23
Feb 2016
Nas Alturas – Machu Picchu Parte 2
Dicas de Viagem

O primeiro dia (contei AQUI) foi intenso e bem aproveitado. Fizemos o city tour, conhecemos um pouco de Cusco e jantamos no tão indicado Chicha de Gaston Acurio.

Fomos dormir cansados e com o despertador para as 6 da manhã, já que às 8 sairia nosso tour para o Valle Sagrado. Fizemos o check out no hotel, pois decidimos passar a noite aos pés de Machu Picchu, em Águas Calientes e na volta a Cusco ficariamos em outro hotel pois no Best Western não tinha vaga para a data.

Vamos por partes: para ir para Machu Picchu você pode ir pelo dia ou então ir uma noite antes, ficar em Águas Calientes e subir a montanha bem cedo. O amanhecer é maravilhoso e não queríamos perder essa chance.

Mas como que faz para ir de Cusco a Machu Picchu? De trem, e não é barato. Aliás, é a parte mais cara da viagem.

Existem duas empresas de trem que te levam para a Águas Calientes, a Peru Rail e a Inka Rail. Fomos de Peru Rail que aparentemente é a mais conhecida. Compramos as passagens ainda no Brasil, acredito que é melhor já ir com a passagem pronta pois como é a única forma de chegar à Águas e tem MUITO turista, é bom garantir o quanto antes. Compramos no site e vimos que tem algumas diferenças de vagoes: o Expedition, o Vistadome e o Hiran Bingham. A diferença entre o Expedition e o Vistadome é quase nenhuma. Janelas maiores no Vistadome, um lanche mais caprichado e poltronas melhores mas nada assim super WOW! O que vai ditar qual dos dois escolher será o horário, já que os valores variam conforme a hora de saída. Então o que for mais barato, melhor. Nos fomos de Expedition e adoramos! O Hiran Bingham é o mais caro e é cheio das firulas. Acho que não vale a pena.

peru3332

Expedition

Fomos pelo preço e pelo horário pois como faríamos Valle Sagrado e ficaríamos em Ollantaytambo, escolhemos o trem de 19 h para Águas e a volta as 16:22. Em Águas não tem muito o que fazer e como iriamos para Machu Picchu cedinho, achamos que esses horários estariam ok, e estavam.

Quem quiser sair de Cusco para Machu Picchu pelo dia, deve ir para a estação de trem mais perto já que NÃO TEM ESTAÇÃO EM CUSCO. Tem em Poroy que é a cidade mais perto mas estava fechada na época que fomos. Li em alguns blogs que muitas pessoas escolhem fazer o passeio pelo Valle Sagrado e ficam na última cidade, Ollantaytambo que tem estação de trem saindo para Águas. Entao nosso roteiro ficou assim: Passeio por Valle Sagrado, ficar em Ollanta, pegar o trem às 19 e chegar em Águas por volta de 21h. Foi perfeito, bem calculado, sem pressa e deu para fazer tudo o que queríamos. Ah, sobre os valores do trem… como falei, foi a parte mais cara da viagem. Deu cerca de 150 dólares a ida e a volta.

Dá para ir pelo dia para Machu Picchu, saindo de Cusco? Dá, mas tem que ir BEM cedo. O caminho é mais ou menos o mesmo: escolher a estação de trem mais perto (para ir é só combinar com um taxista, são bem baratos), pegar o trem, descer em Águas, pegar o ônibus para Machu, depois fazer o caminho de volta. Não tem como chegar em Águas de carro, onibus ou outra coisa, apenas de trem. ALIÁS, tem como ir sim, a pé, numa caminhada de uma hora e meia a partir de uma cidadezinha lá, mas acho que não é nosso caso né?

Voltemos para o nosso Segundo dia. Fizemos o check out no hotel e deixamos as malas lá. É super comum deixar as malas nos hotéis em Cusco, todo mundo que vai para Machu Picchu e fica uma noite em Águas faz isso. Levamos apenas o necessário.

