26
Nov 2014
Choooora Que Eu Te Escuto
Chora Que Eu Te Escuto

Infelizmente aconteceu algo que eu não queria que acontecesse: vou ter que selecionar os casos. Minha intenção era postar todos, considerando que se trata de um assunto quase que de resposta imediata afinal a pessoa fica esperando os conselhos ansiosamente, mas tenho recebido alguns desabafos muito parecidos e acho que vale a leitura dos comentários dos posts anteriores. Darei prioridade aos mais sérios e diferentes do que já passou por aqui tá?

 

Vamos com a Patrícia

 
“Olá Futilish, minha história começa quando eu era adolescente e fiz high school fora do Brasil. Nessa época peguei gosto por viagens e sempre quis morar fora. Depois da faculdade acabei morando em um outro país e já viajei muito pelo mundo. Tem aproximadamente um ano que estou tentando imigrar para o Canadá, estou apenas aguardando os papéis finalizados porém entrei num dilema familiar, minha mãe!
Deixa eu explicar,  desde a morte do meu pai (vai fazer 2 anos que meu pai faleceu prematuramente e de forma inesperada e desde então minha mãe ficou sozinha), eu me tornei a maior companheira da minha mãe! Tenho apenas uma irmã mais velha que também mora fora do Brasil e que já é casada com filhos. Eu moro próxima da minha mãe e a gente acaba viajando juntas, fazendo muitas coisas juntas! Eu amo muito ela, mas meu plano de ir embora do Brasil já vinha desde a época de high school, mas por diversas razões nunca deu certo.
O problema todo é que minha mãe não apóia! Ela vive me oferecendo ajuda financeira ou qualquer outro tipo de ajuda! (estou quase na casa dos 30 e ela acha que eu tenho que comprar uma casa, um carro novo…). Ela é o amor da minha vida! Me dou muito bem com ela, mas quero realizar meus sonhos e ela simplesmente não aceita. Já chegou a pedir que eu desistisse de ir para o Canadá para ficar perto dela e eu fico me sentindo a pior filha do mundo! Já falei que ela poderia ficar os 6 meses permitidos pelo visto de turista e quem sabe algum dia ela possa vir morar comigo, mas é claro que ela jamais aceitaria…
Não sei como lidar com a situação e gostaria de ouvir a sua opinião, uma vez que você também enfrenta a distância da sua mãe e a opinião das leitoras é claro!!! Um forte abraço e continue sendo essa pessoa simples e agradável!!!”

 

Ei Patrícia, imagino a confusão e os sentimentos encontrados que você lida. Eu tive a sorte de sempre ter sido incentivada pelos meus pais a sair pelo mundo. Tem um ditado que ouço desde criança: Ninguém é Rei na sua própria terra. Acho que por isso me dei bem aqui no Brasil rs. Tenho um irmão morando no Japão, eu já morei fora, minha família morava aqui e me largou (rsrs), meu outro irmão já morou nos USA e é doido pra voltar enfim, cada um num canto, mas sempre com o apoio dos pais. Minha mãe sofre mas ela quer os filhos realizados e muito se orgulha que cada um tenha conseguido traçar seu caminho num país distante. Porém, minha mãe tem a cia do meu pai, e na ausência dele (ele vem muito pro Brasil) ela tem as irmãs. Não sei como é o caso na sua família, se você tem tios e tias perto de vocês e se tiver seria bom pedir ajuda deles. Se não tiver, muita conversa com sua mãe. Pior que entendo o lado dela, está sozinha e você é o que ela tem de família porém você não pode sacrificar seus sonhos, que te acompanham a tanto tempo, para ser a cia da sua mãe. Friamente falando, eu te diria para ir atrás do que você quer mas sempre dando muita atenção para sua mãe. Acredito que depois da sua partida, talvez ela se anime a ir te visitar! Vai doer o coração e o sentimento de culpa é bem capaz de te acompanhar um tempo, mas é sua vida, você está nova e é algo que sempre almejou. Vá em frente.

5b4ab94ba267e9ffcf02f66bb693607e
 

Chora Joana!

 
“Tenho uma amiga desde o ensino médio, nós duas nos encontramos e a amizade foi fluindo de forma inacreditável, vivíamos tudo juntas, se uma estava sofrendo por amor a outra também estava, se começava um namoro a outra também estava e assim nossa vida ia uma acompanhando a outra em tudo. O maior problema que nós tínhamos era a instabilidade emocional dela, ao mesmo tempo que estava tudo bem ela mudava, sumia e isso me irritava.
O tempo passou, saímos da escola e a amizade permaneceu mesmo com a distância e os problemas. Eu era apaixonada por uma pessoa desde que eu me lembro de conhecer esse sentimento e nesta fase da minha vida nos acertamos, eu e ele, e estava namorando. Ele era extremamente ciumento e acabou que fui perdendo todo o encantamento por ele e desistindo de nós. Ele e esta minha amiga estudavam juntos na mesma faculdade e as vezes comentavam que tinham encontrado lá. Um belo dia na tentativa de reconciliar, retomar a relação eu e ele saímos juntos e este ex namorado pediu que me afastasse dela porque não gostava dela e achava “safada” demais, eu rapidamente entendi que algo teria acontecido e perguntei se ele e ela tiveram algo e ele ficou em silêncio, eu fiquei apavorada nem sabia o que fazer só brigava e chorava sem parar. Me afastei dos dois, terminei de vez o namoro mas nunca comentei com ela sobre isso porque não tinha certeza e tive medo de ser injusta. Fiquei guardando por anos e com o tempo nossa amizade foi permanecendo, me casei, ela foi minha madrinha de casamento e eu ainda guardava essa dúvida até que um dia em uma crise dessas dela de sumiço acabei apelando para isso e falei  da pior forma possível, ofendi, duvidei e nem dei espaço para que ela falasse nada, fui despejando anos de dúvida em um momento de raiva e isso destruiu nossa amizade.
Hoje conversamos diversas vezes, me arrependi de como falei isso pra ela porque duvido que tenha acontecido de fato, acho que foi uma tentativa dele de me provocar ciumes em um momento que eu estava “abandonando o barco” da nossa relação. Deveria ter confiado mais e não ter tocado nesse assunto, mas como uma pessoa rancorosa guardei e joguei tudo em cima dela como uma tempestade. Sinto muita falta da nossa amizade porque sempre pudemos contar uma com a outra e não tive motivos para desconfiar dela durante todo esse tempo, hoje não tenho argumentos para tentar retomar, por mais que eu me desculpe acho que não é suficiente. Preciso de opiniões, de conselhos, será que alguém passou por algo parecido?”
 

O que passou, passou. Nem é questão de você pensar se ela ficou ou não com esse teu ex, pode até ter rolado mesmo mas você não ficou com ele, se casou com outro, ela ainda foi madrinha do seu casamento, tudo deveria ter parado por aí. O tal assunto nunca deveria ter voltado. Você pode sentir falta, mas ela deve estar tão magoada que infelizmente a amizade já era mesmo. Às vezes por raiva, com a cabeça quente, a gente fala muita bobagem e estraga relações, seja de namorado, casamento, amizade, família. Depois para reparar o erro é muito difícil. Fica a lição para cuidar do que falamos, contar até mil se for necessário e preservar as pessoas queridas. Não entendi se você já pediu desculpas ou não, se não o tiver feito, faça e fique com a consciência tranquila. Mas eu, na minha humilde opinião, acho que essa amizade nunca mais será a mesma.

 
ec589868e9200a90312394d0b0923f63
 

Agora a vez da Andreia:

“Oi Cony! Namoro há sete anos e sou noiva há dois. Sempre nos demos muito bem, mas, de uns tempos pra cá, as coisas andam beeeeem estranhas. Há pouco mais de um ano ele mudou de região para trabalhar em uma multinacional, agora nos vemos bem pouco, uma vez por mês, aproximadamente.
Já disse a ele mil vezes que estou disposta a mudar de cidade para ficar com ele, arrumar emprego lá, etc etc. Mas ele parece que se acomodou, sabe, Cony? Pra ele é muito cômodo eu viajar, passar o fim-de-semana com ele e só. Não toca em assunto de casamento, nada nadinha. Quando toco no assunto, ele foge. Fala pra eu ter paciência, pra esperar mais, que “ano que vem dá certo”. Aí eu digo “pois vamos estabelecer um prazo, até abril do ano que vem?” E ele “mas tá muito perto, pode ser no fim do ano!”.
Acabou que conheci um cara e acho que estou apaixonada por ele e vice-versa. O que me impede de fazer uma bobagem grande, é que ele mora a cinco mil quilomêtros daqui (mas já falou que se eu disser “VEM!”, ele vem na hora. Estou me contendo, mas a cada raiva que o Pedro me faz passar, vejo que esse relacionamento está fadado ao fracasso e que ele não merece tanta consideração de minha parte.Obrigada por me ler/ouvir.”
 

Não quero te deixar com a pulga atrás da orelha, mas namorado morando longe e se vendo apenas uma vez por mês, foge do assunto casamento sendo que são noivos… sei não viu… Fica esperta e preste atenção aos detalhes. E quem não dá assistência.. abre a concorrência! Eis você desejando outro carinha. Mas vejo outra ilusão: ele mora a 5.000 km de distância e se você falar para ele ir te encontrar ele vai? Jura? Homens falam muitas coisas para nos manter ativas na lista e não se empolgue com o que ele te falou! Pode até ir, mas acho improvável que isso se torne uma relação firme. Você vai cair no mesmo problema do seu atual além de estragar algo que tem há 7 anos. Sossega a periquita e resolva seu namoro/noivado primeiro. Conversa franca de ou vai ou racha. Depois se jogue em aventuras (dependendo do resultado da conversa, claro), mas SEMPRE com os pés no chão!

 
post-distancia-1
 

E para finalizar, a dúvida da Tatiana!

“Oi Cony, adorei essa nova tag! Achei que não fosse nunca precisar dela, como já comentei por aqui, mas tem uma coisa que tem me incomodado muito recentemente… Namoro há quase um ano a pessoa que acredito ser o amor da minha vida. Estranho falar isso com tão pouco tempo de namoro, mas ele me faz muito bem e eu sinto muita segurança com o que ele sente por mim também! Acontece que ele é meu primeiro namorado – já namorei outra vez, mas menos tempo ainda e eu nem considero. Logo, sendo meu primeiro namorado, é/foi meu primeiro tudo… com ele descobri todas as coisas boas de um relacionamento e também a mágica do sexo! rs… 
Tenho 25 anos, e penso que posso ser um pouco inexperiente ainda, talvez por isso, nunca tive nenhum orgasmo (#quevergonha)…
Não acho que seja ‘culpa’ dele, porque ele me estimula muito, sinto um desejo enorme por ele, nos damos excelentemente bem na cama, aprendi inúmeras coisas e tudo é ótimo… acontece que o tal do clímax eu ainda não conheci. Às vezes penso que pode ser também por eu não fantasiar muito as coisas, pensar nisso toda hora, mas acho que homens são bem diferentes nesse ponto, né?
Queria uma opinião das meninas pra saber se isso é normal mesmo, porque acho que estamos no caminho certo, e até meu médico disse que essas coisas levam tempo… mas ele fica bem triste às vezes por eu não conseguir chegar lá!
 
Acho que o fato de eu ter começado tarde a minha vida sexual é crucial, e que tudo tende a se resolver com o passar do tempo!
Muitas meninas podem achar que ainda vou querer conhecer outros caras, experimentar novas coisas, mas eu o amo muito e nos damos MUITO bem, e acho que resolvendo esse ponto, chegamos no 100% da nossa relação! O que você acha Cony? Tudo dentro da normalidade ou sou a frígida? rs…” 
 

Já dizia Marta Suplicy, relaxa e goza! Pelo que entendi você fica muito tensa esperando chegar ao clímax e isso atrapalha tudo! Também não mencionou se dá uma ajudinha ao rapaz e acho que isso vale muuuuuuuuuuuuuito a pena. Não deixa todo o serviço na mão dele não! Além disso, existem brinquedinhos que podem te ajudar, pense nisso com carinho, conheço várias pessoas que usam.  Se solte, conheça bem seu corpo, não tenha vergonha de nada e não fique ansiosa demais 😉

 
0e508dd9f1ffffed43c0a3f7883fd914
 
  • Quatro casos hoje! Família, amizade, namoro à distância e sexo. Ainda tem muitos emails para publicar, segurem as pontas aí que logo logo libero nova chamada!
127 Comentários
  1. #1
    Ju
    26.11.2014 - 12:22

    Minha dica vai pra TATIANA: Não espere o milagre orgásmico dos filmes hollywoodianos. Algumas mulheres tem, a maioria não. Eu só fui ser feliz no sexo quando descobri que, me masturbando junto à penetração, eu gozava muito mais intensamente, rapido e fácil do que só com penetração. Vai por mim. É só alegria.

    • #2
      Gabi
      26.11.2014 - 17:48

      To contigo, Ju.

      A cada mil transas, um orgasmo SÓ com penetração e todos os outros necessitando de estímulos variados. Já achei, um dia, que eu era um E.T. Mas aí entendi que cada um com seu cada qual.

      A moça é nova, acho que deve se conhecer primeiro. Se ame, se toque, SE JOGA. Você vai chegar lá, Tatiana.

    • #3
      Liza
      26.11.2014 - 20:50

      Até rola os orgasmos hollywoodianos mas tem q conhecer muito o próprio corpo, experimentar todas as posições do universo, ferramentas se necessárias rs… eu só tenho orgasmos se estiver por cima em uma posição de 45 graus, eu acho impressionante que eu passaria pela vida sem ter um orgasmo se um dia qq não tivesse ficado nessa posição… qq outra posição = nada, incrível como tudo é mais complicados para as mulheres, sem receitas.

    • #4
      Isa
      27.11.2014 - 14:56

      Exatamente, Ju! Tbm tenho orgasmos (hollywoodianos) me masturbando junto com a penetração! E depois que ele termina, eu continuo sozinha, de tanto que funciona! 🙂 O lance é se tocar e ver o que te estimula! E perder a vergonha de fazer isso na frente do namorado/marido…

    • #5
      Lika
      03.12.2014 - 21:01

      Gente pra mim uma coisa que sempre dá certo é sexo oral! Me arrependo de todo o tempo que me privei dessa maravilha por vergonha.

  2. #6
    clarissa
    26.11.2014 - 12:23

    Cony, querida!

    Impossível não te amar. Vc é fod@, desculpe o termo, mais eu adoro qndo a pessoa fala o que tem que falar ..”sossega a periquita”.( amei)

    Se minhas ‘amigas” tivessem me dado um puxãozinho de orelha assim, eu com certeza não teria sofrido com tanta coisa.

    Obrigada por tudo , viu!
    Desejo-te que tenha ou melhor, continue tendo muito sucesso na sua vida e muita saúde para conquistar mais e mais sonhos!
    Vc merece muito!

