13
Nov 2014
Chora Que Eu Te Escuto!
Chora Que Eu Te Escuto

Acho que esta tag está me assustando um pouco… Nunca pensei ler casos tão tristes e saber de tanta maldade (no caso masculina) que acontece por aí… Será que o contrário também ocorre? Tipo mulherada aprontando horrores e os homens ficando super mal? Ai, não sei… A parte boa é que na maioria dos casos as meninas encontram caras bacanas e que valem a pena. Ou seja, nada está perdido kkkkkk Mas juro que fico apreensiva!

Vamos aos casos de hoje, primeiro a Letícia:

“Olá Constanza,

Acompanho seu blog há exatos dois anos. Lembro que descobri quando estava fazendo pesquisas sobre o Santiago. Pois bem. Sou casada há quase três anos. Antes de nos casarmos, éramos amigos, trabalhamos juntos por cinco anos. Ele é uma pessoa ótima, todos na minha família gostam dele, nossos amigos nos acham um casal perfeito. Mas… e sempre tem um mas não é?

Pouco antes de casarmos, ele perdeu mudou de emprego (a empresa fechou) e o salário diminuiu bastante. Mantivemos a data do casamento, mesmo com as dificuldades financeiras, por insistência dele. Sou advogada, ganho praticamente o triplo do que ele ganha mas, para mim, nunca foi problema. Contudo, hoje percebo que para ele isso foi muito ruim.

Logo que casamos percebi algo diferente. Mal tivemos lua-de-mel, apenas um final de semana num resort. Achei estranho pois somente transamos duas vezes… Na hora não achei estranho, sei lá, cansaço do casamento, ressaca, enfim. Entretanto, nossa frequência sexual nunca foi lá essas coisas. No máximo duas vezes por semana, e olhe lá. Viajamos algumas vezes e, nas viagens, nada acontecia. Eu o “procurava” mas ele dizia que estava cansado.

Esse problema piorou no ano passado, quando ele foi novamente demitido e passou seis meses em casa. Eu pagava a maior parte das contas, ele completava com o seguro-desemprego. Na hora compreendi, afinal ele é homem e estava desempregado. Mas, quando conseguiu outro emprego, salário baixo e, claro, tudo continuou na mesma.

Hoje, sinto que a grande diferença salarial e cultural (sou advogada e ele é técnico em informática) deve pesar para ele. Essa situação está piorando cada vez mais, temos menos de três anos de casados e mal transamos. Não deve ser normal… Já procuramos terapia de casal, não funcionou. O pior é que cada vez mais sinto o peso dessa diferença financeira e do desinteresse sexual por parte dele.

Malho, me cuido, sou vaidosa, tenho 30 anos, ele sempre me elogia, fala que estou bonita. Os outros homens me olham. Caramba, o problema não sou eu. Ou será que é? Já não sei mais de nada. Ele tem apenas 33 anos. Eu já fiz de tudo gente, lingerie provocante, vinhos, strip-tease, jantar a luz de velas, e nada… ele mal me toca.

Estou infeliz. Ele sabe como me sinto, conversamos bastante e ele sempre diz que vai passar, que é só porque está insatisfeito profissionalmente, porque não ganha bem, essas coisas… O problema é que hoje me sinto casada com um amigo, não tenho um marido. Me abri com minha mãe e ela ficou triste pois acha que estou deixando de viver uma parte importantíssima do casamento, que devo tomar uma decisão.

O amor, da minha parte, já não é mais o mesmo. Ele, por outro lado, fala que me ama mais do que tudo. O que eu faço?”

Ah se eu pudesse falar tudo e não me expor tanto rs… Mas já passei por algo parecido e não teve um final feliz. Claro que outros fatores também tiveram peso (talvez até mais) mas isso de diferenças culturais e financeiras prejudica muito SIM um relacionamento por mais que exista amor em doses cavalares. Hoje em dia, a mulherada está cada vez mais competitiva e é muito comum vermos mulheres ganharem mais que os maridos. O problema é que alguns homens se sentem diminuídos e inferiores quando a mulher se destaca mais do que eles profissionalmente. A masculinidade deles é colocada em dúvida por eles mesmos. É coisa pra terapia, mas você disse que não deu certo. Talvez o amor supere, mas você disse já não o amar mais como antes. Você se esforçou, fez de tudo para “acender” a relação e ainda assim nada aconteceu. Ele diz que vai passar, mas você está disposta a esperar? Olha sua própria frase:  “Malho, me cuido, sou vaidosa, tenho 30 anos, ele sempre me elogia, fala que estou bonita. Os outros homens me olham. Caramba, o problema não sou eu.” Existe uma mulher aí querendo viver e pronta pra isso! As vezes, amor não é tudo. Um amor e uma cabana é lindo no papel, mas na realidade não funciona a longo prazo. Talvez ele precise de ajuda profissional e você pode ajudar ele a crescer e te “alcançar” mas vai depender da sua vontade de manter esse homem ao seu lado. O que você não pode é diminuir o passo para esperar… tem que andar junto, lado a lado, talvez um pouquinho na frente, mas quando a distância vai ficando grande, a tendência é a pessoa se perder de vista…

bed474a31f5945438de75de5bc1777c5

(Não gostei muito dessa quote – chamar ele de fraco, acho que não é ponto – mas não achei nada melhor…)

Choooooooooooooooora Carine!

“Oi Cony, o meu caso não é horripilante mas preciso de uma ajuda, não estou conseguindo lidar com isso sozinha…
Eu e meu marido fomos apresentados por um amigo meu, que é filho da ex dele… Eles  ficaram juntos por 4 turbulentos anos… Viveram um amor intenso e briguento, se separaram inúmeras vezes (imaginem uma novela mexicana). Ela foi o primeiro amor da vida dele e com ela, ele teve a sua primeira FAMÍLIA… Viu o filho dela virar homem e tudo mais… Devido à essas circunstancias na separação definitiva (que aconteceu a uns 2 anos) ele sofreu muito, foi hospitalizado algumas vezes por sentir fortes dores no peito (sofrimento)…
Ele deixa claro todos os dias que me ama muito, quer muito ter filhos, deposita confiança em mim mesmo sendo 9 anos mais nova do que ele, me faz sentir capaz, me incentiva no dia a dia, no meu trabalho, na faculdade, me dá força pra academia… Me ajuda muito em casa, quando chego da faculdade tem janta feita, a louça está em ordem, roupa lavando, roupa pendurada, etc… Ele amadureceu muito com o casamento anterior e aprendeu a lidar com situações difíceis (TPM, carência, brigas e discussões inúteis), creio que devido a isso nos damos tão bem. Ele é um homem de ouro!
Mas como nada é perfeito…

No dia em que fui fazer a minha mudança (dias antes do nosso casamento) encontrei no criado mudo dele fotos e cartas dos dois. Fiquei pasma, em choque, sem reação… Turbilhoes de pensamentos… Fiquei um tempo com aquilo na cabeça até que resolvi falar. Durante a conversa ele disse que não tinha certeza do que ele sentia por ela, se era raiva, pena, amor ou se não sentia nada, disse que não iria jogar nada fora porque tudo aquilo faz parte da historia dele (ele é daqueles que associa momentos à coisas), que ela mesmo sendo um furacão não era só coisa ruim, tinha muitos pontos positivos. Chegou a falar que ela era muito mais mulher do que eu! (Doeu, MUITO… tenho 20 anos e ela 40, e realmente não me sinto uma grande mulher, então mexeu com algo que não era “firme” em mim), ele disse que se eu realmente o amasse teria que “arriscar” em casar com ele e esperar até que ele supere isso e se desvincule totalmente da historia que viveu com ela. Depois de ouvir isso eu calmamente desci do carro e fui embora sem dizer nada.
Pensei em terminar com tudo e desistir do casamento, mas não consegui, por ama-lo tanto resolvi arriscar. Após estarmos casados achei fotos deles no computador dele. Conversei novamente com ele então ele apagou algumas coisas, mas disse que era desnecessário pois ele nem lembrava que aquilo estava lá e pra ele não fazia diferença. O que mais dói não são as fotos e nem as cartas é pensar que ele não se importa em me “machucar”… ele poderia evitar.
Gente, ele é o homem da minha vida, o amo muito e nos damos muito bem. Mas a minha cabeça não me ajuda, as palavras dele me machucaram muito e ainda é uma ferida aberta, as vezes eu sinto falta de algo que eu não sei o que é…
Será que isso é só coisa da minha cabeça? Devo desencanar ou será que tem alguma coisa errada?
Eu nunca passei por uma separação portanto não sei o que ele passou e nem entendo como é, por isso pessoa ajuda de vocês!

Sejam sinceras… Beijos!” 

Parei de ler em “Chegou a falar que ela era muito mais mulher do que eu! ” CÊ TÁ LOUCA FIA? Se um cara me fala isso, comparando com a ex dele, eu quebro ele todo! Vai ficar com ela então seu trouxa! Ela deve ser tão mulher que nem tem quis mais! Desculpa, mas fiquei irada com isso! Quanto ao fato de ter fotos dos dois guardadas, ok, afinal foi um casamento e um relacionamento importante (tem que ser madura, eu também não gosto, mas maturidade, afinal nós também temos lembranças de ex namorados/maridos guardadas por aí certo? Ruim seria se você pegasse ele suspirando com uma foto da ex da mão). Ele me parece um cara muito sensível e isso pode ser ruim caso você não saiba administrar isso. Achei pesadíssimo o fato dele te comparar, sério que não gostei e achei cruel da parte dele. Mas você casou, disse que ele é super fofo com você, que é o homem da sua vida então, bola pra frente! Desencana do que aconteceu e não pensa mais nisso. Foca no seu casamento e seja feliz!

c8feb1914bd76b98b65ffac75da948ba

  • E ESTÁ ABERTA A TEMPORADA PARA NOVOS CASOS! ENCERRADA NOVAMENTE! JÁ LOTARAM A CAIXA DE EMAIL rsrs. Aguardem próxima chamada! Bjssss!
111 Comentários
  1. #1
    Laura
    13.11.2014 - 15:39

    Quanto ao caso da Letícia, eu acho que pode ser isso que a Cony falou mesmo, de insegurança da parte dele, mas vou dar outra perspectiva (mal não faz, né?): meu namoro passou uma época complicada, quando meu namorado trabalhava numa empresa que ele odiava…assim, o trabalho em si era algo que ele gostava, mas a falta de perspectiva dentro, entre outros fatores, deixava ele bem pra baixo, estressado, tava sempre cansado, não queria fazer nada, menos ainda quando eu dizia que eu pagaria…hoje, ele trabalha com algo que dá um retorno financeiro mais incerto, mas tá muito realizado profissionalmente, trabalha mais e tudo, mas tem energia e disposição.

    No meu caso, percebi que era a falta de realização da parte dele que interferia nos outros aspectos da vida dele, drenava a energia mesmo, sabe? Agora que ele tá mais feliz e realizado, tudo melhorou…

    Enfim, algo pra se considerar, né? Infelizmente, também não é algo que se resolve fácil :/

    Quanto à Carine, nem conheço e já tenho odio do marido kkkk como alguém fala uma coisa dessa pra futura esposa?

  2. #2
    Isabela Rissio
    13.11.2014 - 15:44

    LETÍCIA: acho que seria caso pra separar, amiga :/ Você já vem se sentindo infeliz há alguns anos, e ninguém merece viver um relacionamento morno como o que você relatou! Uma mulher bonita, vaidosa, de 30 anos, merece ser desejada, especialmente pelo marido!! Parece que você já tentou realmente de TUDO para salvar seu casamento, sem sucesso… Parte pra outra e vai ser feliz!

    CARINE: esse homem não superou a ex, PULA FORA! Você tem só 20 anos, ainda vai ter muito tempo pra encontrar um homem que ame você POR INTEIRO, que respeite e você, principalmente, que faça de tudo pra ver você BEM, FELIZ, e que não queira nunca ferir seus sentimentos. Se você escreveu pra cá pra falar sobre isso, é porque é algo que está martelando na sua cabeça, e, na minha opinião, não vai sair, especialmente depois de palavras tão duras que ele usou com você. Vai ser feliz!

  3. #3
    Isabela Rissio
    13.11.2014 - 15:47

    Agora que percebi que hoje mandei todo mundo separar, que destruidora de lares!! Hahah… Desculpa, meninas, é minha HUMILDE opinião: namoro/casamento é pra ser algo BOM, algo que traz alegrias! Os sofrimentos relatados por vocês vêm de algum tempo já, vocês tentaram resolver e não parece estar dando certo… São duas jovens gatas e maravilhosas (não conheço, mas aposto que sim!), vão viver e ser FELIZES, que a vida é uma só! Não fiquem com medo de arriscar, pra depois, quando forem duas velhinhas caquéticas, se arrependerem por terem se prendido a casamentos infelizes!

    Beijos ;*

  4. #4
    Salete
    13.11.2014 - 15:49

    Olha… vou dizer só uma coisa, porque não gosto da coluna, li apenas o primeiro depoimento. E é sobre ela que irei falar
    Algumas mulheres tem a incrível capacidade de serem egoístas. Todas querem homens companheiros, maridos carinhosos, amantes sedutores, homens românticos, mas nada de grude. Carinho, amor, companheirismo e sexo quente. Felicidade suprema.
    Aí… o cara com o qual você escolheu casar, passa por uma grande crise financeira, perda de emprego, depois salário baixo – Só para ilustrar tenho uma amiga que se separou há pouco tempo e depois de um certo tempo foi demitida, ela me conta que ficar desempregada foi tão ruim e traumático quanto o divórcio – ou seja, ficar desempregado, sem produzir e ganhar dinheiro É PÉSSIMO, para ambos os sexos. Culturalmente é pior para o homem, que na nossa cultura machista e latina, se sento O Provedor, O Macho alfa, e não ter condições financeiras de prover uma mulher e uma família afetam sim a virilidade do homem.
    Onde quero chegar: você aí toda fogosa, cheia de amor pra dar, ginástica e produção em dia, já se exime do problema e diz não é nada com você. CLARO QUE É! O problema é dos DOIS. Vocês estão num RELACIONAMENTO, numa troca! Se ele não está podendo DAR o que VOCÊ QUER o problema simplesmente não é seu porque você – inclusive – já tentou terapia!
    Faça o seguinte: proporcione a ele subir de vida e ficar no seu nível intelectual e financeiro. Pague uma faculdade, um curso de inglês. Presentei-o com livros, com cultura. Ele ficou 6 meses desempregado e você o estimulou a ter um reposicionamento de carreira ou você ficou querendo que ele lhe servisse sexo?! Seja companheira na medida de dar a ele o que ele precisa, não o que você está querendo dele. Se dispa desse egoísmo e dê o que ele precisa e você sabe o que é. Talvez dê mais trabalho do que malhar na academia pra ficar gostosa ou talvez seja mais caro do que comprar lingerie, mas você estará fazendo por ele e pelos dois!

