28
Feb 2016
Nas Alturas – Machu Picchu Parte 3
Dicas de Viagem

Chegou o tão esperado dia… como contei na Parte 1 e na Parte 2, resolvemos ficar uma noite em Águas Calientes, a noite prévia a subida para uma das maravilhas do mundo, a cidade perdida dos Incas. Acordamos BEM cedo, às 4 da manhã, chequei o tempo e vi que faria friozinho no começo e depois esquentaria um pouquinho de nada. Escolher roupa para ir para Machu Picchu é um pouco complicado pois a gente quer ficar bonita nas fotos mas ao mesmo tempo sabe que vai andar muito e que será um dia cansativo. Fui pelo básico: legging preta, tênis de trilha (desenterrei um Adidas antiiiiigo), um camisetão de malha gostosa e cor neutra, casaco (uma jaqueta da Passarela que AMO! Ela parece uma jaqueta de couro, tem um corte ótimo mas é de tecido que estica, então super confortável), lenço e levei uma blusa térmica na mochila.

Ah, o que levar na mochila: água, algum petisco (não vende nada dentro de Machu Picchu), câmera fotográfica, carregadores extras com bateria (levei dois, afinal não podia nem pensar em ficar sem bateria de celular ou câmera lá em cima), óculos de sol, passaporte para dar a carimbada na saída, balas de coca (se tiver folhas de coca, melhor) e um pózinho pro make ficar ok rsrsrs. Mulheres… Acho que isso é o básico. E claro, dinheiro.

Ok, fizemos o check out no hotel por volta de 4:30, e tínhamos uma hora para comprar o ticket do ônibus (não conseguimos comprar na noite anterior, pois fecha às 9 da noite e chegamos em Águas quase 10 pm) e fazer a tão falada fila. No momento do check out, o pessoal do hotel Waman perguntou se queríamos que levassem nossa mala para a estação, para não ter que voltar ao hotel buscar. Achei bacana e combinamos de entregarem nossa bagagem às 15:30 na estação, sendo que nosso trem de volta a Ollantaytambo (de lá para Cusco) sairia às 16:22. O café da manhã começaria a ser servido às 5 da manhã mas como estávamos prestes a sair, eles adiantaram um pouco. Gente, os staff dos hotéis são SUPER prestativos. Te ajudam mesmo! Conhecemos um casal de brasileiros que tinha ficado em outro hotel e fizeram até lanchinho para eles levarem para Machu. Muito amor.

Continuando, tomamos café da manhã e eu fiquei com medo de beber muito líquido pois me falaram que dentro de Machu Picchu não tem banheiro e eu fiquei com medo de ter vontade de fazer xixi quando não podia. AH! Mais uma coisa para levar na mochila: papel higiênico.

Bom, rumamos para o lugar onde vendia as passagens para o ônibus para Machu.

resize_IMG_0349

resize_IMG_0690 resize_IMG_0350

Sinceramente: super tranquilo. Eu e Rafa estávamos assustados, achando que a fila seria quilométrica como tinham alertado, mas nada disso. Foi bem rápido: ele foi pra fila do ônibus enquanto eu fazia a fila da passagem. Demorou coisa de 10 minutos e olhe lá! Pode ser porque fomos em baixa temporada também mas ATENÇÃO, de baixa não tem nada.  Às 5:30 começam a subir os ônibus e são váaaaarios! Vão enchendo um atrás do outro. A vantagem de dormir em Águas Calientes é justamente conseguir chegar antes da penca de gente que vai pelo dia de Cusco, aproveitar mais e admirar tudo sem correria.

Conseguimos entrar se não me engano no 3º ônibus e partimos para uma experiência inesquecível.

O caminho por si só já encanta e fiquei chocada com a quantidade de gente que sobe a pé! É muita vontade de ter esportista viu rsrsrs. Mas sério, muita gente mesmo, imagino a hora que esse povo acorda!

resize_IMG_0352 resize_IMG_0353 resize_IMG_0356 resize_IMG_0361

Chegamos na entrada de Machu Picchu por volta de 6:30 (o percurso demora cerca de meia hora) e já tinha bastante gente para entrar. Tem um banheiro logo na entrada, então é bom esvaziar a bexiga ali, mas se tiver vontade de fazer xixi quando estiver dentro do parque, é só sair e usar o banheiro. Tudo bem que vai depender do quanto você está longe da saída, mas existe essa possibilidade. Você pode entrar e sair do parque 3 vezes durante o dia.

resize_IMG_0358

Sobre a baixa temporada… por dia, são liberados 2.500 ingressos para Machu e esse dia liberaram 2800! Não que tivesse gente a mais, mas o ANO TODO é assim! Então a baixa e a alta temporada na verdade quase nem existe. O que diferencia mesmo é a época de chuva, que aparentemente vai menos gente mas mesmo assim, achei tudo cheio.