    • #7
      Constanza
      26.11.2014 - 12:37

      Ah obrigada!

  3. #8
    claudia
    26.11.2014 - 12:30

    Vou falar pra Tatiana,
    eu tinha o mesmo “problema” e acaba ficando chato com o tempo porque homem se sente menos macho quando a parceira não chega ao orgasmo e acaba virando uma bola de neve. Ele fica cada dia menos confiante, vc cada dia mais nervosa querendo chegar (e nervosismo é o inimigo número um do orgasmo), e isso pode virar um problema real da relação.
    O que eu fiz foi começar a me conhecer melhor, pq quando a gente ta começando a vida sexual, acaba sabendo pouco (ou com medo de falar) o que realmente da certo pra gente. Ai é se tocando, se curtindo e juntar isso com falar o que gosta, falar quando não está boa uma posição (coisa que é mto difícil pra mulher) pq de nada adianta fazer algo que no meio do caminho vc ta pensando nas compras do supermercado ou qual o horário da unha.
    Boa sorte 🙂

    • #9
      Natalia
      26.11.2014 - 14:17

      Horário da unha kkkkk morri Claudia.

  4. #10
    Amanda R.
    26.11.2014 - 12:48

    Patrícia, eu tbm sou muito muito apegada na minha mãe! E ainda mais agora que a unica irmã dela faleceu… Ela tem meu pai ainda, eles são bem companheiros, mas minha mãe não é do tipo que fica grudada, cada um faz as suas coisas tbm! O meu problema é que EU não consigo sair de perto de mamis! Ela quer que eu case, que eu procure apto, que eu viaje e eu não vou pq quero ficar perto dela! kkkkk Enfim, no seu caso, acho que é questão de MUITA conversa e pedir ajuda pra outros familiares como a Cony sugeriu!

    Joana, lascou hein amiga? Mas eu sei muito bem como é carregar as coisas e jogar na cara tudo de uma vez, pq eu já fiz muito isso na vida! Mas vejo pelo lado romântico da coisa, se ela é sua amiga de verdade, se ela tbm sentir falta dos momentos de vocês, ela vai aceitar suas desculpas, por mais magoada que tenha ficado! Não sei se to viajando demais, mas eu pediria desculpas com o coração super aberto pra ouvir um não desculpo, e se tiver um não desculpo, ai tchau e bença, segue a vida que tem muito gente no mundo pra fazer amizade!

    Andréia, se tem uma coisa que eu não entendo é quem fica noivo se não tem data pra casar! Eu mesma já falei isso pro meu namorado, falamos muito sobre casamento, mas só vamos noivar quando marcarmos a data do casamento! E ainda o seu noivo mora longe e ta fugindo da conversa, sempre adiando? Ta estranho isso ai amiga! Na boa, investe no novo bofe e vai ser feliz!

    Tatiiiiii, relaxa! E não escute nenhuma anta que te falar que você começou tarde pq você começou na hr que era melhor pra vc e ninguém tem nada com isso! Digo isso pq eu tbm comecei tarde, aos 22 anos e ouvi milhares de vezes que isso não era normal e que ia prejudicar minha vida sexual e blablabla. Meu primeiro namorado meeeesmo também foi tarde, aos 24 anos e com o tempo tudo veio, aprendi a relaxar e deixar a coisa acontecerem! Aprenda coisas novas, veja uns filminhos, converse e principalmente escute outras pessoas, experiencias, o que fazem, isso sempre rola nas conversinhas de bar com as amigas kkkkk e vá colocando em prática! Do mais, não se preocupe que sua relação não vai deixar de ser 100% pq você ainda não chegou lá no sexo!

    • #11
      Cacá
      26.11.2014 - 14:25

      Concordo com tudo que vc falou!

  5. #12
    Laura
    26.11.2014 - 12:52

    Tatiana: a maioria das mulheres não sabe o que gosta e não gosta no sexo (até por sermos culturalmente reprimidas nesse aspecto)…mas, se nem você sabe, imagina ele? A coisa é ir tentando novas coisas, sozinha e com ele, e vendo o que dá certo 🙂 mas tem muita gente no mesmo barco que você!

    Andreia: acho que ele tá te enrolando, viu! Não digo com traição, mas evitando falar do futuro de vocês….uma amiga passou por algo parecido, quando ela bateu o pé e falou “estou indo morar com você”, ele terminou o namoro, porque queria continuar na vida de “solteiro” que tava levando…

    Mas assim, não termine por causa de outra pessoa, termine por não ver futuro, não estar dando certo…pautar sua decisão por causa de outro muitas vezes acaba em desilusão!

    Adoro essa tag!

  6. #13
    Bruna
    26.11.2014 - 13:04

    Tati, é simples. Goze sozinha primeiro, um vibrador tipo butterfly é o ideal, te explico detalhadamente a maneira mais facil se vc quiser. E estímulos no clitoris sempre, nunca ouvi dizer que mulher goza só com penetração.
    Enfim, namoro à 5 anos, e gozo muito pouco com meu parceiro, mas quando eu gozo é pelo clitoris, e sozinha gozo muito rápido igual homem sabe, tem o truque. \se alguém quiser saber como, só perguntar. ps:sem tabu galera

    • #14
      Maria Eduarda
      26.11.2014 - 13:51

      Oi, pode explicar por favor? rsrs

    • #15
      juliane
      26.11.2014 - 15:24

      Bruna fale mais.kkkk

    • #16
      Claudia
      26.11.2014 - 16:17

      Conta ai!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Detalhes!!

    • #17
      Tati
      26.11.2014 - 18:24

      Agora tem que falar fia! hahahah

      Meninas, muito obrigada por todas as dicas! Acho que o negócio é esse mesmo, deixar fluir e ficar sem neuras… e só de perceber que acontece com todo mundo e que leva tempo, já fico bem menos encanada!
      Vocês são demais!

      • #18
        Bruna Barbosa
        02.12.2014 - 18:35

        Gente desculpe a demora. Vou explicar nos mínimos detalhes, sem tabu e com um vocabulário não muito sofisticado, rsrs.
        Primeiramente, se depile(para se sentir gostosa apenas, isso não interfere em nada), tome aquele banho e coloque um roupão, ou apenas uma toalha e mais nada por baixo, va para sua cama, e assista algo que te excite bastante. Sempre assisto vídeos pornôs de casal, com pessoas bonitas, e principalmente paus belos, antes disso como um esquenta você pode entrar no tumblr (fuck the sex), só jogar no google, ou então assistir o vídeo do jonas do BBB se masturbando. Sempre funciona. Quando o clima esquentar, tire a toalha, pegue um travesseiro e monte nele, como se fosse um homem, rsrs, comece a esfregar o seu clitóris com movimentos giratórios e horizontais, alternando esses movimentos, mas observe o que você mais gosta, e o mantenha. È um conjunto, você tem que ta com muito tesao no que esta vendo, e relaxada fazendo os movimentos, não devemos pensar nos movimentos e sim agir por instinto. A velocidade do meu orgasmo, esta diretamente ligada ao quanto de tesao estou, as vezes fico assistindo e paro com os movimentos pélvicos para poder aproveitar mais, mas é tao incontrolável que eu n resisto e so de triscar o clitóris no travesseiro já gozo. Parece muito simples, e é! Testem por favor. Sem tabu e sem pre-conceitos.
        O masturbador no estilo butterfly, gera potencia e rapidez a masturbação, sendo colocado no travesseiro, em contato com o clitóris. Entao é isso gente, espero que gostem. Não sse sintam intimidadas, e vejam putaria mesmo, as mulheres também gostam, mas somos mais criticas. Parem de achar que é feio, ou vulgar gostar desse tipo de coisa. Os homens agradecem, e principalmente nos mesmas.

    • #19
      Gabi
      27.11.2014 - 07:13

      Também quero saber Bruna….

    • #20
      Adri
      27.11.2014 - 11:30

      Tb quero sabeeerrrrr!!!!

  7. #21
    Fernanda
    26.11.2014 - 13:06

    Caso família : olha, sei que é super difícil, mãe é mãe, mas você tem que viver sua vida e ir atrás do que sonha. Quando sua mãe te ver realizada e feliz, vai te apoiar..
    Caso amizade : que besteira que você fez, menina ! Já estava casada, a amiga foi madrinha. Pra que desenterrar ? E me desculpa, mas amiga de verdade não guarda rancor assim não ! Peça desculpas, mande um bonito presente de Natal, mas só o tempo vai apagar a mágoa e trazer esta amizade de volta ou não.
    Caso Noivo : olha, concordo com a Cony, fica com a pulga atrás da orelha. mas uma coisa me chamou atenção : se você está apaixonada por outro, será que quer mesmo casar com seu noivo ou se acomodou com a relação ? sei lá, as vezes a gente fica tanto tempo num relacionamento que tem medo e preguiça de recomeçar.
    Caso orgasmo : relaxa que vem… mas se toque quando estiver sozinha. Vai ajudar a falar do que gosta para seu namorado. Brinquedinhos também são uma delícia.

  8. #22
    Marô
    26.11.2014 - 13:08

    Olá!
    Caso 1: difícil eu opinar sem te magoar, pois, eu jamais deixaria meus pais, jamais. Acho incrível uma vontade de morar fora se sobressair ao amor de mãe e filha, mas, não sei como são seus vínculos, só posso dizer que, jamais iria para longe deixando minha mãe sozinha. Mas, se vc acha q não vai bater arrependimento no dia q ela morrer e vc deita e dorme bem, faça sua escolha. Isso é mto pessoal, cultural e emocional. Eu jamais seria feliz sem minha mãe perto. NO dia q ela morrer posso morar até debaixo da ponte, mas, enqto meus pais forem vivos eu estarei ao lado deles pra o q der e vier. Essa é a minha escolha, faça a sua, é mto pessoal.

    Caso 2: não sei se é isso, mas, vc sente falta da amiga q pegou seu ex? Ah, tá. Não sei o q dizer.

    Caso 3: namoro longo é complicado, entendo q os q começam na adolescência e se arrastam, mas, na vida adulta acho q devam ser pontuados se não vão a lugar nenhum. Pra mim fica claro q o sujeito não está afim, q o lance esfriou e q pra ele “deixa como está”. Parece q ele não quer dar o próximo passo. Eu aproveitaria a distância p tentar ir me desvinculando e outra coisa: assunto de casamento não se precisa “puxar”. Acho q é algo q brota d ambos ao natural e se vc já falou e o cara não se mexeu depois de todo esse tempo… dói, mas, vc precisa entender q esse não necessariamente tem q ser o seu esposo. Tem mto homem bom qrendo casar HOJE. Procure um q viva o hj sem adiar os seus planos, não submeta suas vontades às dele, vc decide.

    Caso 4: tente algumas vezes por semana se masturbar sozinha, veja o q te dá mais prazer, como e aonde, de q jeito, com que força ou leveza. Indico objetos pontudos, adoooooro uma ponta de mesa, ponta de pia, eheheheh onde tem uma ponta eu já olho com segundas intenções. Sempre gozo nas pontas e convido meu marido “as vezes” pra transar nessas superfícies. Ache uma pra vc, é bem bom, mas tem q ter paciência e ajuda antes olhar coisas obscenas q vc curta, seja lá o q for p ajudar os pensamentos. Não fica com obcessão de ter q gozar todas as vezes no sexo q entra na neura.

    Bjxx!

    • #23
      Maria Cruz
      26.11.2014 - 15:20

      “onde tem uma ponta eu já olho com segundas intenções.”

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • #24
      Fabi
      26.11.2014 - 15:55

      hauauhauhauahuahuahuahuahuaha
      Minha barriga doeu de tanto rir!

    • #25
      Maria
      26.11.2014 - 17:45

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • #26
      Priscila
      26.11.2014 - 17:50

      Indico objetos pontudos, adoooooro uma ponta de mesa, ponta de pia, eheheheh onde tem uma ponta eu já olho com segundas intenções.

      RINDO ALTÍSSIMO hahahahahahaa

    • #27
      Talitha
      26.11.2014 - 19:37

      KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK….. a Lôca das ponta!!!!

    • #28
      Elaine
      27.11.2014 - 10:46

      Gente eu achava que só eu no mundo era doida por “pontas” kkkkkk. De mesas então…

      • #29
        Fernanda
        27.11.2014 - 18:53

        Gente, me atualizem com esse lance de pontas… olha q sou criativa, mas não to conseguindo vizualizar a situaçao..kkkk

    • #30
      mari
      27.11.2014 - 20:13

      tbm nao estou conseguindo visualizar kkkkkkkkk nao machuca? nao é raso demais?

    • #31
      Elaine
      28.11.2014 - 14:25

      Vou tentar explicar. Uma das vezes foi quando eu tinha 15 anos e tava sozinha em casa lendo um livro meio picante na copa e comecei a me esfregar na pota da mesa. Só nunca fiz isso transando!

    • #32
      Lika
      03.12.2014 - 20:58

      Rindo de chorar!!! Legal que aqui dá pra ver que assim como os homens as mulheres tbm só pensam NAQUILO. Nada mais normal e saudável.

  9. #33
    Marília
    26.11.2014 - 13:08

    Vou dar o recado de baixo pra cima:

    TATIANA: eu me tornei outra mulher sexualmente falando quando comecei a me tocar. É, isso mesmo, conhecendo meu corpo, inhas necessidades. E me ajudei de outras formas também: uns videozinhos safadinhos e tals…fora que como saí de casa pra morar sozinha, é um tal de andar pelada direto…refresca as jóias da família mas esquenta as coisas no primeiro órgão sexual da mulher: o cérebro.
    Pra resumir: me sinto muito mais à vontade com meu corpo, me conheço melhor, e sei direitinho o caminho pra Nárnia! Auahuahuahuaha!
    Se toca, mulher! E o que a Cony falou de ajudar o cara é certo: a medida que você or descobrindo o que gosta, vai falando, vão tentando juntos, conversem bastante.

    JANAINA: meu pai me falou uma coisa uma vez e eu nunca mais esqueci: você não precisa gritar pra magoar alguém. VOcê pode destruir uma pessoa sussurrando, só usando as palavras certas.
    E ele sempre me diz que raiva, rancor, sentimentos ruins não devem ser guardados. Devemos falar sempre do que nos incomoda, para não chegar no ponto que você chegou. Sei que você sabe que a magoou, e espero que ela possa te perdoar.
    Mas olha…coloque-se no lugar dela…você se perdoaria?

    Sei que isso te faz falta, mas faça o seu melhor, e saiba que o fez. Acho que só vai pra frente se ela quiser muito e for muito evoluída pra tal.

