30
Aug 2015
Mi Casa, Su Casa – Renovar ou Manter?
Mi Casa Su Casa

Oi Fufus!

É sexta DINOITCHE e eu tô aqui iniciando os trabalho de falar de algum tema de decoração de interiores pra vocês! Eu amo demais o que eu faço, mas gente, a vida tá em sexta marcha, eu não tô conseguindo acompanhar. Nos meus sonhos mais lindos eu mandava esse post pronto e lindo pra Srta. Cony-maravilha na quinta feira, pra ela ter tempo de se programar e colocar no ar no sábado como eu e ela tínhamos combinado. Mas eu PRO ME TO que eu vou melhorar! Aliás, muito obrigado pessoal que começou a seguir no SNAPCHAT (tiolelofoz) eu e a Cony (Futilish) sempre estamos por lá deixando alguma mensagem pra vocês.

Agora pega a caderneta e #vemkotio porque o assunto de hoje é super pedido: Como LHE DAR lidar com acabamentos existentes.

Não é um post sobre cores ou sobre texturas exatamente, mas ainda falaremos disso, é um ponto de partida muito comum na vida da gente (profissionais de decoração ou não) trata-se do seguinte: comprei (ou aluguei) meu imóvel (independente se comercial ou residencial) mas ele está pronto e tem coisas que eu quero mudar e outras que eu quero manter.

Acreditem, é muito comum! Iniciei essa coluna, com matérias super fofas: piso, parede e teto. Que como eu metaforizay formam a tríade da decoração um “fundo permanente” que são a base de um bom projeto de interiores. Se você vai construir, eXXXcelente! Vamos poder definir coisas lindas e sermos felizes para sempre. Agora, e quando a coisa já existe? Como encaixar aquele piso de madeira caríssimo, que não vamos arrancar nunca, no nosso gosto? E aquele banheiro com azulejo duvidoso? Ou até com a cor da parede do imóvel que você não quer ter que pintar duas vezes pra devolver igual?

Como diria Jack (o estripador): Vamos por partes baby!

resize_piso madeira

Bom, apesar desse tom de madeira ser super anos 80 (até escuto as pulseiras da Porcina olhando pra esse piso) ele não é um piso horrendo. Como a madeira confere um aconchego, caso você goste do tom, eu inclinaria o restante da decoração pra uns tons de bege claros, com um bela parede de efeito decorativo, com um papel de parede, com quem sabe um mosaico em 3D.

Se você não AMA o tom dessa madeira, mas também não odeia, um belo tapete poderia cobrir grande parte dele, deixando o ambiente mais leve.

Agora, se você comprou e quer suavizar o efeito, precisa lixar tudo, tratar com um produto que o deixe mais claro ou mais escuro, e então reaplicar um verniz protetor – de preferência fosco.

resize_piso ceramico

O piso cerâmico (ou até de porcelanato) quando é puxado, é puxado.

Se o imóvel não é seu, vale analisar pois, geralmente, reaplicar o rejunte dá uma cara novíssima pro ambiente. Vão te dizer que é facinho, que você mesmo pode fazer, e eu vou dizer por experiência própria: CORRA PARA AS MONTANHAS! Eu quase morri tentando e desisti. Não fiz três carreiras de rejunte. O resto eu pintei com epóxi #BEIGOZ #FIKDIK .

Se você comprou e não quer quebradeira mas também não quer o piso como está, vale aplicar piso sobre piso com a argamassa específica, ou até o laminado vinílico.

Se o imóvel não é seu, e o proprietário não aceitar que você fala a alteração, tapete vai ser uma das opções mais viáveis.

resize_banheiro

Olha, eu queria dizer que tem jeito de fazer esse banheiro ficar bom. Mas é só na marretada mesmo.

CASO o imóvel não seja seu, temos algumas opções:

  • Pintar tudo com tinta epóxi (não vai durar anos e anos, mas vai ficar mais agradável) lembrando que caso o azulejo tenha relevos eles vão aparecer mesmo pintados.
  • Só use o banheiro com vendas, pingue limão na retina antes de usar o banheiro ou fure seus olhos.
  • Não recebe visitas nunca, jamais, nem sua própria mãe. Aliás, nem a sogra!

