidades sabe?
Dois anos depois ele teve um câncer, fez quatro cirurgias, quimio e eu estive presente o tempo todo. Nesse período fiquei muito amiga da mãe dele também. Ela sempre foi muito ligada a ele e o chão caiu para ela quando descobriu a doença do filho. Conversamos muito, sempre dei força a ele, colocava ele para cima nos momentos difíceis da doença e graças a Deus ele se curou!
Passado o sufoco, sempre me disse que eu fui muito importante na vida dele, que muita gente se afastou dele na época da doença e eu sempre estive do lado dele. Só como amiga, nunca tivemos nada. O tempo passou, ele mudou de estado pq passou em um concurso, casou, teve filho, eu também casei e vez ou outra nos aniversários, natais, nos falávamos por e-mail ou por telefone. Sempre iniciativa minha manter o contato.
Quando casei liguei para ele para contar, quando tive filho também mas ele nunca me falava nada da vida dele, sempre sabia através da mãe dele (fiquei amiga dela independente da amizade que tinha com ele).
Um longo tempo passou, ele voltou a morar na mesma cidade que eu e separou da mulher porque descobriu uma traição e no dia que estava separando por acaso nos encontramos. Percebi algo estranho nele, senti que ele não estava bem mas fiquei na minha. No dia seguinte ele me ligou, me contou da separação e perguntou se podíamos marcar para almoçar. Fomos almoçar,ele me contou tudo sobre a separação (ele ficou bem mal) e eu, mais uma vez, estava lá, ouvindo, consolando. Deste dia em diante me ligava com frequência, conversava muito comigo, me dava atenção. Não tivemos nada mas lá no fundo eu gostava da atenção porque a pessoa que tanto me esnobou na adolescência estava me dando atenção. Não dava em cima de mim, nunca me faltou com respeito mas dizia que eu estava bonita (e eu realmente estava porque passei a me cuidar, ter vaidades, cuidar de mim, do meu corpo, coisa que não estava nem aí quando adolescente) e nos aproximamos muito nesse período, saíamos para almoçar, conversávamos por telefone, ele era muito atencioso comigo. Nunca traí meu marido, nunca! Mas não nego que mexeu comigo a situação
Em seguida a ex mulher levou o filho para morar em outro estado e ele desabou. Mais uma vez eu estava perto consolando, ajudando, ouvindo. Em seguida um acidente de carro e eu ajudando, consolando, ouvindo. Por várias vezes ele me falou que jamais casaria de novo e eu sempre falando que ele não pensasse desta forma, que ele estava magoado, que sim ele encontraria alguém. Sempre ajudando, consolando, ouvindo…
Passado o tempo, percebi que ele começou a se afastar de mim. Não me ligava mais, não passava mais mensagem. Resolvi passar um whats app para ele, perguntando como ele estava  ele me respondeu da maneira mais seca possível. E assim foi.
Um belo dia em que a mãe dele me ligou me perguntou “Sabia que seu amigo está namorando” e eu falei que não, que ele não tinha me falado. Assim foi e ele ficou noivo, casou (já tem um ano de casado). Tudo isso soube pela mãe dele. Nesse tempo, falou comigo algumas poucas vezes (aniversário, natal) e nunca, nunca mencionou o namoro, o noivado, o casamento… Que decepção Cony!!! Uma pessoa que por tantas vezes eu motivei, coloquei para frente, escutei tantas coisas difíceis sobre a vida e num momento de alegria, é incapaz de me contar. Simplesmente me excluí da vida dele, simplesmente finge que eu não existo. Tem horas que eu paro e penso e semplesmente não acredito! Posso até estar sendo dramática demais mas me doeu tanto. Que amizade é essa? Que pessoa ingrata é essa? Quanta falta de reconhecimento é essa?
Um dia desses conversando com a mãe dele não aguentei e falei tudo isso que estava sentindo, falei que estava muito magoada e ela me disse que eu deveria considerar o quanto deveria ser difícil para ele contar para mim que estava namorando, que tinha casado… Ou seja, na hora do aperto é fácil me procurar, ter uma pessoa disposta a ouvir, a consolar e na hora que algo bom acontece ele simplesmente me excluí da vida dele?
Muitas mágoas sabe? De um amor não correspondido na adolescência (me esnobando muitas vezes) a uma amizade não correspondida depois de tudo o que eu fiz por ele.
Já pensei em procurá-lo e falar tudo o que eu sinto pq estou com isso engasgado sabe? Mas não sei se vale a pena 🙁 O que vc faria no meu lugar? HELP!

Já reparou que é SÓ VOCÊ que vai atrás dele? Ele não te dá satisfação de nada, não quer saber da sua vida, não te conta da dele e você está lá, ligando, mandando mensagem, sempre procurando uma forma de se aproximar e ele, que não é bobo, só quer sua cia quando está com problemas. Olhe de fora… tá vendo o que eu tô vendo? Você criou uma relação que não existe, ou melhor, existe só pra você. E seu marido nisso tudo? Você é casada, lembre-se disso! Cada escolha, uma renúncia! Já pensou se ele tivesse uma amiga assim, e estivesse chateado porque a amiga sumiu? Uma mulher que ele sempre vai atrás e quer saber o que ela está fazendo? Você iria gostar disso? Não confunda as coisas, amigos a gente trata como amigo e existe reciprocidade, se quiser algo a mais, se resolva e tome uma atitude madura e responsável! Não crie contos na sua cabeça… Ele está vivendo a vida dele como sempre e parece estar super bem sem você… Deixa isso pra lá e vá cuidar do SEU jardim, não do dos outros.