    PATRICIA: sair de casa também foi meio que um parto. Minha mãe ficou em estado de choque. Não é a situação da sua vida, claro, porque minha mãe tem meu pai, minha irmã mais nova ainda mora com eles…mas é chato, sim, mas superável.
    Fui, não olhei pra trás, e agora ela AMA o fato de ter uma casa pra ela visitar no verão, olha que gracinha! auahuahuha! Vem me ver sempre que dá, e curte a distância de uma forma, porque os sentimentos se potencializam. Tudo fica mais gostoso.
    Minha mãe faz altos agrados quando vou pra casa, e faço o mesmo quando ela vem.

    Então, tenta conversar muito, e siga seus sonhos. Sei que é difícil pra ela, mas faça o seu melhor. Ela vai querer esse melhor pra voê, certamente!

    Beijo Cony! Fufu arrasa, como sempre.

  10. #34
    Sam
    26.11.2014 - 13:10

    Nossa, meu caso não poderia ser mais parecido com o da Tatiana. Namoro há 5 anos e meu namorado também foi meu primeiro. Antes na minha primeira vez, nós tinhamos umas sessões de agarramento que me davam uma dor de cabeça terrível, vinha forte do nada e eu tinha que parar tudo. Também nunca consegui chegar ao orgasmo, e ele bem que tenta muito me ajudar com isso, compra brinquedinhos e tal. É estranho, quando estou quase tendo o orgasmo eu acabo pedindo pra ele parar (quando ele está me acariciando), é que parece que esse ápice nunca vai chegar, é bom, mas é agoniante e cansativo, sem falar que eu tenho medo de fazer xixi na hora porque a sensação é parecida (pra mim né). Um tempo atrás as dores de cabeça voltaram (normalmente quando estou próxima ao orgasmo) e eu tinha que parar tudo, chega a ser tão forte que uma vez chorei de dor. Pesquisei na internet sobre isso e achei lugares dizendo que se tratava de cefaléia pré-orgástica. Fiquei preocupada, procurei uma ginecologista, ela fez uma pesquisa e disse que não há registros de uma doença desse tipo na medicina… bom, deixei pra lá porque não está acontecendo mais. Mas reclamei com ela por nunca ter conseguido chegar ao orgasmo, ela disse que é porque fico pensando demais em tudo (medo de fazer xixi, medo de engravidar)…esqueci de falar que nós normalmente não fazemos amor com camisinha (me dá irritação), mas não deixava ele gozar dentro, sempre pedia pra tirar. Então ela falou pra eu me preocupar menos, fazer o amor completo (que se eu usar o anti concepcional sem falhas, não vou engravidar)… Fiz o que ela disse mas ainda não funcionou, ainda estamos tentando.

    • #35
      claudia
      26.11.2014 - 13:59

      relaxa que você não fará xixi 🙂

  11. #36
    Nayara
    26.11.2014 - 13:23

    Tatiana, minha dica é vá a um sex shop e compre alguns brinquedinhos. Se conheça.

    Melhor ainda se puder usar com seu bofe.

  12. #37
    Luana
    26.11.2014 - 13:30

    Meu recado vai para a Tatiana,
    Eu só fui saber o que era um orgasmo muito tempo depois de perder a virgindade (uns 5 anos… rs). E sabe como descobri essa oitava maravilha do mundo? Me tocando! Não tem outra forma, você tem que se conhecer para conseguir “chegar lá”. Depois disso foi tudo mais fácil, eu sabia exatamente como tinha que fazer e ajudava meu companheiro (companheiro… meio brega isso… rs). E a primeira vez que consegui ter um orgasmo numa relação foi incrível (tão incrível que até me apaixonei pelo companheiro, que é meu noivo atualmente). E tem outra coisa também, não é toda mulher que consegue ter um orgasmo apenas com penetração (já li que um terço das mulheres nunca teve um orgasmo com penetração), a forma mais fácil (e mais intensa também) é estimulando o clitóris. Então, se toque, perceba qual é a melhor intensidade, fazendo isso você poderá “auxiliar” melhor seu namorado e nada impede de você mesma se tocar durante a relação. E, relaxe! Vai com calma que você consegue.

  13. #38
    Ka
    26.11.2014 - 13:47

    Me identifiquei tanto com a Tatiana!!

    Tatiana,
    Eu namoro a 4 anos, ele foi meu primeiro tudo também! Sei exatamente o que você passa! Digamos que eu ainda não estou 100%. Mas já consigo fazer o que a Ju do primeiro post consegue, me estimular junto da penetração.
    Graças a Deus meu namorado é ótimo, e sempre conversamos muito, e o importante é ir dando feedback para ele do que você tá gostando mais! E aí as coisas vão se encaixando. Eu sou muito feliz dessa maneira..e tento tirar essa neura de orgasmo só com penetração da minha cabeça, porque se eu ficar pensando nisso, aí mesmo que não vai rolar.
    Homens não se sentem menos macho, só menos realizado, acredito eu.

    Relaxa, e aproveite o momento que você vai se envolvendo, e vai se permitindo conhecer mais!

  14. #39
    Maria Eduarda
    26.11.2014 - 13:47

    ANDREIA, quando o homem quer alguma coisa ele vai lá e FAZ! Se ele não quer não fala e nem faz. Se teu noivo não se meche pro casamento, ele NÂO quer casar. Pense também em como seria morar com ele na cidade atual dele. Cara, tu pensa em abrir mão de uma vida toda e o cara não meche uma unha por ti!
    E antes de pensar em um novo relacionamento, resolve esse teu ai (que acho que deveria terminar, tu ta só perdendo tempo e talvez levando chifre). Esse novo cara ai, pensa bem antes de tomar alguma atitude, avalia bem ele e preste atenção em detalhes, tenha boa memória que é ai que tu pega os mentirosos!
    Se por acaso terminar. Bola pra frente. A vida não gira entorno de macho!
    Boa sorte e muita felicidade!

  15. #40
    Laura
    26.11.2014 - 13:51

    PATRÍCIA: vou relatar meu caso pois sei EXATAMENTE o que vc vive, eu com a minha mãe é o mesmíssimo dilema. Ela é divorciada ha muitos anos e moro com ela, tenho um irmão totalmente desgarrado da família e acaba que ela conta comigo desde mandar um email até resolver problemas existenciais. Peço que leia meu relato e pense bem a respeito! Fui casada durante um tempo e há 5 anos me separei, voltei a morar com ela e desde então viramos unha e carne. Confesso que é uma relação de duas vias, pois contamos muito uma com a outra. Com a diferença de que eu, por ainda ser “nova” tenho meus próprios projetos de vida e nossa relação tem me impedido de seguir com alguns. Após um ano divorciada, conheci um português online e ele veio me conhecer, nos apaixonamos loucamente e depois fui pra lá passar uns meses pra ver se me adaptava. Ela e meu irmão tb foram, para conhecer a família dele, etc. Acontece que eu e ele éramos tipo, almas-gêmeas, porém com a influência de outras pessoas, e principalmente da minha mãe, acabamos tendo uma relação conturbada e eu voltei para o Brasil, em clima de rompimento. Assim que cheguei descobri que estava grávida, e ele começou a insistir para que eu voltasse. Enquanto minha cabeça estava um turbilhão, minha mãe fez um INFERNO na minha vida. Falava pra todo mundo me convencer de não ir, chorava, ameaçava desmaiar, enfim, um drama que fez com que eu ficasse pior ainda pela situação. Acabei não indo, e por esse motivo eu e ele fomos nos afastando e eu segui sozinha na gestação, sem o menor apoio pois ele deu como caso encerrado já que eu me recusei a ir viver com ele. Hoje meu filho tem 3 anos, estou brigando judicialmente pelo registro do pai, e não nos falamos desde que a criança nasceu. Sofri demais por NÃO TER TENTADO. Na época não pensei com a minha própria razão, e sim pela dela (quem quer ir pra um país desconhecido sem apoio nenhum e com a ameaça de que ela não me receberia de volta?). Pode ser que não tivesse dado certo, mas eu deveria sim, ter tentado. Me torturo diariamente com a dúvida, ainda mais por envolver uma criança. Desde novinha sonho em viver fora. Tive uma chance e tanto e não fui, por pensar demais nos outros. VÁ! Ninguém morre pelo outro viu? Sua mãe pode chorar, espernear, mas imagina vc daqui a alguns anos olhando pra trás e pensando como sua vida poderia estar melhor se tivesse seguido seu sonho? A relação mãe e filha é MUITO complicada, mas por pior que seja temos que seguir cada uma com seu projeto de vida. Elas se acomodam sabendo que vão nos ter sempre ali do lado. Depois da minha relação com um estrangeiro, fiquei encantada. De lá pra cá, sempre me relacionei com “gringos” mas nunca tinha me envolvido de verdade novamente. Recentemente conheci um alemão e estamos levando a relação à distância (ele vem pro Brasil a trabalho todo mês), e eu te digo: dessa vez, se eu achar que vale a pena e meu coração mandar, vou atrás do que vai ME FAZER FELIZ. Não conseguiria dormir à noite pensando que, de novo, desisti de TENTAR. Espero de coração que tenha ajudado e desculpe o texto longo, sou péssima em resumir histórias! Beijão e toda sorte do mundo na nova fase!

    • #41
      Constanza
      26.11.2014 - 14:14

      Caraaaaaaaaaca! Espero que a patrícia assimile bem seu comentário!!!!

      • #42
        Maysa
        01.12.2014 - 20:44

        Meninas, mas o caso do post me parecer ser beeem diferente. Pelo que pude entender, a mãe da moça só tem ela pra contar, apenas ela. Como uma moça aí em cima falou, não deixaria minha mãe SOZINHA pra buscar meus sonhos, jamais! E tudo que sua mãe fez por você? Agora não vale você adiar esse sonho? SE ela tivesse marido ou outros filhos por perto, estaria um pouco mais tranquilo, mas não é o caso dela. Sinceramente, o que me parece é se você for irá literalmente abandonar sua mãe, e como disseram, de certo que você precisa ser desapegada demais de sentimentos para não sofrer as consequências desse abandono mais à frente. E, se uma dia uma filha fizesse isso comigo, eu morreria de tristeza! Não é o que se faça minha gente, não é. Sonho nenhum é comprado por um valor tão alto. Acho que não tem nem o que se pensar, sinceramente. Vá, passe um tempo, e volte. Viaje quantas vezes vc quiser, viaje o mundo, mas sempre volte para o lado da sua mãe.

  16. #43
    daniela borghi
    26.11.2014 - 13:52

    Conselho p Tati: Tati pra gozar não existe receita….só com penetração é mais difícil e o que se vê por aí é coisa de filme kkkkkk
    se toque durante a relação, estimule seu clitóris…relaxa… q uma hora vem e aprendaaaaa a gozar sozinha!!
    Sem problemas, sem neuras…homens se tocam desde criança, se masturbam, mulheres aprendem isso beeeem mais tarde né!!
    Uma dica, no banho, pegue um chuveirinhooooo e estimule seu clitóris…vc gozando a primeira vez sozinha vai se libertar e assim vai se conhecendo mais…só vai fazer bem pra relação!!

    Bjussss Cony!! amando a Tag!!

  17. #44
    Nayara Pinto
    26.11.2014 - 14:20

    Tatiana e Sam (dos comentários mais acima)… Fiquem tranquilas. Eu casei virgem e descobri muitas coisas depois de casada (um vaginismo diagnosticado). Quando se fala em sexo temos dois pontos muito muito importantes: 1. não é igual para todos os generos (homem e mulher) e 2. não é 50 tons de cinza.
    Vai algumas dicas:
    1. De importância as preliminares. Quando bem feitas aumentam nosso prazer na relação em 80% pelo menos… Ao sermos tocadas descobrimos zonas erógenas que desconheciamos… zonas que nos dão aquela cosquinha boa… e mts homens não fazem ideia de onde elas estão. Cabe a nós mostrar. Isso não significa que precisamos nos masturbar, aliás algums mulheres nem gostam disso (eu sou uma delas). Significa que precisamos começar a perceber onde gostamos que nosso parceiro nos toque. As vezes é a nuca, o pescoço, o antebraço, a barriga e por ai vai.

    2. Durante a relação é preciso estar na relação. Parece óbvio, mas não é. Na maior parte das vezes fazemos sexo pensando na roupa que não compramos, no cartão que não pagamos, na planilha que não finalizamos, no chefe que foi grosseiro… enfim. Pensamos em mil e uma coisas, menos em estar presente na relação, em estar com o outro… E isso é fundamental para relaxarmos (inclusive relaxar nossa musculatura vaginal)

    3. Faça o que faz bem! Não se violente para ser a phoda do sexo. Mts de nós achamos o Christian Gray phodástico, mas se alguém nos acorrentar e bater perdemos todo o clima… É como diz um velho ditado: cada panela tem uma tampa. Vc deve e pode se permitir experimentar coisas novas, mas respeite a si mesma e o seu limite.

    4. Entenda o outro… Tem um filme chamado Amizade Colorida. Eu adoro e acho divertidíssimo… Tem uma parte em que a garota quando goza espira e o parceiro dela entende esse sinal. O que quero dizer é que o corpo fala! Entender o que o outro está sentindo, se está bom ou não, ajuda a construir caminhos de prazer… Tem homens que não conseguem gozar se a mulher não gozar. Tem homens que dão gargalhadas, mulheres que sentem um sono absurdo… Tente ler o outro.

    5. De tempo ao tempo… Como disse no início, são raras as mulheres que gozam na primeira relação. E poucas as mulheres que já experimentaram o orgasmo… De tempo a você, a sua relação, ao seu parceiro… São se cobre tanto por um resultado de revista, de filme, de novela. Busque uma relação saudável, SEGURA, gostosa pra vc e tbm pro seu parceiro.

    Espero ter ajudado. Bj as duas!

    • #45
      Isa
      27.11.2014 - 15:09

      50 tons de cinza… livro mais mal escrito que eu já li na minha vida.

  18. #46
    Edi
    26.11.2014 - 14:24

    Andreia: acho que o simples fato de falar que esta apaixonada ou de sentir interesse por outra pessoa, já são suficientes pra você rever seu namoro/noivado, precisa mesmo conversar com ele pra rever tudo e se esta insegura pule fora imediatamente pra evitar um sofrimento maior futuramente… nao force um casamento. também nao se iluda com o gato que mora longe, não cometa a loucura de sair de um namoro de sete anos pra entrar numa aventura… claro que existe a possibilidade de dar certo, porém, as chances dessa aventura dar errado são maiores. Resolve esse namoro primeiro, daí pensa no que faz. E não se permita ter um namoro “mais ou menos”, se estão noivos, tem que falar no casamento sim. Coloque a tua felicidade em primeiro lugar, SEMPRE!