Agora sério: qualquer pessoa com um mínimo de atividade cognitiva vai aceitar que o inquilino melhore esse tipo de ambiente. Os donos de imóveis sabem que atualizar um banheiro tornará o imóvel dele mais valorizado até pra um aluguel. Agora prepare-se para a facada, dificilmente uma reforma de banheiro padrão (1,20 x 2,40) custa menos de R$ 4.500,00

Não, não é barato reformar, os novos programas de financiamento brasileiros só aceitam imóveis “virgens” e talvez você queira perguntar: mas porque então comprar um imóvel antigo?

Antigamente as coisas eram feitas para durar. Os espaços, ainda que compartimentados, eram maiores, mais confortáveis.

A cozinha gourmet integrada com jantar e estar de hoje, provavelmente é do tamanho da cozinha – apenas – de antigamente. Paredes eram de verdade (e não de gesso acartonado) te permitem conforto térmico, acústico e toda aquela privacidade de não ouvir os vizinhos praticando… esportes.

resize_grades

Imóveis têm alma! Seus cantos nos lembram de coisas vividas há tempos, quem sabe você ganhou (ou herdou) um imóvel de um ente querido, e não, não é errado renová-lo. Esse imóvel com certeza terá uma infinidade de alegrias pra você, novo dono, e ele só será seu quando você se dedicar a ele, fazê-lo ser extensão de seus estilo, desejos e energias.

Semana que vem estou pensando em mostrar pra você como formular um ambiente em harmonia de cores, o que vocês acham?

O friozinho voltou (ontem eu dormi de conchinha, mas hoje não tem) então bora tomar um chá!

resize_chazin

Bença!

assilelo

36 Comentários
  1. #1
    30.08.2015 - 19:44

    Amo piso de tabua corrida! Acho q por ser proibido hj em dia nao é facil achar aqui no rj.
    Hoje so aqueles tapetes de madeira que nao chega perto da beleza!
    Mas como gosto cada um tem o seu, a ideia é essa mesma, arranjar maneiras de deixar a casa c sua cara!
    Beijos Re

    • #2
      31.08.2015 - 16:37

      Oi Renata!

      Eu gosto bastante dos pisos de madeira… mas as madeiras de manejo controlado, para esse fim demooooooooooooooooram para estarem “maduras” e o custo se torna astronômico. Mas tem muito piso laminado que engana viu, e o preço é camarada, a partir de R$ 55,00. Dá uma olhada na Ecofloor.

      Obrigado pelo comentário, beijo!

  2. #3
    Natália
    30.08.2015 - 20:22

    Estava esperando super um post de cores!! <3

    • #4
      31.08.2015 - 16:38

      Tá no forno!

      Segura o forninho Natáliaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!

      Beijo!

  3. #5
    Priscila
    30.08.2015 - 21:05

    Lelo, me delicio com cada um dos seus posts.
    Agora me conta: como faz pra esconder/disfarçar aquelas faixas decorativas na cozinha? Levantar o espelho (é esse o nome?) do mármore carrega muito o ambiente? Beijos!

    • #6
      31.08.2015 - 16:41

      Oi Priscila!

      Difícil dizer sem ver o ambiente. Mas, a grosso modo não costuma “carregar” o ambiente.
      Eu gosto de aplicar espelho acima dessa guarnição por motivos de: Barato, fácil de instalar/substituir/limpar/reflete luz e não tem rejunte pra limpar.

      =D

      me manda uma foto no email que eu opino melhor 😀

      BBT!

  4. #7
    Raquel
    30.08.2015 - 21:45

    O que sinto mais falta são essas paredes de verdade Lelo, esse conforto acústico é essencial e um déficit nesses novos imóveis.
    Ah, ansiosa para o próximo post, adorei o tema
    Beijos querido

    • #8
      31.08.2015 - 16:43

      Parede de verdade também te permitem pendurar coisas né? Quadros, móveis suspensos, espelhos ricos…

      #saudades tijolo!

      Beijo Raquel!