961bf1f555158ec9ea692369bc3ecbaf

  • Não mandem mais Choras por enquanto, vamos acabar com essa leva!
69 Comentários
  1. #1
    Marielle
    09.09.2016 - 11:04

    Nossa, muito bom seus conselhos. Sempre dá pra aproveitar algo pra gente também, mesmo em situações diferentes!

    • #2
      Camilla
      14.09.2016 - 19:23

      Nossa, pensei o MESMÍSSIMO! Principalmente no terceiro caso! Voltei até pra olhar a idade da pessoa… Sei que é maldade falar isso, mas acho que está muito adolescente e merecia até um vráááá da Cony (nem publica… maldade né?)

  2. #3
    Bibi
    09.09.2016 - 11:28

    Pro último caso: esquece esse homi! Escreve no papel tudo que você queria dizer pra ele e depois joga fora. E se ele voltar a falar com você, mande à merda. Sério mesmo, com essas palavras “vá à merda!”. É libertador!
    Também já caí nessa história do cara que precisa de atenção mas no fundo é um puta egoísta que se aproveita de uma pessoa bacana. Não seja compreensiva com ele, não. Resolve aí essa tua mágoa e foca nas pessoas que tão do seu lado de verdade.

  3. #5
    paula
    09.09.2016 - 11:32

    Caso 3, vc quer acreditar (e nos fazer acreditar) que está apenas chateada com um amigo que nao te deu valor, mas ao longo do seu texto vou dizer o que vc deixa transparecer: que vc ta decepcionada pq o cara nao investiu em vc a ponto de vc trair seu marido e se apaixonou por outra pessoa ao invez de vc. Não digo que vc ame esse cara mas me parece q vc tava querendo curtir esse caso adolescente patinho feio q virou cisney. Enfim vc tava caçando sarna pra se coçar, agradeça q esse cara desistiu d vc, esqueça-o e cuide do seu marido.

    • #6
      Maria Cruz
      09.09.2016 - 12:41

      Tive a mesma impressão também. Só percebi uma mulher querendo viver uma paixão de adolescência e frustrada porque o cara não a quis mesmo depois dela adulta e “bonita”. Acho que cabe aqui um pouco de amor próprio e reconhecer que essa “amizade” só existe na imaginação dela.

    • #7
      Fabia
      09.09.2016 - 13:38

      Falou bonito colega!

    • #8
      Cayssa
      09.09.2016 - 14:06

      Pensei exatamente a mesma coisa.

    • #9
      Vanessa
      10.09.2016 - 07:56

      Paula, acho que você está certíssima. O caso 3 me deixou a mesma impressão.

    • #10
      Tatá
      10.09.2016 - 11:27

      Sobre o caso 3, tb concordo com vcs … paixão platônica , falta de reconhecimento no passado e no presente….. Esquece isso !! E digo mais, o seu marido nunca se incomodou com essa amizade entre vcs ??? Acho que na verdade vc tem outro problema !! Esquece a vida e o problema do outro que nunca te reconheceu !! O tempo que vc quer perder procurando o sujeito para desabafar, ou ficar de conversinha com a mae dele que deve ter até dó de vc, vc deveria investir no seu casamento, na sua vida !! Bem como a Cony disse cuide do seu jardim !!

  4. #11
    Priscila
    09.09.2016 - 11:37

    Faço minhas as palavras da Cony nos três casos.

  5. #12
    Aline
    09.09.2016 - 11:40

    Gostei muito da sua observação do caso 3, Cony.
    Volta e meia reparo nos choras mulheres que estão em relacionamentos bons (não perfeitos pq isso não existe!) e ficam procurando sarna para se coçar…

  6. #13
    Maira
    09.09.2016 - 11:54

    Eita Cony, vamos ajudar essas heroínas.

    She-ra…pra mim isso é carência pura, não entendo essa mulherada, fala que tá com um cara legal, que faz tudo por ela, que a ama, etc e tal, mas já complica as coisas e coloca uma terceira pessoa, fia, se tem dúvidas quanto ao seu relacionamento, dou a maior força pra repensar e sair fora se achar que não vale mais a pena investir num namoro a distância, mas é sacanagem trair o coitado do namorado, aja com ele como gostaria que ele agisse com você, seja sincera.

    Storm…vá viver o sonho de vocês, mas vá com os pés no chão, o máximo que pode acontecer é vocês não gostarem e voltarem pro Brasil, cuidado para não se arrependerem no futuro de não terem corrido atrás do que acreditavam, aproveita, você não tem filhos mesmo, nada que os prendam aqui…boa sorte viu.

    Jem…só li o tempo todo…EU LIGUEI, EU ESCUTEI, EU ACONSELHEI, EU AJUDEI, EU ESTAVA PRESENTE…EU…EU…EU…em nenhum momento eu li, meu amigo me ligou, ele é companheiro, ele me incentiva, posso contar com ele mesmo quando estamos longe…sinto muito te dar um choque de realidade, mas você é amiga sozinha viu, tenha por ele a mesma consideração e amizade que ele tem por você, ou seja, nenhuma…não procure, não tire satisfação, não cobre nada, isso só vai fazer você se sentir ainda pior do que já está, amizade não se cobra e tb não se impõe.

    Bjocas

    • #14
      Storm
      09.09.2016 - 18:57

      Maira, obrigada!!!