O ônibus do tour para Valle Sagrado (aquele que contratamos com a Amadeus) estava nos esperando na esquina do hotel. Digamos que não é um onibus muito bonito ou muito confortável, mas deu para o gasto. O guia desta vez era super simpatico, calmo, falava pausadamente e bem prestativo. O caminho pelo Valle Sagrado é maravilhoso e tem paradas durante o percurso para fotos.

peru21 peru22

DCIM102GOPRO

É bom ir com dinheiro local pois a primeira parada é uma feirinha que tem coisas lindas. Aceitam dólares mas se perde muito na conversão então não se esqueçam de ir com a carteira cheia de soles (Sol Peruano é o nome da moeda do Peru).

peru2

A segunda parada foi Pisaq que fica cerca de 30 km de Cusco. É um dos centros arqueológicos mais importantes do Valle Sagrado! Posso falar? Achei o tempo da visita muito curto. Não deu para ir aos lugares mais bacanas, apenas olhar de longe e tudo cronometrado. Depois da explicação, o guia nos deu cerca de 40 minutos para conhecer o lugar e convenhamos que num lugar enorme daqueles não dá para fazer nada correndo. Fora que eles (os guias) assustam muito a gente, falam que se demorar mais de 5 minutos o ônibus vai embora e quem ficar pra traás pode pegar um táxi pra voltar. Sei que é a forma de organizar tudo e manter os horários mas é bem terrorismo. No final de cada passeio eu sempre ficava tensa e saia correndo com medo de perder o ônibus.

peru23 peru24 peru28

peru27

Depois paramos na cidade de Pisaq, no centro colonial, para conhecer um mercado e uma loja de peças em prata. Tinha coisas bem bonitas e nem achei tão caro. Mas o que mais curti foi o carnaval que estava acontecendo lá. Me senti no meio de um filme de tão surreal o que vi. Aquela musica andina, as pessoas caracterizadas, crianças correndo para todos os lados jogando bombas de água e atirando espuma nas pessoas, o mercado com a gritaria, cachorro na rua, uma loucura!

peru222 peru221 peru 2223

Um dos mais caros da loja, de prata, por cerca de R$ 500.

peru229 peru224

Depois de lá, seguimos para Urubamba onde paramos num restaurante para o almoço, incluído no pacote que compramos.

Posso falar? Uma bela porcaria. Essa foi pegadinha pois ao comprar o pacote na agência, nos mostraram fotos do restaurante e era beeeeeem diferente da realidade. Primeiro: um monte de ônibus de turismo param lá, logo o lugar fica LOTADO. A fila para pegar comida é enorme e mesmo sendo self service à vontade, não dá vontade de comer muita coisa pela aparência da comida. Eu achei. Me servi de um ceviche (esse tava bom) mas o restante era muito feio. Tivemos que comer lá mesmo, não tinha muita escolha. Ah, as bebidas são a parte. Fomos pela comodidade de ter o almoço incluído e não sei como seria se ele não estivesse no pacote. Acredito ter outros restaurantes perto, mas não sei como funcionaria com o esquema do grupo…

peru3

O refrigerante e a cerveja local! Tem que provar a Inka Cola, mas não precisa gostar rsrs, eu não gostei!

Enfim, depois do almoco, rumamos para Ollantaytambo, nossa última parada e onde ficaríamos. O tour iria continuar para Chinchero, mas resolvemos fazer esse passeio outro dia.

Achei Ollanta o ponto alto do Valle Sagrado. Lá subimos 233 degraus para conhecer uma das maiores obras incas, que parece uma fortaleza. É MARAVILHOSO, a única cidade da era Inca ainda habitada. É muito enigmatico! É difícil acreditar como os Incas fizeram aquilo tudo, como tinham tanto conhecimento de engenharia, astronomia, matemática, fisica, é muito mas muito impressionante!

peru31 peru33 peru25

Como contei na Parte 1 da viagem, os incas encaixavam as pedras uma nas outras para fazer suas construções. Não colavam as pedras! Reparem em um dos blocos de pedra que usavam para construir… parecido com um Lego! Agora me conta… como raios faziam milhares de pedras encaixarem? Como ficava tão perfeito? COMO CORTAVAM AS PEDRAS? COMO CARREGAVAM ESSAS PEDRAS PRO ALTO DA MONTANHA? Mistéeeeerio…

peru38 peru36

Logo que acabou esse passeio, o grupo nos deixou na pracinha de Ollanta (outras pessoas também ficaram por lá), faltando cerca de 2 horas para o nosso trem para Águas Calientes.