      • #9
        Mara
        01.09.2015 - 08:32

        Oi Lelo, como assim não dá pra pendurar nada em parede de gesso? Não dá pra colocar um prego comum pra quadros, mas pendurar dá sim e é bem tranquilo. Na reforma da minha casa fiz uma parede dessas pra dividir uma parte da sala, onde fica o home com painel de 4,5m de largura! Só a tv tem mais de 50kg, sem contar as prateleiras. Tudo isso numa parede drywall com 6m de largura. É só fixar na estrutura interna da parede, que é própria pra isso. Nas lojas de material tipo leroy tem buchas próprias para drywall, algumas substituem os pregos para um quadro por exemplo. Se não for muito pesado nem precisa fixar na estrutura, até uns 2kg aguenta bem. Digo por experiência, tenho algumas telas penduras em drywall ha anos, usei uma bucha que expande e fixa as garrinhas pelo lado de dentro da parede). Quanto ao conforto térmico, o gesso é bem mais eficiente, devido ao “miolo” da parede que pode ser inclusive preenchido com espuma térmica ou fibra que é mais barato (mantém a temperatura do cômodo e abafa muuuito o som). Eu poderia ter construído com tijolos sim, mas a sujeira que faz! Sem contar o peso da parede, no caso de apartamentos. O problema da drywall é a mão-de-obra especializada que falta no brasil, tem que ser instalada por quem conhece e trabalha com isso. Pedreiro e marido de aluguel quebra-galho não faz nem pendura nada em drywall mesmo.

        • #10
          Tio Lelo
          01.09.2015 - 13:37

          Oi Mara!

          Quando vc constrói algo com um propósito, como a sua parede que foi criada pra receber um móvel vc prevê todos os detalhes de reforços.
          Mas os imóveis genéricos, que foram construídos para todos e para ninguém ao mesmo tempo, não vem com os reforços necessários para pendurar mobiliário e peças realmente, mais pesadas do que uns dois kilos. Então quando vc entra num imóvel que foi feito pra “qualquer” um, tem que sair abrindo paredes de gesso acartonado e reforçando onde precisa. Super prático, só que jamais.
          Aproveitando, para quadros de até uns dois kilos, nem precisa furar parede baby, fita dupla face aguenta.
          Até porque cada vez que se fura um “drywall” (que é marca, e não produto) causamos uma espécie de ferida nele, pois o cartão que protege o gesso se rompe e ali pode ser um ponto de entrada de umidade que danifica esse sistema.

          obrigado pela participação,

          Beijo!

          • #11
            Mara
            02.09.2015 - 10:23

            Lelo, feliz que vc respondeu! Não sabia dessa generalização nos imóveis, me desculpa. São paredes tão mixurucas assim? Queria entender o motivo de tanta recusa ao drywall (eu sei que é marca mas conheci assim, como “inox” ou “xerox” ou “sucrilhos”).
            Na casa que comprei acabei fazendo os móveis com uma arquiteta+marcenaria pois algumas lojas de planejados da cidade não aceitaram trabalhar naquela parede, mesmo com engenheiro assinando a obra e atestando que não teria problema.

            Três anos depois de obra pronta e intacta e muitas experiências positivas com gesso, me assustei com seu comentário negativo aqui. Queria entender de verdade qual o problema com esse material/técnica, uma opinião honesta porque eu já ouvi de tudo. Pessoalmente achei mais fácil colocar uma tomada extra, um ponto de luz ou até mesmo mudar uma torneira de lugar quando está tudo dentro do gesso. Rápido e sem muita sujeira (ok, tem o pó no final). Mas achei difícil encontrar quem fizesse. Você comentou da fita, já usei e achei uma das melhores invenções pra quem aluga. Mas no caso de telas (pintura, sem moldura) elas trabalham e soltam da fita com o tempo. Tenho algumas que são parte da minha vida e levo quando vou morar em outra cidade (ossos do ofício), mas prefiro pendurar ou apoiar num móvel até a próxima mudança.

  5. #12
    Ju
    30.08.2015 - 22:05

    Óóótimooo post, como sempre!!!! E o jeito q o Lelo escreve é demais hahahaha!!!!
    Cony, seu blog sempre o melhor!!! Bjos!

  6. #14
    Marcia
    30.08.2015 - 22:29

    Adorei o post, mas, Lelo!!!! POR FAVOR!!!! Faz o post sobre harmonia de cores!!!! Estou tendo a maior dificuldade em harmonizar as coisas no meu pequeno apto! Achei que seria mais facil, mas estou com medo de deixar um carnaval! :/

    • #15
      31.08.2015 - 16:46

      Oi Marcia,

      Vou preparar sim… tá no forno pra falar a verdade.