Continuando… Machu Picchu exige guia. Não adianta querer economizar nessa parte porque não vai ser legal. Você vai ver um monte de pedra e não entender nada. E é uma novela conseguir um guia viu… Na entrada do parque vários vão oferecer seus serviços e o preço é o mesmo, mas dá para pechinchar. O guia particular custa 120 soles (algo como R$ 150) por duas horas e em grupo sai por 20 soles (30 reais) por pessoa, porém tem que ter no mínimo 6 pessoas para montar o grupo. Aí é uma bagunça porque você topa o grupo e o guia te deixa de molho enquanto ele tenta juntar mais pessoas. Pegamos uma que disse que já tinha o grupo quase formado, mas era truco dela, tinha grupo formado coisa nenhuma. Começou a demorar, demorar e eu louca pra entrar pro parque, vendo as pessoas já entrando e perde o sentido acordar tão cedo para ser uma das primeiras a entrar e ficar esperando o guia montar a turma. Encontramos um casal de brasileiros que estava no mesmo dilema da gente, também esperando formar o grupo deles e juntamos os dois casais, chegamos num guia e oferecemos 100 soles pra guiar 4 pessoas. Fechado, finalmente entraríamos em Machu Picchu.

Xixi antes, de novo.

Como ainda estava bem cedo, tinha muita neblina e eu estava com muito medo de chover. AH, MAIS UMA COISA PRA LEVAR NA MOCHILA: capa de chuva. Vendem em cada canto e custa baratinho, uns 5 soles. Mas o guia disse que não choveria, e que em pouco tempo a neblina iria embora e conseguiríamos ver tudo.

resize_IMG_0363 resize_IMG_0392 resize_IMG_0405 resize_IMG_0435

Dito e feito, com o passar das horas, o tempo foi abrindo e a maravilhosa Machu Picchu ficou exposta claramente.

Gente, gente… sem palavras.

resize_IMG_0436 resize_IMG_0459

DCIM103GOPRO

resize_IMG_0371 resize_IMG_0425

resize_IMG_0384

Gente, presta atenção nessa pedra que faz ¨curva¨! Tudo se encaixa!

resize_IMG_0564

O único jeito de tirar foto perto delas, fingindo ser uma hahaha

Ficamos cerca de 2 horas e meia com nosso guia que era bem bom, falava pausadamente e até arriscava um portunhol de vez em quando. Muito paciente ele, quando terminou o passeio, nos liberou para ir para o ponto característico das fotos, onde dá pra ver Machu Picchu toda. E nesse horário, já estava cheio. É difícil tirar fotos em Machu sem que apareça mais gente… tem que ter paciência e saber aproveitar bem os ângulos! Pelo o que a gente vê nas fotos é vazio, mas não, é BEM cheio.

DCIM103GOPRO

resize_IMG_0575 resize_IMG_0659 resize_IMG_0610

Ficamos mais umas duas horas admirando aquilo tudo. Eu simplesmente não conseguia acreditar no que via. Não sei se já comentei nos posts anteriores mas eu nunca tive vontade de ir pra lá. Achava bacana e tal mas vontade mesmo de ir, nunca tive. Mas quando vi Machu Picchu… meu Deus, é muito magnífico. É de ficar parado, admirando cada detalhe, tentando decifrar aquilo tudo, pensando como pode existir uma cidade daquelas, perfeita, no meio das montanhas e tão alto. Agora sim posso falar: vale muito a pena conhecer Machu Picchu!

DCIM103GOPRO

resize_IMG_0471

Na saída, não se esqueça de carimbar seu passaporte.

Bom, já tínhamos até rolado na grama (uma leitora me falou de uma simpatia que tem que ser feita em Machu: deitar na grama e pedir $$$ rs. Não custa tentar né?) quando resolvemos voltar para Águas Calientes. Além do mais, tinha começado a chuviscar. Demos muita sorte com o tempo! Quase não pegamos chuva e quando pegamos, foi muito de leve. Voltamos para a cidade, por volta de 13h, almoçamos e fomos para uma feirinha de artesanato que fica ao lado da estação de trem.

resize_IMG_0691 resize_IMG_0687

O rio que corta Águas Calientes é nervooooooso! Faz um barulhão, dá um medo danado!