Aproveitamos para ver algum artesanato, tomar chá de coca, pisco sour e comer uma pizza.

peru333

peru330

Pracinha de Ollantaytambo

Por volta de 18:20 fomos para a estação que fica a uns 10 minutos a pé da pracinha. Já ficamos de olho para saber como fazer na volta, vimos algumas vans e taxis que faziam o caminho de Ollanta para Cusco.

peru3333

Abriram o portao da estação e gelei quando vi que só era permitida uma malinha de 5kg por pessoa e a minha claro que era maior, mas foi tranquilo, não falaram nada. Entramos tranquilamente no trem, que achei bem bonitinho e rumamos para Águas Calientes, um trajeto de aproximadamente uma hora e meia.

CHEGANDO EM ÁGUAS… quase caí pra trás quando vi um rapazinho com uma plaquinha com meu nome. Fiquei encasquetada, afinal eu não tinha avisado ao hotel (ficamos no Waman, MUITO BOM e baratinho) que eu iria naquele trem, naquele horário e naquele vagão e o mocinho lá na porta esperando eu descer! Desci, me apresentei e perguntei como ele sabia que eu estaria chegando naquele horário e naquele vagão. Ele falou ¨coincidência¨…. SEI… Achei fofo, ele pegou minha mala e saiu rumo ao hotel, mas sei que eles devem dar uma jeito de acessar a lista de passageiros e ver se tem hóspedes do hotel. Enfim, legal ou ilegal, me senti VIP rs. Ah, e ao descer do trem olhei pro céu e vi a coisa mais aterrorizante da minha vida. Parecia uma onda gigante, uma massa preta logo acima da minha cabeça que parecia que ia me engolir a qualquer minuto! Olhei pra frente e outra massa preta! Fiquei muito assustada, me agarrei no Rafa e perguntei o que era aquilo. Era a montanha que leva a Machu Picchu. Nesse momento, começou uma das viagens mais impressionantes da minha vida. O trem chega literalmente ao pé da montanha. Não sei explicar.

peru3333q

Águas Calientes

peru33387

O restaurante mais famoso de Águas e que eu estava LOUCA para conhecer pois vi muitos comentários falando do quão pitoresco ele é mas… FECHADO EM FEVEREIRO PARA REFORMA. Aff… acabamos jantando em outro restaurante mesmo. Ah, e essa bandeira colorida não é o que vocês estão pensando. Como os Incas adoravam o arco íris, essa é a bandeira oficial de Cusco! E eu jurando boa parte da viagem que eles adoravam gays rs.

peru333376

Pracinha de Águas Calientes. Ficamos no hotel 

  • Fomos dormir, cansados e prontos para a maior experiência da vida: conhecer Machu Picchu. No próximo post!
34 Comentários
  1. #1
    Claudia
    23.02.2016 - 21:46

    Adorando o relato da viagem! Amando as dicas! E que casaco LINDO é esse?? Comprou por lá?? Amo seus snaps!

    • #2
      Constanza
      23.02.2016 - 22:20

      Zara!!

  2. #3
    Fernanda
    23.02.2016 - 22:02

    Já estou ansiosa, Cony!!!

  3. #4
    Claudia
    23.02.2016 - 23:23

    Cony e essa bota maravilhosa?

    • #5
      Constanza
      24.02.2016 - 08:53

      Veeeeeelhaaaa, santa Lolla!

  4. #6
    Sheila
    23.02.2016 - 23:50

    Excelente matéria , parece que estamos viajando também!
    Oi Cony, será que você podia me dizer onde faz micro pigmentação nas sobrancelhas?
    Estou precisando urgente!
    Obrigada!

    • #7
      Constanza
      24.02.2016 - 08:53

      Chama Marina Marra ☺️

  5. #8
    Marcela González
    24.02.2016 - 00:44

    Arrasou nesse look, mulher!!!! E que lugar lindo!!!

