13
Dec 2015
Mi casa, su casa- Estilos 3 de 4
Mi Casa Su Casa

Olá Fufu!

Sim, eu falhei semana passada, e peço desculpas. Mas vamos cancelar o suicídio coletivo e terminar com essa crise de abstinência, porque eu SHE-GAY!

Eu até comecei a escrever outros dois posts, entretanto, eu não quero começar 2016 com pendências, então resolvi escrever os posts finais de estilo nestas próximas semanas. Essa semana também vai ter Tem Jeito Decor, então vai rolar uma overdose de tio aí. Enquanto vocês não enjoam de mim, pega a almofada de veludo e #vemkotio porque vamos começar com:

Clássico (e Neo-clássico)

Esse estilo é riquíssimo! Primeiro porque seus materiais são nobres.

decoração-clássica

Madeira entalhada,

Mármores,

Aplicações de folha de ouro e prata,

Lacas brilhantes,

Tecidos nobres como tafetá, shantung, veludo e seda,

E tem uma profusão de branco, mas também cores ricas, como ferrugem, azul marinho e verde esmeralda.

Rosa claro, prata e bege também aparecem nesse estilo.

Eu defendo que o clássico (feito hoje) é inexistente. Por que, você me pergunta. Porque quando colocamos um ar-condicionado ( que não seja central pra ficar disfarçado ) um televisor, ou qualquer outro conforto moderno… estamos falando de Neo-clássico… que tem toda essa elegância e riqueza, mas com detalhes (e confortos) modernos.

ADgrandliving

Pra mim, ambos o estilos – clássico ou neo-clássico – precisa de atenção em cada ínfimo centímetro do espaço.

O piso é decorado, com um tapete decorado sobre ele. O rodapé é entalhado a parede tem aplicação de painéis, boisserries, papel de parede, arrandelas, tecidos e exibem quadros… muitas vezes acumulando vários desses itens todos juntos. depois vem um roda teto rico em detalhes, e um gesso, adivinhem, adornado com rosáceas e molduras que ajudam a demarcar a beleza de… um extravagante lustre de cristais.

ee6b0124146f50277ea77ca4bc9844d7

Então assim, quando aquela colega que se acha entendida vir comentando do estilo clássico dela… manda o link dessa matéria. Ou então…

talk to the hand

E não achem que eu não gosto do estilo Neo-clássico. Eu acho que ele realmente é muito elegante e quem tem condições de tê-lo (e mantê-lo) deve aproveitar. Esse estilo não pode parecer velho, tudo deve estar inpecável, desde o pêlo do tapete, até a “fofância-fofinha” da almofada. O veludo não pode estar barbeado, a laca tem que estar polidinha e os lustres e as molduras de gesso, sem pó.

Mas se você gosta deste estilo, porém de uma maneira menos engessada, pega a fronha velha e segue comigo pra um estilo bem recente:

Shabby Chic

Esse estilo, que era uma marca e virou estilo, em 1989 (tipo ontem, porque eu estava no ensino fundamental nesse ano) Ele foi criado pela designer Rachel Schell, uma americana que devia ser meio porquinha e preguiçosa. #prontofalei

Esse estilo usa a fórmula do Clássico, mas com cores pastéis e sem dourado e prateado. Ou seja, acabou-se o glamour. Mentira, continua glamouroso.

decoração-shabby-chic-e-provençal-para-sala-5

É uma festa de verdinho, azulzinho, roxinho, amarelinho, rosinha que, me desculpem, mas me dá soninho.

Continua-se com os entalhes e detalhes, em menor acúmulo, e permite-se o uso de peças puídas, como uma cadeira vintage, uma mesa desgastada, um móvel em decoupage…

shabby-chic-furniture

Não sei se faz parte da decoração, mas essa sujeira debaixo dessa cômoda está me deixando com taquicardia.

Mas vamos focar numa imagem bonita, porque a verdade é que essa combinação de estilo clássico com tons pastéis pode ser muito alegre e relaxante.shabby

Larga esse balde Fufu limpinha! Não se misture com essa gentalha. Vamos pra França!