  7. #15
    clarice
    09.09.2016 - 12:19

    Isso de amizade de homem com mulher é muito complicado. Quando eu era adolescente eu tinha vários amigos homens e tinha uma que era amigo mesmo, ele vivia lá em casa e não rolava nada. Mudei de colégio e ele começou a namorar, e eu sempre ouvia os colegas dizer que ele tava mudado e tal. A eu resolvi ligar para ele pra saber oq estava acontecendo, ele foi super grosso comigo e paramos de vez de nos falar. Ai terminou o namoro e por conta disso nem passou no vestibular! Oq aconteceu? Ele foi lá em casa e me pediu desculpas, eu desculpei e a amizade voltou da mesma maneira.Voltou a frequentar minha casa e tudo mais. Ele passou no vestibular e nesse meio tempo arrumou outra namorada. oq aconteceu? ele se afastou de novo. Poxa, oq custava falar pra namorada que eramos somente amigos? na verdade só eu era amiga. essa história me machuca muito, já pensei depois de adulta procurá-lo, mas tenho medo de ouvir mais grosseria. Então Jem, deixa isso pra lá, infelizmente ele nunca foi seu amigo.

    • #16
      Anita
      09.09.2016 - 16:52

      Mesma coisa aconteceu comigo, mas ele não chegou a ser grosso. Só se afastou muito. E era meu melhor amigo. Eu era amiga das primeiras namoradas também. Mas as últimas 2 namoradas sérias ele nem me apresentou. E fala comigo uma vez ao ano, digamos assim. E ainda vem com papo de que estou sumida, hehe. Percebi que infelizmente eu era muito mais amiga do que ele. Mas se ele precisar de ajuda minha algum dia, cá estou. Mas de fato não sinto nem nunca senti nadica por ele, então não sei se é o mesmo caso da amiga ali

  8. #17
    Maria
    09.09.2016 - 12:44

    Conyyy,

    Não tem a ver com o post, mas tudo com o blog. Sou de BH, tenho dois casamentos e queria comprar dois vestidos longos, podendo ser estampados. Mas a grana tá curta pra todo mundo né? Alguma indicação de loja na cidade ou online? Queria gastar em torno de 300-400 com cada.

    • #18
      Constanza
      09.09.2016 - 14:45

      Miga, por esse preço Eh complicado viu… Já pensou em alugar?

    • #19
      LArissa
      09.09.2016 - 17:03

      Amiga, sem querer me meter mas me metendo. Procura no offpremium.com.br… tem vestidos da animale, farm… às vezes você acha alguma coisa. Procura também na Shop126 (não sei se tem aí, acho que não tem loja online), na Dressto (tem site), essas assim… que nao sao lojas de festa mas tem vestidos longos estampados lindos, de sedinha, que fazem bonito… e o bom é que dá pra usar depois. Bjo

    • #20
      LArissa
      09.09.2016 - 17:05

      olha esse que lindo…. mas nao sei se é meio improprio pelo decotão…. http://www.offpremium.com.br/loja/SelectProd.action?prodId=141772

    • #21
      Marcela Boni
      09.09.2016 - 20:43

      Maria, não conheço o site, mas amei esses vestidos: http://www.unity7.com.br/VESTIDOS/?sort_by=price-ascending

      Boa sorte!

    • #22
      Melissa
      10.09.2016 - 22:44

      Moça, vou te dar uma dica que me deram há um tempo! Não dei nada pela loja até que fui lá e tive uma ótima surpresa! Enfim: a dica é Vida Nua, no Barro Preto aqui em BH. Já adianto que vc tem que ir com tempo, e disposta a garimpar MESMO! A loja é imensa e tem vestido pra todos os gostos, pra todos os bolsos. Minha dica é ir já com algum modelo em mente, sabendo se quer estampado ou não, se quer longo ou curto, ideia de cor, etc. Se não você fica la o dia todo e não decide nada.
      A loja é organizada por tamanhos e cores.
      Comprei um vestido lindo lá, longo por 350!
      Mas já adianto: vá focada e com tempo! A loja chama Vida Nua, e fica no bairro Barro Preto.
      Beijos!

  9. #23
    Bruna Machado
    09.09.2016 - 12:48

    Caso 3: Aprendi que quem gosta mesmo da gente sempre da um jeitinho de se fazer presente. Então colega… sai dessa! Nem pra amigo esse cara serve pra vc! BJ

  10. #24
    Cristiane
    09.09.2016 - 12:50

    A Paula aí em cima tirou as palavras da minha boca:

    Vc estava esperando sim, uma iniciativa dele.
    Vc queria, sim, viver esse amor sufocado no peito.

    a pior coisa da vida é relação mal resolvida. A cada vez que ele se aproxima, vc volta exatamente pra onde seu sonho cristalizou… cria novos sonhos e expectativas!

    Acorde, Jem! Quem gosta cuida, sente falta!
    Ele usa sua amizade, carinho, energia e amor para SE ABASTECER e, quando está satisfeito, TE DESCARTA!

    Se teu marido sabe de um desvelo desse, te larga na hora!
    Nem a amizade da mãe dele é sincera, veja que no aperto ela defendeu o filho, não vc–que estava cheia de motivos—

    Vc não percebe que, por essa “amizade” arriscou seu casamento.

    Juro que fico feliz por nada ter acontecido, pq se esse cara alimenta um pinguinho o teu sentimento, as coisas seriam piores, pois as ilusões seriam maiores e vc teria algo a que se amarrar.

    É duro, eu sei, mas vamos gostar de quem gosta da gente!