  19. #47
    Solange
    26.11.2014 - 14:39

    Patrícia, acho que a Cony resumiu bem o seu problema… então peça ajuda aos seus parentes próximos e vai realizar o seu sonho.
    Andreia… acho que esse seu namorado não está te levando muito a sério… pense bem se vale a pena continuar investindo nessa relação… pra ela não evoluir deste jeito e depois você se arrepender.
    Tatiana, eu concordo bastante com o que algumas meninas disseram… se tocar… vou contar a minha história pra você… estou junto com o meu marido à 10 anos e meio. Ele foi meu primeiro namorado sério… com ele que eu despertei sexualmente. Ele é muito carinhoso, mas mesmo assim acho que só consegui chegar ao orgarmo depois de muito tempo, quando aprendi a me tocar e perdi totalmente a vergonha de conversar com meu marido também. Ah, também aprendi com o tempo que eu preciso de concentração… rsss… se tiver uma tv ligada com som alto eu me distraio e fica mais difícil. Tente se entender, se descobrir e converse com o seu parceiro. Sexo fica perfeito quando é gostoso para os dois!
    Beijos Cony e meninas!

  20. #48
    Bruna Costa
    26.11.2014 - 14:40

    PATRÍCIA

    Eu tinha uma amiga que era o amor da minha vida (no bom sentido gente hahahah)
    Era a pessoa com quem conseguia me abrir sobre tudo!! Nos davamos super bem, eramos unha e carne. Ela morava sozinha, entao aprontavamos de um a tudo naquela epoca!! (final da escola, começo de faculdade)
    E eu tenho um amigo, amigaaao mesmo, dos melhores amigos. E eu era MEGA ciumenta com ele (hoje ele namora ha tres anos e tive que fazer promessa de ano novo pra engolir a menina. Pq nao olhava pra cara dela haha hoje vejo que ela é perfeita pra ele, tem um jeitao mais largado, do jeito que ele é tb)
    Mas entao, essa minha amiga sabia do meu ciume e que jamais amiga minha ficaria com ele. Tanto que quando ela queria me zuar, ela ficava ameaçando ficar com ele. De palhaçada. Sempre soube que eu ficaria chateada.
    Acontece que essa amiga mudou de escola e foi estudar na minha. Ai que ficamos mais grudadas ainda! Mas ai ela começou a andar com um povo que eu nao gostava. Eu fui clara pra ela: “sao seus amigos, eu respeito. Só fica de olhos abertos, nao confia demais e NÃO MISTURE AS TURMAS”. Ao inves de manter as amizades, qq ela fez? Tentou me incluir nessa turma de gente que nao gostava. Em programas nossos, ela chamava eles e tal. Logico que nao deu certo né. E eu repetia pra ela, falando pra nao misturar.
    Acabou que ela foi distanciando de mim, sumindo. Separamos de turma (no terceiro ano as turmas sao divididas em areas das provas né. Eu queria direito e ela, engenharia) e ai que ela foi me esquecendo mesmo! Nao tinha whatsapp nem facebook, entao quase nunca encontravamos. Quando eu ligava pra ela, ficava hooooras no telefone. Mas ela nunca me ligava. Simplesmente me largou.
    O ano acabou e em janeiro tivemos uma conversa franca, ela pediu desculpas e disse que ia mudar.
    Fomos pra diamantina no carnaval, encontramos la e foi otimo.
    Passou um tempo, e tudo voltou ao normal. Ela nao dava noticias, so saia com a outra turma e tal. Aí eu ainda descobri que ela tinha ficado com esse amigo meu no carnaval.
    Fiquei MUITO chateada!!! Muito mesmo!
    Ela tava de intercambio na epoca e ai mandei um testimonial pra ela no orkut, xingando ela toda, falando pra ela nunca voltar dos EUA.
    Enfim, acabou a amizade.

    Hoje vejo que me precipitei. Fui infantil e falei as coisas sem pensar. Não precisava ter reagido dessa forma. As vezes ainda poderiamos ter uma relação bacana e tal. Agi por impulso, igual voce. Ainda fui extremamente infantil né.

    Mas te contar o fim da historia. Sofri MUITO! Ela era tudo pra mim sabe? Com ela eu tinha liberdade de falar de coisas que nao tinha com outras amigas.
    Enfim…
    Um belo dia, depois de um ano e meio sem ve-la e sofrendo todos os dias, vi ela numa balada.
    Sabe quando parece que vc vê uma pessoa diferente? Já tinha ouvido falar que ela tinha mudado e tava meio doida. Mas ela era outra pessoa!! Bati o olho nela e senti uma coisa ruim, pesada. E neste momento, meu sofrimento passou!! Pq vi que ela nao era mais a amiga-irma que eu amava! Pq vi que nossa amizade morreu nao por causa da mensagem desaforada que eu mandei, mas sim pq ela ja nao tinha consideraçao por mim!!! Ela simplesmente desapareceu depois que começou a andar com a outra turma! Me esqueceu, me largou. Ela abandonou minha amizade. E ela ter ficado com meu amigo, algo que ela sabia o quanto me chatearia, foi uma prova de que ela não estava nem ai!! Minha reaçao foi desproporcional? Foi.
    Mas a maior errada foi ela.

    No seu caso, vc nao precisava ter falado como falou. Mas perai!! Ela sempre dava esses sumiços e nunca nem te disse pq! Simplesmente contava com sua amizade e amor incondicional, sumia e depois voltava quando bem entendesse, pq sabia que tinha vc ali.
    Acho que essa sua reação exagerada foi um aprendizado pra vc no geral, se controlar mais e tal.
    Mas ela tb nao é santa.
    E suas atitudes e a pessoa que vc é atraem pessoas e situações de acordo pra sua vida. Nao sei se acredita em Deus, mas penso que le tira essas pessoas da nossa vida, pessoas ruins que nao deveriam estar lá (nao pessoas más, mas que nao seriam boas pra fazer parte da sua vida).

    E por ultimo: tenho muito amigo homem e acho dificil homem inventar algo assim, sobre a amiga ser safada, se não é.
    Reveja isso aí. As vezes essa historia pode ser verdade e vc ta se martirizando atoa.

    No mais, se convença que acabou. Nao tem volta. Nunca mais.
    Mas tira esse peso ai. Vc pode ter culpa, mas tb nao é a ultima culpada.
    E faça disso um aprendizado!

    Beijinhos e boa sorte!

    • #49
      Lola
      26.11.2014 - 19:01

      Assim, sem querer me meter mas… Como assim ter um ciúme desse jeito, por amigo??? Eu sou ciumenta mesmo, mas a pessoa que mais tenho ciúmes é meu irmão e não tenho problema nenhum dele namorar, muito menos dos meus amigos! Eu deixo é o cara livre e se for meu amigo mesmo, não vai me largar por namorada, nem corro atrás porque eu não gosto de amiga de namorado, então não posso reclamar das outras
      Acho que esse seu ciúmes pelo amigo era ooooooutra coisa, hein? kkkkk

    • #50
      Amanda
      27.11.2014 - 09:29

      Bruna, desculpe me meter.. mas acho que você está jogando a culpa toda pra cima da amiga que pegou o seu amigo que você tinha ciúmes no carnaval, onde ninguém é de ninguém..
      Ela pode ter feito coisas erradas mas você também fez. E você foi falar com ela na balada? Talvez ela seja a mesma pessoa e só mudou a casca.
      É fácil olhar a sujeira no olho do outro e não vermos uma viga nos nossos próprios.

    • #51
      Amanda R.
      27.11.2014 - 11:01

      Bruna desculpa, mas ter ciumes assim e de amigo não é normal. Talvez a errada da historia tenha sido você que não soube aceitar os novos amigos. Eu tbm tenho uma amiga que gosto muito dela e ela tem amigos que eu não aguento! Quando estou junto tento ser legal, afinal, não vou me estressar por causa de gente que não gosto, o que me faz bem é a companhia da minha amiga… enfim, acho que você deve rever! Sua amiga mudou bastante, mas nunca foi propriedade sua, muito menos seu amigo, ninguém é seu! Tome cuidado para que esse ciumes não te atrapalhe em outras áreas da vida! Beijos!

    • #52
      Cacá
      27.11.2014 - 12:06

      Bruna, me desculpe, mas também não entendi esse ciúme todo do seu amigo. Se você gosta mesmo dele vai querer vê-lo bem e feliz com queme le gostar. Na boa, para mim esse ciúmes era interesse nele. É por isso que não gosto de amiga de namorado! Rs… Sei não, hein…

      Quanto à sua amiga, achoq ue o seu “erro” foi querer a exclusividade dela, porque ela não pode ser sua amiga e ter outros amigos? Achoq ue você foi egoísta e isso acabou a afastando de você. Para mim, amizade tem que ser sem cobranças, se não não dá certo. Acho que houve muita infantilidade da sua parte em quer
      ê-la só para você. Você tem o direito de não gostar dos outros amigos dela, mas não tem o direito de interferir na amizade deles. Achoq ue vocêÊ precisa de mais amigos para curar essa falta aí, e não cobre tanto deles, a amizade tem que ser recíproca e acontecer naturalmente.

    • #53
      Denise
      28.11.2014 - 14:44

      É, Bruna, concordo com a Cacá: você errou demais ao querer ter exclusividade da sua amiga… Parece que você criou isso de que eram “almas gêmeas” e quis que ela pensasse igual a você ou fosse igual a você… Pera lá! Não é bom nem pra você nem pra qualquer amigo isso! Amigo é pra agregar, pra chamar galera e se divertir todo mundo junto! É uma pessoa que pode te apresentar um mundo novo: o mundo dela! Pensa nisso quando sentir ciúmes de outro amigo… Às vezes quem está perdendo pode ser você!

      Acho que esse ciúme com seu amigo pode nem ser interesse pq tô vendo que você era muito ciumenta com essa moça também.

      Ah e quanto a sumiços de amigos, acho tão natural, rsrs. Tenho vários amigos que não vejo/falo há tempos, mas sempre que falo, é a mesma liga, sabe? Mas acho que essas são amizades mais maduras. Enfim, pra mim, amigo e posse são duas coisas tãããão nada a ver, acho que sou promíscua nas amizades kkkkkkkk

  21. #54
    Aline
    26.11.2014 - 14:46

    Patrícia,
    Há alguns anos, cheguei a ter que me tratar com psiquiatra e fazer terapia por depressão e um dos motivos foi porque eu me sentia muito culpada ao correr atrás do que EU QUERIA, sempre pensando no que minha família queria. Eu tinha dificuldade imensa de me impor nos meus próprios sonhos e medo de desagradar as pessoas queridas.
    Bom, isso passou, corri atrás. Mudei de cidade e estou há 1000 km da minha família há 4 anos (apesar de ainda estar no Brasil).
    Meus pais tiveram dificuldade de se adaptar à minha iniciativa repentina de mudar de cidade, mas hoje estão super habituados, pois sabem que sou feliz aqui!!!

    Mãe cria para o mundo, sabe?! Não é ingratidão querer desbravar o mundo, porque antes de ser sua mãe, ela era uma pessoa e não nasceu grudada em ninguém (a não ser que tenha irmã gêmea siamesa rsrs). Talvez essa dependência extrema que sua mãe tenha com você seja medo de ter que lidar com as coisas sozinha. Se for isso, ficar ao lado dela fazendo as vontades dela só será prejudicial a ela também, pois ela é uma pessoa e precisa lidar com seus medos e também precisa evoluir! Tá errado fazer draminha e usar o “título” de mãe pra te fazer prisioneira!!!

    Enfim, se é a sua vontade ir morar fora, corra atrás, com o tempo sua mãe se recupera!

    Joana, tive um caso parecido e rolou desculpas e perdão, mas a amizade nunca mais foi a mesma (e isso já tem mais de 10 anos)…

    Andreia, hora de dar ultimato para o bofe. (conselho curto, grosso e sincero)

    Tatiana, assista a uns pornôs, não precisa gostar do gênero, mas acho que auxilia a perceber a resposta do seu corpo a certos estímulos visuais, posições etc…
    De brinquedinho tem um consolo chamado “black magic” que é vida!
    Agora, pare de se preocupar com o clímax, aposto que você chega quase lá e depois fica tão ansiosa/nervosa pra vê-lo acontecendo que esfria… Concentre-se no ato, no tesão, libere o arrepio na pele, sinta o som da respiração do bofe te desejando, entregue-se ao momento, deixe as neuras pra depois.
    Foque naquilo que você mais gosta no sexo e aproveite, daí você vai sentir cada vez mais tesão e o clímax virá do nada!

  22. #55
    Eliza
    26.11.2014 - 14:56

    Muito legal essa tag, Cony… Eu estou adorando ler todos os comentários… Eu acho que o que eu iria dizer já foi dito, por isso não comentarei sobre os casos…
    Beijos e parabéns!

  23. #56
    Kaa
    26.11.2014 - 14:58

    Tem 2 tipos de orgasmo sim meninas! Não é ficção …pára!

    Um é pela masturbação. É aquele que te leva pra lua e deixa ‘morta’ segundos depois. (Descobri esse com 12 anos subindo numa árvore kkk E passei minha adolescência toda curtindo brincar comigo mesmo, sem pressa por sexo).

    O outro é no ponto g (coloca o seu dedo médio no buraquinho do prazer kkk e dá uns toquezinhos com a ponta do dedo em direção a bexiga, entende?! É + ou – isso… Se se sentir quente… é pq achou! O jeito + gostoso de gozar aí é com a penetração do parceiro e não são todas as posições que permitem isso, mas uma fácil é com vc sentada por cima e ele metendo. Esse orgasmo é quase tão intenso quanto o outro, mas o bom é que vc não precisa de tempo pra se recuperar e assim consegue gozar dezenas de vezes até o cansaço bater. *.*

    Bom mesmo é gozar por dentro e por fora ao mesmo tempo! Gosto disso quando ele já ta pedindo arrego. Jesus Amado! Vou pra Marte por vários segundos e caio exausta de qualquer jeito . Dae fico imóvel por sei lá.. .uns 5 minutos! De tãão cansada!

    Tati! Vale a pena guardar um tempinho pra se conhecer e até ler sobre isso em sites especializados, viu?! (recomendo o Casal Sem Vergonha) pq filme pornô se ensinar alguma coisa… ensina tudo errado. #fato

    • #57
      Fernanda
      26.11.2014 - 20:04

      Eu descobri com uns 8 anos com o chuveirinho do box, nem sabia o que era mas achava bom, afe maria, kkkkk

  24. #58
    Tha
    26.11.2014 - 15:01

    Tatiana, minha dica, leia a trilogia 50 tons de cinza sozinha no quarto e você terá muuuuita vontade de se tocar!!! hahahahaha
    Os livros são realmente demais!!! Eu amei e li logo que lançaram..agora espero ansiosamente o filme…
    bjos e boa sorte!

  25. #59
    Lucienne
    26.11.2014 - 15:05

    Minha mensagem é para a PATRICIA. Eu estive na mesma situação que voce ha 9 anos atrás. Sou um grude com minha mãe, e meu pai também faleceu de repente.

    Meu noivo, na época havia sido transferido por causa do seu trabalho, para a Itália. E ele me pediu em casamento. O que consistiria em deixar amigos, trabalho, e familia no Brasil.