    • #5
      Didi
      13.11.2014 - 16:35

      Olha Salete, achei seu comentário tão ofensivo quanto eu mesma escreveria, e adorei a sua sinceridade. Acredito eu que seja um ótimo conselho, precisamos pensar muitas vezes por outro ponto de vista.

      • #6
        Yasmin
        13.11.2014 - 17:01

        Numa situação temporária, beleza, mas ela diz que a situação está assim há anos… Então não sei até que ponto a insatisfação profissional pode justificar.

    • #7
      Aline
      13.11.2014 - 17:22

      Concordo plenamente! É muito fácil amar quando o outro tá ali feliz, bonito e cheiroso. Um relacionamento de verdade acontece quando você sabe que pode contar com essa pessoa, não importa o que aconteça. Vocês estão passando por momentos diferentes, esse seria o momento de você apoiar o seu marido e ajudá-lo a buscar um caminho profissional que o faça mais feliz. Pense se fosse ao contrário, se fosse você quem perdeu o emprego e está insatisfeita. Daí aparece seu marido pedindo o divórcio porque não se sente desejado. Um pouco egoísta, não? Ao invés de fazer aquela saída cara, que vai fazê-lo pensar no dinheiro, que tal ir ao parque? O sexo é consequência, não adianta forçar a barra comprando a lingerie mais linda (e cara) do universo. Tente focar mais em passar tempo juntos e disfrutar da companhia um do outro. O resto vêm. Não adianta desistir com a primeira pedra que encontrar no caminho, assim nenhuma relação vai funcionar.

      • #8
        Constanza
        13.11.2014 - 17:25

        Mas olha só… Acho que a situação de arrasta ha anos… Tem mt homem acomodado, acho q só ela vai saber qual é a real dele.

        • #9
          Leticia
          14.11.2014 - 01:19

          Cony, acho que de todas você foi a que mais entendeu a minha história. O trecho em inglês lembra as palavras da minha mãe. Obrigada pelo espaço.

          • #10
            Emanuelly
            14.11.2014 - 10:00

            Letícia, acho que é válido ler opiniões mas foque que SÓ A GENTE SABE O QUE A GENTE PASSA, mais ninguém. É fácil opinar, ver outras perspectivas na vida dos outros, mas só a gente sabe o que SENTE e o que é POSSÍVEL tolerar.

            Do que a moça disse, só concordo que PODE SER que ajude se ele conseguir emprego melhor ou se capacitar (mas aí entra o interesse dele, ele tem? se não tiver, já era, é procurar mais problema ficar insistindo).

            Acho que você tem que pensar no que é possível pra você aceitar; se for uma coisa que realmente esteja incomodando muito, se divorcie. Aposto que vai sentir um alívio danado depois.

            Eu, particularmente, já pulei de vários relacionamentos justamente por esses motivos: diferença cultural e nas ambições profissionais. PRA MIM, não rola.

            Boa sorte pras duas!

    • #11
      Fernanda
      13.11.2014 - 23:40

      Concordo plenamente com o seu comentário! Tenho a impressão que as pessoas estão tratando casamento como um namoro qualquer, por isso que a quantidade de divórcio aumenta tanto! Se ele é o homem que vc escolheu, tente elevá-lo ao seu nível mesmo, afinal vcs devem andar juntos. Já estive na posição do seu marido e é péssimo se sentir diminuido. Graças a Deus tive um marido compreensivo que me ajudou a encontrar um caminho (eu tinha trancado a faculdade, voltei, formei, passei na oab e estou esperando ser chamada em um concurso). Hoje ele tem maior orgulho de mim, e vou ser eternamente grata a ele por ter me ajudado quando o caminho mais fácil seria falar: o problema não sou eu! Levou um tempo (4 anos) mas superamos esse problema juntos e hoje estamos na melhor fase do nosso casamento!

    • #12
      Leticia
      14.11.2014 - 01:07

      Salete, tentei ser resumida nas minhas palavras e acabei omitindo detalhes. Enfim, creio que não consegui ser clara a ponto de passar a imagem de “egoísta”. Comecei a malhar e me cuidar porque achava que ele não sentia atração por mim. Quando casamos engordei um pouco e imaginei que esse fosse o motivo. Não era… Na época que ficou desempregado propus pagar uma faculdade, ele não quis. Não procuro sexo, procuro amor, me sentir amada. Incentivo meu marido todos os dias mas percebi que ele não tem força de vontade suficiente para lutar. Referi o sexo no meu relato para tentar mostras como está distante a nossa relação. Enfim, sigo na luta e não vou me separar dele pois sou a típica mulher que acredita que no final, as coisas podem mudar.

      • #13
        Constanza
        14.11.2014 - 08:28

        Letícia, não espere muito tempo! Converse com ele e de um
        Prazo. Vc já tentou de tudo e me parece que é ele que n quer se mexer. Eu fiquei 15 anos esperando mudanças justamente por acreditar no amor e achar que no final tudo ia dar certo! Não faça a mesma coisa que fiz….

      • #14
        Salete
        14.11.2014 - 08:48

        Letícia quero pedir desculpas se pareci rude. Eu sou excessivamente franca, do tipo que pode ser virtude ou qualidade, dependendo do ponto de vista. Entendo a sua situação, mas sou sincera e continuo pensando a mesma coisa sobre o seu caso. Não vou ficar expondo minha vida aqui na internet – minha opinião entendo quem o faça – mas digamos que eu tenha uma experiência semelhante a moça do comentário #33. Eu acho que vc não tentou o suficiente ou tentou da maneira errada. Modifique a sua estratégia de abordagem e veja o que acontece.
        Não dê prazos, isso é chato. Dar prazo não é ser companheira é colocar na parede. Se alguém me desse um ultimato me sentiria intimidada e não apoiada. Agora tudo passa pela questão do quanto você estará disponível emocionalmente para levar o caso adiante. Se vc já não o ama como antes, então é hora de avaliar e sair de cena para que vc encontre um companheiro do seu perfil e ele também.

        • #15
          Michelle
          14.11.2014 - 13:00

          Meu…nem sei por onde começar a questionar esse comentário.

          “Eu acho que vc não tentou o suficiente ou tentou da maneira errada. Modifique a sua estratégia de abordagem e veja o que acontece.
          Não dê prazos, isso é chato. Dar prazo não é ser companheira é colocar na parede. Se alguém me desse um ultimato me sentiria intimidada e não apoiada.”

          Tem momentos que vc tem que ser egoísta sim e não dá pra ficar a vida inteira esperando por algo ou alguém. É por isso que as pessoas se anulam nos relacionamentos e é por isso também que as pessoas são usadas pelos “parceiros”. Leticia, vc dar apoio não pode ser confundido com se anular em prol do outro. Relacionamento é uma parceria, e se vc já conversou, já tentou ajudar e a pessoa não quer que a situação se modifique e não faz nada para que isso aconteça, vc não deve ser julgada ou ter essa culpa em cima de vc. Tem homens que ao invés de crescer ou tentar modificar uma situação adversa, usma isso p/jogar a “culpa” pra cima da mulher.E o pior…usam do amor que elas sentem como arma para culpa e manter um relacionamento desgastado.

          E o pior…tem muita mulher que ainda continua achando que em uma relação, a mulher tem que fazer mundos e fundos por quem não tá nem aí. Gente…as pessoas devem ser responsáveis pelas suas escolhas, posicionamentos e todo o resto. Perdeu o emprego, ok?! Vá se reposicionar no mercado e vá batalhar por algo. O trabalho da sua mulher e o fato dela ganhar mais te incomoda?! Faça algo a respeito para modificar a situação, seja o que for. Mas principalmente não jogue o ônus da sua vida em cima de outra pessoa.

    • #16
      Denise
      14.11.2014 - 12:34

      Nossa Salete! O seu comentário foi de uma sensatez! Sem palavras!

    • #17
      Pri
      14.11.2014 - 14:20

      Acho que realmente tem casos e casos, e só quem tá dentro pra saber o que já tentou, não tentou, se há vontade, se há amor… já passei por uma situação parecida tbm, mas num namoro, que é infinitamente mais simples que num casamento… tenho um emprego bom, numa empresa grande, ganho bem, e sou mto realizada profissionalmente… meu namorado, por outro lado, passa por uma fase bem descontente profissionalmente, o que como alguém já falou, “mina” a energia da pessoa de uma forma impressionante! No meu caso tbm começou a faltar sexo, a faltar ânimo pra se encontrar (moramos longe), a faltar paciência… desabafei com uma amiga que me deu um chacoalhão e falou: CONVERSA COM ELE. E fiz isso, tivemos uma conversa franca, de os dois chorarem, de eu apontar erros e ele também, e de os dois prometermos melhorar… no meu caso, depois dessa conversa melhorou DEMAIS! Eu coloquei pra fora o que tava me incomodando, e ele viu que eu estava chateada… começamos a nos esforçar mais para nos vermos, para nos ajudarmos… mas no caso dele, sobra garra e vontade de mudar, e ele está correndo atrás. Eu ajudo como posso, procuro vagas, envio curriculos, dou ânimo, tento ajudar de todas as formas que ele consiga ser o mais bem sucedido o possível. Mas é isso, será que o marido da leticia tem essa garra nele? Esse vontade de mudar a relação dele com ela e com ele mesmo? De fazer a mudança que precisa pra se sentir mais seguro e feliz? Só ela pra saber! Mas acho que vale sim uma conversa honesta, um desabafo, o que não pode é ficar guardando toda essa tristeza sozinha… e ele tbm tem que ajudar, pra vcs melhorarem as coisas juntos!

    • #18
      Marcia
      14.11.2014 - 17:08

      Antes de mais nada quero dizer que estou louca para mandar meu caso e nunca chego à tempo! kkk

      Eu ia comentar os casos, mas me deparei com o comentário da Salete.
      Sinto muito, Letícia, mas a despeito da sinceridade da Salete, acho que ela foi quase perfeita!
      Só não foi perfeita porque eu tenho convicção de que somente quem está dentro da história é que tem propriedade para dizer mesmo.
      Aqui, nós damos conselhos baseados nas nossas experiências e sentimentos, mas somente você poderá sentir o que deve fazer.

      No entanto, eu tenho que te dizer: Eu me divorciei.
      Foram oito anos juntos e um dia eu disse “quero me separar”.
      Foram uns três anos pensando até tomar a decisão e, bem, por mais que ele dissesse que não queria e até tentasse me convencer de que lutaria, eu não quis voltar atrás – Me divorciei.
      Faz oito anos que estou separada. Tenho que te dizer: Divórcio é algo tão terrível! Eu não desejo isso nem para as pessoas que eu não gosto. Sério.
      No momento da separação foi legal sentir que estava me livrando de um problema, mas depois, foi arrasador!
      Não sei quantas aqui já passaram por isso, mas, por mais que eu quisesse me divorciar, o sofrimento da separação… Não sei ainda se valeu a pena.
      Claro que hoje eu me recuperei bastante, mas tenho consciência de que eu poderia ter tido um pouco mais de paciência e ter lutado um pouco mais, porque eu o amava quando nos casamos. Com os problemas, a gente começa até a sentir raiva do outro e começa a sentir que ele é o responsável pela nossa infelicidade, mas, como a Salete disse, o casal é um só.
      Sabe, eu vejo minhas irmãs casadas há anos! E elas estão felizes! Mas não foi o tempo todo assim. Elas lutaram. Penso que muitas vezes o casal passa por um vale de lama, mas passar por este vale somente fortalece o amor e faz com que se tenha uma história, uma história de lutas e vitórias, que fará com que lá na frente o casal possa se olhar e dizer que construiu uma história de amor.
      Histórias de amor são construídas através dos anos. Acredito fielmente nisso!

      Eu escolhi não passar pelo vale de lama. Meu ex-marido passou por ele sozinho.
      E quer saber? Ele passou mesmo. Está super bem.
      E eu passei para outra pessoa a oportunidade de construir uma história de amor com o homem que eu amava.

      Concordo que hajam homens acomodados, mas a verdade é que todos nós temos defeitos e coisas que sejam talvez insuportáveis, mas alguém vai nos amar e aceitar essas coisas (Tomara! rs).
      Enfim, conselho de quem já casou e divorciou: Pense no divórcio como a última coisa, o último recurso para ser feliz.
      E boa sorte! 😉

  5. #19
    13.11.2014 - 15:49

    Caso 1: É o machismo, né? Nenhum cara gosta de ganhar menos que a mulher. Ele se sente diminuido e isso afeta a vida sexual. Mas ele faz alguma coisa pra reverter essa situação? Pq nada na vida é definitivo, ele pode fazer cursos, se especializar… o que não dá é ficar parado lamentando.
    Caso 2: estou com a Cony. Se alguém diz que não sou tão mulher quanto Fulana, eu quebro tudo!! Isso é coisa que se diga? Eu acho que ali existe um amor não resolvido/superado. Qd eu e meu noivo começamos a sair, ele tinha acabado de sair de um namoro turbulento tb. Após algumas saídas, ele me mandou uma foto de todas as fotos e cartinhas da ex numa caixa com fogo! Hahaha sei que foi bem radical, mas até na época a minha psicóloga disse que isso era um sinal de que realmente ele se sentia preparado para superar o passado e começar uma nova relação. E de fato, deu td certo e estamos juntos há 2 anos.
    Então, penso que seu marido não superou ou ainda gosta da ex. Pq não vejo motivos pra ficar guardando vínculos com ex, pelo amor de deus.

