13
Nov 2014
Visita no QG Fhits – Liza!
FHIts

Uma das mesas redondas que participei durante a Semana de Moda de SP foi polêmica. E entenderei cada comentário neste post, afinal, como falar de óleo de cozinha numa vibe de vida saudável e alimentação equilibrada??? É um produto que SEMPRE tem em casa, mas até onde o seu consumo é saudável?

Tivemos a presença da nutricionista da marca Liza no QG – Gabriela Prochaska – onde ela desmitificou e esclareceu várias coisas que ouvimos falar sobre esse tipo de produto e inclusive que é saudável quando consumido em quantidade correta! A Liza possui vários tipos de óleos: milho, girassol, canola e o equilíbrio, sendo este último uma mistura dos óleos de milho, girassol e canola.

Tivemos a oportunidade de provar vários patês preparados com os óleos Liza e acreditem, estavam muito gostosos!! Uma das minhas dúvidas era a quantidade do produto utilizado nessas receitas e a nutricionista contou que era 1 colher de sobremesa.

liza1

O que mais amei foi o patê de alho poró (amo amo amo alho poró) e segue a receita para quem quiser testar em casa:

Patê de Ricota com Alho Poró (BEM ESTAR)

  • 250 g de pasta de cottage com probioticos
  • 1 xicara de chá de alho poró orgânico picado
  • 1 colher de sobremesa de Óleo de Girassol Liza
  • sal a gosto

Modo de preparo: bater no liquidificador metade do alho poró junto com todos os ingredientes até que fique uma pasta homogênea, misturar a outra medate do olho poró e servir em seguida.

Benefícios: A combinação do Alho Poró, rico em fibras não digeríveis  que servem como alimento para as bactérias benéficas do intestino (prebiótico) com a pasta de cottage com probióticos (Lactobacilos benéficos, tornam o patê um simbiótico, que estimula o funcionamento saudável do sistema digestório.

Informações Nutricionais (porção de 30 g ou 1 colher de sopa)

Valor Energético 60 kcl 3%
Carboidratos 2 g 1%
Proteinas 2,0 g 3%
Gorduras Totais 5,0 g 9%
Gorduras Saturadas 3,0 g 14%
Gorduras Trans 0 g
Fibra Alimentar 3 g 5%
Sódio 45 mg 3%

 

liza2

Cada patê tinha uma finalidade: o de salmão com ervas frescas, o de azeitonas pretas e o patê de azeitona com alcachofra são para a saúde, pasta de grão de bico e cream cheese com figo para o bem estar, patê de páprica, patê de ricota com ervas, patê de queijo de cabra e patê de whey protein (!!!!) com abacaxi para a beleza. Se alguém quiser as outras receitas é só me pedir nos comentários que eu passo ok?

liza3

  • E então? O que acharam da receita? No site Espaço Liza tem mais informações e receitas para uma alimentação equilibrada e saudável além da explicação da diferença entre os óleos de cozinha!
29 Comentários
  1. #1
    Laila
    13.11.2014 - 12:57

    Moderação é a palavra da vez. Não é o fim do mundo comer alguma coisa com óleo como esses patês, desde que não seja todos os dias e em grandes quantidades. É um aperitivo, né? Não é pra comer de colher, então não vejo problemas. Patê de whey? Gente, esse povo do fitness é muito exagerado, rsrs

  2. #2
    dani
    13.11.2014 - 13:32

    claro que vamos pedir a receitinha dos outros ne!! principalmente do de azeiona e o de grão de bico =))

    • #3
      Constanza
      13.11.2014 - 15:09

      Segue Dani:

      Pasta de Grão de Bico (BEM ESTAR)

      -100 g de grão de bico cozido
      – 2 colheres de sobremesa de tahine
      – 1 colher de sopa de alho torrado
      – 1 colher de sobremesa se Óleo Milho Liza
      – Sal a gosto

      Modo de preparo: bater no liquidificador todos os ingredientes até que fique uma pasta homogênea, servir em seguida.