A feirinha é ÓTIMA, tem várias coisas bacanas e dá para pechinchar muito. Parte chata… se você perguntar o preço de algo, a vendedora não vai te largar. Vai querer vender a todo custo e ficam muito insistentes. Essa parte não curti.

resize_IMG_0695 resize_IMG_0696 resize_IMG_0698 resize_IMG_0699 resize_IMG_0704 resize_IMG_0701

15:30, o mocinho do hotel já estava na estação com nossa mala. Dei 5 soles de gorjeta pra ele e ele quase morreu! Por incrível que pareça, lá não cobram gorjeta em nada, nem nos restaurantes. Fica a mercê do consumidor. Só para tirar fotos com os lhamas que as mulheres ficam pedindo: propina, propiiiinaaaa.

resize_IMG_0694

A volta foi para Ollantaytambo tranquila, e como foi durante o dia, deu para admirar o rio Urubamba o tempo todo. O trem faz o percurso do LADO dele, por isso quando chove muito, o rio sobe e não tem trem que chegue a Machu Picchu.

resize_IMG_0707

DCIM103GOPRO

resize_IMG_0716

Chegando em Ollanta, encontramos novamente o casal que dividiu o guia com a gente, eles voltaram no mesmo horário, no mesmo trem! E dividimos um táxi para Cusco, que fica a 1 hora e meia de Ollanta, pelo valor de 70 soles. Muito barato né?

Chegando em Cusco, comecei a passar mal. Machu Picchu fica mais baixo que Cusco (Machu a 2400 metros de altitude e Cusco a 3400 metros) e não me senti bem. Estômago ruim, tonturas e justamente na noite que iríamos conhecer mais um restaurante super indicado, o Cicciolina.

resize_IMG_0014 resize_IMG_0013 resize_IMG_0005

Bom, fomos de qualquer maneira, mas eu fiquei na sozinha (dieta de pollo, como eles chamam) e o Rafa se jogou na massa negra com camarões.

resize_IMG_0006

Tagliolini negro com camarões e molho de leite de coco e ervas. 44 soles, uns R$ 52.

resize_IMG_0009

Sopinha pro mal de altura.

Voltamos pro hotel (que desta vez foi o Quintas de San Blas) e apagamos. Dormir até tarde? Nananinanão… quem vai para aqueles cantos não dorme até tarde… Teríamos que acordar às 6 da manhã para mais um tour: Chinchinero e Maras Moray. No próximo e último post.

  • Sobre os mistérios de Machu Picchu, é difícil contar tudo o que aprendi. Acho que tem que ir, ver, sentir e assimilar o lugar. Só posso dizer que é fantástico, e mais fantástico ainda é saber que mais de 70% da cidade inca está DENTRO DA MONTANHA! Sim, o que vemos nas fotos é apenas uns 30% da cidade!!! Ela foi (re) descoberta completamente por acaso por um professor americano, Hiram Bingham, que estava em expedição junto a Universidade de Yale, em 1911. Digo redescoberta pois cerca de 40 anos antes, Machu Picchu já tinha sido avistada por outro historiador, mas foi Bingham que deu a notícia ao mundo. Bom, não conto mais. TEM QUE IR!!!
37 Comentários
  1. #1
    Gislene
    28.02.2016 - 17:38

    Coloquei na lista de lugares que vou conhecer em breve. Adorei o post, parece que estava viajando com vocês !!!!

  2. #2
    Laura
    28.02.2016 - 17:54

    Cony, não vai ter a parte II de Cancún não? Sei que já passou algum tempo, mas achei que você iria postar mais….
    Bjsss

    • #3
      Constanza
      28.02.2016 - 18:07

      uai, fiz parte 2 sim, aliás bem mais posts…

  3. #4
    Leidiane Marinho
    28.02.2016 - 18:35

    Cony qual a marca do tênis que você tá usando? ele é próprio pra trilha??

    • #5
      Constanza
      28.02.2016 - 18:42

      Adidas

  4. #6
    Ludmila
    28.02.2016 - 19:13

    Olá Coni, adoreie ver os seus posts sobre Machu Picchu e como você não omitiu nada em relação a viagem sendo bem sincera. A vista de cima da cidade é deslumbrante estivesse lá em maio do ano passado e adorei. Vc não teve vontade de ficar hospedada naquele hotel que fica nas pedras quando passa de trem por ele????? Pois eu tive muita vontade!!! Parabéns, te acompanho todo dia para saber das suas dicas. Abraços, Ludmila

  5. #7
    Samantha Guimarães
    28.02.2016 - 19:20

    Olá Cony!
    Me senti subindo no ônibus com vcs..hahaha
    Seus posts arrasam e nos levam com vc para seus destinos
    Ahhh e a simpatia, falei pq acho válido. Uma graminha na camiseta não faz mal, né msm, vai que a grana vem em abudância hahaha
    Parabéns pelo seu trabalho!!!!
    Beijos