  6. #9
    Cibele Porto
    24.02.2016 - 07:35

    Ahhh Cony, que delícia esses relatos. Tim-tim por tim-tim dos dias no Peru. Peru não está na minha lista de viagens, embora tenha muita curiosidade pra ver o lugar, mas vendo seus posts, dá uma vontde grande. Já tô ansiosa pelo próximo!!!

    XXX

  7. #10
    Camila
    24.02.2016 - 08:02

    Q vontade de conhecer Machu Picchu!! Teu relato está demais Cony!

  8. #11
    Priscila
    24.02.2016 - 08:39

    Cony a viagem é muito cansativa? tenho a impressão que exige um certo preparo físico… Sou muito sedentária e tenho medo de ir e não aguentar o tranco rsrs

    • #12
      Constanza
      24.02.2016 - 08:52

      Não muito… Exige algumas caminhadas, o ruim eh a falta de ar!

  9. #13
    Marta
    24.02.2016 - 09:02

    Que relato!!! Sempre tive curiosidade de conhecer o Peru, mas agora tá virando vontade mesmo! Já estou programando um roteiro baseado na sua experiência, a única diferença é que vamos fazer uma viagem à três, com uma garotinha de 5 anos. O que acha Cony? Crianças e Machu Pichu combinam? Você viu famílias com crianças por lá?

    • #14
      Constanza
      24.02.2016 - 09:24

      Não… Não me lembro de ter visto crianças viu! Sinceramente eu não aconselharia a levar crianças. A comida eh forte, a altitude deixa a gente sem ar, tem que andar muitos e alguns passeios são cansativos!

  10. #15
    Eliane Baptista
    24.02.2016 - 09:45

    Cony, relato maravilhoso! Vendo as suas fotos me delicio relembrando minha viagem. Lugar mágico!!!
    Quero voltar em breve. Vá conhecer também as Linhas de Nazca. Viagem fascinante e super romântica!!! Eu fui pela operadora Terra Inca, que faz roteiros bastante diferenciados. O Alcione, dono da operadora, acompanha você durante toda a viagem. O guia é um xama, que encanta com as histórias de seus antepassados e a filha dele, que é um doce de pessoa. Na viagem tivemos um Coach orientando quem quisesse. Inesquecível!
    Minha próxima aventura será conhecer a Ilha de Páscoa. O site e http://www.terrainca.com.br. Bjs!

  11. #16
    Caroline
    24.02.2016 - 09:53

    Pronto! Se eu tinha alguma dúvida, acabei de definir meu destino das férias de Agosto! Tks Cony!

  12. #17
    Eduarda Oliveira
    24.02.2016 - 10:18

    Você arrasa nas descrições! E teu look tava perfeitoooo…
    Amei e já quero ir, meu noivo também é louco para conhecer… Ansiosa pelo próximo post!

  13. #18
    Juliana
    24.02.2016 - 11:05

    Oi Cony, vc acha que dá para ir com criança de dois anos?

    • #19
      Constanza
      24.02.2016 - 11:21

      Ai, sinceramente, não… tem lugar que tem escada pra caramba, ela vai cansar, voce tera que carregar, carrinho nao rola pq as ruas sao de pedra… eu nao arriscaria!

  14. #20
    Jéssica Diane
    24.02.2016 - 11:15

    Cony,

    Caraca, que fotos lindas MEU DEUSSSSS!
    Não tinha magia não, era muita tecnologia mesmo rsrsrs,
    Quero muito muito muito fazer essa viagem depois do seu relato, maravilhoso MESMO! E vocês formam um casal super bonito e phyno 😉

    Beijos

    • #21
      Constanza
      24.02.2016 - 11:21

      Obrigada!

      • #22
        Jéssica Diane
        24.02.2016 - 13:33

        Aliás, eu experimentei Inca Cola no Chile! rsrs, também não gostei, tem um gosto de chiclete, sei la hahahah

        Aqui em São Paulo tbm acha pra comprar.

  15. #23
    Rose Tabaldi
    24.02.2016 - 11:56

    “Nesse momento, começou uma das viagens mais impressionantes da minha vida…” Me arrepiei Cony!!!! Imagina vc lá no local então… A energia do lugar deve ser inexplicável!