      Benefícios: O grão de bico e rico em triptofano, aminoácido essencial para a produção de serotonina, substância que garante a sensação de bem estar.

      Patê de Azeitona Preta (SAÚDE)

      -250 g de pasta de ricota light
      -1/2 xicara se azeitonas pretas sem caroço
      -1 colher de sobremesa se Óleo de Milho Liza
      -sal a gosto

      Modo de preparo: bater no liquidificador todos os ingredientes até que fique uma pasta homogênea, servir em seguida.

      Benefícios: A azeitona tem ação antiinflamatória, pois é rica em polifenois, um importante antioxidante e em gorduras monoinsaturadas que aumentam o nível de HDL, o colesterol bom, no sangue.

  3. #4
    dani
    13.11.2014 - 13:32

    cony… e o fufugourmet?? por onde anda??

    • #5
      Constanza
      13.11.2014 - 14:05

      Rafa não quer mais cozinhar

  4. #6
    Cindy
    13.11.2014 - 14:39

    Na verdade tudo que se tem cientificamente comprovado – com metanálise de estudos randomizados (o top de linha dos estudos científicos) – é que algumas gorduras fazem muito bem à saúde, mas não é o caso do óleo de soja.

    O pessoal que faz dieta paleo, ou primal, LCHF (low carb/hight fat) consome cerca de 70% das calorias diárias em forma de gordura (óleo de coco, azeite de oliva, bacon, banha, manteiga, nata, creme de leite, ovos inteiros, frango com pele, carne vermelha com gordura – mas nada de óleo de soja, canola, milho, girassol – taí pra comprovar… eu incluída. Desde que comecei, há pouco mais de um ano, emagreci 7 kg, meu perfil lipídico (colesterol & cia), que sempre foi normal, está ainda melhor do que quando eu era vegetariana, e nunca tive mais energia na vida, nem mesmo quando era adolescente. Estou feliz demais!

    Ah, não tem milagre (não tem mesmo, é ciência), muita gordura, mas nada de glúten, açúcar, e pra quem quer emagrecer, pouco carboidrato (o LCFH ali de cima).

    • #7
      Constanza
      13.11.2014 - 15:02

      Não entra na minha cabeça como que uma dieta regada a gordura pode fazer bem kkkkk

      • #8
        Cindy
        13.11.2014 - 16:29

        Cony, não entrava na minha tb! E nem tem como, a primeira impressão é que, ingeriu gordura, não “gastou” na academia, acaba toda nos quadris… ou em qualquer outro lugar onde não deveria! Mas o funcionamento do corpo humano não é na base da matemática, ingeriu mais calorias do que gastou, vai engordar.

        Procurei algum texto do José Carlos Souto – o médico que escreve o blog que fez com que eu me apaixonasse pelo assunto – li o blog inteiro num final de semana! Tem muuuuito mais, mas esse aqui fala exatamente sobre isso… (não vou adicionar o texto todo para não “tomar conta” aqui da casa!)

        A falácia original: tudo depende do balanço calórico”
        Nossa noção mais arraigada sobre obesidade resume-se à seguinte frase: “engordar é o resultado de consumir mais calorias do que se gasta”, ou seja, um problema de balanço calórico. Quem quiser questionar isso parecerá desafiar a própria lógica. Engorda-se por que come-se demais e gasta-se de menos. É a base do paradigma vigente da obesidade. E está errado. Como assim errado? O problema é confundir associação com causa. (…)

        http://www.lowcarb-paleo.com.br/2011/12/falacia-original-tudo-depende-do.html

        • #9
          Constanza
          13.11.2014 - 16:32

          To com medo de ler esse link e sair comendo bacon igual louca kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • #10
        Isa
        14.11.2014 - 10:41

        Concordo, Cony!
        Pode até funcionar e emagrecer, mas bem não faz mesmo!
        Tenho PAVOR dessa dieta!
        Reeducação alimentar e atividade física é o que funciona mesmo a longo prazo! Saúde é pra sempre!