  6. #20
    13.11.2014 - 16:00

    Nossa, os casos dessa semana pelo menos são mais lights que o da anterior… rsrs
    Mas acho que a Cony está certa em ambos…! Beijos e força para as 2!

    http://www.estiloadois.com.br

  7. #21
    Camila
    13.11.2014 - 16:05

    Cony que tag incrível! To amando…
    Queria dizer uma coisa pra Letícia, que eu consegui compreender com muito custo: as pessoas são únicas, e, diferente do que as pessoas pregam, nem todo homem é uma máquina de sexo. Eu e meu marido estamos juntos há 8 anos, sendo que há 2 estamos casados. Nossa frequência sexual nunca foi alta, apesar de sermos super jovens (26 anos). Quando minhas amigas comentavam que os namorados/maridos as procuravam com muita frequência eu me sentia muito mal. E mulher tem a mania infeliz de achar que é culpada por tudo. Que o cara não procura pq a namorada/esposa não é atraente, não é gostosa, não é quente, etc, etc,etc. Hoje eu prefiro pensar que as pessoas são simplesmente diferentes. Temos a mania de generalizar, e essa sociedade machista corrobora com a generalização, de que se homem não quer sexo com tanta frequência algo está errado. Óbvio que há todo um problema envolvido no seu caso, mas acho que precisamos nos flexibilizar mais, e tentar compreender melhor as individualidades. É preferível o sexo incrível uma vez por semana ao sexo mecânico dia sim dia não. Eu comecei a melhorar no meu relacionamento quando percebi que as minhas cobranças por mais sexo vinham da necessidade de provar pra mim que ele me queria, e me desejava, e não propriamente da minha vontade. Ás vezes ouvimos tanto por aí que “isso é certo” e “isso é errado” que negligenciamos o nosso desejo individual. Hoje percebo que meu marido é perfeito pra mim, já que eu não sou uma mulher extremamente fogosa, e assim estamos vivendo! Espero que você consiga encontrar o melhor caminho pra sua vida, prezando sempre pela sua felicidade.

    • #22
      Marcéli
      14.11.2014 - 14:15

      Camila, seu comentário foi de Deus, juro, querendo ajudar outra pessoa, acabou me ajudando. Obrigada.
      Amo a coluna do coração, esse tipo de coluna, provam que esse blog e blogueira são diferenciados. Parabéns!

  8. #23
    Io
    13.11.2014 - 16:12

    Carine, o fato dele não saber o que sente por ela é terrível, eu, sinceramente, não ficaria com alguém que assim. Mas isso sou eu (meio possessiva, meio ciumenta e mandona). Mas cada pessoa sabe de si, se você acha que vai conseguir conviver com isso procure um(a) psicólogo(a) que ele vai ter ajudar a passar por isso e você nem vai se lembrar dessas coisas. Mas se você acha que não deve e não quer passar por isso, bola pra frente, aproveita que és nova e não tem filhos. (conheço amigas que foram traídas e procuraram ajuda de um psicólogo para superar e perdoar, hoje vivem bem). bjss

  9. #24
    Polliana
    13.11.2014 - 16:15

    Claaaro que existem vários casos de mulheres que aprontam o inferno na vida dos caras! Eu sempre fui mais amiga de homem do que de mulher, então sei várias histórias! 🙁
    Tem de uma garota que namorava um amigo meu por bem uns 5/6 anos, do nada terminou e logo depois (muito menos de um mês) apareceu com um dos melhores amigos dele. Tavam saindo nem por 3 meses e ela engravida, moram juntos por menos de um mês, terminam e hoje ela faz o inferno da vida dele, conta um monte de mentiras sobre ele… E ele briga na justiça pela guarda da criança que já tem uns aninhos, que tenho a maior pena de ver sofrer desse jeito 🙁

  10. #25
    13.11.2014 - 16:16

    Olá Cony e Letícia! Diferenças culturais e financeiras pesam muito mesmo no casamento. Eu já passei por isso, mas quando casei com meu marido já sabia destas diferenças e as aceitei, assim como aceitei todos os seus defeitos.
    Mas, casamento não é para amadores! E ninguém nos avisa isso antes de nos casarmos, não é mesmo?
    Se soubéssemos o que é uma vida de casada, nenhuma de nós mulheres modernas casaríamos.
    Bom, Letícia, não posso dizer o que fazer, mas posso contar minha experiência. Pois bem, além de ter um emprego fixo muito bom, sempre tive minhas atividades informais que me rendiam mais uma graninha. Sempre fui muuuuito dinâmica e meu marido devagar. Depois que casamos, a questão da diferença financeira pesou muito. Homens não se sentem bem nessa posição de inferioridade. O que fiz foi dar espaço para deixá-lo ser o homem da casa em todas as situações possíveis, sabe? Do tipo, deixar ele dirigir o carro sempre, definir a rota, pagar a conta do restaurante, levar o carro no mecânico, trocar a lâmpada…. coisas corriqueiras do dia-a-dia que conseguimos fazer sem eles, mas que eram típicas de homem. Além disso, nunca juntamos nossa conta bancária, nem nosso dinheiro e muito menos abrimos sobre valores que cada um ganha, diretamente. A passos lentos ele foi se esforçando e conseguindo outras atividades. Hoje, ganhamos quase o mesmo tanto e as despesas da casa e dos nossos 3 filhos são divididas meio a meio, sendo definida qual a despesa é de responsabilidade de cada um.
    Vivemos em harmonia, mas lembre-se: o homem constrói o lar, mas é a mulher que o edifica. Essa é a frase mais certa para se definir um casamento.

    Sobre sexo 2 vezes por semana, minha filha, se vc tem esta frequência, super parabéns!!!! rsrs Depois do casamento, a quantidade cai, mas a qualidade sobe.

    Depois dos filhos… aí é que a coisa fica mais complicada ainda. rsrsrs

    Te desejo boa sorte e que vc consiga resolver da melhor forma possível.
    Bjos

  11. #26
    gabriela
    13.11.2014 - 16:23

    Olha Cony, tbm fico boba com essas histórias de homens super machistas, possessivos, misoginos, às vezes até violentos ( violência física e psicológica), e fico mais boba ainda com a quantidade de mulheres que acha isso normal, que releva essas coisas “em nome do amor” e fica lutando pra manter um cara desses por perto pq ” mo fundo ele é um cara legal” ( uma dica: não é)! Se amem em primeiro lugar e mandem esses idiotas irem pastar! Ainda sou muito jovem, nunca passei por uma situação assim e graças a Deus tenho um namorado maravilhoso, mas quero crer que, caso algo assim me acontecesse eu teria amor próprio o suficiente pra mandar o sujeito sumir.

    Mas vamos aos casos…
    Não quero um cara que se sinta incomodado ou infeliz com meu sucesso profissional, nem quero ter de estagnar na carreira pra não ferir o orgulho dele, isso é ridículo! Leticia, seu marido devia estar feluz por vc e aproveitar o tempo ocioso pra se qualificar ainda mais! Quanto a Carina, nem conheço seu marido mas já o odeio, isso não é coisa que se diga! Ele não se preocupou com seus sentimentos nem sua autoestima, converse com ele e, se isso se repetir, reconsidere se ele é mesmo tão maravilhoso assim.

    • #27
      Marcia
      14.11.2014 - 18:14

      Sabe que eu fiquei presa sete anos ao meu ex-marido, porque achava que ele era o homem mais maravilhoso do mundo! Porque ele era um homem de caráter, família, trabalhador, educado, inteligente…
      Fui pra terapia e a terapeuta me pediu para fazer uma lista com tudo de bom e tudo de ruim que ele tinha na personalidade e nas ações, assim, tudo o de ruim que ele já tinha me feito.
      Fiz!
      Quando olhei a lista… Ele era um homem horrível! kkkk
      Eu parei e pensei: Gente! Como eu posso querer esse cara na minha vida? Ele é nojento!

      A gente se engana. A gente quer se enganar.
      Pensamos que é melhor ter alguém que nos machuque do que não ter ninguém. Temos medo do vazio de não ter ninguém ocupando nosso coração.

  12. #28
    Didi
    13.11.2014 - 16:30

    Totalmente me identifiquei: “Parei de ler em “Chegou a falar que ela era muito mais mulher do que eu! ” CÊ TÁ LOUCA FIA? Se um cara me fala isso, comparando com a ex dele, eu quebro ele todo! Vai ficar com ela então seu trouxa! Ela deve ser tão mulher que nem tem quis mais! Desculpa, mas fiquei irada com isso!”
    kkk Ai Cony, você é demais, eu pensei exatamente a mesma coisa…

    CARINE: Odiei teu marido, desculpa, mas um cara que te compara com a ex e ainda a torna superior a você, pode ter todas as qualidades do mundo, mas a partir disso perde todo o respeito e dignidade… mas, como o marido é TEU, vale a pena administrar como a Cony disse.

    Leticia, desculpe mas não tenho conselho… só posso te dizer que meu namoro abalou quando meu namorado ficou desempregado, e posso te dizer que só melhorou quando voltou a trabalhar. Money sempre atrapalha os relacionamentos… vale administrar.

    Bjs meninas.

  13. #29
    Nayara Pinto
    13.11.2014 - 16:33

    Letícia, você já pensou que ele pode estar com algum problema orgânico no ato sexual?! Aliás, dificuldades com nossa vida pessoal são os principais motivos para falta de libido (que parece ser o caso dele).
    Se me permite, deixa eu lhe dar uma dica: incentive ele, ajude ele a melhorar o currículo, a conseguir um emprego melhor (sem menosprezar o que ele já tem)… de a ele novos horizontes. Homens não conseguem ver matizes de cores, com eles é tudo preto ou branco. Não há 50 tons de cinza
    Se vc o ama mesmo tente se colocar um pouco no lugar dele: tenho uma mulher linda, inteligente, bem sucedida e quem sou eu?! Um rélis coitado…
    Quem sabe vc não ajuda ele abrir o próprio negócio, a entrar numa faculdade ou fazer uma especialização… As vezes assim ele retoma gosto pela vida.
    Até nós mulheres quando estamos cheias de problemas e/ou pensamento não conseguimos sentir desejo ou ter uma relação sexual produtiva.

    Se nada disso lhe ajudar, procure a terapia. Existem vaaaaaaaarios tipos de terapeutas e abordagens. As vezes o que vocês fizeram não era o mais adequado.
    Por fim, só tenha cuidado para não “jogar” isso na relação de vocês. Quando um casal briga de cabo de guerra ninguém sai ganhando. E nós, mulheres que somos mais sensíveis, depois nos sentimos culpadas por ter feito e/ou não ter feito…

    Carine, você CASOU sabendo. Ou desencana, como disse a Cony ou irá sofrer cada dia mais.

  14. #30
    Lola
    13.11.2014 - 16:35

    O primeiro caso é complicado… Eu venho de uma família em que meu pai sustenta a casa e minha mãe já tinha parado de estudar antes deles se conhecerem, ele a incentivou a voltar a estudar, mas no fim decidiram que ela ia cuidar de mim e do meu irmão porque na época não teria quem cuidar e o dinheiro não seria suficiente pra contratar alguém. Ela sente essa mesma coisa, de ser diminuída porque não trabalha.
    Eu acho que no meu namoro vejo um pouco de diferença nisso, porque já sou formada e ele já está uns 2/3 anos atrasados na faculdade e tinha uma época que eu ganhava bem mais do que ele..
    É complicado e o pior é ele deixar isso impedir que ela viva a vida, já que não dá a vida que ela quer (naquele sentido) e etc 🙁

    E a Carine, sério, se um cara vem me comparar a ex dele, vai morrer!!! Isso é muita filhadaputice, aceitaria de jeito nenhum! Você já é mulher demais pra esse babaca, principalmente tendo engolido o que ele falou! Manda ele ir se humilhar pra outra porque você que é mulher demais pra ele!!!

  15. #31
    Fernanda
    13.11.2014 - 16:40

    Tres anos de casamento, o amor não é o mesmo e você se sente casada com uma amigo ? Isso não é um casamento . Se você ainda sentisse o mesmo amor, acho que deveria lutar e salvar a relação. mas quando reconhecemos que o sentimento já não é o mesmo, aí é o começo do fim…
    Carine, sei o que você sente, já ouvi coisa parecida. Ainda bem esta pessoa não faz mais parte da minha vida.

    beijos a todas

  16. #32
    Eduarda
    13.11.2014 - 16:43

    Meus Deus.. eu to comentando toda semana… kkkkkkk
    Carine, fia… meu conselho essa semana eh para vc…
    Desencana…. todo mundo tem um passado e vc nao pode apagar isso.. ele ter fotos da ex nao te desrespeita.. alias, nao tem nada a ver com vc… isso faz parte da historia dele.
    Acho que ele foi bem sincero ao dizer dos sentimentos dele… acho que ele nao gosta dela… mas ainda esta ligado a ele por outros sentimentos, e isso eh normal, pois uma separacao eh devastadora.
    Digo isso porque sou divorciada e mesmo nao amando mais meu ex, ainda sou ligada emocionalmente a ele por raiva, magoa, etc…
    Esquece isso e segue a sua vida…
    Eh uma crueldade com vc se permitir ficar ligada nessa historia… esse passado nem eh seu, eh dele… entao se tem alguem que tem que se preocupar com isso eh ele, e nao vc… vc ja tem o seu passado para se preocupar…
    Ele eh um bom marido, ta cheio de gente querendo o que vc tem… alias, tem horas que fico me perguntando se isso nao eh mania de mulher de colocar um defeito em tudo… ta tudo bem, mas a mulher tem que reclamar de algo…
    A vida nao eh perfeita e temos que saber disso e nao esperar o impossível dela..
    Vá ser feliz e deixe de inventar problemas para vc…
    Beijoooo

  17. #33
    Khrissya
    13.11.2014 - 16:52

    Connnny! to adorando a coluna s2 to esperando a dor de cotovelo passar pra escrever a minha, que apesar de “resolvida” deve acontecer com muitas mulheres… e claro, quero saber a sua opinião! beijão!

  18. #34
    Priscila
    13.11.2014 - 16:56

    Quanto ao primeiro caso fiquei com uma duvida, antes desses problemas finaceiristicos e profissionais rolava tipo sexo selvagem, o tempo todo, em qlq lugar? tipo faltou um parametro do amigo… Se antes era bom, ela pode ter ate esperança e acreditar que de fato é o problema que ta mexendo com ele… agora, se antes sem problemas ja era fraco, aiii não tem salvação…
    E outra, sem hipocrisia.. é importante sim, a gnt gosta de se sentir desejada, de alguem que fala coisas provocantes e acabei de terminar um namoro pq não rolava nada disso… ele tb mal me tocava. Imaginei que com o tempo só pioraria.