Provençal ou French Country Style

Olá brancura! Olá belos jardins! Bom dia piquenique!

Tome aqui um maccaron e vamos falar desse estilo escravizado por quartos de bebê e salões de beleza emergentes.

3240153756_7148f28907_b

O provençal é muito mal explorado na Terra Brasilis. Sua base branca – sempre branca – é muito ajustada ao nosso clima infernal e os detalhes de fibras naturais e madeiras rústicas são amplamente encontradas em qualquer que seja a região deste país continental. Se nós tivessemos um pouco mais de amor pela nossa terra, era bem capaz de eu estar escrevendo sobre o Brazilian country style no título desse estilo, e oferecendo feijoada.

French-country-decor-via-popsugar

Mas vamos aos fatos:

Base branca,

Elementos rebuscados,

Móveis pintados,

Paredes de pedra,

Madeiramento aparente,

Detalhes em ferro,

Verde, amarelo, azul lilás sobre uma base branca.

french-style-bedroom-decorating-furniture-accessories-13

Notaram que esse estilo tem uma base clássica, mas com elementos rústicos? É uma sintonia incrível. O que não serve muito bem, são as superfícies brilhantes. É tudo, fosco, despojado e com tecidos fluidos, esvoaçantes e florais.

french-country-decor-style-dining-room-decorating-2

Bem românticos estes três estilos, concorda? Agora vamos seguir para um lado mais natural.

Country

O estilo Country, usa bastante material natural, muita madeira, ferro, cobre e fibras naturais.

country-style-decorating-country-style-home-decor-1

Não somente na decoração, mas desde a arquitetura, com paredes, pisos e forros de madeira.

Tons terrosos,

tecidos florais.

country-kitchens_0008_layer-2

Esse estilo vai muito de encontro ao estilo americano de casas de campo, com uma conversa de interior e exterior bem simples. Eu imagino as vaquinhas passando na janela e fazendo Múúúúú pra Fátima Bernardes falando que esqueceu de descongelar o almoço de amanhã.

Rústico

Tá, você deve estar pensando que é a mesma coisa do Country e, basicamente é. A diferença entre eles é a textura.

casa-rústica

Ambos tem a madeira como protagonista, mas a do rústico exibe ela sem acabamento, as pedras são sem polimento, temos muita palha, cuias, gamelas e tudo que lembra realmente a vida muito simples.

decoracao-rustica-cores

Encontraram seu estilo?

No próximo vamos falar de uns que eu AMO! Simplesmente.

Pra quem não viu as postagens anteriores:

Primeira parte, aqui.

Segunda parte, aqui.

Como eu disse anteriormente nestes posts sobre estilo:

“(…) quero falar sobre os estilos de decoração. E eu não conseguiria colocar a cabeça no travesseiro e roncar alucinadamente sem dizer que esse post foi inspirado pelo texto de Flávia Firmino.

Eu adorei a forma que ela subdividiu os estilos de decoração, e vamos seguir basicamente a divisão dela, com alguns outros que eu acrescentarei, por motivos de: eu quero. (…)”

Muito obrigado pelo carinho e pela atenção de vocês naquele momento delicado que passamos na minha família.

Em especial para a Cony, que me mimou como só alguém do nosso signo saberia.

Não teve goró, porque anda chovendo muito e eu não quero ver líquidos na minha frente, mas teve macarrons, então seguimos phynos.

Meu Snapchat anda um pouco abandonado, mas a patroa tá arrasando! Segue a gente: @futilish e @tiolelofoz

Beijo enorme pra todos que me lêem!

 

assilelo

 

As fotos utilizadas nos posts são coletadas na internet, e só apareceram aqui porque eu gostei, então, parabéns pra você que fez. Respeito muito seu trabalho e os créditos são seus. Se te incomodar a divulgação aqui, mande um email e eu substituo. BêXos.