  11. #25
    Andressa
    09.09.2016 - 13:10

    No caso 3, parece que ela sempre esteve procurando o cara com a intenção de viver algo a mais com ele. Pq qual a necessidade? Reencontrou um cara que nem era tão próximo assim no passado e passar a ficar colhendo migalhas dele, procurando atenção, dando tanta força assim pra uma pessoa com quem nunca teve a menor conexão. Parecia que tipo, ela estava mostrando como ela era o máximo, apoiadora e amiga, “olha pra mim, vê como eu posso ser maravilhosa, me escolhe”. Achou que tava abafando, mas o cara mal dá uma sumida e vc já descobre o pq: vc não foi a escolhida. Muitas vezes, as pessoas escrevem tentando contar o seu lado da história, por vezes até contornando os acontecimentos. Mas cara, leia o teu depoimento! Tá claro que só vc foi atrás.
    E mais, repito o que alguém perguntou aí: cadê teu marido nessa história toda? Vc a todo momento apoiando, visitando o cara, ajudou a superar um câncer, saiu para encontros e almoços. Parece que vc ficou vivendo uma vida dupla, uma realidade que não não era sua.

    • #26
      Marilu
      09.09.2016 - 17:27

      Tb não entendi essa parte da história, como assim ela foi bff do cara no hospital e ficou lá dando apoio sendo que pelo que ela fala eles nem amigos eram antes? O cara é um cretino mas ela forçou e forçava relação.

  12. #27
    Patricia
    09.09.2016 - 13:43

    Nossa, eu estava com o mesmo dilema da Storm e até pensei em mandar meu chora, mas antes disso, já tinha me decidido! Vou juntar uma grana e partir para o mundo! Não tem como dar errado, você vai aprender outra língua, vai conhecer lugares novos, vai conhecer novas pessoas, culturas, ter a oportunidade de trabalhar em coisas diferentes. E nada na vida é para sempre, o que vale é a experiência. Claro que envolve muitas pesquisas ainda aqui no Brasil, pesquisando agências, conversando com conhecidos que já foram etc. Sei que a Austrália é o local mais fácil de se arrumar subemprego (caso não tenha inglês fluente), mas já me disseram que, se você tiver força de vontade e coragem, arruma emprego em qualquer lugar do mundo! 😉

    • #28
      Storm
      09.09.2016 - 18:59

      Oi Patricia! Também estamos pesquisando bastante, estamos com os pés no chão. Não queremos ir assim “a lá louca”! Boa sorte pra ti e que dê certo. Bjs

  13. #29
    Vanessa
    09.09.2016 - 13:44

    Storm minha filha vá prazalemanha!

    Aluga o seu apartamento pois vc terá como pagar o financiamento com a renda do aluguel e é menos uma preocupação para você. Afinal se vc precisar voltar vai ter mais segurança.

    Tenta um mestrado. Tambem acho que na pior das hipóteses você volta com um belo titulo.

    O caminho para o mestrado não é tao simples mas se eu fosse você já iria se informando e vendo como faz para conseguir bolsas. O ingles vc tem e isso é fundamental.
    Vcs não tem filhos e vc é nova ( 33 anos menina!)
    Se é um sonho dos dois entao nem pense. Quanto a ele estar desempregado. Ele tem ingles e mão de obra por lá é sempre bem vinda. Procure saber sobre brasileiros que foram ou estao por lá e troque ideias com essas pessoas, mas tenha sempre os pés no chão e se aparecer um emprego simples para ele não deixe barato, agarre a oportunidade enquanto vc estuda.
    E claro tenta uma bolsa por que vc precisaria com certeza.
    Eu tenho 40 e se não fosse tantas coisas que me prendem aqui tbm iria.
    Coragem menina! corre atras do seu sonho

    • #30
      Storm
      09.09.2016 - 19:01

      Oi Vanessa! Também acho que o caminho do mestrado não é o mais fácil, mas vejo como o mais possível na minha atual conjuntura. Vamos continuar na luta. Obrigada!

  14. #31
    09.09.2016 - 13:48

    Vou falar sobre o caso 2.

    Vá, fia!
    Não sei se está nos sonhos de vocês, mas sei que o Canadá tem um programam muito bom para receber casais brasileiros sem filhos. A infra-estrutura lá é ótima e as oportunidades também! Acho que tem até um site específico pra isso, só dar um google.

    Também sempre tive esse sonho de morar fora, mas com namorado concursado e eu estudando pra concursos também acho beeeeem improvável que isso aconteça! hahah

    • #32
      Storm
      09.09.2016 - 19:02

      Oi Nath! Pois é, fiquei sabendo por “alto” desse programa. Vou pesquisar mais o Canadá, ele tá nas minhas possibilidades pra sair daqui. Obrigada pela dica.

  15. #33
    mariana
    09.09.2016 - 13:56

    Só eu que percebi que a Jem tava esperando que alguém dissesse “ah ele não te contou pq gosta de ti e é muito difícil pra ele”, pq no fundo queria que fosse isso, tendo em vista que realmente, sempre ela que foi atrás… amiga, é cilada. Para de tentar se enganar com isso e esquece esse bofinho, ele não te quis e continua não querendo, se valoriza e cuida de quem cuida de ti! bjs

  16. #34
    Julie
    09.09.2016 - 14:11

    Caso 3:

    AGRADEÇA por esse cara ter sumido da sua vida, antes que vc fizesse uma M, pq claramente vc se desapontou pq ele não cogitou ter “algo a mais” com vc! #falei

    • #35
      Camilla
      14.09.2016 - 19:39

      Certíssima!

  17. #36
    Lu
    09.09.2016 - 14:44

    Caso 3: Para mim mulher casada não tem amizade tão próxima com homens. Vc iria gostar do seu marido ligando sempre e correndo atrás de amiga do passado dele? Largue desse cara, ele não está nem aí para vc e mesmo se estivesse vc é casada, cuide do seu marido e não do marido das outras.