    Agora o segundo caso.. AMigaaaa vc casa super nova, com uma cara chei de problemas e que acha que a ex da novela mexicana é mais mulher que vc… francamente, ta fadada a sempre ser segundo plano na vida dele…

    Beijooo

  19. #35
    Emily
    13.11.2014 - 17:02

    Querida Letícia, comprovada sua história hein?
    Bom você está tentando e se esforçando pra caramba, como comentou. Mas, antes de qualquer coisa, você já parou para pensar em como é a sua relação com o dinheiro? Muitas vezes o fato como você lida pode passar uma imagem diferente para ele. E talvez isso o incomode. Como você disse, vocês conversam sobre o assunto, e ele diz que vai passar, mas ele também tem se esforçado para isso?
    Uma relação é feita de duas pessoas que decidiram acima de TUDO ficarem juntas. Então tente ver se o fato como você lida com essa situação não é uma fator que colabora para ele se sentir mal. Se caso não for, o único jeito é você tentar ter uma conversa séria, e ver se ele está disposto a superar isso do seu lado para a relação melhorar. Porque são 3 anos de casamento, todo mundo quer e merece ser feliz! Veja se é o que ele também quer, e se for ele vai ter que se esforçar para isso dar certo.
    Boa sorte e seja muito feliz no seu relacionamento!

    Já para a Carine, não sei nem o que dizer. É uma barra, e eu como super ciumenta não sei o que faria. Mas você precisa pensar que está casada e se ele superou mesmo essa separação tem que ser dedicado a você e pensar nos teus sentimentos. Tenta jogar ele na sua situação e ver como ele se sentiria. Conversa franca é sempre a melhor saída. Mas não admita nunca que ele te compare com a ex. E mostre isso a ele!
    Boa sorte!

    Beijo meninas!

  20. #36
    Bruna
    13.11.2014 - 17:03

    Letícia…eu já estive na posição do seu marido e não é nada legal. É muito ruim se sentir um “nada” e muitas vezes isso não está ligado ao sucesso de outra pessoa, no caso, o seu. A vida muitas vezes nos oferece uma sucessão de situações difíceis e dolorosas, que vão minando a nossa auto-confiança. E, amiga, quando isso acontece, é muito difícil. Acho que ele, acima de tudo precisa de ajuda, precisa se sentir capaz e voltar a gostar de si como homem, para que possa estar inteiro pra vc! Agora cabe a vc decidir se continua com ele ou não. Ele precisa de tratamento e de mudar de ares, precisa voltar a se sentir aquele cara que estava em pé de igualdade com vc…não por vc, mas por ELE! Pense nisso.

  21. #37
    Marô
    13.11.2014 - 17:34

    Meu, como a mulherada força a barra, tá louco! É ver o troço nebuloso e insistir e insistir… gente, os anos não voltam! Não tem o “Procom” do amor. Vamos lá:
    Caso 1: vou tentar abstrair meu preconceito (ou valor torpe?) que não me relacionaria com homem com problemas financeiros atualmente – já o fiz duas vezes e não foi legal no passado e outra, nível cultural mais baixo, never! Busquei aquele como eu, melhor que eu, que me ensina, que me enriquece e me despe de ignorância – isso não se liga apenas à pós graduação, mas, falo de nível cultural geral. Observe sempre a família, o nível das conversas, se fecham com o seu. Tirando esse fatos que já atrapalham mto o poder do homem que pode perder sim interesse e se sentir sexualmente diminuto, acho que passamos agora p o ponto central: sexo no casamento.
    Não, não acho q precise (e nem topo!) sexo diariamente. Questão de gosto, disposição… mas, viajar com o marido e não rolar… sexo quinzenal num casamento de três anos ou menos que isso, é dureza. Não vem dando sinal de melhoras e vc não está satisfeita e a pergunta é: quer ser feliz ou se dizer casada? Só isso, o resto vc já sabe e precisa a coragem de fazer. Paciência, tolerância e compaixão sempre num relacionamento, mas, desde que uma hora haja a recíproca, se não, chama-se o próximo candidato. Se vcs transassem 01 vez por mês e ambos estivessem felizes, eu diria: legal, viva o amor ao seu jeito. Mas no seu caso, só posso dizer… se encha de coragem e busque sua felicidade.

    CASO 2: já sofri no início ao ler que o cara teve um relacionamento todo complicado e insistiu durante anos. O que isso te sugere dele? Que ele é maduro, seguro e bem resolvido? Não, né. Ainda assim, vc pensou “comigo vai ser diferente”. Mas a questão não é vc. É ele!
    Quando vc cita toda essas coisas negativas e ainda afirma “ele é o homem da minha vida”, penso que seu lugar é no consultório do psicanalista! Puxa vida, que patologia esse nível baixo de relacionamento e essa insistência em forçar a barra numa relação que visivelmente não era. Por que vc se contenta com isso? Por que um cara tão baixo que fala de vc, que tem foto de ex é o “seu amor”? Vc não gostaria de ser mais exigente pra poder ser respeitada? Esse cara é piradinho e vc, se quiser deixar de estar piradinha por ele… consultório já.
    Mulherada, chega de tapar o sol com a peneira, se não é pra ser bem tratadas, fiquem sozinhas, pô! Que isso, uns sujeitos assim são aceitos por mulheres carentes. Quem já não foi? Eu já, era infame quando eu me achava pouco, achava que era o “amor da minha vida” o mentiroso, o muherengo, o usurpador… só que não! Amor é pra estar feliz. Se não, forçar a barra é doentio. Não tenham medo de estar solteiras. Se vc é um mulher interessante, independente do seu trabalho ou escolaridade, relaxa, que com 20, 30 ou 60 vai haver par pra vc! Tá cheio de homem bom por aí, mas pra achar, tem que exigir mais e aceitar menos e saber a hora de mudar de barco.
    Beijo no coração e não levem pro pessoal a sacudida, só quero que acordem e parem de dar moral pra esses tipos, especialmente perfil desse segundo rapaz.

    • #38
      Anna Vascondelos
      13.11.2014 - 18:25

      Marô, concordo exatamente com tudo que você disse.

      Carine, já passei por uma situação parecida com a sua, e pra ser sincera se eu tivesse a maturidade que eu tenho hoje teria dado um pé na bunda do sujeito rapidinho.
      Só tenho uma coisa pra te dizer: SE VALORIZE, CAIA FORA ANTES QUE AS COISAS PIOREM, E ACREDITE, PODE PIORAR.
      Esse homem é problemático e parece que está com você apenas para não estar sozinho, o fato de ele te tratar bem não quer dizer que te ame, vc precisa aprender isso. As vezes a gente perde tanto tempo se enganando, buscando explicações e razões para continuar. A impressão que tenho é que se essa mulher quiser voltar com ele mesmo com as brigas e problemas ele arriscaria dar mais uma chance, pq aliás, “ELA MAIS MULHER QUE VOCÊ”…Pelo amor de Deus, acordaaa, não existe só esse homem no mundo, abra sua mente, seja mais criteriosa, não tolere esse tipo de tratamento, isso é humilhante demais, não aceite migalhas.

    • #39
      Isabela Rissio
      13.11.2014 - 19:24

      OBRIGADA POR EXISTIR, MARÔ!!!!! Eu estava sendo a única a mandar essa mulherada largar esses relacionamentos ruins e irem atrás da felicidade, já estava me achando muito rebelde!! Heheh…

    • #40
      Gabriela
      14.11.2014 - 01:33

      Marô, concordo 100% com você no caso 1: dependendo do drama existencial/familiar/educacional etc quero é distância, léguas de mim, porque não tenho a menor paciência. A história da moça 1 me lembrou uma conhecida que se separou do marido 1 porque, segundo ela, “era favelado, a sogra era pagodeira, morava em vila” etc e casou com o marido 2, que até tem certa posição mas agora ela reclama que o novo “não tem nem 300 reais para gastar, sustenta a mãe, a ex-mulher, a ex-sogra, os ex-filhos, ajuda na faculdade de parente” etc. Ou seja, arrumou outro que não acompanha o mesmo nível dela (ou que ela pretende). É preconceituoso, sim, mas tem que ver se a pessoa vai estar disposta a conviver com as diferenças econômicas/sociais/culturais dentro de casa, todo dia. Ou vira um transtorno.

    • #41
      Marcia
      14.11.2014 - 17:38

      Ah, Marô, que linda!
      Deu uma chapuletada em todo mundo, mas com tanto carinho. hehehe

  22. #42
    Ana Paula
    13.11.2014 - 17:35

    Letícia, me identifiquei em partes com a sua história e queria te dizer que alguns homens ficam mesmo muito encanados com lances financeiros e isso afeta em tudo na vida deles.
    Quando conheci meu atual marido ele estudava para concursos. No começo era aquela coisa fogosa, acho que de começo de namoro, empolgação, mas algumas vezes ele brochava e culpava a bebida ou o cansaço. Fui levando mas uma hora a frequencia disso cresceu, justo quando ele já estava há 2 anos sem passar em concurso, com pressão da mãe, morando mal e com pouco dinheiro. Nossa condição financeira tb é bem diferente, tenho emprego fixo e sou independente. Mas foi só ele passar em 4 concursos no intervalo de um ano que TUDO MUDOU. Hoje temos 6 anos juntos, casamos e somos felizes! Ele é um homem incrível e todas as qualidades dele (e muita terapia) me fizeram ter fé, acreditar no nosso relacionamento e enfrentar essa barra. Eu conversava muito com ele, achei por muito tempo que o problema era comigo, pois sou gordinha. Eu cheguei a perguntar se ele era gay, olha que horrível. Lembro de ele chorar e me olhar com o olhar mais triste do mundo quando falei isso… me sinto culpada até hoje, mas olha, fiquei ao lado dele, incentivei os estudos, tirei o sexo de um pedestal e hoje nem lembro a ultima vez que tivemos algum problema na cama.
    Letícia, se eu marido é o cara que você ama, vai em frente e tente apoiá-lo. É muito difícil, juro que sei! Sei que às vezes confundimos o sentimento, vemos a relação como de amizade e pessoalmente acho que o sexo que faz isso, pois parece que só existe amor de homem e mulher se estivermos sempre transando e desejando um ao outro. São fases nada fáceis, mas passam! Se dê um prazo, de a ele um prazo, estenda a mão, ajude-o a procurar um emprego, não sei. Seja sincera com vocês dois e tente superar isso. No meu caso o problema sexual estava totalmente relacionado a sensação de fracasso que meu marido sentia na época dos estudos. Hoje vejo que esse problemão que passamos no namoro, problema que tinha que guardar pra mim por vergonha, nos fez amadurecer e me preparou para enfrentar praticamente qualquer coisa.
    Desculpa ter falado tanto, mas queria mesmo te ajudar. Se quiser me passar seu email podemos conversar.
    Beijos e boa sorte!

    • #43
      Alice
      13.11.2014 - 18:58

      Achei lindo seu depoimento. Hoje todos incentivam a descartar as relações. Poxa, a Letícia tem dinheiro pra malhar, se cuidar… investe no marido.
      Comigo aconteceu isso, meu marido já tinha um ótimo emprego, mas me incentivou a terminar a faculdade, pagou meus estudos e me bancou por quase 2 anos, até eu passar em 3 concursos… quando eu me sentia mal ou frustrada e ele me dizia: estou investindo em vc, não gastando com vc! Acho uma enorme prova de amor!! bjss

    • #44
      Nic
      13.11.2014 - 20:42

      Ana, eu admiro muito a sua paciência de ter esperado e dado apoio ao seu namorado, agora marido, na época em que ele passou pelos perrengues tentando concurso.

      Mas veja bem, o caso da Letícia parece um pouco diferente. Ela não nos deu muitos detalhes, mas parece que o marido dela não é do tipo que corre atrás, certo?
      Eles já começaram a passar por alguns problemas financeiros antes mesmo do casamento acontecer.

      Acho que o maior problema não é a diferença dos salários sabe? Acho que o maior problema é a diferença cultural. Eu não acho que uma advogada se daria junto com um técnico de informática. Não que eu ache a advocacia uma profissão muito glamourosa, mas os advogados precisam ler muito, estar a par do que acontece por aí, enquanto a profissão do marido da Letícia não exige o mesmo.

      Eu sou médica e meu atual namorado e, espero, futuro marido rs, é analista de sistemas. Nós dois cursamos faculdade, viemos de famílias que apoiam o estudo. Por mais que minha família seja simples de origem meus pais sempre priorizaram a minha educação. Eu ganho três ou quatro vezes mais do que ele, porém ele tem um ótimo salário, é que realmente eu trabalho muito e minha profissão é muito bem remunerada. Então se por acaso eu ganhasse pouco ainda assim o salário dele daria para nos manter confortavelmente.

      O que eu vejo que incomoda a Letícia é a falta de perspectiva, o que não era um problema com o seu marido, Ana, uma vez que ele estava em uma situação de pindaíba (você sabe o que é isso? rs) provisória. Ele estava correndo atrás de um sonho, tinha uma meta.

      E outra, homem adoooooooora sexo. Acho que é um dos momentos em que ele desliga de tudo e faz algo que adora. Mesmo. Acho isso de verdade. Tudo bem que problemas e preocupações afetam um pouco esse aspecto. O homem pode não te procurar todos os dias, mas não deixa de procurar. Isso é fato, é bem a cara de homem. Ele pode chegar do trabalho morto, acabado, nervoso, mas se você mostrar que quer sexo, opa, ele fica pronto na hora.

      Acho que além de o marido da Letícia estar chateado por sua atual situação ele também não está gostando de ver a Letícia ir bem.

      Eu não sou a favor de separações. Mas algumas vezes é necessário. Ela está infeliz, e pelo que ela contou ele também. Letícia, talvez seja o caso de você pensar em recomeçar sim sua vida, sozinha e feliz!

  23. #45
    Amanda R.
    13.11.2014 - 17:37

    Letícia… eu já passei por essa diferença (não casada, mas serve tbm) e realmente os homens sentem isso muito mais que nós mulheres. Não sei dizer o pq, acho que é uma coisa cultural, do homem ter que ser o “homem da casa” e nós mulheres que sempre acreditamos que o amor supera tudo, enfim essas coisas que no fim são rótulos idiotas, mas sabemos que acontecem… enfim, pra resumir, meu namoro acabou, por esse e por outros motivos, mas 2 meses depois voltamos e estamos mais fortes do que nunca e agora quem esta em crise profissional sou eu, mas tento não deixar isso nos influenciar. Por se tratar de casamento acho mais complicado ainda de opinar, afinal nunca fui casada. Mas acredito que você tenha que analisar se o seu amor diminuiu por causa dessa fase e isso vai passar ou se o seu amor diminuiu e isso vai continuar diminuindo cada vez mais, que é ai que a coisa pega!