    Ao contràrio da sua mãe, a minha me deu a maior força, pois ela também, ao casar com meu pai, deixou todo mundo para trás.

    E sabe o que ela sempre me dizia? “siga sua vida, eu não sou eterna. Voce pode abrir mão de ter sua vida, de ter a sua familia por minha causa e daquiha alguns anos eu não estou mais aqui, como voce fica?”.

    Faz 9 anos que moro em outro país. Da Italia, que seria uma estadia de três anos, mudamos definitivamente oara a França.

    Tive meus dois dilhos, afora começo a me organizar para uma reconversão profissional em parisserie.

    Falo com minha mae, pelo telefone, religiosamente todo santo dia. E se alguém está doente, então, várias vezes ao dia. Às vezes eu vou ao
    Brasil, às vezes ela vem para cá. Ela esteve presente no nascimento dos meus dois filhos, e de longe, ela participa muito mais da vida deles do que qualquer pessoa.

    Hoje, vôos para o brasil existe de montes. Varias companhias de telefone possuem planos que voce não para ligação telefonica para alguns paises, desde que o numero discado seja um telefone fixo

    É difícil viver distante de todos, e mais dificil ainda quando voce tem filhos, porque voce sabe que eles só dependem de voce e de seu marido. Tipo, deu dor de barriga nos dois, não tem quem nos substitua para cuidar deles.

    Cada vez que ela fica doente, eu fico sem dormir. Mas não voltaria para trás e faria tudo diferente, porque concordo com o que ela sempre me diz.

    Jà surgiu uma oportunidade de voltarmos definitivamente para o Brasil e pasmem, ela foi a primeira a nos desmotivar. Ela dizia que estaeíamos privando nossos filhos de boa educação, de um sistema de saude pública que é bom e que funciona, de viver com segurança, de oportunidade de esrudar gratuitamente até doutorado, em outros países da Europa, etc,etc.

    Ela foi a que mais fez campanha contra para voltarmos ao Brasil.

    Eu a admiro e muito pelo infinito amor que ela tem por mim e por meus filhos, a ponto de abrir mão de conviver mais de perto conosco em prol do nosso bem-estar.

    Pense nisso: se voce abrir mão de seus planos, e amanhã ela não esriver mais aí, como você se sentiria? E o inverso, se voce partir, e ela amanhà ou depois não esriver mais presente, como voce lidaria com isso?

    Pare e pensenessas perguntas. Seja franca consigo mesma. E aí sim, voce estará mais confortável em escolher se dica, ou se vai.

    No meu caso, eu sai do paîs. Mas eu tinha um jistórico de vida de ter aberto,mão de miitas outras coisas, inclusive da escolha da carreira profissional, em prol dos outros. Eu achei que já tinha atendido, até aquele momento, os desejos de muitos da familia. E sim, percevi que se eu abrisse mãp daquela oportunidade de casar e formar a minha familia em prol dela ou de outros, sim, eu poderia teeminar minha vida sozinha, enquanto que os outros teriam vivido a deles..

  26. #60
    clarissa
    26.11.2014 - 15:17

    A minha dica vai para a Tatiana.

    Tati, se descubra e se deixe viver essa emoção.
    Qnto mais relaxada vc estiver mais chances de ter um orgasmo daqueles vc terá.Se sei bofe já te deixa louca agora cabe a vc explorar ele por inteiro e auto explorar também .

    Experiência de quem demorou muito mais chegou lá com muiiiiiitooooooooooo prazer . Posso te dizer que eu literalmente RELAXEI E GOZEI ! UIIIIIIIIIIIII DELÍCIA!

  27. #61
    Shame
    26.11.2014 - 15:35

    Concordo com o primeiro comentário! #] Pode ser ele também, dando aquela força, euheueh.

    Andreia, distância é um fator definitivo pros relacionamentos.. acho que ele já tá em outra vibe.. independente de ter outro cara pra substituir no seu coração, acho que vale a pena ter uma conversa franca e por um limite de até quando vai isso aí.. se ele enrolar, cai fora!

  28. #62
    26.11.2014 - 15:38

    Dilemas bem diversificados hoje rs. Patrícia, Cony já disse tudo! Vai por ela que vc vai bem kkk. Joana, vejo que vc se culpa muito por tudo que aconteceu e será que isso é certo? Vc tem certeza mesmo que eles não ficaram? Essa garota sempre correspondeu mesmo sua grande amizade? Só mais uma coisa: é duro aceitar, mas a maioria das pessoas passa pela nossa vida e vão embora, simples assim. Andréia, como vc mesma disse, esse seu noivado está fadado ao fracasso. Quer dizer q vc vai lá visitar seu noivo todo mês, e ele fica comodamente esperando e não faz nada para definir a situação de vcs dois? Se valoriza menina! Quando ao carinha que mora a 5000 km, sei não… acho furada tamb.Tatiana, acho que está faltando conhecer mais sobre seu próprio corpo. Leia sobre o assunto, experimente, se descrubra sozinha e c briquedinhos, como a Cony disse. O caminho p o prazer feminino é meio misterioso mesmo, tem q explorar. Boa sorte a todas!

    http://www.blogamorreal.com.br

  29. #63
    Gi
    26.11.2014 - 15:54

    Tati, aconteceu isso comigo, estou completando 5 anos de namoro e fiquei mais de 1 ano sem ter um orgasmo com meu namorado, por vergonha (pq quando eu me masturbava eu conseguia), eu tinha vergonha de mostrar pra ele como eu gostava e tbm ficava encana por não chegar, me atrapalhava demais, meu conselho é que vc se conheça, se toque e veja como vc gosta, brinque com você mesma, seja sem vergonha com ele, fale pra ele tudo o que tiver vontade e deixa rolar, hoje completando 5 anos de namoro o sexo com meu namorado é excelente, gozo até com ele me fazendo sexo oral e é demais.

  30. #64
    Louise
    26.11.2014 - 15:57

    Gente os casos de hoje foram emblemáticos! É muito bom saber que todo mundo passa por tudo na vida, pois as vezes, eu ou você que está lendo acha que certas coisas só acontecem conosco (deu pra entender? kkkk). Me identifiquei muito com a situação de Patrícia!!! Namoro há 6 anos, estou noiva e caso no fim de 2015; meus pais são separados, e moro com minha mãe e irmão mais velho… Minha relação com a mama é muito boa, fazemos tudo juntas e já sinto que ela está sofrendo porquê sairei de casa, ela não faz chantagem, não chora nem nada, diz que só quer a minha felicidade, e adora meu noivo. Mas eu já estou sofrendo por antecipação (coisa de sagitariana=ansiosa em grau máximo), pensando no fato dela ficar sozinha e blá blá blá, e também pelo fato do meu irmão não estar sempre presente por causa da profissão e também por ser homem; sim acredito que as filhas se dedicam muito mais às suas mães e são mais sensíveis e companheiras, salvo raras exceções, inclusive de homens também. Mas, como comento com minhas amigas, tenho feito um trabalho mental diário no sentido de encarar a situação como ciclo natural da vida. Muitas coisas mudarão, no entanto moramos na mesma cidade e não pretendo sair por enquanto, e não vou abandoná-la jamais; conto também com o fato dela ter a mãe e 3 três irmãs que a amam muitooo e sempre a querem por perto, então isso já conforta muito meu coração! Também sempre tenho em mente que cada pessoa tem sua vida e que não pode viver a vida da outra, isso não faz sentido; mainha (sou nordestina e chamo de mainha) já está em outra fase da vida, aposentada, com outras prioridades, e eu estou começando, batalhando a todo vapor, além disso encontrei no meu noivinho a pessoa que quero caminhar junto e ser feliz ao seu lado, então pra quê deixar isso passar?! No final tudo se ajeita, e vamos se felizes! Adoro os posts do chora que eu te escuto! bjoss Constanza ;*

  31. #65
    Karla Luraschy
    26.11.2014 - 16:10

    Cony,

    Seleção de histórias maravilhosas! E parabéns para a Tatiana que expôs a situação dela, porque muitas mulheres passam por isso e as vezes não sabem nem com quem se abrir sobre o assunto, e ficam achando que são as únicas passando por isso no mundo.

    Acho que daqui apouco vai ser criada uma nova tag chamada ‘Mitos e Verdades na Hora H’!! hehehe

    A mulherada vai gostar, vai participar e assim vamos poder compartilhar várias dicas e ajudarmos umas as outras! Que tal Cony? beijo grande!

  32. #66
    Mah
    26.11.2014 - 16:27

    Patrícia:
    Eu sempre achei que não tinha problemas com a minha mãe.
    Descobri na terapia (depois dela ter morrido) que sim!
    Minha mãe havia me criado PARA ELA. E não para o mundo.
    Acredito que se ela estivesse viva hoje, eu viveria um drama muito parecido com o do primeiro caso, mas em relação a casamento.

    Não deixa de ser um egoísmo por parte da sua mãe.
    Quem me dera EU TER a chance de sair deste país! E ainda mais para o Canadá.
    Porém acho difícil que alguém a convença de que se trata de egoísmo e dependência, e não só “amor” parental.

    Existe terapia de casal para mãe e filha? hahahaha
    Se sim, eu recomendaria.

    Talvez a saída menos drástica seja mesmo ir conversando com os parentes que ela dê ouvidos… quem sabe…

    Joana,
    faz outra amiga.
    Eleve o posto de uma amiga já existente, sei lá…
    Essa amiga ai não vai dar mais em nada. Primeiro porque você aparentemente a magoou bastante, e ela também nunca foi atrás para contar a verdade dela – eu já me incomodei de ir atrás e contar a minha verdade até com amizade que não valia a pena. Porque será que ela não foi?!

    Andreia,
    Vocês namoram a 7 anos, ele está bem empregado, provavelmente ganhando bem?!, e não quer casar?
    Qual a desculpa?
    Porque geralmente é dinheiro, e nisso eu até concordo. Casar endividado não rola.
    Mas se esse não for o problema, 7 anos é tempo o suficiente para saber que decisão tomar e quando né… É um problema dele que virou problema seu.
    Você ta curtindo outro cara por carência? Ou porque já desencanou do atual namorado?
    Por quanto tempo você prolongaria a relação da maneira que está?

    Tatiana,
    você ficaria surpresa ao transar com o 2º, 3º ou 5º homem e também não ter orgasmo – eventualmente ou não!
    Isso é normal, no meu ponto de vista.
    Eu não transo para TER orgasmo. Para mim é como uma viagem para a praia: no caminho tem muuuita paisagem bonita. Se chegar na praia bem, se não chegar, da próxima chega.
    Minha unica recomendação é que você não deixe de gozar hahaha, entende?
    Acho fundamental conhecer a si, porque ninguém saberá te agradar tanto quanto você mesma.

  33. #67
    Tati M
    26.11.2014 - 17:06

    Tatiana,
    namoro há quase cinco anos, também não conseguia gozar com penetração no início do namoro, apenas com sexo oral, mas te aconselho a tentar o que funcionou demais pra mim: sentar no pau* do seu namorado e subir e descer bem devagar, vai por mim, é o paraíso!

  34. #68
    silvia hahne
    26.11.2014 - 17:41

    PATRICIA:Lamento dizer, mas a sua mãe, por mais que você fale e explique seus sonhos,desejos…ela não vai aceitar. Falo com conhecimento de causa, pois fato semelhante aconteceu em minha família. Não que ela seja egoísta, mas no fundo no fundo mesmo, ela só está vendo o seu próprio lado (o dela). É triste, é, mas levando em conta que você acalenta esse sonho à muito e está a beira dos 30, não vejo como única saída, não ir!!!! Afinal o Canada é logo ali (10 horas) e não do outro lado do mundo. Pense bem, pois no futuro você se cobrará por um passo que não deu em sua vida. Boa sorte.
    JOANA:Não consigo entender como um fato já superado, pois ela foi até sua madrinha de casamento, (com outro e não aquele que motivou a discórdia) pode mexer tanto com você, a ponto de reavivar os velhos fatos. Muitas vezes perdemos a razão, para falar o mínimo, por não nos calarmos à tempo.Como dizia o velho ditado: “Falar é prata e calar é ouro”. Beijos e com certeza novas amizades virão, pois esta é mais provável que tenha terminado.
    ANDREIA: Como se falava em tempos passados, o seu noiva está “COMO O DIABO GOSTA”, ou seja da relação só a festa, a falta de compromisso e a total falta de perspectiva. Quanto ao outro, é pura ilusão sua em tempos de sofrimento. Resolve primeiro com o “noivo”, mas penso que esta já é uma relação desgastada, morna, quase como casamento longo, onde há uma grande acomodação. Pense e desculpe a franqueza, mas ainda é tempo de viver uma história inteira e verdadeira. Beijos.
    TATIANA:Não ponha tanta expectativa no orgasmo; nem em toda vez ele acontece e mesmo assim o sexo pode ser maravilhoso.A afinidade de pele é tão maior, que muitas vezes ele não faz falta. Agora o que você tem que ver, se não está fantasiando demais e esperando “sininhos”, coisa mais de romance e filme, do que vida real. Por falar em romance, uma boa maneira de relaxar e entrar no clima, é ler um romance erótico, esses que vende em banca de jornais. Bom proveito…rs! Beijos.

  35. #69
    Dany
    26.11.2014 - 17:41

    Tati, fia do céu… Eu tbm comecei tarde e com meu primeiro namorado, que hoje é meu marido. Só me encontrei depois de 2 anos de prática haha e, mesmo ele sendo experiente, não tinha a minina ideia do que fazer. As vezes só com penetração não rola.. Primeiro vc tem que se conhecer, fazer testes mesmo entende?? Depois é só guiar o parceiro. Tenho uma amiga com esse problema, mas ela é tão travadinha nesses assuntos que não consigo explicar abertamente. Conselho: conheça seu corpo e sensações! Bjs

  36. #70
    Maria
    26.11.2014 - 18:04

    Tatiana, mulher, toque-se!!! Acho muito difícil chegar a um orgasmo com o namorado sem nunca ter se tocado antes. Vc PRECISA conhecer o seu corpo! Quais áreas te excitam, a intensidade, velocidade… São tantos fatores! Tem um “brinquedinho” que super ajuda a chegar ao orgasmo, vende em sexshop, ele é tipo de silicone, vibra um pouco, vc coloca na “base” do pênis e é só relaxar! Kkkkkk invista em géis, brinquedos, pense em coisas que te excitam… Descubra esse mundo maravilhoso pós-orgasmo!

  37. #71
    Fernanda
    26.11.2014 - 20:00

    Patrícia: o mundo ideal seria sua mãe ir com vc pro Canadá. Não é possível q ela prefira ficar sozinha aqui a ir com vc.