  18. #37
    Paula
    09.09.2016 - 14:53

    Cony, só quero uma coisa sua: a sabedoria! Falou bonito e direto no caso 03.

  19. #38
    katharina
    09.09.2016 - 15:02

    Sobre o caso 2..
    a Cony esta certiiiiissima!!
    eu me mudei para a Alemanha faz uns sete meses e posso dizer que morar aqui eh mil vezes melhor que no brasil!
    Amiga companheira de Fufu, se precisar de dicas, me chama!
    faz assim, se quier me manda inbox no insta se quiser 😀
    @kathasusanne

    bjs

    • #39
      Storm
      09.09.2016 - 19:04

      Oi Katharina! Que sonho guria! Me dá vontade de chorar de saudade dai às vezes….heeheheheh vou te add sim, muito obrigada pela disponibilidade.

  20. #40
    Lívia
    09.09.2016 - 15:06

    Miga número 3,

    Você não é mais a adolescente feiosa, eu sei como é, mas tente superar essa insegurança e a necessidade de auto afirmação através desse cara.
    Tá bem óbvio que você queria que ele te quisesse. Do contrário, ninguém insistiria tanto em uma amizade dessas, completamente unilateral!
    Supere. Ele não te quis antes, não te quer agora, mas isso não quer dizer que você não seja boa o suficiente. Tem alguém que te quer bem e essa pessoa se casou com vc. Valorize quem te valoriza!

    Beijos e boa sorte.

  21. #41
    Rafaela
    09.09.2016 - 15:15

    Oi Cony! Amo os choras mas tô achando que as histórias estão tão repetitivas.. na maior parte das vezes é “eu tenho um namorado lindo, que me ama, me trata como princesa, MAS, tem um outro cara e tal” ou então dúvidas sobre morar fora ou não, se muda de carreira ou não… acho que até vc tá meio que esgotando seu rol de conselhos né, rsrs.. Beijos

  22. #42
    Fernanda Amarante
    09.09.2016 - 15:45

    Acho que preciso escrever um chora. Mas já sei a resposta todinha. Tem hora que falta é coragem na vida, Cony. Mulher às vezes só tem medo de ficar sozinha (mas mais sozinha, fernanda? É. ).

    Mas adoro te ler, querida. Beijoca!

  23. #43
    Letícia
    09.09.2016 - 15:48

    Storm,
    Se você tem um sonho, acho que você deve correr atrás dele o quanto antes. Ouvi uma frase que achei excelente: As pessoas superestimam o que podem fazer em um ano, mas subestimam o que podem fazer em uma década. Isso é muito verdade e atrapalha muita gente. Talvez você não consiga ir em um ano morar fora, talvez nem em 2, mas ao final de uma década, se você insistir no seu sonho, é bastante possível que você já esteja morando fora há algum tempo.
    No entanto, eu pensaria bem se é o caso de ir para Alemanha. Por que esse país? Você diz que você e seu marido falam inglês, mas e alemão? Sem ter um mínimo de domínio do idioma vai ser muito difícil migrar para lá, vai te sobrar o sub do sub emprego. E isso considerando o alerta da Cony: quando você muda de país você volta algumas casas no tabuleiro da vida profissional. Se eu fosse você pensaria em ir para Portugal ou algum país em que o idioma oficial seja o inglês. A outra opção é começar a estudar alemão até ter um bom domínio da língua para migrar para lá.
    Enfim, persiga seu sonho, mas com realismo.
    Quanto às outras duas: vocês viram comédias românticas demais… Vocês se apaixonam por fantasias e esquecem do que é real, de quem realmente está do seu lado, na luta diária. Fantasia é bom no teatro e no cinema, na vida real só atrapalha.

    • #44
      Storm
      09.09.2016 - 19:09

      Oi Letícia! Pois é, a escolhida foi a Alemanha porque gostamos muito da cultura (somos descendentes de alemães), o país é forte na indústria química que é o meu ramo, o país é lindo, organizado, é quase todo ano nas nossas viagens acabamos escolhendo o país como destino, então vai ser ele.. Hehehehe
      Eu voltarei milhares de casas no tabuleiro mas não me importo de verdade. O alemão já começamos a estudar. Obrigada!

    • #45
      Camilla
      14.09.2016 - 19:43

      “Vocês viram comédias românticas demais” Exatamente isso! Cara, pode te amar eternamente?

  24. #46
    Aninha
    09.09.2016 - 16:05

    Storm, a Alemanha é o lugar mais interessante, magnífico, deslumbrante desse mundo!!! Vcs não vão querer voltar nunca mais.
    Mas eu, de cara, penso em termos práticos: vcs vão tirar visto de estudo, de trabalho? vão conseguir cidadania? vão ficar ilegais? o país está aceitando imigrantes facilmente, nesse momento de crise de refugiados? …. Precisa checar tudo isso.
    Se vcs tem como legalizar a situação, demorou! Partiu Alemanha!
    Morro de inveja, inclusive.

    • #47
      Anita
      09.09.2016 - 16:47

      Olha, eu morei na Alemanha por um ano, amei muito, mas não moraria lá pelo resto da vida. O inverno sugou minhas energias totalmente e só de pensar em viver invernos como aqueles todos os anos já me dá depressão, hehe. Não é uma regra, mas vale a tentativa.

    • #48
      Storm
      09.09.2016 - 19:11

      Oi Aninha! Sim eu também penso nos termos práticos… Acho que por isso que ainda não fomos é que demorará para irmos. Bem, o sonho seria ir com um visto de trabalho, mas paralelamente eu to tentando um visto de estudante, mais precisamente de mestrado. Acho o de estudante mais possível. Não tem nem chance de sairmos daqui para viver ilegalmente lá. Bjs!