      Beijo!

  7. #16
    Caroline
    31.08.2015 - 00:00

    Lelooooooo
    O seu trabalho está ficando incrível! Demais mesmo!
    Posso fazer um pedido? Parte 2 sobre como decorar imóveis alugados!!!
    Essa semana mesmo desisti de um apê LINDO pq o proprietário não aceitava furos nas paredes
    Obrigadaaaa e parabéns 🙂

  8. #18
    Juliana Batista
    31.08.2015 - 09:50

    Oi Lelo!!! Amo seus posts! Vc é muito engraçado! Seus snaps são otimos tb! (Sou a Jú das pinturas do livro jardim secreto, tá lembrado?) Pelas pinturas vc deve ter percbido que tenho uma dificuldade em combinar cores ahhahahahahaha to precisando decorar meu quarto, todo pintado de gelo, guarda roupa branco com espelho e cama box sem cabeceira (por enquanto)tenho medo de carregar nas cores e depois sofrer com a combinação que eu PRECISO fazer com a roupa de cama (sou dessas)! Dá um “relp pliiisss”!! Bjos

    • #19
      31.08.2015 - 16:53

      Oi Juliana,

      Claro que eu lembro, vc mandou snap pra mim 😀
      E a pintura tava ótima e o playlist também!
      Eu tenho a Floresta Encantada, mas tá no ateliê então quando eu passar lá com um tempinho vou mandar umas imagens pra vocês.
      Pode deixar que eu vou contar uns truques pra misturar cores sem medo.

      Beijo!

  9. #20
    Sandra Luz
    31.08.2015 - 12:33

    Ei Lolo!!!Adoro os seus posts!
    Esse tem tudo a ver com minha situação: moro a um ano de aluguel num ap em que todas as paredes (todas! de todos os cômodos!) são revestidas com um papel de parede com barbante (esqueci o nome). Parece que pegaram o barbante e colaram um a um de cima embaixo.
    Tipo, se fosse em uma parede só ainda vai, mas em todas… Enjoa!
    No início pensamos em conversar para tirar, mas acabamos deixando e estamos levando…

    • #21
      31.08.2015 - 16:56

      Oi Sandra!

      Atualmente (dependendo da região) é mais barato aplicar papel de parede do que pintar, então tem gente usando esse recurso. Pena que pesaram a mão no teu caso. Verifique se o proprietário não aceita substituir, pois é super fácil, um bom instalador aplica até 20 rolos num dia, a cola não tem cheiro e suja quase nada.

      Beijo!

  10. #22
    Camila
    31.08.2015 - 12:34

    Lelo. Gosto muito do que você escreve.
    Quando fiz minha casa, só tínhamos dinheiro para pisos cerâmicos de até R$ 15,00 o metro quadrado. Hoje, nós gostaríamos muito de cobrí-lo, pois enjoamos demais.
    Você poderia fazer um post sobre opções para cobrirmos o piso da minha casa, sem a necessidade de quebrá-lo?
    Um abraço!

    • #23
      31.08.2015 - 17:02

      Oi Camila!

      Dá pra usar o piso sobre piso, o que tem que ser verificado é a questão das portas, porque as vezes precisa lixar porque altera a altura de nível do piso.
      Um que não “agride” tanto é o laminado vinílico, pois ele só sobe 3 ou 4 milímetros.

      BEijo!

  11. #24
    Rose
    31.08.2015 - 14:48

    Oi Lelo, arrasa como sempre!!! Me ajuda!!!
    Minha casa é relativamente, foi construída em 2011 e como boa brasileira que sou, vire e mexe estou fazendo algumas alterações, principalmente na área externa que ainda não está como eu quero. Mas minha dúvida é em relação a um dos banheiros, meu sonho era ter um banheiro lindo todo branco (me julgue) e a sonsa da arquiteta me deixou colocar até o rejunte branco, resultado, tá um lixo, não mostro meu banheiro pra ninguém, como vc falou de trocar rejunte, vc acha que é viável fazer isso? Na minha cabeça já me imagino trocando tudo… Um grande beijo e sucesso pra vc!! Sou sua fã…
    PS: mãe de adolescente q nesse momento estuda horrores pra se tornar arquiteto, 16 anos e já técnico em edificações. #orgulho

    • #25
      31.08.2015 - 17:12

      Olá Rose,

      Que lindo que seu filho já tem no coração o que quer seguir! é piegas, caxias e clichê, mas gostar da profissão é o único caminho pro sucesso e felicidade.