    Andreia: Morei 4 anos e meio longe do meu noivo (namoramos anos, ficamos noivos 4 anos esperando o dia em que eu ia voltar), nós víamos de 15 em 15 dias, e deu tudo certo, eu confiava nele e ele em mim. Por isso não apoio essa crença comum de que relacionamento à distância não dá certo. PORÉM no seu caso é diferente pq ele foge do assunto casamento. Parece que está te enrolando mesmo. E outra, tem previsão para ele voltar? Pq é bem diferente uma distância quando existe uma previsão de os dois ficarem juntos e quando não tem. Essa última eu acho que não tem solução mesmo.
    Tatiana: Não entendi se vc NUNCA teve orgasmo ou só não tem com ele. Se nunca teve é pq vc não se “toca” (palavra mais light rs). Dica: use chuveirinho do box ou o do bidê, é mágico fia, rsrsrs.

  38. #72
    Sylvia
    26.11.2014 - 20:13

    Tatiana, quero te parabenizar pela sinceridade e te falar que eu estou na mesma situação, mas já cheguei a algumas conclusões:

    Esse negócio de se tocar é super válido mesmo, não é à toa que todo mundo está comentando aqui. No começo é bem difícil, confesso, mas depois vc vai pegando o jeito da coisa.

    Ter tido um único namorado não interfere em nada! Quantidade não significa qualidade, né?! Se o seu namorado é o seu tudo, ele basta e é com ele que vc vai ser feliz! Desencana disso… Até porque a maioria dos homens não sabe o que fazer pra uma mulher chegar lá. Já estou no meu terceiro namorado fixo e nada de encontrar um expert, só sujeitos atrapalhados nesse aspecto!

    A Cony falou e disse! Vai pra cima dele, mulher! Quando eu faço isso as coisas melhoram 200%! Nem sempre sei o que estou fazendo, mas continuo aproveitando o momento sem me preocupar muito…

    Procure sites que te excitam, sabe? Eu tinha muita dificuldade nisso, porque DETESTO aquelas pornografias escancaradas e bizarras sem romantismo nenhum. Aí fui procurar no google e descobri que existem vários sites de pornô para mulheres! A maioria desses sites são pagos, mas, quando eu comentei isso com o meu namorado, ele fez o hacker e conseguiu baixar os filminhos pra mim… hahaha…olha o desespero pra me ver animadinha!
    Tem esse site que vc pode gostar: porn4ladies.tumblr.com (desculpa, cony, não sei se pode colocar isso aqui)

    Por fim, vou te dizer que eu estou quase conseguindo um orgasmo. Depois de 4 anos de namoro eu me dei um ultimato. Comecei a me tocar, fuçar todo e qualquer site de pornô pra mulheres e a guiar, literalmente, o meu namorado! Ele ta adorando!

    Espero ter ajudado!
    Cony, to amando essa tag! Vc é simplesmente sensacional!!!! =*

    • #73
      Constanza
      26.11.2014 - 20:18

      E eu adorei a dica do site rsrs

  39. #74
    Sandra
    26.11.2014 - 20:28

    8 anos com o chuveirinho???? ;O e eu pensei que fosse precoce….hahahah

    • #75
      Fernanda
      26.11.2014 - 21:22

      kkkkk foi acidente, eu não era uma criança pervertida.
      Só sei q nunca tive problema em ter orgasmo, fiuuuuuuuu 😛

      • #76
        Melina Portugal
        27.11.2014 - 17:56

        Comigo também foi assim! eu comecei a brincar com o chuveiro e depois toda vez que tomava banho fazia a “brincadeira” porque gostava da sensação. kkkkk
        Só anos depois li um artigo falando de masturbação numa revista dessas tipo capricho de uma prima minha e descobri que era o que eu já fazia!

  40. #77
    luciana
    26.11.2014 - 20:47

    Respostas simples para problemas complexos:
    Sua mãe tem que saber que o filho é para o mundo, ela está vivendo a sua vida, baseada em vc. Vá senào vc vai se arrepender.
    Querida seu noivo está te enrolando, da mesma forma que surgiu espaço para vc com certeza surgiu para ele se apaixonar. Concordo com a Cony, finca o pé no chão mas sai desse muro
    E por último, Tatiana, concordo com duas coisas: se masturbe e leve brinquedos. Assista filminhos curtos sem preconceito, sozinha descubra em vc onde é legal e vai experimentando. Compre um vibrador chamado Rabit ( você vai gozar em 30 segundos, prometo!!!) e se vc estiver em um dia animado até mais vezes. O problema das mulheres é que elas travam imaginando o que vao pensar de mim…. não importa! compre pela internet e experimente. Juro que vc vai ser outra mulher! Quem quiser dicas picantes posso ajudar … kkkk

    • #78
      Carla
      26.11.2014 - 23:10

      Aff esse rabit é caroooo! 450 reais o mais barato! E eu com 33 anos morando com a mae nao tenho coragem de ter nenhum mas uma vontadeeee

      • #79
        Manuella
        27.11.2014 - 09:12

        Carla, deixe de preconceito com você mesma, menina!!!
        Eu tenho 32, tenho um filho de 9 e sou casada. Tenho vibrador, consolo e demais brinquedinhos. No começo tb achava estranho, tipo pra que uma mulher casada e com a vida sexual super ativa precisa disso?!? Mas descobri que são ótimas companhias quando estamos a fim!! Não uso sozinha (acredite se quiser), só com meu marido!!
        Agora me responde pq vc solteira, do alto da sua vida sexual não pode ter um?!?! Você não vai utilizá-lo na frente da sua mãe, certo?! Então fecha a porta e seja feliz!!!!

        Beijosssss

    • #80
      27.11.2014 - 08:02

      Luciana,amiga! Eu qro dicas!
      Me acho ok na cama, mas to precisando de mais pra um boy especial!

  41. #81
    Juliana
    26.11.2014 - 21:30

    Tati se masturba durante a penetração tenho certeza que vc vai gozar comigo só consigo assim,?bjs

  42. #82
    Sara
    26.11.2014 - 21:44

    Meninas, dêem o seu melhor em tudo nestes relacionamentos, assim ñão vai ficar a culpa de “eu podia ter feito”.
    Joana, tente conversar com a sua amiga e pedir desculpas, deixar claro o quanto você gosta dela. Se ela desculpar ounão, é com ela, mas você vai ter feito a sua parte. E voltar a amizade é possível, comigo já aconteceu, em situações diferentes, mas aconteceu. Mas eu e meus amigos damos muito valor à amizade, a gente se considera uma família. E as coisas podem não ser imediatas, podem demorar.

    Patricia, eu tenho uma história um poucoparecida com a sua mas acho que não vale a pena entrar em detalhes. Só te digo que sempre quis morar fora e minha mãe nunca deixou (sou filha única mas ela não ia ficar sozinha, ia ficar com o meu pai). Conversamos, e ela viu que eu não estava feliz e era importante para mim, hoje é minha maior incentivadora. Estou há 3 anos fora e sentimos muitas saudades, mas ela está feliz por mim, e meus pais sentem até orgulho pelas minhas conquistas e o tanto que cresci morando sozinha em outro país. Sendo assim, eu acredito que sim, você deve ir, senão vai ficar uma mágoa entre você, você vai achar que se anulou por culpa dela e até sua mãe vi acabar se sentindo culpada com o tempo. Converse, explique e vá, ela aceitando ou não, vai ser o melhor para vocês duas porque nenhuma mãe quer ver o filho infeliz e frustrado e ainda se sentir culpada por isso (ouver que o filho a culpa). Bjs e boa viagem!

    Andreia, não é a hora de se casar, não sei ném se trocar de cidade é uma boa (você vai largar muita coisa?) porque para uma decição dessas tem que ter certeza e nenhum dos dois está firme, ele fica enrolando, você gosta de outro. Vou com a Cony e as meninas, resolve este relacionamento antes de qualquer coisa, antes de ir morar com ele ou partir para outra.

    Tati, nada a declarar, estou aprendendo com os comentários das meninas tb! (Rs).

  43. #83
    Akemy
    26.11.2014 - 22:21

    Cony, vc está de parabéns por proporcionar essa troca de experiências tão ampla e que dificilmente teríamos na vida não virtual. Amei as dicas pra ficar mais animadinha! Sucesso demais!

    • #84
      Constanza
      26.11.2014 - 22:37

      Eu tb to adorando! Aprendendo muito rs

      • #85
        Akemy
        28.11.2014 - 00:29

        Cony, vc é uma fofa!!! E merece todo sucesso que está fazendo!

  44. #86
    Jessica
    27.11.2014 - 00:06

    Caso Família: Algumas pessoas me acham muito fria, mas acho muito injusto você abrir mão de um sonho por outra pessoa, seja quem for, a não ser que a decisão tenha sido sua e consciente. Acho que você deveria tentar conversar sério com sua mãe, ou pedir para outros familiares conversarem, não é correto ela impedir que você viva um sonho seu por puro gosto dela… tenho uma relação ótima com minha mãe, mas temos limites, sabe? Ela sabe até onde opinar na minha vida, e eu na dela… Pelo que entendi é uma coisa que você quer muito, então não deixe escapar, que o arrependimento pode transformar a sua relação com a sua mãe em um fardo.

    Caso amiga: Você sente falta dessa amiga, de verdade? Chama pra uma conversa sincera, diz que se arrepende de ter falado, que fez mal em guardar essa mágoa por tanto tempo e que deveria ter esquecido… todo mundo erra! Eu não vejo motivos pra ela não te perdoar, e pelo menos tentar retomar a amizade… nem sempre é igual, mas e se for melhor do que antes? E se ela não quiser retomar a amizade, acho que sair de cena é a melhor opção, é triste, mas não vale a pena ficar correndo atras de quem não te retribui.

    Caso namoro à distância: Se o seu sentimento pelo outro carinha tá aparecendo, pode ser carência… meu conselho é você não se envolver até resolver a vida com seu noivo.
    Se vocês são adultos, se amam, são independentes… porque não marcar a data do casório? Olha, conversa com ele. Homem tem tendência a se acomodar e deixar tudo como está por pura preguiça de mudar qualquer coisa… então vai lá e conversa sério. Diz que você precisa de uma posição dele, que não tem sentido serem noivos e não ter casamento marcado. Mais do que o assunto casamento, acho que cabe uma DR mesmo, você dizer que está insatisfeita com o relacionamento. Sou super adepta de uma conversa franca quando as coisas não vão bem, e acho que esse é o caso.

    Caso Sexual: Nem cabe mais falar porque as meninas já deram todas as dicas… mulher, se joga nos dedinhos e vai ser feliz! Depois perde a vergonha, e usa os dedinhos dele… de conchinha é a melhor forma, juro! Vá se conhecendo, aprendendo seus pontos mais sensíveis, que logo logo você chega lá.

  45. #87
    Gabriela
    27.11.2014 - 02:50

    Gente as dicas de vcs são demais! Eu gozo tranquilamente mas já quero seguir todas as dicas de vcs!! Futilish melhor blog de reunião de amigas virtuais.
    Caso da mãe: vai da relação de vcs, eu não deixaria a minha mãe, mais porque eu não quero do que Pq ela não me solte, se eu fosse vc levava ela contigo pro canada! Quem sabe ela não conhece um senhor sexy e se apaixona por lá? E deixa vc de escanteio 🙂
    Caso da amiga: tenso. Amizade estranha, se minha amiga me acusasse de algo assim ia rolar gritaria e baixaria até passarmos tudo a limpo.
    Caso do boy distante: se vc se apaixonou por outro cara não tem mais nem o que conversar né… Acho que vc devia ficar um tempo solteira e aproveitar isso, 7 anos de namoro, mas parece que ele ta meio blá, acomodado, e vc gostando de outro… Não vejo futuro, vejo solteirice e viagem pra Floripa com as amigas no ano novo…
    Tati: sigamos lendo os comentários das meninas que estão excelentes, minha dica, tome um vinhozinho ou qualquer alcoólico que vc goste pra ver se vc se solta mais… Eu bêbada grito obcenidades adoidado, meu noivo ama… Não precisa se embriagar Tbm, só pra vc relaxar mais, vc ta pensando muito… De novo, citando a filosofa Elsa, LET IT GO.

    • #88
      FÁBIA
      27.11.2014 - 09:31

      Hahaha, sem dúvidas a melhor dica: VIAJE PRA FLORIPA COM AS AMIGAS NO ANO NOVO!
      Esse grupinho do Fufu tá demaaais!

  46. #89
    27.11.2014 - 08:25

    Tati bora la, namoro com um cara incrivel e o tesão que sinto por ele é fora do normal! Do tipo, vejo ele passar e ja estou hiper excitada, não perecisa nem me beijar!Mas nem sempre gozo!Isso geralmente acontece quando estou distraida pensando em algo…
    Adoro tomar um vinhosinho antes, fico mais relaxada e desligada!
    Como as outras meninas disseram, se masturbe! É o melhor caminho, meu primeiro orgasmo foi assim!
    Pra mim uma posiçao que funciona super é ficar por cima, quase que deitada nele, assim consigo esfregar o clitoris no corpo dele e não preciso ficar me tocando na hora, ai consigo ficar com as mãos livres pra fazer o que quiser!
    Boa sorte! Bj.

  47. #90
    Shirley
    27.11.2014 - 08:31

    P A T R Í C I A …
    Veja bem, vou falar como mãe … Tenho um filho único, de 25 anos, que está louco pra ir para o Canadá também. Coincidência, né ?!?
    Acho que uma conversa franca com sua mãe pode resolver, além de você conversar também com parentes e amigos dela, fale também com sua irmã.
    Eu, acima de tudo quero ver meu filho feliz, perto ou longe de mim. Eu tenho marido, mas marido é marido, filho é filho.
    Eu me preocupo com a segurança dele em outro país, então estou apoiando ele a fazer em tudo o que ele precisa. E, claro, depois que ele estive lá, definitivamente, eu irei visitá-lo, mesmo sem falar uma palavra de qualquer outro idioma. Você não mencionou a idade dela, mas ela está relutante agora, depois ela muda, o amor e a saudade operam mudanças. Imagina, ela poderá passar uns meses com você outros com sua irmã,e outros com ela mesma. Dependência não é uma coisa boa para nenhum dos lados, pode acreditar …
    Boa sorte garota, bjs …

  48. #91
    INGRID
    27.11.2014 - 08:45

    MUITO TEMPO QUE NÃO COMPRO UMA REVISTA,E AGORA MESMO QUE VOU PASSAR LONGE DA BANCA DE JORNAL.ISSO AQUI TÁ MUITO MELHOR QUE QUALQUER FUSÃO ENTRE REVISTA NOVA,CLAUDIA E MARIE CLAIR.KKKK.TÔ AMANDO!!!!