  16. #24
    carolina
    24.02.2016 - 15:03

    Oi Cony,

    Sempre te acompanho e fiz exatamente essa sua viagem em outubro do ano passado, realmente é incrível!
    Só uma pequena correção: a bandeira de arco-íris significa a união dos povos andinos ou indígenas andinos, tanto que é muito utilizada na Venezuela e na Bolívia tb. Quem te disse que era porque os incas gostavam de arco-íris estava desinformado, rs. Beijos!

    • #25
      Constanza
      24.02.2016 - 15:24

      O guia que falou! Que os incas veneravam a natureza, a terra (pacha mama) as estrelas e o arco-íris

      • #26
        carolina
        24.02.2016 - 15:48

        Que curioso, rs. Os Incas veneravam bastante a natureza mesmo e muito a Pacha Mama, com certeza.
        Li bastante antes sobre os Incas antes de ir pro Peru e meu guia confirmou essa informação que estou te passando. Enfim, vá saber se tem essa interpretação também né?! Beijos!

  17. #27
    Iana
    24.02.2016 - 15:05

    Estou ansiosa já para o próximo post sobre a viagem. Confesso que nunca tive vontade de ir ao Peru, mas lendo seu relato, já estou programando de ir para lá no final do ano.

  18. #28
    Dheyva
    24.02.2016 - 16:58

    Cony, fiz essa “caminhada” pra chegar em Águas Calientes e sinceramente não aconselho pra ngm! O que era pra ser 1:30 hrs de caminhada acabou virando 4 horas de desespero porque não chegava nunca! Tô amando os relatos!
    Beijo!

    • #29
      Constanza
      24.02.2016 - 18:54

      Gzuis!!! Corajosa!!!

  19. #30
    Lubia
    24.02.2016 - 17:37

    Cony,estou amando o relato da tua viagem,você escreve de uma forma que eu fico me imaginado lah, junto com você!! Fui para o Chile em 2011 por sua causa, de tanto que você falava, e amei conhecer!! Quem sabe vou ao Peru,sempre tive vontade!! Agora não, porque estou passando um temporada nos EUA, mas quem sabe em breve!! Kiss.

  20. #31
    "Iasmin"
    24.02.2016 - 19:33

    Machu Pichu é a prova de que conhecemos muito pouco do Universo, né?! Tem muito mais por aí do que o nosso conhecimento “conhece”…Como os incas fizeram isso? hahaha…Tenho uma amiga que acredita na teoria dos extraterrestes!

  21. #32
    Liza
    24.02.2016 - 23:06

    Eu amo Inka Cola! e o carnaval de lá, com o povo jogando água na gente é muito estranho, mas bonito, inocente, eu achei.

    Cony, vi vc respondendo das questäo de levar criancas ou nao, estive no início de fevereiro em Torres del Paine fazendo um trekking de 5 dias e vi 3 mulheres fazendo o mesmo circuito com bebes de colo naquele sling, fiquei bem de boca aberta pq tem muitas pedras, muitas subidas, muitas descidas, eu nunca faria pq se elas caíssem de frente esmagariam o bebe e cair lá nao é coisa rara, vi muita gente machucada q tem q voltar andando pros refúgios, imagina se acontece algo… anyway, tb pensei que ter um bb de colo nao é desculpa pra deixar de fazer nada né, cada um sabe o risco que corre.
    Desculpa a falta de acentos, problemas no teclado.

  22. #33
    Ana
    27.02.2016 - 09:49

    Olá!!!
    Estou acompanhando suas dicas e hoje vou seguir tudo pois estou indo pra águas calientes.
    se não for pedir mt consegue postar ainda hoje sobre a trilha de matchu?
    Estarei acordando por lá e acho que seria perfeito seguir suas dicas

    Bjos e obrigada!

  23. #34
    Giulliana
    23.04.2016 - 17:02

    Olá! Qual o nome do restaurante que vc queria ir e estava fechado? Irei o
    Mês que vem, queria essa dica!
    Grata!
    PS – mt bacana seus posts!

Comente