    • #11
      Fer Santos
      13.11.2014 - 19:10

      Só pra reforçar o q a Cindy acabou de falar: 6 meses de dieta paleo com alto teor de gordura = a menos 15kg, saindo do 44 para o 38. saúde de ferro com todos exames excelentes. E adeus as espinhas.
      E isso comendo bacon com ovos T-O-D-O-S OS DIAS.
      Minha vida mudou e pra melhor. Esse patê parece gostoso, mas vai ficar saudável mesmo,se acrescentar umas 4 colheres de sopa de azeite de oliva. Viva as gorduras!

      • #12
        Constanza
        13.11.2014 - 20:30

        E não da celulite? A pele não fica flácida?

        • #13
          Valeria
          14.11.2014 - 09:01

          Cony, a celulite é um processo inflamatório. Uns dos agentes inflamatórios mais conhecidos são os óleos vegetais, tais como soja, milho, girassol, canola além de carboidratos refinados. A celulite se não desaparecer vai melhorar incrivelmente e pele e cabelos ganham nova vida! A paleo não tem segredo, é simplesmente voltar a se alimentar do que nós, como espécie, fomos feitos pra comer.

  5. #14
    Patrícia D.
    13.11.2014 - 15:19

    Beleza!

  6. #15
    13.11.2014 - 15:20

    Lembro que isso gerou muita polêmica, e ainda não consigo aceitar como tem gente que acredita que óleos vegetais não fazem bem à saúde… óleo de soja faz tão bem como o de canola. Na verdade, bom é alternar entre os dois, ou mesmo de milho e girassol também. Hoje em dia está muito na moda tirar glúten, lactose, óleos (soja, canola e outros) e substituirem por mais óleo de coco (que por sinal é rico em gordura saturada). O segredo é o equilívrio e não terrorismo nutricional. Resumindo, foi muito bom seu post, Cony! Óleo de soja, canola, milho e girassol não fazem mal à saude se usados de maneira correta. São ricos em ômega 3 e 6 e ajudam muito! Bjos, lindona!! Te adoro!

  7. #16
    Yasmin
    13.11.2014 - 15:35

    Claro que o patê ficou bom, na proporção de ingredientes o óleo some!
    Os outros ingredientes são ótimos

  8. #17
    Natália
    13.11.2014 - 17:21

    Patê de whey? Aahahaha… não sou a louca do whey mas fiquei curiosa pela receita! 😉

    • #18
      Constanza
      13.11.2014 - 21:51

      Segue

      Pastas de Abacaxi com Whey Protein (BELEZA)

      -250 g de cream chease light
      -1 medida de Whey Protein sem sabor
      -1 e ½ xicara de abacaxi picado em quadrados pequenos
      -1 colher de sobremesa Óleo de Equilíbrio Liza
      -1 colher se chá de azeite extravirgem

      Modo de preparo: Reservar metade do abacaxi picado, bater no liquidificador todos os ingredientes até que fique uma pasta homogênea, misturar com o abacaxi que sobrou servir em seguida.

      Benefícios: A bromelina presente no abacaxi ajuda na digestão de proteínas, é rica em fibras e, por ter efeito diurético, é eficaz para combater o excesso de peso associado à retenção de agua. O Whey Protein, aliado a exercício físico, promove a recuperação e o aumento da massa muscular.

  9. #19
    Luiza
    13.11.2014 - 17:30

    Nossa… óleo de canola e soja faz bem?
    Qualquer coisa cabe numa propaganda mesmo…
    “processado e exportado pelo Canadá. Através de lobby, o governo canadense fez com que o FDA (órgão americano que controla medicamentos e alimentos) classificasse a canola como “GRAS”, termo em inglês para “Considerado seguro em geral”. Essa manobra fez com que os testes de qualidade de longo termo não fossem realizados, contribuindo para que a farsa persista até os dias de hoje. E só a partir dos anos 2000, as pesquisas em Universidades fizeram cair por terra à farsa da “planta canola”.