  49. #92
    27.11.2014 - 09:12

    Joana,

    Para que mesmo você precisa tanto saber se houve ou não algo entre os dois? O que vai fazer com essa informação? Respondidas estas questões, saberá o que fazer daqui para a frente.Em o caso de ser mera curiosidade, passe…se precisa saber o quão confiável é sua amiga, seja incisiva, pergunte, exija a sinceridade dela. E para finalizar, não existe segredo que NÃO seja revelado…um dia…

  50. #93
    Patricia
    27.11.2014 - 09:15

    Muito obrigada à todas que comentaram no meu caso. Eu sei que, racionalmente ir é a melhor solução e vou tentar me manter focada nisso até minha partida. Vamos ver se consigo conversar e convencer ela de ficar um pouco de tempo na minha nova casa.
    Adoro essa coluna e espero que continue por muito tempo! Um forte abraço à todas e a Constanza!

  51. #94
    Mari Cezario
    27.11.2014 - 09:15

    Cony
    No post de anticoncepcionais eu achei super engraçado quando você disse “todo mundo conhece um filho de DIU”… Eu mesma sou filha de DIU rsrs. Morro de medo por experiência “própria”
    Também to há anos atrás do anti perfeito, mas quanto mais procuro, mais duvidas tenho…enfim. Obrigada por dividir isso com a gente.
    Super beijo, adoro você
    Mari

  52. #95
    Eveny
    27.11.2014 - 09:29

    ” Tá errado fazer draminha e usar o “título” de mãe pra te fazer prisioneira!!!” (Aline, 2014). É isso, Patricia, Aline não poderia ter resumido melhor. Tenho uma única filha de seis anos e sou muito cobrada por isso (“Ah, como vai ser se ela quiser ir embora, quem vai cuidar de você?”). Bom, quanto a isso, já estou toda trabalhada no desapego (rs). Ela estuda em colégio bilíngue porque partir é o que eu espero dela! Que arrume um trabalho (ou marido, ou esposa, sei lá o que vai fazê-la feliz nessa vida) e ganhe o mundo. Espero ser uma velhinha sassariqueira o suficiente pra visitá-la onde estiver duas vezes ao ano. E quando não der conta das minhas pernas, espero arrumar para mim uma cuidadora tão legal quanto a que eu achei pra ela. Sim, porque eu não abri mão de nenhuma meta profissional pela maternidade, divido igualmente a responsabilidade da criação com o marido e com essa moça. Não é justo que a minha única filha o faça por mim. A minha velhice é MINHA responsabilidade – eu estou plantando agora o que quero colher no futuro, cuidando da minha saúde física, emocional e financeira para minimizar a dependência até onde for possível. E quando não for mais, ué, pra que servem os cuidadores de idosos, fisioterapeutas, fono, geriatras? Arruma um terapeuta legal pra tua mãe e vá ser feliz, gata.

    • #96
      Constanza
      27.11.2014 - 09:35

      Que sensata! Adorei seu comentário!

      • #97
        Eveny
        27.11.2014 - 09:44

        Obrigada 😉

    • #98
      Janaina
      27.11.2014 - 10:08

      Fantástico seu comentário! Parabéns! Sou mãe tbm e como vc disse, trabalhada no desapego… filhos são para o mundo!

  53. #99
    Luciana
    27.11.2014 - 10:14

    Tatiana, amiga, fica fria! Primeir coisa que vc precisa saber: orgasmo exclusivamente com a penetração é rarísimo para qualquer mulher. É mis fácil o orgasmo da estimulação do clitores. Então você pode pedir para ele fazer sexo oral em você, ou se masturbar durante a penetração ou comprar um anel peniano com estimulador de clitores acoplado. Senão nada feito. Estou casada a sete anos e tenho dificuldade para gozar até hj!!! Algumas raras felizardas possuem o clitores muito perto da entrada da vagina, essas tem facilidade de gozar durante a penetração pois facilita o estímulo. A maioria das mulheres não tem o clitores muito perto da entrada da vagina, então é necessário mais empenho. Kirida, faça como eu, vá a um sex shop, leia livros sobre sexo, não tenha vergonha de procurar o prazer. Seu namorado vai adorar esse seu interesse pelo assunto, meu marido pelo menos adora!!! É amiga, infelizmente o orgasmo para nós mulheres é difícil!!! Mas faça o que te disse em breve voc~e vai conseguir váaaarios orgasmos clitorianos…. Agora orgasmo exclusivamente vaginal até hoje a ciência não provou se existe mesmo, mas algumas amigas minhas juram que tiveram… Cá estou eu casada a sete anos e nunca tive um orgasmo exclusivamente vaginal, mesmo depois de ler livros e de me experimentar muito. Já orgasmo clitoriano eu tenho quase sempre… Então, vá a luta e fique fria! Meninas, falem vocês também sobre o osgasmo exclusivamente vaginal, existe ou é lenda? rsrs

  54. #100
    Luciana
    27.11.2014 - 10:50

    Tatiana, a melhor maneira de comecar pra chegar ao orgasmo eh se tocar. Ponha um filme, veja a “categoria” que te atrai e comece.. aos poucos vc vai descobrindo oq prefere (e olha que tem vááárias categorias viu, e como estamos só nos, nao temos vergonha de ver oq realmente nos atrai rsrs) Orgasmo com penetração eu nunca tive, e é meu sonho! hahaha mas espero um dia alcancar, e nao fico na nóia com isso não..Acho que é isso, deixar rolar e ir se conhecendo.
    Uma dica que eu posso falar pq ja usei é o anel peniano, dê uma procurada.. é um objeto que vc coloca no pênis do parceiro, e oq eu usei tinha uma parte que vibrava (essa parte encostava no clitoris durante a penetração) e é MTO bom, eu quaase consegui orgasmo na penetracao sem ajuda minha mão..pena que ele arrebentou no meio! ahhahahaa e acabou com o sonho. Agora to solteira, masss quando tiver outro namorado comprarei de novo 😉

  55. #101
    Andréa
    27.11.2014 - 11:12

    Patrícia, tenho um problema parecido! Minha mãe é divorciada, meu único irmão faleceu em 2008 (porém ele já morava com a namorada, não mais conosco) e agora estou sozinha com a minha mãe, que é depressiva e muito dependente de mim, financeira e psicologicamente. Tenho 31 anos e estou querendo passar uma temporada fora também, estudar, trabalhar, talvez ficar por lá definitivamente, pois muita coisa já deu errado aqui para mim (relacionamentos, traição, sem perspectiva profissional). Sinto que seria muito bom pra mim essa temporada fora, mudar de ares, conhecer gente nova, sinto que preciso desse “fôlego” novo, mas tenho a minha mãe, que infelizmente usa a doença dela para me fazer não ir. Fala que vai tomar remédios para dormir o dia todo, pois sozinha ela só vai querer dormir. Ela é super desorganizada financeiramente, eu que ainda ajudo da forma que posso, mas é complicado porque deixo de guardar dinheiro para ajudá-la com algumas contas. Gostaria muito de ter a chance de começar uma nova etapa em território neutro, e tenho consciência que não é certo ela me chantagear dessa forma, que ela viveu a vida dela, fez as escolhas dela e agora é minha vez, mas me sinto culpada (por antecipação) caso algo aconteça aqui com ela.
    Espero que possamos realizar nossos sonhos e que nossas mães fiquem bem.

  56. #102
    Julia
    27.11.2014 - 11:15

    Olá Tatiana, tenho 34 anos e nunca tive orgasmo por penetração. Durante o ato me masturbo e chego as alturas. Quanto mais excitada estou, mais o orgasmo é delicioso. A maioria das mulheres não tem orgasmo com penetração e sim estimulando o clitoris. Descubra seu corpo e seja muito feliz!

  57. #103
    Raquel
    27.11.2014 - 11:16

    Patrícia: corra atrás dos seus sonhos e mamys se sentirá orgulhosa por você. Mostre a ela todo seu amor o tempo todo, perto e longe, e não se sentirá culpada.
    Joana: peça desculpas e aprenda a viver com isso. Passei por uma situação muito semelhante. Hoje converso com essa amiga pelo Facebook e what’s up e sabe que só com isso já fico super feliz. Sinto uma quentura no meu coração, porque ela é uma pessoa muito querida para mim.
    Andreia: concordo com a Cony. O noivo está te enrolando. Resolva esta questão e não se iluda com o outro. Quero dizer.. não enqto você ainda está envolvida com seu noivo. Não faça essa “troca”. Vá com calma. Uma coisa de cada vez.
    Tati: você já se masturbou?? Não caia nessa de pensar que com outro cara poderia acontecer como tem gente te falando. Pelo que você disse, você tem um lance muito bacana com ele e com certeza é uma coisa mais psicológica. E a coisa tende a piorar se você toda vez que começar a transa ficar pensando “será que hoje vou gozar?”. Se masturbe, conheça seu corpo! Pra eu gozar preciso de estímulo no clitóris (com ou sem penetração) – mãozinha nele. Depois q aprender como gosta, ensina o namorado a fazer. 😉

    Cony: é tão fácil quando o problema não é nosso né?! rsrs..

    Bjs!!!

  58. #104
    Marô
    27.11.2014 - 12:40

    Muito legal essa coluna, tenho adorado e tb aprendido e repensado coisas da vida no geral, mto bom!
    Tb achava q eu e minhas “pontas” fossemos sozinhas no mundo, adorei saber q existem mais companheiras de ponta mundo a fora! heheheheheh
    😀

  59. #105
    Fernanda Soares
    27.11.2014 - 12:47

    Concordei com todos os seus conselhos Cony, só com o para a Joana que não!
    Acho sim que essa amizade tem solução e pode voltar a ser como antes! Da mesma forma que a Joana foi rancorosa e sabe que foi errado da parte dela, a amiga também não deveria ser tão rancorosa e perdoar!
    Gente, uma amizade dessa não pode acabar por coisas do passado!
    A Joana errou? Errou. Mas se eu tivesse no lugar dela, eu não iria para o caixão com essa dúvida e contaria sim para a minha amiga.
    Na verdade contaria na época, não esperaria 1 dia sequer!
    Ela resolveu guardar e soltou de forma errada em um momento de raiva, mas quem não fala “merda” no momento de raiva??? Tá errado? Tá! Devemos tomar muito cuidado? Sim! Levamos isso como lição? óbvio! Mas acabar com a amizade por conta disso? Sei não…

    Gente, se eu tivesse no lugar da amiga dela eu iria ficar putarevoltz, talvez por meses ou anos, sei lá! Mas Não perdoar? Não retomar uma amizade tão linda dessa? Quantas vezes NA VIDA encontramos amizades sinceras assim?….

    Na minha opinião, vale tudo para recuperar essa amizade! Até faixa de desculpas na porta de casa ahahahahaha!

    Joana, vc já imaginou se a sua amiga morre hoje(desculpa, mas pode acontecer com todos nós) e você não pediu desculpas a ela? Não fez o que pode para recuperar a amizade de vocês? Acho que vc irá se arrepender muuuuuuuuito, então corra atrás do tempo perdido, fia! rs.

    Bjos!

    • #106
      Djeine
      27.11.2014 - 17:46

      Não sei não, Fernanda. Eu já estive na situação da amiga da Joana.
      Essa minha amiga me pediu desculpas… eu desculpei. Mas não consigo deixar ela entrar de volta na minha vida. Você pode dizer que é rancor, mas eu não sinto isso. O que sinto é que nós não temos mais conexão alguma, pelo menos da minha parte.

    • #107
      Sara
      27.11.2014 - 18:29

      Eu penso como você, amizade verdadeira não se encontra em cada esquina, vale a pena pedir perdão e perdoar, e por experiência própria posso dizer que reconciliação é possível.

  60. #108
    Simone
    27.11.2014 - 13:05

    Patricia

    Acho que vc deve vir p Canada But Que vc vai sofrer no 7 meses de inverno intenso vai. Siga o seu sonho . mas não pense que aqui eh e o pais das maravilhas!! Moro aqui 15 anos , já senti falta de mae , pai, irma , food rsrrs . Vale a pena , vale !
    Meu conselho ,mude o jeito dela de pensar , e traga ela com vc .

  61. #109
    Jaqueline
    27.11.2014 - 13:17

    Oi Cony, gostaria de falar para Tatiane. Oi Tati, olha não fique achando que tem algo de anormal com você, tem muita gente que passa por isso, assim como você, demorei muito pra ter o meu primeiro orgasmo. No meu caso tinha a ver com problemas emocionais, na verdade eu ficava meio travada, e, na minha cabeça achava que tinha que bancar a menina ingenua durante as relações, porque imaginava o que ele iria pensar de mim se eu me soltasse (coisa de uma mente cheia de noias), então a terapia me ajudou muito. Não sei se é o seu caso, mas acho que talvez procurar uma terapia possa ajudar, na minha opinião que o orgasmo feminino está muito ligado a nossa mente. Beijos e boa sorte!!!

  62. #110
    Michele
    27.11.2014 - 14:23

    Gente, que babaadoooo…só a Cony mesmo pra juntar mãe, família, viagem e gozo ( ha ha)!!!
    Para a fia com a mãe, eu te entendo perfeitamente. Eu também me mudei e fiquei longe da minha mãe e ela é viúva. eu sofro muito querendo voltar a ficar do lado dela e tal ( fora que ela e meu marido não se dão bem, depois te conto), ver o crescimento do meus filhos.
    Mas eu estou ouvindo sobre nós termos a nossa vida, sabe? No futuro você pode culpá-la por não ter feito os seus sonhos por causa dela oi pode se sentir culpada por ter deixado ela sozinha. Qual pesa mais?
    Tem gente que tem o dom para cuidar, dar assistência e se esse for o seu você tem que ficar junto dela ou quem sabe convencê-la a ficar junto contigo ( minha irmã convenceu a minha a ficar seis meses no USA com ela, pagou para tirar o green card, e está até fazendo uma edícula pra ela na sua casa, para ter mais privacidade. Minha mãe tem plano de saúde lá e até já conheceu Nova York e Fort Lauderdale).
    Agora tem gente que tem realizar seus sonhos senão fica incompleta (eu sou assim). Pense muito a esse respeito afinal é a sua vida. E a Cony mandou bem perguntando pelas amizades, ela não têm? Você NUNCA vai completá-la como ela precisa irmãs, amigas da mesma idade e até um namorado vão entendê-la muito mais do que você. Pense nisso.
    Agora a menina do gozo, vou te dizer uma coisa: algumas vezes o problema é o homem mesmo. Eu troquei de bofe e até me casei com ele menina, que diferençaaaaaa. Mas concordo que gozo bom é com estimulação e penetração, aí são como as ondas do mar: uma hora uma marola, outras um tsunami.
    Meu ex tinha ejacucalação precoce e o pacote pequeno, a minha vida era banheira de motel e chuveirinho para dar um barato. Agora eu sorrio todo dia, é P-E-R-F-E-I-T-O para a minha caixinha.