  6. #8
    Nicole
    28.02.2016 - 21:17

    Cony amei cada post de Machu Pichu, eu faz tempo que quero ir e conhecer esse lugar maravilhoso, agora já decidí q não passa desse ano. Vc sabía q Pablo Neruda fez um livro de poemas todinho dedicado a Machu Pichu? E que a banda Los Jaivas fez música desse obra chamada alturas de Machu Pichu, e são a única banda em ter filmado o disco lá, um disco lindo e emocionante desse ouvir…os versos de Neruda feito música, recomendo muito ouvir ou assistir o dvd..eu amo La Poderosa Muerte, arrepio total com essa música.
    Muito boas usas dicas, Beijos

  7. #9
    Heloisa
    28.02.2016 - 22:16

    Adorei o relato! É bem isso mesmo. Fui na mesma época que vc (carnaval) em 2013. Por muuuita sorte não choveu forte enquanto estávamos lá, mas tinha chovido tanto nos dias anteriores que o rio estava cheíssimo. Deu muito pânico daquele trem. Parecia que estávamos andando sobre as águas. E sorte mesmo que não ficamos em Águas Calientes na volta, porque por causa da chuvinha fina e o grande risco de avalanches e enchentes eles fecharam a estação de trem logo depois que o nosso saiu. De qualquer forma o lugar é mágico e merece demais a visita! Bjo

  8. #10
    Carla
    29.02.2016 - 02:20

    Cony, camiseta de onde? AMO basiquete gola “V” e acho tão difícil encontrar… Bjos!!

    • #11
      Constanza
      29.02.2016 - 09:07

      Essa comprei na Holanda mas a Lemon Basics tem!

  9. #12
    29.02.2016 - 10:24

    Estou adorando os posts dessa viagem…
    Mas tenho muita curiosidade sobre o fato de ter que mastigar folhas de coca ou chupar balinha… conte mais sobre isso…

    • #13
      Constanza
      29.02.2016 - 10:38

      Oie… mas contar o que? A coca é analgesico e melhora o mal estar… Acho que falei isso no primeiro post 🙂

  10. #14
    Bruna Carolina
    29.02.2016 - 10:48

    Cony, sei q não tem nada relacionado ao post…

    Mas tô lôka aqui pelo seu post c looks/males do Oscar!

    • #15
      Carine
      29.02.2016 - 10:58

      Eu também estou esperando ansiosamente pelos looks do Oscar! rs

    • #16
      Bruna Carolina
      29.02.2016 - 14:59

      Ops.. eu quis dizer “males” e não “males” kkkkkkk

  11. #17
    Cibele Porto
    29.02.2016 - 11:32

    Ahhh Cony, tá dando muita vontade de conhecer Machu Picchu. Acho tudo muito curioso e sempre vejo boas recomendações de lá… lindas as fotos de vcs dois!

    beijinhus

  12. #18
    Nity
    29.02.2016 - 13:01

    Cony, estou indo eu e meu esposo fim de abril para Machu Picchu e vamos fazer a caminhada na montanha Huanay, o que vc acha é bem puxado, perigoso ou da pra encarar ??

    • #19
      Constanza
      29.02.2016 - 13:33

      Não sei qual eh essa montanha

  13. #20
    Nity
    29.02.2016 - 13:40

    essa montanha fica acima de machu picchu Huayna Picchu, em alguns sites eu li tbm que se escreve Wayna Picchu, significa montanha jovem, quando vai comprar os ingressos tem a opçao so machu picchu ou machu picchu com Huayna pichu

    • #21
      Constanza
      29.02.2016 - 14:11

      Ah sim Wayna, vc escreveu Huanay kkkk… Eh pesado. Eu não arrisquei. Tem mts acidentes.

  14. #22
    29.02.2016 - 14:34

    Oi Cony!
    Amando os posts da viagem!
    Perguntinha: essa jaqueta ainda está à venda na Passarela? Vi alguns modelos parecidos, mas estou na dúvida se seria a mesma. Tem jaqueta de sarja com recorte, nylon em matelassê, tem a Mooncity… Você saberia o modelo? Desde já muito obrigada!
    Bjs

    • #23
      Constanza
      29.02.2016 - 18:11

      Essa minha é Mooncity!