    Carine do céu ele pegou pesadão e eu faria como a Constanza, quebrava ele no meio nessa hora. Maaaaaaaaas o que me pareceu ai é que se isso dele se separar aconteceu a uns 2 anos, então ainda é um pouco recente certo? (2 anos passam voando e a gente nem percebe). Nesse tempo vocês se conheceram e já se casaram, então se for pensar foi tudo MUITO rápido. Se hoje você tem 20, conheceu ele com 18, ou seja, nova pra caramba e enfim pra ele é simples comparar uma menina de 20 com uma mulher de 40, mas você não pode deixar isso acontecer! Acho que só dele falar que “se você o amasse teria que “arriscar” em casar com ele e ESPERAR até que ele SUPERE isso e se desvincule totalmente da historia que viveu com ela”, então é porque ele não teve tempo, nem folego ainda pra se recuperar disso tudo. Me parece que ele ainda ama ela e “te usa” pra tentar realizar com você o que ele não conseguiu com ela. Você é nova, eu com 20 tbm achava que tinha achado o homem da minha vida, mas hoje com 26 sei que ainda sou muito nova pra casar, apesar de achar que agora sim tenho o homem da minha vida… enfim, se eu fosse você ia aproveitar a vida, ia pra balada, conhecer uns gatinhos na faculdade, ia ser feliz! Esse cara ainda gosta da ex! Só acho!

  24. #46
    Paula
    13.11.2014 - 17:38

    Cony, parabéns! Faz tempo que não comento nem mando DDL, aí você cria esta coluna do coração tão sincera e não me aguentei…Legal você estar no fhits, mas confia na tua intuição que você vai ainda mais longe!

  25. #47
    Betina
    13.11.2014 - 17:40

    Leticia: Amiga, sério, não deiste agora, as pessoas que não têm uma história de vida, de namoro, de casamento, costumam dar conselhos tipo “ah… termina isso aeeee!!!” – aff… nao aguento, serio, não é assim! O meu conselho para você é que seja o incentivo e o apoio que ele precisa! Tipo, hoje ele não precisa de uma garanhona na cama, ele precisa da “grande mulher por tras de um grande homem”. Eu e o meu noivo tambem passamos por isso ao longo da nossa vida de namoro (eu comecei ganhando bem mais que ele na vida de trabalho), porem, isso nao me abalou nunca e a gente se fortaleceu mais, pois imprimi nele a vontade, a gana de querer mais!!!… Deu certo! Por isso meu conselho é: tente! Tudo! Manda ele fazer uma faculdade de direito e dai voce vai e arruma um emprego bom igual esse seu! hehehehehe!

    Carine: não acho o fato de ele te comparar a mulher antiga seja o mais grave, mas o fato de você não responder a altura! Inclusive a resposta da Cony foi a melhor! No calor da discussão sempre surge algo que você vai embolar na sua cabeça e que vai te deixar na “bad”. Acontece! Eu acho que voce tem é que sem entregar a esse amor, a esse casamento de corpo e alma! Parece que você tem medo de brigar, de falar! Menos medo, mais atitude!

  26. #48
    Marô
    13.11.2014 - 17:42

    E p constar: tb acho q não se deve desistir frente as primeiras adversidades, elas inclusive, sempre existirão em alguns momentos. Mas, se são constantes, se te fazem triste, insegura e te deixam insatisfeita… cara, casa duas, três vezes, namora, sei lá, mas, não fica infeliz, não fica “esperando”.
    Tenho conhecidas que namoraram anos na esperança de: ser pedida em casamento, do cara mudar, de melhorar de emprego, de isso, de aquilo… e nisso perderam anos da suas vidas! Pra quê? Põe prazo, diz o que vc quer, o que espera, como vai ser, enfim, abre a boca e diz o que quer, sem medo, pq ou o cara quer o mesmo e vc nem sabe ou, se ele não quer, ele cai fora logo. Só por favor, parem com esses relacionamentos longos, com esses enroladores que as vezes roubam anos da nossa beleza e juventude. Vamos objetivar, pq d um dia pro outro, tudo pode acontecer, a vida voa!
    O dia do uso do perfume de festa é hoje 🙂

    • #49
      Maria Cruz
      14.11.2014 - 17:00

      Sou a favor da Cony chamar a Marô para ser convidada especial e fazer comentários sobre os casos! Melhores conselhos 😉

  27. #50
    Jessica
    13.11.2014 - 17:49

    Tem mto homem que está em depressão e não sabe. Tem muito homem que nao sabe lidar ou realmente fica triste em não poder satisfazer sua mulher em todos os sentidos, ele se sente sempre atras de vc, Leticia. Infelizmente.
    Deixe de besteira, converse com SEU homem, diga que ele tem quw parar de remuer o passado, que ele tem que cuidar é do presente que é vc. Compre uma caixa bem bonita e coloque nome boa lembranças e guardar Não so as coisas da ex comonoutras boas lembranças. Faca superior.

  28. #51
    Fabíola Nunes
    13.11.2014 - 18:00

    Olha como o contrário tb ocorre, Cony. Pra resumir: namorei por dois meses um rapaz que antes tinha namorado muitos anos e qnd foram ficar noivos ela chamou todo mundo do trabalho dela, inclusive um colega de trabalho para ficar na churrasqueira, foi um festão… Uns meses depois este mesmo colega de trabalho (q tinha ficado na churrasqueira) ligou para o então noivo dizendo que tinha um caso com a garota há anos e que tinha terminado um casamento para ficar com ela e ela agora ficava de joguinho com ele e continuava noiva. Ou seja, na festa de noivado TODO mundo sabia desse caso! E se o “outro” não ligasse abrindo o jogo, a garota enganaria ele para sempre… E ele era super apaixonado e dedicado!
    Acontece sim dos dois lados! Caráter não escolhe gênero

  29. #52
    Marina
    13.11.2014 - 18:04

    Letícia! Eu já passei por isso, no começo do meu namoro meu namorado passou por algumas baixas de moral no trabalho e problemas com dívidas no nome dele. Viajávamos e nada acontecia eu me sentia mal pq me “oferecia” e nada. Pensava que começo de namoro não podia ser assim e etc… Terminamos, passamos um mês separados. No processo de “volta” ficamos totalmente diferentes, acho que acordamos um para o outro. Durante os meses que se seguiram vivemos muitas descobertas do que o deixava mal, muitas conversas e a baixa no emprego passou e as dívidas foram resolvidas, resultado: namoro finalmente foi bem e vamos nos casar ano que vem. Acho q antes de melhorar parece que está tudo na total escuridão. Pense se vc quer investir em resolver isso ainda.
    Carine! O que foi “ela é mais mulher que vc”? O fim da picada. Vc pode ter coisa melhor, ser a sombra de outra mulher e outra relação não é o papel de ninguém. Se vc não é a protagonista da vida dele, não deve se contentar com papel secundário. Vc tem valor!

  30. #53
    luciana
    13.11.2014 - 18:14

    Minha humilde opinião: Carine: quem vive de passado é museu! bola para frente e se vc é feliz com ele isso tem que ser mais importante. A outra sempre fará parte da história dele e você assumiu esse risco quando resolveu colocar o amor na frente.

    Leticia: tenho dois pontos de vista. Acho que essa situaçào é complicada desde o primeiro dia e acho que hoje em dia as pessoas descartam as coisas muito mais facilmente do que antigamente, é só separar… não penso assim. Mas ao mesmo tempo você tem direito de ser feliz, o que não me parece no momento. Sendo assim, a pergunta que te faço é a seguinte: no fundo do se coração, olhando lá para dentro, você fez tudo, mas tudo mesmo que poderia para tentar mudar essa situação? não resta nenhuma duvida? se a resposta for não fiz tudo, tente mais um pouco, invista, reúna forças e lute. Mas se você está esgotada, simplesmente fez o que podia, ai acho que não há mais solução! Para sair de um casamento na minha opinião você tem que olhar para trás sabendo que não há como se arrepender. Boa sorte para as duas!

  31. #54
    Joana
    13.11.2014 - 18:19

    Carine,
    namoro a 4 anos e a minha situação é mais ou menos parecida com a sua. Meu namorado tem um filho de um outro namoro que durou 5 anos e, então continua convivendo com a ex, etc.
    Tudo bem que é um pouco diferente, mas em relação as fotos eu realmente não vejo nenhum problema. Eu mesma não apago fotos antigas, acho que isso é parte de quem eu sou, do que eu vivi, etc. E acho que isso são coisas boas de se guardar para se ter na velhice sl hahah .. Tenho carinho pelos meus ex namorados, mas nunca mais ou vi nem nada. São só as fotos que são momentos que eu vivi no passado e ponto.
    Sobre a observação dele, acho que foi infeliz e entendo que fique chateada. Mas também não acho que seja um absurdo ou motivo pra vc ficar encanada com isso. As vezes dependendo do momento voce acaba falando uma coisa sem pensar que acaba magoando o outro. É chato, mas não necessariamente quer dizer nada !!

  32. #55
    Carol
    13.11.2014 - 18:20

    Oi Constanza! Quase não comento, mas estou sempre por aqui!
    Confesso que a princípio fiquei tensa com a idéia desta tag, pois sou Psicóloga e sei o quanto pode ser devastador uma opnião/idéia/palpite sobre assuntos que estão trazendo tanto sofrimento para alguém. Mas depois de acompanhar todos os casos, suas colocações e os comentários das leitoras, precisava vir aqui te parabenizar!
    Poxa, quanta sensibilidade da sua parte Cony! Você consegue dar sua opinião de forma sincera e acolhedora em todos os casos. Trata as meninas e seus problemas com um carinho que tenho certeza que elas conseguem sentir quando leem, pois eu sinto!!! Acredito que algumas dessas mulheres precisem de uma ajuda profissional pra resolver seus conflitos/problemas/angústias. Já outras, acredito que precisavam desabafar e ouvir opiniões sinceras sem serem julgadas ou criticadas. Precisavam de “uma amiga” para ajudá-las a tirar “a nuvem” formada por medo, dúvidas e incertezas que as impediam de enxergar com clareza o melhor caminho para ser feliz. E você proporcionou isto! Parabéns pela generosidade, respeito e carinhos para com os outros!
    Parabéns para as leitoras também! Comentários maduros, bem humorados e respeitosos!!!!
    Grande abraço!
    ❤️

  33. #56
    Joana
    13.11.2014 - 18:25

    E para a Letícia …
    Também entendo o que você está passando .. e acho uma situação muito difícil. Acho que se você quer continuar com ele tem que fazer o que outras leitoras falaram, de incentivar ele a melhorar o currículo, estudar, etc.
    O problema é que essas coisas no geral custam dinheiro e pode ser que ele não aceite o seu pra fazer isso. Além disso, essas coisas levam tempo ne? São processos graduais, então não sei …
    Acho que você tem que pensar se está disposta a ficar com ele assim do jeito que está ou não, pois não muitas garantias de mudança ne?
    E acho bonito caso decida tentar mais, incentiva-lo etc, pois se ele está assim também não deve estar sendo fácil pra ele.

  34. #57
    Izabella
    13.11.2014 - 18:52

    Letícia, eu acho q vale a pena vc dar uma chance para o seu marido se vc acha q o amor dele é verdadeiro e que ele tem se empenhado pra melhorar a situação.
    Já passei por esse problema, mas na posição inversa, enquanto estudava para ingressar na magistratura e namorava um médico bem sucedido… Quando a situação profissional não ta boa fica mto difícil manter a libido, e isso não é falta de amor não.

  35. #58
    Lu
    13.11.2014 - 19:10

    Letícia,

    Minha tia é linda, tem 45 anos, executiva de uma grande empresa pois passou a vida estudando, casada desde os 20 com um cara que não gostava de estudar… ela ajudou o cara, montaram um negócio próprio e o cara conseguiu se levantar e ficar muito bem. Ela sempre apoiou e ajudou o cara, mas o sexo sempre deixava a desejar e o cara “não dava conta do recado” cada vez mais frequentemente e o motivo sempre era porque ela era muito bem sucedida e respeitada e ele só um comerciante que ganhava bem ás custas dela ter montado o negócio, isso era o que ele falava para ela. Ela nunca desconfiou de nada, até começar a desconfiar que ele não tinha desejo por ela… e ela descobriu porque ás custas de muita terapia de casal, o cara sente atração por homens, embora nunca tenha consumado o ato. Ele é daqueles que troca a esposa para assistir o jogo com os amigos sempre, tipo fanático, não deixa de ir na academia, de sair para beber com os amigos, o cara tem corpão, barriga tanquinho, super vaidoso, não tem nada de efeminado e veja bem, nunca foi gay, mas ele não sente atração por mulheres, nem por ela e nem por outras… agora o tempo passou, eles tem 2 filhas e sobrou essa bomba para ela, que é infeliz no casamento sem sexo e que foi diminuindo cada vez mais até não mais existir. Acho que a libido cair um pouco é normal com algum problema, mas chegar a quase zero não. Hoje ela se arrepende de ter levantado o caro, dado chances e mais chances achando que tudo poderia mudar e não mudou. Boa sorte aí para vc!

  36. #59
    Lu
    13.11.2014 - 19:11

    *levantado o cara, e não o caro

  37. #60
    Luciana
    13.11.2014 - 19:22

    Não entendo como as duas casaram com perspectivas tão baixas! Eles já mostravam o que eram ANTES do casamento, não esconderam os problemas… E agora elas esperam que eles mudem. Desculpem, mas eu nem teria casado, para começo de assunto. Mas respeito as opiniões em contrário e torço para que as duas sejam felizes, qualquer que sejam as escolhas.

    • #61
      Gabriela
      14.11.2014 - 01:47

      idem

    • #62
      Manuella
      14.11.2014 - 09:03

      Luciana, concordo plenamente com o seu comentário!!
      O desespero da mulherada em casar é TÃO GRANDE que, mesmo sabendo da existência dos problemas (sim, eles existem. É só não fazer vista grossa pra isso) decidem pelo casamento!!
      Adoro essa tag Cony, mas todos os problemas relatados até hoje são de pessoas insatisfeitas em relacionamentos. Gente… levanta, sacode a poeira… Vamos viajar mais, assistir mais espetáculos, ler mais livros, estudar mais… Comprar um apê, decorar a casa, sei lá… Vamos nos realizar com outras coisas. Será que nós não estamos colocando toda a responsabilidade pela nossa felicidade em um relacionamento?!?
      Acho que você mesma Cony, melhorou muito depois do fim de uma relação que não tinha futuro e resolveu aproveitar a sua vida. Pra quem acompanha o blog isso é nítido!!
      Casamento não é a solução dos problemas de ninguém (sim, eu sou casada e não, meu casamento não é perfeito, pq isso não existe)!!
      Vou concluir dizendo uma frase: “Você é o que você atrai”. E se a turma tá atraindo esse monte de homem ruim é pq alguma coisa precisa melhorar. Pq quando a gente está bem, a gente atrai só coisa boa!!!
      Desculpa se fui sincera ou ignorante!!