    Mas se a canola não é um vegetal, de onde ela vem? Vem da colza, um grão, cujo governo canadense subsidia a maior parte dos custos de plantio e colheita. É um vegetal barato, fácil de crescer e resistente a insetos. Dessa forma, o óleo de canola é mais barato e mais fácil de ser usado em alimentos processados, se comparado a óleos mais saudáveis e prensados a frio, como o azeite de oliva.

    Seu nome original é óleo “Lear”, ou óleo de colza com baixo ácido erúcico, um híbrido da colza natural, desenvolvido para remover a maior parte do ácido erúcico, que é altamente tóxico. Óleo de colza é tão tóxico, que animais e insetos não o ingerem.

    Detalhe, tal óleo foi utilizado pela primeira vez já no século XX como óleo industrial. Para evitar rejeição e conflitos ao ser utilizado como óleo para consumo humano, o nome do óleo deveria ser modificado, e é daí que vem o termo “Canola”, utilizado desde 1988.”
    http://ecocheervegan.com/nutricao-vegetariana/128-oleo-de-canola-e-uma-fraude-a-planta-que-deus-nao-criou-
    Triste estratégia essa das indústrias alimentícias…

  10. #20
    Juliana
    13.11.2014 - 17:37

    Hummmm… Quero receitinha! Ricota com ervas, paprica e queijo.

    • #21
      Constanza
      13.11.2014 - 21:52

      Patê de Ricota com Ervas (BELEZA)

      -250 g de creme de ricota
      -1 medida de Whey Protein sem sabor
      -1 colher de sobremesa de Óleo de Canola Liza
      – ½ xicara de chá de ervas picadas (cheiro verde, alecrim e dill)
      -sal a gosto

      Modo de preparo: bater no liquidificador todos os ingredientes, até que fique uma pasta homogênea, decorar com o gergelim e servir em seguida.

      Benefícios: O Whey Protein, aliado a exercício físico, promove a recuperação e o aumento da massa muscular e, por ser uma proteína de alto valor biológico, ajuda na cicatrização (indicado apos cirurgias plásticas).

      Patê de Páprica (BELEZA)

      – 250 g de creme de ricota
      – 1 colher de sobremesa de Óleo de Canola Liza
      – 1 colher de sopa de páprica doce em pó
      – 1 colher de sopa de alho torrado
      – sal a gosto

      Modo de preparo: bater no liquidificador todos os ingredientes até que fique uma pasta homogênea, servir em seguida.

      Benefícios: A páprica é fonte de vitamina C e carotenóides que retardam o envelhecimento celular. Contem capsaicina, um fitonutriente que tem a capacidade de aumentar a termogênese, ou seja, aumenta o gasto energético e diminui o acumulo de gordura corporal.