      • #24
        01.03.2016 - 14:42

        Valeu Cony! Tem um monte de Mooncity no site, mas acho que achei essa mais molinha. Beijos

  15. #25
    29.02.2016 - 16:15

    IMPERDÍVEL!!! Tão legal e maravilhoso que ainda não consegui terminar os meus relatos da minha viagem ao Peru ano passado, mas aqui já tem uns 10 posts: http://taindopraonde.blogspot.com.br/search/label/Peru. Paralisei agora em Cusco/Machu Picchu hehehe.

  16. #26
    Marcella
    01.03.2016 - 07:27

    Obrigada pelos posts Constanza, achei seu blog fazendo uma busca por viagens e estou curtindo muito estes sobre o Peru. Nunca tive vontade de ir,mas acho que foi por uma birrinha: quando eu era mais nova, meus primos juntaram um grupinho e foram, de mochila e trem .. e não me convidaram… rsrs coisa boba de adolescente ,mas fiquei com um bodinho…Abraços!

  17. #27
    Vivi
    01.03.2016 - 13:51

    Sabe Cony, esses dias o namorado veio com o papo de conhecer Machu Picchu, confesso que tive certo ranço em pensar nessa viagem, parece ser muito sofrido…
    agora com a tua visão as coisas tão melhorando…

  18. #28
    Cristiane
    02.03.2016 - 14:27

    Quando fui a Machu Picchu fui pela trilha inca, e a emoção de avistar a cidade perdida após tanto perrengue (soroche, dor muscular e etc) pra chegar até ela é indescritível.
    O Peru é um destino muito legal, rico culturalmente, com boa gastronomia e paisagens lindas, que não se resumem apenas a Machu Picchu.

  19. #29
    regina
    18.03.2016 - 18:42

    Cony, terei a experiência de ir p/ macchu picchu em junho. me diz uma coisa, vc acha que é realmente necessário comprar tênis de trilha? olhei várias fotos na net de pessoas que foram com tênis normal outras até com bota montaria (!!! kk). penso em usar tênis. Vc acha que é tranquilo? ou viu alguém caindo lá por não estar com sapato de trilha? kkkkk
    Obrigada por todas a dicas!

    • #30
      Constanza
      18.03.2016 - 20:35

      Tenis normal dá sim! bota acho desconfortável. bjss

  20. #31
    Gabriele
    24.03.2016 - 10:42

    Conyyyyyy, faz UM ANO que sonho em ir pro Peru e seus posts deram o empurrão que eu precisava!!
    Já estou montando roteiro e vendo preços!
    Pooooor favor faça o último post! Assim nao perco nenhuuma dica preciosa!! Pq sério, suas dicas pra essa viagem são muuuito melhores do que tudo que já li a respeito!
    Obrigada!!

    • #32
      Constanza
      24.03.2016 - 13:09

      Nossa, esqueci do último post! Vou fazer logo! Obrigada por me lembrar!

      • #33
        Mara
        04.05.2017 - 22:43

        Oi Cony,
        kd o último post ??? kkk
        Pelo menos buscando pelas tags do Peru não achei.
        Uma dúvida, vc disse que deixou a mala em Cusco né, mas se vc ficou num hotel diferente na volta, vc deixou a mala no hotel da ida mesmo e depois passou lá pra buscar?
        Obg

  21. #34
    Raquel Brigantini
    01.04.2016 - 09:12

    Oii Cony, tudo bem?
    Acabei de comprar passagens pra Cusco e, então, a primeira coisa que fiz foi vir aqui e ler seus posts sobre a viagem. Confio demais nas suas análises, dicas e pitacos. Vou estudar seu roteiro atentamente e pretendo fazer tudo igual, haha!
    Vc explica tudo tão bem e de forma tão genuína! É gostoso de ler e confortante, por saber que se pode confiar. Obrigada por compartilhar tudo isso!
    Só tenho uma dúvida: o último post sobre Machu já saiu? Procurei por aqui e não achei.
    Mais uma vez, parabéns pela grande habilidade em se comunicar. Diferente de 98% das bloqgueiras, vc passa muita confiança.
    Caso o post ainda não tenha saído, aguardo-o ansiosamente!
    Fique bem!
    Beijos 🙂

    • #35
      Constanza
      01.04.2016 - 10:10

      Ainda nao! Acabei me esquecendo de finalizar a historia mas farei logo logo, prometo. bjss

  22. #36
    Carol
    05.06.2016 - 21:03

    Oi, Cony! Também estou aguardando o último post pra juntar mais umas dicas! Vou pra lá nas próximas férias! 🙂

  23. #37
    Dani R.
    21.03.2018 - 15:49

    Não teve o último post, né? =/
    Planejando a viagem lendo seus posts mas faltou finalizar! Alguam dica que possa dar aqui nos comentários??
    Beijoooo =*

Comente