      Beijossss

  38. #63
    silvia hahne
    13.11.2014 - 19:37

    Letícia: Neste caso as considerações da Cony, são tão claras e lúcidas, que praticamente sobra muito pouco à acrescentar; no entanto, na citação dela ao final,(em inglês) acho o termo “fraco”, perfeito para definir esse marido, não no sentido pejorativo da palavra, mas…na falta de vontade em sair deste marasmo, no qual está submerso.
    Carine:Este realmente é um caso grave ou melhor gravíssimo. Este marido, ao que me parece é mais casado com a instituição matrimônio, do que com Carine. O fato dele se desdobrar em ajudá-la nas tarefas domésticas e incentivá-la quanto aos estudos e tudo mais, no meu entender mais parece um homem carente por um “LAR”, do que um apaixonado pela mulher.É muito triste ter que admitir, que ele ainda não se desligou da relação anterior, seja por ter sido a primeira, seja por ter sido tão intensa, mas o fato é, que ele avisou e portanto, Carine embarcou nesta relação sabendo o que à esperava. Achar que podemos mudar um comportamento, com afeto, carinho ou mesmo paixão é um desafio enorme e que talvez dure anos, que com certeza serão os melhores de sua vida, visto sua pouca idade e mesmo assim sem certeza nenhuma em alcançar o desejado.
    Avaliar com calma e com ajuda de um boa terapia, são únicos caminhos que vejo para a sua história.
    Beijos para ambas e todas a outras garotas que aqui também colocam suas opiniões.

    • #64
      Leticia
      14.11.2014 - 01:17

      Estou me sentindo numa roda de conversa com amigas. Muitas leitoras me mandaram ser feliz… Quero lutar pela minha felicidade com ele mas não consigo decidir se ele corresponde a esse meu esforço. Obrigada a todas, inclusive a quem achou que eu não me esforcei o suficiente. Vale a pena lutar mais um pouco então.

      • #65
        Isabela Rissio
        14.11.2014 - 11:36

        Letícia, eu sou uma que “mandou você ser feliz”… É claro que eu entendo que você ama muito seu marido e quer de todas as formas conservar esse relacionamento, mas você passa uma imagem tão tristonha, tão desanimada, de quem já está cansada de se esforçar e não ver nenhum resultado, que eu entendo que não tem muito mais o que possa ser feito. Você falou que se sente casada com um AMIGO… Isso não pode ser bom pra você!!

  39. #66
    Cris
    13.11.2014 - 21:23

    Eu tinha pensado nisso que você disse quando li a coluna anterior, mas acabei não comentando. Fico impressionada com a quantidade de homem que faz e fala besteira, e que machuca a esmo, mesmo tendo plena consciência disso. Não apenas pelas mensagens que as leitoras mandam, mas também por talvez não conhecer uma mulher do meu círculo cujos namorados, maridos ou ex as tenham verdadeiramente machucado. Me pergunto sobre o lado dos homens também, mas por observação, a conta parece bem menor.
    Eu acho essa coluna muito legal e as trocas são fantásticas, gosto de participar com alguma ideia ou experiência própria, mas passei a perceber que fico bem triste toda vez que leio… não sei se me ponho no lugar delas, remoo as minhas próprias mágoas, fico chocada com a ruindade das pessoas ou tudo junto. De qualquer forma, ela quebra um bom tanto a ideia de que mulheres só competem, a gente sabe se unir e ajudar e muito nos momentos difíceis =)

    • #67
      Cris
      13.11.2014 - 21:25

      *”não” as tenham verdadeiramente machucado.

    • #68
      Gabriella
      17.11.2014 - 10:34

      Nossa, me identifiquei com seu comentário, fico muito triste lendo essas histórias, também não sei se me identifico, se me envolvo e me sinto impotente, volto pros comentários várias vezes para ver se tem algo novo. Força aí meninas! Se valorizem!

  40. #69
    Vanda Maria de Souza Rodrigues
    13.11.2014 - 21:27

    Entrei para comentar, mas diante do comentário da Salete eu me calo. Por que nunca na minha vida eu vi uma pessoa resumir tão bem um problema. Ela foi certeira, não ficou buscando palavras para amenizar sua opinião. Não me resta dizer mais nada! bjs.

  41. #70
    Bruna
    13.11.2014 - 21:28

    Meu conselho vai para a Carine.
    Olha Carina, realmente você está tendo que lidar com uma situação um tanto complicada, talvez mais ainda pela sua idade. Vou expor meu ponto de vista, espero que te ajude. Sou casada há 5 anos e tb comecei com meu marido muito nova (eu tinha 19 anos).
    Uma coisa que nunca devemos nos esquecer é que todos os relacionamentos têm problemas, não existe perfeição, principalmente a longo prazo. O fato dele manter algumas lembranças da ex eu não acho que seja um problema, isso realmente faz parte da vida dele, uma parte importante e isso não será apagado. Se eu me separasse, independente de como fosse a separação, eu não iria apagar as lembranças do meu ex. Faz parte da vida.
    Agora quanto ao que ele falou para vc: foi feio, foi. Foi cruel, foi. Mas com sinceridade? Acho que é uma coisa que dá para superar, no entanto, algumas coisas devem ser consideradas. Primeiro se ele mostrou-se arrependido do que falou. Acho isso muito importante. Pois errar, todo mundo erra, isso pode acontecer com qualquer um quando estamos em um momento ruim, talvez irritados por algo, em uma discussão. O mais importante é aquele que magoou perceber que ele errou. Eu pergunto: quem nunca magoou o namorado/noivo/marido?
    O que não pode é isso se tornar uma situação comum. Portanto dê uma chance ao amor de vcs. Vc enumerou qualidades maravilhosas dele, difíceis de encontrar em um homem, mostra que ele se preocupa com vc, quer te fazer feliz, te ver bem.
    E outra, não sei se analisei errado, mas quem te apresentou foi justamente o filho da ex dele, será que isso não mostra que essa história está superada?
    Bom espero que eu tenha ajudado um pouquinho…

  42. #71
    Karina Andrade
    13.11.2014 - 21:33

    ““Chegou a falar que ela era muito mais mulher do que eu! ” CÊ TÁ LOUCA FIA? Se um cara me fala isso, comparando com a ex dele, eu quebro ele todo! Vai ficar com ela então seu trouxa!”

    Gente não sou de comentar (típica leitora fantasma, rsrs) mas dessa vez eu tive que vir aqui!!! kkkk
    É isso aí, Cony! Sou dessas tb! Bju adoro teu blog e tá cada vez melhor! 🙂

  43. #72
    Aline
    13.11.2014 - 21:36

    CARINE, você merece ser a única mulher na vida de um homem! Imagina se daqui a alguns anos você e o atual marido têm filhos. Eu, no seu lugar, me separaria antes que isso acontecesse e sairia em busca da minha felicidade amorosa. Ainda mais que você é super jovem.

  44. #73
    Priscilla
    13.11.2014 - 21:44

    PQP! Por que será que problema de mulher é sempre com homem? Pelo amor de Deus! Que perda de tempo com esses bolhas!!! Vcs são jovens! Vão aproveitar a juventude, trabalhar, ganhar dinheiro, dançar, namorar, enfim, se divertir. Partam pra outra e sejam felizes, ou pelo menos, busquem a felicidade, pq a vida, até onde sabemos, é uma só.

  45. #74
    Lílian
    13.11.2014 - 22:00

    Carine, eu não tenho nada de nenhum ex. Nem do que tive dois filhos. Só conservei fotos com os filhos. E também nada do que namorei depois dele, mesmo tendo amado muito, muito mesmo.
    Então não acho normal ter lembranças assim.
    As coisas boas ficam no coração em forma de gratidão. As ruins faço esforço para desapegar.
    Tenho essa necessidade desapegar, mas “cada caso é um caso”.
    Também achei terrível te comparar com ela, mas tem que ver isso dentro de um contexto. Talvez para ele tenha sido uma forma de se “defender”, tipo “fiquei com uma desequilibrada porque tinha qualidades”. Mas não justifica.

    O primeiro caso, da Letícia é mais grave.
    Gente, só vejo uma alternativa segura aí: VOCÊ procurar uma boa terapeuta.
    Ah, ele precisa mais que você! Eu sei. Mas a gente nunca consegue mudar o outro, então somos nós que temos que mudar.
    E você vai ficar com maior discernimento e equilíbrio para tomar sua decisão.
    As vezes a pessoa que está com a gente percebe que estamos nos resolvendo e decide crescer também. Às vezes a pessoa não consegue/quer/merece mudar e o afastamento acaba acontecendo.
    É um “risco”, mas vale a pena investir na SUA terapia. Principalmente porque a de casal não funcionou.
    É o que digo as minhas pacientes.

    Não quero te deixar encucada, mas pode ter coisas mais graves ai. Não é normal um homem nessa idade recusar sexo. Ah, uma amiga minha descobriu depois de décadas que o marido era homossexual. Não tenho preconceito, mas, claro, acho terrível ele tê-la usado dessa forma.

    Uma coisa é fato: as mulheres estão muito mais avançadas que os homens do ponto de vista sócio-psicológico. Os homens não nos acompanharam. Então para dar certo, tem que ter muitas coisas boas em sintonia.

    Beijos e boa sorte às duas.

  46. #75
    Carol
    13.11.2014 - 22:37

    terminei o namoro ontem por algo similar ao primeiro caso….estudamos pra concurso e moramos em estado diferentes, eu passei para o cargo que almejava (apesar de nao ser no meu estado e coincidentemente ser no estado que mora a familia dele) e ele ainda continua estudando pq esta super insatisfeito com o cargo atual, a consequencia é que esse ano nos vimos praticamente nas provas que tínhamos em comum e já estava me irritando só falar ao telefone….dei um ultimato pq nao queria esperar até o ano novo para vê-lo, estava me sentindo sozinha, parecia que tinha um amigo e nao um namorado…e nao queria esperar ate ano que vem para ver se melhorava com a distancia mais curta, morro de medo de viver uma relacionamento mediano, ir empurrando com a barriga e acabar em casamento ruim (na minha roda de amigos já tiveram 2 assim),prefiro terminar a ter o benefício da dúvida…e pra mim qd se gosta de verdade é preto no branco, eu nao pedi uma semana em cancun, pedi um fds ao lado dele, o básico, quem ama, gosta, concilia….mas tive que escutar que já estou aonde queria, que ele ainda nao, que ele seria um estorvo pra mim nessa nova fase e bla bla bla em suma, ja passei por intensas bad trips por causa de infelicidade em profissao, se vc nao está bem consigo mesmo, não há santo que ajude e vc acaba descontando nas pessoas próximas…entendo o lado dele, pq eu sou bem fragil em auto estima, tbm estaria um caco, como ja fiquei com inumeras reprovações….enfim, nao há o que vc possa fazer qd alguem está mal resolvido, ou vc tem paciencia e fica blasé ate ele conseguir o que quer ou pensa que a vida é curta e vá viver sua felicidade, afinal nao dá pra ajudar quem nao quer ser ajudado e só ve problema na frente…

    • #76
      Leticia
      14.11.2014 - 01:13

      Me identifiquei com o seu relato mas ele nunca me culpou. Fico triste porque não vejo esforço da parte dele… Queria fazer esse amor, essa relação valer a pena

  47. #77
    13.11.2014 - 23:28

    Queria comentar o caso da Carine.
    Eu praticamente concordo com tudo que a Cony falou, Carine. Quando comecei a ler a história onde você falou que ficou chateada por ter encontrado coisas da ex, me identifiquei porque comigo aconteceu o contrário.
    Quando comecei a namorar meu atual namorado, ele viu fotos no meu apartamento do meu relacionamento com o meu antigo namorado, foi o primeiro e era um cara realmente especial por quem tenho carinho mas com quem não penso em voltar e também não sinto mais nada de sentimento. No início, meu atual namorado ficou super chateado mas conversando expliquei a ele que aquilo eram lembranças de momentos bons mas que não significava que tinha saudades ou que queria voltar. Enfim, o mesmo que teu marido te disse. Por isso, diria para relevar essa parte pois acho realmente compreensível.
    Agora, a parte da comparação e de ele falar que não sabia o que ainda sentia pela ex, aí complica. Eu nem teria casado, na verdade. Mas acho que agora você deve ser bem sincera com ele e fazê-lo esclarecer esses sentimentos dentro dele, mostrar-se maduro e refletir essa maturidade no relacionamento de vocês!

    Blog Coisa e tal
    Facebook | Twitter | Instagram

  48. #78
    Priscila
    13.11.2014 - 23:48

    Eu me identifiquei completamente com as duas histórias, pois estou vivendo meio que uma mistura dos dois (meu namorado me confessou que se sente inferior a mim pela condição financeira e ele ainda me disse que não vai conseguir se entregar a mim como foi com a ex mulher, que no fundo ainda gosta dela apesar de não ter mais volta), decidi dar mais uma chance ao nosso namoro, eu gosto dele e vivemos em pouco tempo de namoro coisas que muitos casais com anos juntos nunca viveram – foi tudo muito intenso desde o início, uma entrega dos dois lados muito forte. Portanto o que eu digo para ambas é: avaliem a história de vocês, o sentimento, não se foquem somente em um fato (caso Carine) ou se é realmente uma fase (caso Leticia), hoje percebo o quanto a nossa independência também faz com que a gente desista das coisas nas dificuldades que surgem e só avalia o que tá errado, sem olhar o todo – e nisso vou de encontro ao que a Salete, a Alessandra Faria e a Bruna: deixem que ele faça o papel de homem mesmo nas pequenas tarefas do dia a dia, quem nunca magoou uma amiga, os pais ou o companheiro com uma palavra impensada que atire a primeira pedra, e o que foi feito pra melhorar e onde eu posso ajudar o outro a crescer comigo – independente da profissão. E do outro lado: o quanto o outro está interessado em mudar?
    E aproveito pra agradecer aos conselhos dessas três que citei, sei que tendemos a gostar mais daqueles que nos agradam mais (confesso q a Salete me assustou logo de cara, mas reli e entendi o contexto e concordo plenamente), como disse que estou passando por uma mistura dos dois, e eu decidi não jogar para o alto, pois essa é a primeira dificuldade que estou lidando com um namoro que nunca teve uma briga sequer!

    Beijos

  49. #79
    Carolina
    14.11.2014 - 00:14

    Amo esta coluna!
    Acredito que estamos crescendo mt com essas histórias…
    Sucesso Cony!