  25. #49
    Vanessa
    09.09.2016 - 16:19

    Storm,

    Meu conselho para você e se informe, se prepare e venha! Nao tenha medo e recomeçar.
    Acho que se você aprender a falar alemão as coisas serão bem mais fáceis, portanto, já comece a estudar.
    Eu me mudei para a Munique fazem 2 meses, e consegui um emprego super legal, numa empresa grande, com um salario bem de primeiro mundo. Porem, eu tenho cidadania europeia e nao precisei de visto de permanência-trabalho
    Eu tenho mestrado e falo inglês com fluência e me mudei pois meu marido arrumou um emprego aqui. Ele também tem mestrado e fala inglês com fluência. Por sorte, nenhum de nos precisou de alemão para trabalhar, mas estamos estudando, pois consideramos importante aprender o idioma para a vida em geral aqui.
    Outra coisa, no Facebook você encontra vários grupos de brasileiros em diferentes partes da Alemanha, de repente vale a pena fazer parte desses grupos pois as pessoas dividem experiencias!!

    Boa sorte!!!

    • #50
      Storm
      09.09.2016 - 19:14

      Ah Vanessa! AMO DE PAIXÃO Munique, por mim todas as minhas férias seriam aí, como eu me sinto em casa. Tu é a minha meta de vida (na próxima)… Hehehe to praticando a fluência no inglês, etc. Enfim, parabéns pela oportunidade que estão tendo. Sucesso!

  26. #51
    Cristina
    09.09.2016 - 16:41

    Concordo que o Chora tá ficando repetitivo… Devia falar de pessoas que simplesmente não namoram mesmo com 30, 40 anos; de virgindade tardia; como conviver com pessoas que não gostamos no nosso grupo de amigas…Mas esse caso 3 mostra algo bem recorrente, as mulheres que tentam ser amigas de ex-namorados ou ex-paixões, na realidade uma tentativa dissimulada de querer reconquistar o outro, estando ali sempre a disposição, sem aparentemente se humilhar… A melhor maneira de se desapegar de uma pessoa é se afastando, não existe outro. Amigo eu encontro ma minha profissão, em festas, através de outros amigos, e não com pessoas que tive uma historia de intimidade!

  27. #52
    Anita
    09.09.2016 - 16:55

    Escrevi um coment enorme pro primeiro caso, pq passei por algo bem parecido, e na hora de enviar, não foi. Não vou escrever tudo de novo, mas vou resumir: namoro à distância é muito complicado, é normal perder a sintonia e a ligação com a pessoa que se namora e se aproximar de outras, ao contrário do que algumas meninas julgadoras falam aqui, isso não é “procurar sarna pra se coçar”, isso é natural, é a vida. Eu tive que me mudar pra cidade do meu namorado, caso contrário o namoro teria acabado, com certeza. Eu estava muito próxima de uma outra pessoa e tenho certeza (por conversas que tivemos) que ele estava sentindo algo a mais e eu também, mas ambos bastante relutantes em fazer algo. E eu ainda não queria desistir do meu namoro, então mudei de cidade pra ficar perto dele. Estou feliz, morando com ele há 2 anos. Se foi a decisão certa? Nem ideia. Talvez eu tivesse feliz com o outro também. Só Deus pra saber. Única coisa que eu sei é que só a gente mesmo consegue delimitar nossas atitudes e rumos, os sentimentos mesmo a gente nem sempre consegue controlar. Amor não é matemática e eu tenho muita dó de gente que acha que é, porque essa pessoa ou vai pagar uma mega língua na vida, ou vai sofrer uma decepção atrás da outra.

  28. #53
    Barbara
    09.09.2016 - 17:31

    Gente… PÁRA TUDO!
    Conny, JEM de JEM e as Hologramas? Apenas meu desenho favorito da VIDA? Aff… é por essas e outras que eu amo isso aqui! <3

    @She-Ra: carência purinha, concordo.
    @Stom: auf wiedersehen, boa vida na Alemanha pra vcs!
    @Jem: não to achando que você esteja merecendo levar o nome do meu desenho favorito… Cadê a empatia? Se coloca no lugar do outro, peloamor. O outro, nesse caso, é o seu marido, ok?

    Beijos!

  29. #54
    Andreia
    09.09.2016 - 17:54

    Para a Storm, vá e se tudo de errado volte , mas vai voltar com uma bagagem enorme. Eu tive vontade de fazer isto , mas não tive coragem , hoje me arrependo, mas no meu caso é tarde , sou muito estabilizada no Brasil , com marido e filho então não rola mais.

    Para a Jem , paixão platônica , esperando reconhecimento, altas expectativas e ainda um bom marido, apesar de tudo que este cara passa , doença , casamento desfeito , ele só olha para o umbigo dele , mas tenha certeza ele vai voltar e quando voltar mande para a pqp , vc vai sentir liberta deste sangue suga.

    • #55
      Storm
      09.09.2016 - 19:16

      Verdad Andreia! Com filho é difícil mas não é impossível. Obrigada!

      • #56
        Fabiana
        09.09.2016 - 23:56

        Storm,

        Vá em frente com seu sonho! Eu e meu marido largamos td tbm p seguirmos nosso sonho.

        Moramos em Montreal há 2 anos e meio e não me arrependo nem um minuto! Esteja ciente q normalmente numa imigração vc dá alguns passos para trás, mas p mim o mais importante foi realizar nosso sonho, viver em outro país.