  11. #22
    Thaís
    13.11.2014 - 21:28

    Nossa, fico abismada qdo vejo alguém falando q óleo de canela, soja, milho e etc fazem bem à saúde.
    Minha xará Thaís q comentou acima q me perdoe, mas quantas ingenuidade! Isso de omega isso e aquilo é PROPAGANDA!
    Sugiro que pesquisem, o google está cheio de artigos/pesquisas cientificas a respeito, óleo saudável para cozinhar é óleo de coco, o azeite vc só pd usar nos pratos já prontos, não para cozinhar/levar ao fogo, não vou dar detalhes a respeito pois é mais fácil vcs darem um google nisso.
    Por favor Constanza, coloque um adendo nesse post, explique pelo menos q é post pago e coloque alguma informação a respeito de óleos q fazem BEM para saúde, pois acho um deserviço à população em geral q nunca leu a respeito disso e q pode ter como fonte de aprendizado blogs como o seu, inclusive para mudanças de habito de vida mais saudáveis.
    E mais uma vez qto ao q a minha xará disse da gordura saturada do óleo de coco, segue tabela nutricional de óleo de coco:
    Informação Nutricional
    Porção de 13ml (1 colher de sopa)
    Quantidade por porção %VD(*)
    Valor energético 110kcal = 462kj 6%
    Carboidratos 0 g 0%
    Proteínas 0 g 0%
    Gorduras Totais 12 g 22%
    Gorduras Saturadas 11,2 g 51%
    Gorduras Trans 0 g 0%
    Gorduras Monoinsaturadas 0,7g **
    Gorduras Poliinsaturadas 0,2 mg **
    Fibra Alimentar 0 g 0%
    Colesterol 0 mg 0%
    Sódio
    Saiba q nós precisamos de tds os tipos de gorduras, inclusive a saturada, exceto a trans.
    Constanza, não é uma critica por ser critica o meu comentário, mas dps q mudei meus hábitos alimentares graças a simplesmente ter acesso a informações com nutricionistas esportivos vi qual é o peso daquilo q se come e o qto isso cobra da nossa saúde.
    De coração, espero q incluía algum tipo de informação no post.
    Beijos.

    • #23
      Constanza
      13.11.2014 - 21:48

      Essa é a unica informacao que tenho! Obrigada pelo seu comentario esclarecedor 🙂

  12. #24
    Dani
    14.11.2014 - 08:23

    Uma pena que praticamente todos os óleos de soja vendidos no Brasil sejam transgênicos, e não é diferente com o óleo de soja da Liza… na verdade não conheço nenhum óleo de soja vendido aqui no Brasil que não seja transgênico. Por isso acabei trocando pelo óleo de canola, ou outro que não tenha aquele T dentro do triângulo amarelo na embalagem, que é o que indica que o alimento é transgênico. Já achei até chiclete com ingredientes transgênicos… tá complicado…

    • #25
      Taiza
      14.11.2014 - 08:54

      Consumia óleo de canola, minha ortomolecular mandou parar. Se alguém tiver interesse, sugiro que leia sobre. Hj uso o de girassol na maioria das vezes, mas uso o de soja também se precisar. Uso meio intercalado, mas faço uso regular de óleo, apesar de nunca fazer frituras em casa. Quando quero, já compro frito hahahahahaha

  13. #26
    Taiza
    14.11.2014 - 08:51

    Eu consumo óleo na minha casa, regularmente. Pra temperar salada prefiro azeite, mas para outras receitas, vai óleo mesmo. Não acho que é isso q vai matar alguém, a menos que a pessoa tenha algum problema sério e deva evitar. Moderação é a palavra! Mas q não imaginava ver isso num QG, isso não imaginava haha!!

  14. #27
    Kaa
    14.11.2014 - 12:39

    Óleos vegetais são, infelizmente, de difícil digestão por serem muito processados industrialmente. Parece que essa gordura se acumula também nas paredes de veias e artérias fazendo mal à saúde com o passar do tempo.
    Há 2 anos troquei o óleo processado pelo de coco, que é uma gordura natural, mas não me adaptei ao cheiro dele em pratos salgados (uso apenas em bolos e pipoca doce), então vai fazer um ano que estou comprando banha (gordura animal) em balde e guardando na geladeira em potes de sorvete.
    To adorando pq o sabor é melhor, a digestão não fica tão pesada e realmente perdemos peso!
    Recomendo! :*

  15. #28
    Ana Magalhães
    18.11.2014 - 14:24

    Cony, passa a receita do pate de salmão com ervas frescas, please!!!!

  16. #29
    Fernanda
    18.11.2014 - 16:41

    Ei, Cony! Não faço uso de Whey, tem como eu substituí-lo nas receitas? Bjs

Comente