  50. #80
    Diana
    14.11.2014 - 01:08

    Ai Meu Deus, vamos lá..
    Primeiro caso. Acho que diferenças culturais (até mais que financeiras) pesam MUITO em uma relação. As pessoas têm que estar afinadas em um mesmo objetivo. Mas você sabia disso antes de casar, escolheu viver isso, falou que era na riqueza e na pobreza, e agora que o cara tá mal vai pular fora? Como se sentiria se o cara te largasse porque você ta triste, desempregada e não quer transar? Acho que vale a pena tentar ajudá-lo (se ele quiser ser ajudado, claro), ao invés de pensar só na sua beleza, malhacao e apetite sexual, a partir dai, pensar em separar.
    Segundo o caso: Cony, você me representa. Como assim, bial? Pensei exatamente a mesma coisa, porém com palavras menos bonitas. “Minha ex é muito mais mulher que você.” OI????? Volta pro mar, oferenda! Nao perca seus 20 e poucos lindos anos.
    Beijos

    • #81
      Leticia
      14.11.2014 - 08:50

      Diana, a questão é justamente o “se ele quiser ser ajudado”. Isso que me deixa mal, é perceber que ele não quer. Não estou disposta a deixar o meu marido porque estava desempregado, triste e sem apetite sexual. A questão é ele estar assim desde muito tempo e nada fazer para mudar, só se lamentar, reclamar que “o mundo conspira contra ele”. Será que é isso mesmo? Que ele não tem sorte? Ou simplesmente não corre atrás…

      • #82
        ALICE
        14.11.2014 - 11:37

        Só digo uma coisa para as duas: vamos deixar o instinto maternal para os filhos????Que é isso meu povo.

        Leticia passei pelo mesmo problema e ele ainda usava essa diferença pra me deixar mau e me prender ao lado dele. no final a única coisa que sentia era pena dela e raiva de mim por ter perdido tanto tempo. A pessoa não quer mudar e nem Deus em pessoa vai mudar isso. Então porque dar murro em ponta de faca? E depois qual é o nível que ele tem que estar pra melhorar? Quanto ele tem que ganhar pra começar a ser homem? E respeito uma vez perdido não há amor que resolva.

      • #83
        Diana
        14.11.2014 - 13:21

        Se ele está acomodado achando que o mundo conspira contra ele, e só força divina pra dar jeito… Complicou pro lado dele. Você não é santa, então não vai conseguir operar esse milagre. Espero que fique bem, boa sorte!

  51. #84
    Kaa
    14.11.2014 - 08:34

    Letícia, flor, li todas as dicas das meninas e eu no seu caso estaria + perdidinha do que nunca! (rs) É que são conselhos bons… As leitoras do Fufu são tops, né?!
    Tenho + um no caso de você não saber o que fazer: procurar (por indicação) uma boa cartomante! Se você for do RS, tenho duas pra sugerir.

    Beijos e boa sorte!

  52. #85
    Nina
    14.11.2014 - 10:17

    Se o cara é mesmo um banana a ponto de acabar em divórcio ou se ele tá só chateado por estar “atrás” da Letícia, isso só ela, mas só ela msm vai saber dizer. Pq quem sofre na pele tudo,todo dia, é ela. E quer saber, depois de tanto tempo sofrendo, ela até já sabe a resposta. No fundo do coração dela, ela sabe, mas o medo de agir a impede de perceber.

    E Carine, minha filha, pelamordedeus! mete o pé daí! além de escroto por ter te dito essas coisas e te comparado a ex, ele é um babaca! não acha que ele lava a louça pq é legalzinho e quer te poupar! isso é culpa! pq ele tem a plena ctz de quem ele gosta (e não, não é de vc!), e fica agindo numa maneira de te agradar. Pode ter ctz que um dia, se vc terminar com ele, e disser pra ele que ele não serve pra vc, ele vai usar isso pra jogar na sua cara ” ahhh…mas até a louça eu lavava!”. Escreve aí…depois não diz que não avisei! Desculpa a bronca, mas é pq eu, como a amiga ali em cima, sempre fui (e sou) muito mais amiga de homem do que de mulher, e eles confiam a mim diversos segredos e problemas, e eu já ouvi DIVERSAS histórias como a sua. Acredite: homens são bundões, salve raras exceções, no que diz respeito a tomar decisão e escolher entre largar td e ficar com quem amam de verdade ou aquela com quem eles estão, namoram, gostam, lavam louça etc etc etc.
    Bjs a tds e sejam felizes!

  53. #86
    Juliana
    14.11.2014 - 10:33

    Bom, nem ia comentar pq depois que começou esta tag estou vendo que minha vida é muito pacata e praticamente não tenho problemas kkkk
    Mas tenho um pouco de experiência e lembrei que passei por uma situação semelhante a um tempo atrás…
    Casei em 2007 e em 2008 comecei a tentar engravidar, porém passou um tempo e não conseguia, daí tinha certeza que era um problema comigo, mas fiz os exames e não tinha nenhuma alteração, pediram os exames do meu marido e deu contagem espermática baixa e só iriamos conseguir engravidar com uma fertilização in vitro, pois o caso dele era grave. Depois do diagnóstico meu marido ficou MUITO desanimado e triste, e não conseguiamos mais transar…ainda bem que fiz o tratamento e só precisou coletar o sêmem e engravidei na primeira tentativa, pq mesmo conversando muito com ele e abrindo pra ele que isso não era tão importante assim, que mesmo que se não conseguissemos através da FIV tinhamos outras alternativas e tal nada animava ele, para ele foi um choque e foi um período que por ele sofrer muito não tinha clima nenhum…tem que ter paciência, conversar muito –
    e com relação as suas necessidades amiga: ó temos mil maneiras de sermos felizes sozinhas neste quesito, super indico um vibrador kkk ué pq não? é uma fase amiga….
    agora carinho qdo ele perceber que vc só quer carinho sem “segundas intenções” vc vai ter sim,pq vc mesmo disse: ele te ama 🙂
    Bj e paciencia sempre!!!
    Em tempo: Hj estamos casados há sete anos e temos uma menina de 4 anos, já estou pensando em adotar uma outra criança e estamos felizes, e temos fases de muito sexo, e fases de nada de sexo, e já percebi que isso é ok !!!

  54. #87
    ALICE TORINHO DOS SANTOS
    14.11.2014 - 11:45

    Só digo uma coisa para as duas: vamos deixar o instinto maternal para os filhos????Que é isso meu povo.

    Leticia passei pelo mesmo problema e ele ainda usava essa diferença pra me deixar mau e me prender ao lado dele. no final a única coisa que sentia era pena dela e raiva de mim por ter perdido tanto tempo. A pessoa não quer mudar e nem Deus em pessoa vai mudar isso. Então porque dar murro em ponta de faca? E depois qual é o nível que ele tem que estar pra melhorar? Quanto ele tem que ganhar pra começar a ser homem? E respeito uma vez perdido não há amor que resolva.

  55. #88
    Carine
    14.11.2014 - 11:54

    Oi gente, li todos os comentários e agradeço pela força de vontade, rsrs.
    Acho que chama-lo para uma conversa séria não iria resolver, pois isso já foi feito…
    Mas acho que meu casamento tem um potencial e tudo pode ser resolvido, procuro não pensar em desistir, e sim em fazer dar certo… pois o sucesso do meu relacionamento não depende só dele…
    Eu também sei que tenho coisas a melhorar.
    Pela minha natureza sou acomodada, mas graças as palavras dele eu resolvi que tinha que mudar em algumas coisas, portanto melhorei sim, não por ele, mas graças a ele!

    Obrigada meninas, beijosssssss!

    • #89
      Priscila
      14.11.2014 - 14:53

      Carine, estou torcendo por você, me identifiquei muito com as histórias de hoje e entendi plenamente o que você sentiu e o pq não conseguiu reagir.
      Boa sorte!!!

  56. #90
    Marília
    14.11.2014 - 13:03

    Como sempre, as histórias da vida no Fufu nos ajudando a ajudar o próximo e a nós mesmas.

    Bom, deixa eu dar minha humilde opinião:

    LETÍCIA:
    Olha, estar em um relacionamento onde não se anda junto é complicado. Eu vou dizer pra você o que digo sempre pra minha irmã mais nova, e ela tem as características que você tem: bonita, 30 anos, vaidosa, cheia de vida:

    Você é árvore frondosa, Lê. Você está no momento de crescimento, de espalhar seus galhos no mundo, e esse momento é lindo, e deve ser respeitado — mas principalmente por você.
    Se nesse momento, ou em qualquer outro, tiver alguém tentando podar você — e olha, quando falo podar, é com palavras, falta de atitude, falta de bom senso, falta de estímulo… — a hora é agora de se impor e colocar seus galhos pra cima, filha.
    Mandela uma vez disse:

    “NÃO HÁ NADA DE LUMINOSO EM SE DIMINUIR PARA QUE OUTROS NÃO SE SINTAM INSEGUROS AO SEU REDOR.
    Fomos todos feitos para brilhar, como crianças do Espírito.

    À medida que deixamos nossa própria luz brilhar, damos permissão para que outros façam o mesmo.
    À medida que nos libertamos de nosso próprio medo, nossa presença liberta outros”

    Vou contar a história da minha irmã: linda, inteligente, educada, corpão, e cheia de vontade de crescer. Saiu de uma empresa e entrou em outra, sinistra, com um setor inteiro sob responsabilidade dela. Lidando diretamente com chefes internacionais e tudo.
    Ela estava namorando na época, e o agora ex fez uma que olha…só Deus:
    Ela recebeu um celular lindo da empresa, tipo, pra ela trabalhar né — emails, ligações, ela ficava à disposição. Ele veio, na cara dela, e perguntou:
    “O que você fez pra receber esse telefone?”

    Entendeu a pergunta implícita?

    Ela terminou com ele NA HORA. B-A-B-A-C-A. E olha que era namoro de 3 anos!!! Não crescia no trabalho e não queria que ela crescesse, não aceitava isso.

    Ela ia se deixar podar por isso? NO WAY!!

    Não é o mesmo caso que o seu, por favor, não me entenda mal. Só peço que reflita nisso…e escute seu coração.

    É o SEU casamento.
    É a SUA vida.
    É o SEU marido.
    E é o SEU destino, independente disso.E independente dele.

    Espero que sua decisão faça você feliz!

    CARINE:

    Linda, jovem, amorosa…características sensacionais, e que muitos caras realmente estão procurando (eu sei, parece mentira, às vezes até eu tenho que me forçar a acreditar nisso, mas não tá fácil pra ninguém…nem pra eles, acredite!!RS) e um cara, cheio de bagagem, cheio de uma história mal acabada — sim, podem dizer o que for…mas ele tem um “ranço” com essa ex-esposa – vem e fala coisas pra te diminuir…gostei não.

    Numa boa que te falo isso.

    Todo mundo tem histórias. TODO MUNDO. Mas, apesar disso, ninguém tem o direito de menosprezar o outro porque ‘ah, eu tive filhos com ela’, ‘ah, minha história teve 20 aaanos’, ‘ah, são muitos momentos’.

    Péra aí um cadinho.

    Foi isso que ele fez, menosprezou você em comparação à outra história que ele viveu, mas você percebeu isso? Se você não percebeu, desculpe, mas talvez tenha um probleminha aí na sua cabecinha.
    Amar o cara? Poxa, entendo. Mas ama você antes, gatinha. Sério.

    E outra: eu tenho uma história suuuper dolorida, ainda sendo corrigida na minha vida. Tenho que resolver isso na minha cabeça e no meu coração.

    Mas a escolha é MINHA de usar o melhor do que aconteceu comigo e levar o melhor pra próxima relação.Foi dolorido? Foi. Tem mágoa? Tem. Mas eu não quero que a próxima pessoa pague pelos erros da anterior. Não é justo. Não é certo.

    Porque eu até tenho uma bagagem…mas não tô a fim de ficar arrastando corrente ou mala por aí…entende?
    Ele tá arrastando corrente e você não tem NADA a ver com isso. Nem deve ter.

    Então, pense bem…pondere. Cuide disso com cautela. Porque te comparar com outra pessoa é um sinal claro de que ele ainda tá com ela na cabeça.
    Você, eu, ninguém merece passar por isso.

    Beijos meninas. Espero ver vocês felizes logo!

    Cony — beijão! 🙂

    • #91
      Cla
      16.11.2014 - 00:24

      Marili, obrigada pelo comentário : ) sem saber, vc estaajudando nao apenas as meninas do post, mas às outras leitoras, como eu! Obrigada, vc eh mt sensata e sabe o que diz

  57. #92
    Karla
    14.11.2014 - 13:13

    Janaína, uma coisa que ninguém falou mas acho importante salientar é que OS HOMENS TÊM NATURALMENTE TENDÊNCIA A SE ACOMODAR. Dê a ele apoio, ofereça-se para pagar um curso, apoie-o e o incentive, mas deixe claro que você espera empenho e comprometimento. Se você simplesmente prover tudo o que ele precisa ele não vai se esforçar. É mais fácil se vitimizar e ficar na situação confortável. Tenha uma conversa fanca e deixe claro que a atual situação dele também não te satisfaz, mas que você está disposta a esperar e ajudá-lo a galgar coisas melhores. Algumas mulheres deram seus depoimentos contando como os maridos/namorados as ajudaram a passar por estes períodos somente ajudando e incentivando, mas na maioria das vezes não dá certo com homem. Com eles é preciso sermos mais claras e até cobrarmos mais pelo simples fato de que o homem mais forte jamais chegará ao nível de uma mulher mediana. Então o negócio é pressionar e cobrar um pouco mesmo… Aqui em casa tenho situação semelhante e o marido tem respondido bem ao “tratamento de choque” é claro que tem que ser feito com amor e deixando claro o tempo todo o quanto você o ama e acredita nele. A fase ruim do marido também começou um pouco antes de nos casarmos, mas sempre conversamos muito sobre isso e sempre deixei claro que esperava mais dele, que o amo e vou esperar que ele supere essa má fase. O marido tem se esforçado de verdade para organizar a vida dele, já prestou um concurso e fez o ENEM para tentar conseguir vaga num curso de engenharia (temos seis meses de casados). Se vocês se amam vale o esforço. E também na sua situação não custa nada tentar uma abordagem diferente…

    Fiquei curiosa para conhecer a história da cony… Só eu?