        Vc tem várias opções p imigrar, eu fiz o processo de residência permanente, então tenho todos os direitos ( médico de família, bolsa de estudo, desconto nas universidades), mas tbm tem a opção de vc ir com visto de estudo e trabalho. Ah! Outra coisa… dá para fazer estes processos sozinha, economize seu $$$, vc cai gastar muito com documentação. Acredito que para a Alemanha tenha tbm estes processos.
        Se joga! Imigrei com 38 anos!!! Resolvi mudar de profissão e voltei p a universidade.

        Siga em frente!

  30. #57
    Lili
    09.09.2016 - 18:27

    Moça do terceiro caso: em um mundo com whatsapp, facebook, email etc só não mantém contato e não conta as novidades quem não quer. Ponto. O que vc tem com esse cara é uma relação abusiva de amizade, onde vc se interessa pela vida e pelos problemas dele, mas ele não se interessa pela sua vida e pelos seus problemas. Aliás, a relação que vc mantém com a mãe dele é tão abusiva quanto, e se eu fosse vc me afastava de vez de ambos. Esse cara surge vez ou outra só pra descarregar problemas, falar de coisas baixo astral da vida dele, e fazer terapia grátis com vc ao invés de pagar um psicólogo. Se vc fosse solteira já seria esse mesmo o meu conselho, mas sendo casada a situação é ainda pior. Você certamente não gostaria que seu marido ficasse de papo com mãe de amiga dele e muito menos que ele corresse atrás de uma amiga pra dar uma super atenção a ela sempre que ela quisesse.

  31. #58
    camelia
    09.09.2016 - 21:49

    Caso 3: ate mudar, se estabelecer vai uns bons anos e pra conseguir engravidar vai ficando mais dificil com o tempo.
    Caso 1: Normal. Todo mundo se atrai por quem convive. Mas se a gent for pegar todo mundo nao fica monogamico nessa vida. Ficar com alguem eh renunciar a todos mesmo aqueles q a gent acha q ta afim. Vale pro caso 2 tb: amiga vai pra casa pro teu marido e gasta toda tensao sem n q tu tem pelo outro no teu marido, ele agradece.

  32. #59
    Luiza
    10.09.2016 - 05:46

    Caso 2: Morar fora é uma experiencia unica e incrivel. Se esse é o sonho de vcs, venham! Mas tenho que dizer o seguinte: a vida não é tâo linda quanto parece para quem mora fora. Moro na Holanda, e a segurança, a organização a qualidade de vida são inquestionáveis. Mas esteja preparada para muitos desafios, MUITOS!a cultura, o clima, a comida, a saudade, a lingua…quando vim pra cá, estava nesse sonho, e acabei passando por muitas dificuldades e decepções. Pondere tudo isso. Se estiver preparada para esse outro lado, não pense duas vezes. Boa sorte!

  33. #60
    Jessica Diane
    10.09.2016 - 15:00

    Caso 1 e 3: parem de procurar sarna pra se coçar.

    2: se organize e vá sim! Boa sorte!

    Bjs

  34. #61
    Diene
    10.09.2016 - 15:09

    Amiga do caso 3, concordo com TUDO que a Cony disse. Pra mim, o melhor conselho dos choras todos até hoje.
    Concordo tbm com o qie disseram aqui.. inclusive a amiga que disse que tu assistiu mta comédia romântica! Acorda guria! Tu não é mais uma adolescente, cadê o amor próprio, cadê o amor e respeito por seu marido, cadê a dignidade ?
    Ele não quer nada com vc nem mesmo sua amizade!
    Vá cuidar da sua família antes que perca as únicas pessoas que se importa com vc de verdade por alguém que no máximo, só tem pena de vc!

  35. #62
    Phyllis
    11.09.2016 - 10:34

    Gente, pra ir morar no exterior não é assim só ir não! Principalmente se a pessoa quiser seguir carreira e etc. Eu não sei qual a área dela, mas se for alguma engenharia é um pouco mais fácil, tem que pesquisar o blaucard, que é um processo de imigração simplificada para essa área técnica. Porque dependendo do visto só você poderá trabalhar ou nenhum dos dois caso seja pra estudo.

  36. #63
    Amanda
    11.09.2016 - 13:49

    Storm: Eu fiz um intercâmbio no Canadá e morei lá por 6 meses, há uns 4 anos. Nas férias desse ano, resolvi voltar pra visitar amigos que fiz e nessa oportunidade acabei conhecendo um casal de brasileiros que mora lá há uns 5 anos, e eles dividiram a experiência comigo e meu namorado, o que achei muito interessante e acho legal repassar pra vc: eles também tinham excelentes empregos aqui, o marido era engenheiro e ela trabalhava com logística, mas tinham um grande sonho de morar fora. Então, juntaram uma grana por um tempo, fazendo contas para que fosse o suficiente para viverem (sem luxos, mas com comida e moradia numa boa) por 2 anos. Isso porque eles não estavam dispostos a aceitar qualquer tipo de emprego, e não por preconceito ou nada do tipo, mas pq eles tinham muito claro o plano

  37. #64
    Amanda
    11.09.2016 - 13:55

    (continuando!) eles tinham muito claro o plano de vida, e isto incluía um trabalho na própria área. Então foram, alugaram um lugar e estudaram não só inglês, mas (o que eu achei interessantíssimo) técnicas de entrevista. Ele me disse que conseguiu uma apostila de RH com grupos de apoio a brasileiros e trabalhava em cima do currículo, escrevia no papel perguntas e respostas sobre ele, a carreira, as expectativas, tudo o que é de praxe nas entrevistas de lá, e foi disparando currículos somente na área dele. Depois de 2 meses conseguiu um emprego como engenheiro e, depois de uns outros 6, conseguiu na mesma empresa que ele trabalhava aqui no Brasil, com um salário melhor. A esposa também conseguiu trabalhar na área e está grávida do segundo filho canadense deles rsrs. Ao mesmo tempo, conheci uma pessoa que foi pra lá meio no susto, por querer muito imigrar, e até hoje, depois de 8 anos, sofre com a colocação profissional. Trabalha na área, mas não como queria, e me disse que se estivesse no Brasil talvez estivesse melhor, medindo vantagens e desvantagens… Então, a minha dica, vendo todas essas experiências, é que vc vá sim atrás de seu sonho mas faça isso com equilíbrio, planejamento e sabedoria. Com certeza será uma história de sucesso! Mas assim vc evita arrependimentos e vive com mais plenitude esse sonho. Boa sorte pra vcs!