      Banheiro branco é lindo! Rejunte branco é treva!
      Então, pra mantê-lo branco vc teria que reaplicar frequentemente, ou então usar um rejunte de cor contrastante ( pelo menos no piso ) aí você pode escolher qualquer cor que te agrade, eu gosto muito do camurça e do grafite ( pois o preto também fica estranho com o tempo )

      Uma dica pro seu filho onde tem diversos cursos de diversas durações e níveis (fiz o meu de Design de Interiores nele) é : http://www.ibdi-edu.com.br/site/index

      Beijo!!!

  12. #26
    Patrícia
    31.08.2015 - 16:21

    Ótimo post, estou vivendo esse dilema, acabei de comprar um imóvel, tá tudo em perfeito estado, porém datado. Sabe aquele gesso de teto todo cheio de luzinhas e recocos, faixas decorativas nos banheiros e por aí vai rsrs acho que não vai ter jeito não, vai tudo pró chão!

    • #27
      Tio Lelo
      01.09.2015 - 13:38

      Boa jornada Patrícia!!!

      Obrigado pela participação,

      =*

  13. #28
    31.08.2015 - 16:45

    Realmente esse banheiro não tem solução kkk Nem a sogra pode entrar nele. http://voceprecisadecor.com.br/

    • #29
      Tio Lelo
      01.09.2015 - 13:39

      Né Camila?

      Quando a gente não quer sem a sogra… tá tenso!

      BBT!

  14. #30
    maria
    31.08.2015 - 18:56

    Comprei minha casa e o piso era taco de peroba rosa, tava horrivel , o antigo dono passava cera e foi grudando sujeira,
    aproveitando que não tinha moveis , lixei e passei bona acetinado (pq ninguem merece um espelho refletor no chao) , vale super a pena , ja os pisos ardosia tambem pode ser lixado e polido , (fica lindo) e branco.
    ja quem tem taco de ipê como da foto ou qualquer outro deve manter, o metro linear das ripas de ipê é mais de 100 . *___* .

    *** dica de post , pisos de madeira antes e depois ***

    • #31
      Tio Lelo
      01.09.2015 - 13:40

      Oi Maria!!!

      Obrigado pelas dicas,

      Beijo =*

  15. #32
    vanessa
    01.09.2015 - 09:59

    tio, me ajuda!to reformando minha futura casinha e coloquei um porcelanato meio bege meio cinza, mas bem clarinho, qual a cor do rejunte?!eu quero claro, ams meu noivi quer mais puxado pro cinza, não vai ficar feio o rejunte mais escuro que o porcelanato?! e outra coisa, minha cozinha é junto com a sala, daquelas conjugadas, o painel da tv precisa ser da mesma cor que a cozinha?(vou fazer planejados, então não sei… eles me falaram que não precisa, mas não acreditei!haha) beijo

    • #33
      Tio Lelo
      01.09.2015 - 13:47

      Oi Vanessa,

      Eu gosto de rejunte mais escuro, porque ele encarde mesmo, e ficar tirando e reaplicando de tempo em tempo ( a cada dos anos provavelmente) é muita função. Então um rejunte camurça, ( que puxa pro marrom) ou cinza seria minha opção.
      Já cozinha e sala integradas devem ser consideradas uma coisa só… mas não precisam necessariamente ter o mesmo acabamento, basta ter harmonia entre os dois. Se o piso for o mesmo, já é meio caminho andado.

      Beijo!

      • #34
        vanessa
        01.09.2015 - 15:23

        eike emoção! fui respondida! deus ajude pela ajuda! =]

  16. #35
    Janaina
    02.09.2015 - 21:45

    Tio Lelo, eu só queria dizer que eu AAAAMOOOOOOO seu posts!!! além de mega úteis são diversão garantida!!! Cony, nunca desfaça a parceria, ele é super a nível do seu blog que também adoro!!!

    • #36
      Tio Lelo
      03.09.2015 - 13:54

      Olá Janaina,

      Obrigado pelo carinho viu!
      Não pretendo largar a Tia Cony!

      Beijo!

Comente