  58. #93
    Solange
    14.11.2014 - 14:30

    Letícia, precisei deixar o meu recado pra você também…
    Eu entendo tudo o que você disse… mas acho que você precisa analisar se ainda vale continuar no relacionamento ou não… se ainda ama ele ou não…
    Eu entendo o fato dele não querer saber de sexo devido os problemas, pois quando fiquei desempregada, chorava um dia sim… o outro também… sou muito independente… ter que depender do meu marido me chateava tanto… ele foi um fofo, maravilhoso comigo nessa época… teve toda paciência do mundo, me respeitou… fazia de tudo pra me agradar… mas não adiantava… só melhorei quando arranjei um novo emprego… aí voltei a ser a pessoa feliz de antes.
    Pense nisso… se o ama, tenha um pouco mais de paciência e o ajude… Só você saberá se ainda vale investir na sua relação! Bjos

    • #94
      Leticia
      15.11.2014 - 01:04

      Vou lutar mais um pouco… Obrigada. Beijos!

  59. #95
    Heloisa Aragão
    14.11.2014 - 14:46

    Carine, querida, não é fácil ser comparada com outra, ainda mais sendo ela a ex que fez ele tanto sofrer. Ouvir “ela é mais mulher que você”, mesmo reconhecendo isso como você disse, não é fácil, magoa mesmo. Quando essas coisas acontecem é hora de tomarmos uma decisão, e você tomou a sua. Preferiu continuar com ele. Então assuma sua escolha, esqueça tudo, e trate de ser feliz. Não arraste correntes. Seja leve e feliz com ele, afinal, não foi essa a sua escolha? Boa Sorte.

  60. #96
    Amanda
    14.11.2014 - 17:03

    Carine! Quantas vezes a gente fala coisas e depois nos arrependemos. Talvez seu marido falou isso no momento, mas não seja o que ele realmente sinta. No casamento temos que ser bons perdoadores, tentar esquecer e seguir em frente, é díficil eu sei, mas você vai conseguir…bjao

  61. #97
    Renata
    14.11.2014 - 17:11

    Só tenho uma coisa a dizer: É TENSO! rsrs…
    Ahh se existissem fórmulas mágicas e certeiras… Mas o caminho é esse mesmo, “falar” (no caso escrever) ajuda a ordenar as idéias. E ouvir, as vezes é tudo o que o outro(a) precisa né… Cony legal sua iniciativa, acho super válida! Mas meninas que escrevem, muito filtro e cuidado com aquilo que recebem de feedback. Esses assuntos são delicados demais pra ingerir tanto pitaco e opiniões divergentes sem filtrar antes heim…

  62. #98
    Marcia
    14.11.2014 - 17:23

    Já falei isso em outro comentário, mas estou tão chocada que vou dizer de novo: Gente, estou louca pra mandar meu caso e nunca dá tempo! kkk

    Eu já comentei o caso da Letícia, então vou falar apenas da Carine e sobre a frase de que a ex é muito mais mulher que ela: Teu marido é um babaca!
    Ai, que ódio desse cara!
    Juro, se um cara me fala uma coisa dessa… Não quero nem pensar na minha reação!

    Se liga, moça! Você tem 20 anos! O mundo é dos jovens, meu bem!
    Nenhuma mulher tem que aceitar um cara que rebaixe sua auto-estima não, seja com 20 ou com 40!
    Aliás, se você, com 20 aninhos, com tudo em cima e já ouviu isso dele, acha que ele vai te dizer o quê quando você tiver 40? Se ele já não te valorizava no namoro, por que você acha que ele vai te valorizar no casamento?

    Ah, olha, eu falei pra Letícia que divórcio é a última coisa que uma pessoa tem que pensar, mas no seu caso, você já não devia era ter pensado em casamento!
    Não vale a pena ficar sofrendo por uma pessoa como essa não.
    Ele vai acabar com sua auto-estima e depois não vai sobrar Carine mais dentro de você.

    Desculpa ter falado que ele é um babaca. Sei que você o ama.
    Mas ele é um babaca mesmo e eu já o detesto!

  63. #99
    Marilia
    14.11.2014 - 19:22

    Cony, posso aproveitar a choradeira alheia pra pedir umas dicas prazamiga? rs Tem um cara que eu estou de olho na faculdade, porém não o conheço. Só de vista mesmo. Mas senti uma atração por ele que não dá pra explicar. Me sinto intimidada, pois acho ele muito bonito e não queria chegar já demonstrando segundas intenções, queria construir uma ‘amizade’. Mulherada, me ajuda! rs

    • #100
      Mercia
      15.11.2014 - 22:44

      Olha, você pode tentar descobrir de tem amigos em comum. Já é um bom começo.

    • #101
      Isa
      19.11.2014 - 12:46

      Dica: não construa uma amizade, chegue chegando!
      pior coisa é chegar numa pessoa cheia de segundas intenções e não demonstrar isso..
      ai depois, vcs ficam amigos, vc se declara pra ele e ele diz: mas puxa, você é minha amiga, eu não quero arriscar perder isso mimimi mimimi. e pronto, danou se!

      Coragem mulher, não tem isso de ficar intimidada não.. nenhum homem é bonito demais, é questão de ter a atitude certa pra chamar a atenção dele! 😉 Boa sorte!!

  64. #102
    Thaís
    14.11.2014 - 20:39

    Super me identifiquei com o caso da Letícia! Eu tenho 30 anos, sou engenheira terminando minha pós e meu marido tem 33 e se arrasta há anos em uma faculdade e não termina. Também ganho mais que ele, nos conhecemos em um antigo emprego e éramos amigos. me cuido , estou bem, mas Quase não transamos mais, nem eu e nem ele quer. Sinto como se fôssemos amigos. Ele vive mal humorado porque se sente inferior. Eu faço de tudo para animá-lo, incentivá-lo mas não funciona. Estou super cansada desta situação é muitas vezes já pensei em me separar, só não tomei a atitude ainda por comodismo. Enfim, não sei o q fazer tbM!!

    • #103
      Leticia
      15.11.2014 - 01:03

      Difícil nao é Thaís? Acreditar, amar alguém e se surpreender depois, perceber que aquela pessoa não tem força de vontade. Mas no meu caso, meu marido é tudo que sempre sonhei pra mim mas tem a questão de ser acomodado. Isso me machuca muito. Obrigada pelo conselho e beijos a todas!

  65. #104
    Kaka
    15.11.2014 - 02:25

    Letícia, você já cogitou a hipótese de ele estar com depressão? Homens têm dificuldade de lidar com o “fracasso” profissional, principalmente por questões culturais. E depressão acaba com a libido. Pelo o que você falou já tentou várias coisas para melhorar a sintonia entre vocês, acho válido considerar algumas hipóteses e sintetizar tudo em uma conversa séria. Se ele ainda assim não mostrar iniciativa em melhorar o relacionamento de vocês, acho melhor cada um seguir seu caminho.
    Acho válido também conversar com pessoas próximas ao casal, pedir uma opinião de alguém que está próximo mas não envolvido diretamente. Pode ser que tenha alguma razão que esteja fugindo do seu olhar. O ideal é ter alguém de confiança e que conheça bem os dois. Eu tenho um amigo em comum com meu marido, muitas vezes pedi a opinião dele em situações de descontentamento, e ele conseguiu me mostrar um ponto de vista diferente.

  66. #105
    Jully
    15.11.2014 - 04:52

    2.o caso: Olha, Carina, com tudo que você contou tentei me por no lugar dele pra tentar te ajudar. Sei que o que ele falou foi pesado, mas talvez ele só tenha tentado deixar claro (de uma maneira indelicada) que ele não trocou a ex por uma “novinha”, pela questão de idade e tal. Entenda que o problema provavelmente nem é com você, ele só tá tentando dizer pra ele mesmo que o antigo relacionamento fracassou não por ambos serem más pessoas, mas sim por não darem certos juntos. Acho que ele quer que você respeite o antigo relacionamento não se importando com as lembranças, afinal essa relação fez quem ele é, inclusive com as qualidades que você citou! Respeite esse espaço dele. Mas também exija respeito, deixando claro que vocês não são rivais (afinal cada uma faz parte de um momento DIFERENTE da vida dele), mas expondo seus limites. Que você esperaria as feridas cicatrizarem, mas que você o leva a sério, e quer compromisso e fidelidade! Tudo de bom pra você, e mantenha a calma enquanto ele se sensibilizar com essas situações, você pode ter uma visão mais imparcial e completa que vai te ajudar a tomar decisões mais maduras. E proveita teu frescor e energia pra levantar o atral dele, de um jeito que seja bom pros dois. Criar vínculos de afeto pode ajudar aos dois, mas tudo com paciência e respeito mútuo! Beijos e me diz se pude te ajudar…

  67. #106
    Gabriella
    15.11.2014 - 21:24

    Gente, seguinte, acho difícil demais opinar no relacionamento das pessoas, agente não sabe todos os detalhes, não dá para julgar uma pessoa por conta de uma frase que ela falou. Todos nós falamos muitas besteiras e fazemos besteiras, nem por isso deixamos de ser pessoas que valham a pena se relacionar.
    Relacionamento é isso, é você escolher amar a pessoa apesar dos defeitos dela, escolher compartilhar sua vida com a pessoa e isso não é fácil envolve muita compreensão, muita doação das duas partes. Sendo assim meu conselho para as duas é o seguinte sejam sincera com vocês, vocês querem um relacionamento? Então saibam que não é tudo um mar de rosas, vão ter desentendimentos, coisas chatas, mas TUDO que incomodar deve ser conversado e muito bem conversado e os dois devem entrar em um consenso. Ficar fantasiando que o próximo relacionamento será melhor é muito complicado, pois é depositar toda a responsabilidade no outro, sendo que o primeiro que deve estar preparado e saber que vai ter que lidar com todos os problemas de um relacionamento é quem está procurando por ele. Beijos!

  68. #107
    Flávia
    17.11.2014 - 12:40

    Letícia, o casamento é uma troca, com certeza. Mas não acho que cabe a mulher pagar faculdade, curso de inglês, para o cara subir na vida. Exceto se a iniciativa partir dele e ele pedir ajudar pra isso. Se é uma troca, qual parte ele está fazendo? Vc já está pagando as contas da casa. Nenhum relacionamento se sustenta assim.
    Só a gente sabe a realidade que estamos vivendo mas, com base apenas no que vc relatou, meu conselho é: pula fora!
    Bjo e boa sorte!

  69. #108
    Mariana
    17.11.2014 - 18:55

    Leticia,
    Me sensibilizei muito pela sua história! Realmente é uma situação muito difícil. Fiquei preocupada com o seu marido, acho que ele está doente, e precisa muito de uma terapia. Já percebeu se desanimo dele é só em relação a vc? Ou outras atividades que davam prazer a ele também não o têm encantado? Acho que ele não está encontrando a disposição pra correr atrás, e me parece que isso não tem nada a ver com a relação de vocês, e nem com a sua posição profissional, mas lógico, você está sendo diretamente afetada por tudo isso.
    Não sou casada, então não sei se sou mto qualificada para falar do assunto, mas imagino que o dia que eu casar usaria divórcio como último recurso. Andei lendo os seus comentários, e me parece que realmente seus recursos estão acabando, e você me parece bem decidida. Se realmente sentir que tentou de tudo, saia sem culpa e vá ser feliz, você merece! Por mais que a gente tente, algumas vezes não adianta tentar recuperar o que não tem solução.

    Carina,
    O que me preocupou do seu relato não são as fotos, as lembranças ou a relação dele com a ex. Acho natural ele viver o luto do divórcio, e acho que ele está disposto a superar, uma vez que se casou com você. Me preocupa a forma como ele te tratou quando te comparou com a mulher dele, acho que foi um erro, uma grosseira! Você é nova, no começo de um relacionamento, mostre a ele que ele errou e se imponha, não deixe ele te tratar assim, muito menos que isso vire constante. Fora isso, desencana e vai ser feliz ao lado do seu marido!

    Sorte pras duas, que sejam mito felizes!

    Cony, adorei a coluna, sempre leio o blog mas nunca tinha comentado! =)

  70. #109
    patricia santos
    18.11.2014 - 12:26

    KKKKKKKKK adorei o “CÊ TÁ LOUCA FIA?” da Cony.
    Olha, tem gente que não mede as palavras antes de torná-las audíveis. Ainda mais pra esposa! Sinceramente não sei o que faria no seu caso Carine. Se ele foi parar no hospital por conta de tanto sofrimento com o primeiro casamento, tem mais é que esquecer mesmo, apagar fotos, que guarde os bons momentos na memória então. Diga a ele: se coloque no meu lugar, imagine eu te chamando de moleque e chamando o meu ex de HOMEM, imagine eu guardando fotos de nós dois no meu criado mudo e no computador, acha que se sentiria bem? amado?

    E Cony, acabo de ficar triste. Ía chorar agora, mas foi encerrado o chororô :'(
    Estou num momento TPM + sofrimento amoroso. Imagina. Mas enfim, as amigas vão ter que me aguentar no whatsapp mesmo hahaha.

    Beijos
    Espero que as meninas fiquem bem, pq ai como a gente sofre!!

  71. #110
    Evelyn
    18.11.2014 - 14:40

    O caso da Carine foi o que mais me identifiquei pra dar um único conselho: NÃO se prenda à um homem só porque ele é PERFEITO (lava, passa, cozinha, entende sua TPM). É CLARO que isso conta MUITO mas não pode servir de peso quando formos colocar na balança o nosso relacionamento. Só de ele ter te comparado com a ex e ter dito que ela é mais mulher do que você, já perdeu totalmente a credibilidade. Ele colocou VOCÊ na parede: “…ele disse que se eu realmente o amasse teria que “arriscar” em casar com ele e esperar até que ele supere isso e se desvincule totalmente da historia que viveu com ela.” no momento em que te mandou “arriscar” casar com ele. Casar com alguém JAMAIS deve ser baseado num risco ou numa dúvida, porque é um relacionamento muito sério que envolve principalmente CONFIANÇA. Segunda coisa, um padre uma vez disse e mesmo não sendo minha religião, levei muito a sério o conselho dele: Você não casa pra SER feliz, você faz alguém feliz e com isso sua felicidade volta pra você (porque quando amamos alguém, queremos a felicidade dessa pessoa e a felicidade dela nos faz feliz), ou seja, ELE mais do que ninguém deveria abdicar de certos hábitos (guardar coisas e enfim) pra te fazer feliz. Estar com alguém é isso: abrir mão de certas coisas pela pessoa que amamos.

  72. #111
    Fê Sacramento
    19.11.2014 - 15:24

    Ai Cony, tô atrasada na leitura do blog, semanas corridas de trabaho, mas estou me atualizando (risos).
    Amei o “CÊ TÁ LOUCA FIA”!
    Voê está brilhando nas respostas, concordo em gênero, número e grau! Bjocas

Comente