  38. #65
    Carine
    12.09.2016 - 08:11

    Sobre o caso numero um, resumido em uma frase ‘apesar de ter dado um beijo nesse amigo, foi a única vez que o traí”, OIIIIII?

    Me desculpem meninas, não consigo aceitar traição, acho uma baita de um sacanagem e falta de repeito com seu companheiro(a), depois disso pra mim é só ladeira abaixo.

  39. #66
    Renata
    12.09.2016 - 10:32

    Para o Caso 2:

    Olha, eu acho que a Cony está super certa em falar “vá!”, mas eu acho que precisa de muito pé no chão e paciência pra isso.
    A lei de imigração Alemã é muito clara em diversos tópicos, sendo eles:
    1) Não se pode entrar no país com visto de turista e, estando aqui, aplicar para visto de emprego. Existe um visto específico para entrar e procurar emprego. A mesma regra se aplica pra quem entra com visto para estudar alemão e requisita um visto de trabalho. Eles negam porque entendem que você não foi honesto ao dizer que era turista ou estudante e procurou emprego. Esse não é o caso quando você vem fazer um mestrado e arruma um emprego depois.
    2) Eles possuem uma lista de profissões que eles se referem como profissões de grande demanda, como TI, que tem visto emitido a partir de cerca de 38k euros anuais. Para as demais, o piso é quase 50k euros e esse não é um salário baixo, é o que alguém com mestrado e alguns anos de experiência recebe aqui (exceto indústria automobilística e quimico-farmaceutica, nas quais esse pode ser um salário para uma posição Junior se você já tem mestrado)
    3) Eles não estão emitindo vistos pra sub-emprego. Eu recebo o piso para visto para a minha área com contrato + carta da empresa justificando porque eles me queriam para a vaga + mestrado e para trabalhar num projeto da minha empresa com o Brasil (com português como pré-requisito) eu precisei de 2 reuniões extras com as autoridades para conseguir o visto. Tenho um amigo engenheiro, com mestrado alemão e salario de 42k euros por ano que teve o visto negado. A lei descreve isso bem, mas eles tem como critérios claros que só aceitam estrangeiros altamente qualificados ou com justificativa da empresa de que para aquele cargo específico, algum skill (seja conhecimento de cultura, língua…) é necessário.
    Resumo da ópera é: vir para estudar ainda é o jeito mais fácil (e ainda é difícil). Não tente vir e arrumar um ^jeitinho^ de ficar porque em geral, não funciona. Eles rejeitam qualquer tentativa de achar brechas, tudo que tem margem para interpretação você não vai conseguir usar ao seu favor.
    No meu caso, me matriculei no mestrado no Brasil, fiz tudo em 18 meses e tinha matrícula válida por 30 meses, então consegui um estágio aqui. Você precisa apresentar o comprovante de matrícula com a validade final declarada. Na empresa em que fiz o estágio, fui efetivada. Muitas empresas grandes possuem programas de estágio em que eles “convidam” pessoas do mundo todo a se candidatar, vale a pena tentar todas, em todas as áreas (alimentos, maquinário…) em que você consiga aplicar seu conhecimento. Sugiro essas listas de Forbes 500, olhando website de empresa por empresa, prestando atenção nos detalhes requeridos por cada uma delas…
    Não quero desanimar ninguém, mas também não é fácil nem rápido. É trabalhoso, mas no final vale super a pena.
    Boa sorte!

    • #67
      Renata
      12.09.2016 - 10:52

      Achei 2 links úteis:
      1) Aqui você tem opcões de sim ou não para ver quais são os critérios em conseguir um visto http://www.bluecard-eu.de/eu-blue-card-germany/work-permit.html#no-specialist
      2) e a lei, descrevendo os requisitos: http://www.gesetze-im-internet.de/englisch_aufenthg/residence_act.pdf

    • #68
      Juliana de Paula
      13.09.2016 - 09:46

      Oi Renata! Obrigada pelas dicas! O primeiro link que tu enviastes eu já tinha lido.
      Eu só saio daqui com tudo certinho para o mestrado (docs,etc)porque se tem uma coisa que eu tenho nojo é do tal jeitinho brasileiro. Talvez por isso eu não tenha conseguido mais algumas coisas aqui no país. Claro que não vou ano que vem, seria muita sorte, isso é planejamento de 2 anos no mínimo. Não tem como eu largar um excelente salário aqui pra entrar na parte tentadora e sonhadora que de indo pra lá vivendo de luz e subemprego as coisas darão certo. Temos o mesmo pensamento. 🙂 Obigada!

    • #69
      Dani
      13.09.2016 - 21:10

      Até que enfim um comentário embasado e realista pro caso da Storm. A vida não é assim “largue tudo e vá”, sair do nosso país onde nós temos família, casa e conforto pra ir pra um lugar desconhecido não é fácil assim…

Comente