  63. #111
    Juliana
    27.11.2014 - 15:04

    A N D R E I A

    Gostaria de deixar minha opinião a respeito.
    Sei que muitas já comentaram, mas não custa nada né?
    Então, no início do ano passado meu namorado mudou de estado. Saiu do Rio e foi para BH, também em decorrência da multinacional que ele trabalhava.
    No início eu era completamente contra, pois tinha certeza que não daria certo. Mas acabei cedendo.
    Antes de se mudar definitivamente ,viajamos, ele me pediu em casamento e ficamos noivos. O prazo para ele voltar seria um ano. Todavia isso não ocorreu. Porque ? Não ficamos juntos.
    Neste meio termo o relacionamento foi esfriando, ficando sem graça, o corre-corre com a vida foi ficando muito pesado. Eu estudo, estagio, só de transito por dia eu enfrento 7h no total, pois moro longe, estudo longe e trabalho longe. Nos finais de semana pegar ponte aérea foi cansando. Enfim … Percebia uma falta de vontade terrível dele em estar comigo, sempre cansado, sempre desanimado, os planos foram mudando, as visões que antes eram uma só, foram se tornando cada vez mais diferentes. Eu que estava sempre disposta a fazer o melhor, a abrir mão de tudo por ele, do meu tempo, da minha vaidade, dos meus amigos e até mesmo da minha família, me vi em uma situação horrível.
    Até que, assim como você, surgiu uma pessoa. Comecei a gostar demais dele e ele de mim. Mas não tivemos nada além desse interesse. Meu noivo descobriu. Terminou alegando que eu era a maior piranha da face da terra.
    Porém, quando tudo acabou eu fui descobrir o que realmente estava acontecendo. Ele não vinha me ver porque estava cansado, mas sim porque estava vivendo uma outra vida. Saia escondido, fazia festas no apartamento para os amigos e “amigas” … Enfim, mas isso tudo eu descobri com mais um surpresa. Em menos de um mÊs da nossa BRIGA ele já estava NAMORANDO outra e pior, MORANDO com ela.

    Estou te contando isso por um motivo muito simples. Longe de mim de dizer que ele faz isso com você. Por favor, não é o que estou insinuando. O que quero dizer é o seguinte: Não se prive de ser feliz por nada e ninguém. Não sei deixe amarrada em algo que você não vê reciprocidade. Um caso precisa estar na mesma direção. Se ele não pode te acompanhar nos planos e objetivos significa que está na hora de repensar (e vejo que você está fazendo isso). Outra coisa, se surgiu interesse em outra pessoa é pq o seu noivo tem deixado muitos espaços para serem ocupados na sua vida.
    Segue seu coração, seus sonhos, suas vontades. E se ele não caminha nesse sentido de mãos dadas contigo, é melhor fazer não se prender …

    Um beijo. Espero que tudo dê certo.

  64. #112
    Isa
    27.11.2014 - 15:21

    Patrícia:

    seu caso é complicado sim… há mães que são mais desapegadas e outras que não querem mesmo que os filhos saiam de perto! Eu saí de casa para estudar aos 15 anos! Meus pais me mandaram para outra cidade e à partir daí, eu só fui morando mais longe ainda, e hoje estou há 1000 km dos meus pais! Sou independente, tenho meu próprio AP, pago minhas contas e tenho um namorado há 8 anos (não quero casar). Porém, meu irmão mais velho, que morava com meus pais, faleceu de acidente! ele tinha 30 anos! E me vi no dilema de voltar ou não pra casa pra cuidar dos meus pais no momento que eles mais precisavam de mim. Eles nunca me cobraram isso, mas senti que precisava pensar sobre isso! Resultado: não voltei pra casa… sofri muito, muito, muito em pensar que meus pais estavam lá sozinhos! Mas hoje já se passaram 7 anos e quando eu olho pra trás, vejo que foi a melhor coisa que fiz na vida! A gente se sente egoísta por “só pensar na gente”… mas não é um momento, é uma vida! Acho sim que vc tem que ir atrás dos seus sonhos! Se vc ficar com sua mãe e abandonar todos os seus sonhos, pode ter certeza que um dia vc vai culpa-la por não ter vivido o que gostaria… Mas tbm, se sentir culpada toda vez que acontecer alguma coisa com sua mãe e vc não estiver perto, não pode acontecer! Pra mim esse é o caso mais difícil de hoje… Pense muito, garota!

  65. #113
    Ana
    27.11.2014 - 15:35

    O “chora que eu te escuto” não pode acabar nuuunca, demais todas as dicas!!! hahahahaha

    Parabéns Cony e obrigada pras amigas virtuais!!!

  66. #114
    Fernanda B.
    27.11.2014 - 16:22

    Cony, querida, pense na possibilidade de passar o Chora para 2 x na semana! Estamos amando muito as histórias, as dicas e assim aliviaria a sua caixa de email abrindo a temporada de envio de história com mais frequência! Eu mesma já tenho uma quentinha salva no rascunho do email esperando só vc liberar! Beijos

    • #115
      Constanza
      27.11.2014 - 16:48

      Naaaao pq senão a tag vai engolir meu blog. Tem q ter espaço pra tudo rs

      • #116
        Fernanda
        27.11.2014 - 17:32

        Tbm acho, eu gosto da tag e mesmo assim acho que uma vez na semana tá frequente até demais, eu achava que tava até duas.

  67. #117
    Polly
    27.11.2014 - 16:43

    Bom gente, se é pra falar de sites que ajudam no problema da Tatiana, vou dar uma dica.

    http://www.x-art.com.br

    Sim, para ver os vídeos você tem que pagar… mas, na boa, VALE CADA CENTAVO.

    Os filmes são de super bom gosto, os modelos são todos lindos (nada daquele povo grotesco e daquelas mulheres que ficam berrando pra fingir o orgasmo).

    Descobri há exatamente 3 dias, porque estou tendo EXATAMENTE o mesmo problema da Tatiana.

    E, de verdade, tem me ajudado muito. Começo a ver os filmes, deixo a imaginação agir, pego o meu vibrador (novo melhor amigo) que também comprei há menos de 1 semana, e vou ser feliz.

    Acho que ontem, pela primeira vez na minha vida, consegui ter um orgasmo. Pra mim é tudo tão novo que nem tenho certeza se o que aconteceu ontem foi um orgasmo mesmo.. mas como foi tão diferente de tudo que já tinha vivido, acho que pode ter sido sim. E me sinto muito feliz com isso!

  68. #118
    Luciana
    27.11.2014 - 16:51

    Hoje todas as Conyzetes vão sair do trabalho direto para um sex shop… inckusive eu… estou sem anel peniano… vou comprar logo uns três… kkkkkk

    • #119
      Constanza
      27.11.2014 - 17:19

      Acho que vou fazer parceria com algum sex shop viu rs

  69. #120
    Djeine
    27.11.2014 - 17:40

    JOANA: eu já estive no lugar da sua amiga (até fiquei tensa porque a história é um pouco parecida). Eu queria poder te dizer que tudo vai voltar a ser como era antes, mas não vai rolar. Se sua amiga tem uma personalidade parecida com a minha pode acreditar que ela ter quer bem… ela só não te quer mais (como a música do Lulu).

    Tenta focar em outras amizades e guarda só as boas lembranças dessa 😉

  70. #121
    mari
    27.11.2014 - 20:02

    1 – patricia acho q já tá decidida a ir né. Nao cogita ficar. Só quer arranjar um jeito da mae apoiar, mas rlx q mae é assim msmo, ainda mais dependendo do perfil de mae. Se é daquelas q se metem mto, é normal, ela está fazendo pressao até onde dá. No mais, tem skype, vcs podem se falar todo dia, ela pode ir pro canadá tbm, mil oportunidades de estar por perto. Meus vizinhos tbm nao moram mais aqui, a mae mora sozinha, mas sao mais proximos dela do q mto filho q mora junto, só chega em casa do trabalho e nem dá atencao.

    2 – da amiga: se vc foi rancorosa, ela tbm esta sendo. Acho q existem msmo esses conflitos namorado x amiga, pode ate ter sido uma invencao dele, normal vc ficar na duvida de quem confiar (afinal, vc tbm gostava dele) e acho q ela pode dar o exemplo, nao ser tao rancorosa assim, e entender.

    3 – esse noivado se deu como? vc colocando pressao ha 2 anos atras? pois estranho um cara q pede uma pessoa em casamento passar td esse tempo sem nada definido. Acho q é o caso de por um fim msmo, com pedro ou sem pedro, nem q seja p fik solteira ok? (eu mais louca ainda faria uma visitinha p ele surpresa so p saber se nao ta aprontando nada la rs).

    4 – procure um psicologo. deve ser coisa da sua cabeca msmo, pq comecou tarde, mas nao por falta de experiencia, mas sim por neura sua, pq msmo no inicio da minha vida sexual o orgasmo veio rapido. entao nao tem nada haver com tempo.

  71. #122
    luciana
    27.11.2014 - 20:07

    Acho que o maior segredo do orgasmo é você se soltar! falar o que está afim, fazer o que der na telha SEM PRECONCEITO NENHUM!. Se vc ficar pensando o que ele vai pensar ja perdeu. Eu tenho um marido sensacional e nao tenho 1 tenho 2 vibradores (rabit). Paguem em 10 vezes mas COMPREM!!!!! 100% das minhas relaçòes eu gozo 1 ou 2 ou até 3 vezes dependendo do animo! e tem mais isso fez com que eu aprendesse como e onde é melhor. Bora por sex sho galera (alias compre pela internet que chega embalado sem nome – nao da para saber)BOA SORTE GALERA!!. E para quem falou que esta com namorado novo sugiro cautela, divirta-se sem pressao orgastica, e depois vai propondo coisas e pegando o jeito do fofo…. então um dia tcharam…. kkkkk voar voar, subir, subir….

  72. #123
    Barbara
    27.11.2014 - 21:29

    Me identifiquei muito com o caso da Patrícia, pois estou passando por situação semelhante. Estou noiva há 2 anos e vou me casar e mudar de cidade em Abril do ano que vem. Já estava olhando tudo para o meu casamento quando minha mãe ficou mto doente, permanecendo internada por 8 meses! Ela tem um doença pulmonar crônica já há bastante tempo que se agravou e, desde que voltou para casa, está acamada. Está até relativamente bem para uma pessoa com a doença em seu estágio, mas não quer mais sair da cama e necessita de cuidados de enfermeiras 24 hs/dia. O problema é que, assim como a Patrícia, moro sozinha com ela (meu pai faleceu há mais de 15 anos e minhas irmãs, bem mais velhas que eu, moram em suas casas). Estou morrendo de pena de deixar minha mãe morando sozinha nesse estado, mas não tenho mais condições de morar com ela. Meu casamento já estava marcado antes dela piorar, meu noivo, que mora em SP há 5 anos(eu moro em MG), já estava ansioso para morarmos juntos e eu preciso trabalhar, viver minha vida. Estou até trabalhando muito isso com minha psicóloga e cheguei à conclusão de que preciso ir em frente! Minha mãe está bem cuidada, lúcida. Mesmo em uma cama, consegue administrar sua casa… Tenho certeza de que as coisas aqui ficarão bem.. e se não ficar, penso em um plano B! Deixo essa dica para a Patrícia: nada é definitivo! Vai em frente, segue seus planos e se nada der certo, se vc e sua mãe sentirem mto a falta uma da outra, vc tem outras alternativas…pode voltar pro Brasil, levá-la junto…não sabemos nada sobre o futuro e não podemos deixar as oportunidades passarem.

  73. #124
    Juliana
    28.11.2014 - 16:39

    Patricia, os conselhos dados aqui pra você, com historias de vida, são incriveis!
    Minha situação não é como a sua, mas é parecida, e eu acabei de mudar de país. As vezes me sinto mal, mas uma coisa eu descobri: a única pessoa com quem você é obrigada a conviver todos os dias pelo resto da sua vida, é VOCÊ MESMA. Ou seja, você precisa estar de bem com você. Isso não é egoísmo, é instinto de sobrevivência, é autoconsciência, encontrar a sua essência! é a nossa alma no mundo!

    Mostre pra sua mãe que viver sua vida não é abandoná-la. Mostre que ela ainda pode contar com seu apoio mesmo de longe, e que ela deve aproveitar essa oportunidade pra descobrir tbm o que ELA gosta, o que é importante pra ela, pra cada uma aprender a curtir sua propria companhia.

    Eu perdi boa parte da minha familia muito cedo, morei em muitos lugares, e mesmo estando acostumada a mudar desde pequena, eu ainda me sentia muito dependente e insegura. Isso só mudou quando eu percebi que EU sou a responsável pela minha felicidade, e que onde eu estiver, eu consigo criar uma vida feliz, porque me conhecendo, eu sei o que eu preciso e o que me faz bem!

  74. #125
    mayara
    01.12.2014 - 05:07

    Oi Tati, eu fiquei na dúvida se você consegue “chegar lá” sozinha… muitas vezes é um pouco de falta de auto conhecimento do seu corpo, do que você gosta… eu não tenho orgasmos com penetração (já esperniei e fiz de tudo, n tem jeito) mas no sexo oral em compensação fico bem louca kkkkk ajuda seu boy no sentido de dar dicas mesmo, por mais que vc ache q falar na cara pode ser chato, mais chata ainda é a frustração dele por vc não chegar lá…
    bjs

  75. #126
    Livia
    01.12.2014 - 11:52

    Meninas, em relação à questão sexual, todas as dicas foram super bem-vindas! Gostei de ver o entusiasmo da mulherada. Porém, para muitas mulheres essa descoberta é realmente difícil devido a inúmeros fatores que já foram comprovados cientificamente,que pode incluir educação social, religião ou até mesmo algum tipo de repressão. Digo pois sou fisioterapeuta especialista em saúde da mulher, que inclui disfunções sexuais, anorgasmia (dificuldade ou ausência de orgasmo) é uma delas. Para atingir o orgasmo é preciso conhecer muito bem seu próprio corpo, se tocar, se sentir, descobrir do que você gosta e para facilitar existem exercícios perineais (não o pompoarismo, parecido com eles, mas de forma terapêutica) que irão ajudar muito nessa percepção da região pélvica e vaginal, eles são indicados por fisioterapeutas especiliastas. Se conhecer é importante, porém se mesmo assim você não conseguir atingir o orgasmo ou, se a penetração vier acompanhada de dor ou desconforto você deve procurar ajuda profissional do fisio especializado na área pois resolver um problema no início é sempre mais fácil do que um problemão no final.
    Meninas, façam sempre fortalecimento de assoalho pélvico! Além de prevenir muitas doenças, melhora muita a saúde sexual!

  76. #127
    Aline Almicar
    02.12.2014 - 23:13

    Tati (aqui todo mundo fica íntimo rsrs) quando li o seu desabafo me identifiquei completamente, fiquei vindo aqui, lendo comentário por comentário das meninas e filtrando tudo que servia pra mim. Te digo que aos 27 anos, foi a primeira vez que tive um orgasmo. Então acho que se vc seguir as dicas das meninas, vai acontecer com vc também, se toque, conheça seu corpo, estou na torcida por vc. Beijos! E não largue seu gato.

Comente