15
Feb 2014
Dica de Filme!
TV Fufu

Pense num filme com Jodie Foster… Com certeza será bom. Um com Matt Damon, grande probabilidade de ser bom. Com Wagner Moura, meu herói brasileiro, equivale a um filme com Morgan Freeman, ótimo. Alice braga, hum… Alguma ficção científica gringa que precisa de uma atriz latina para falar espanhol. Tudo bem que ela é brasileira mas pros gringos é tudo parecido.

É nessa mistura de nacionalidades e talentos, especialmente brasileiros, que Elysium se baseia. Um filme que assisti só por causa da Jodie Foster e quase cai pra trás quando vi o Capitão Nascimento no meio. E onde eu tava que não sabia disso??

Não gosto muito de ficção científica mas comecei a assistir e não conseguia nem piscar. O filme realmente prende do início ao fim e a história, apesar de futurista e cheia de robôs e viagens espaciais, mostra bem um problema atual que o mundo enfrenta. Elysium é um porto espacial, no ano de 2154, para onde os ricos migraram depois do planeta terra já estar todo estragado. Eles vivem bem, tem mansões, não ficam doentes e nem envelhecem. Possuem umas máquinas que detectam qualquer tipo de doença e que realiza a cura no ato. Enquanto isso na terra reina o caos. Pessoas doentes vivendo na pobreza e sem a chance que os ricos tem de cuidar da saúde e se tratar bem. Acho que já vimos isso… Bom, a história do filme trata da luta das pessoas que moram na terra para conseguir uma vaguinha em Elysium e sanar suas doenças. Aí entra Matt Damon, o salvador que é apaixonado por Alice Braga que tem uma filha com leucemia e quer curá-la. Wagner Moura é o ¨coyote¨ espacial, aquele que dá um jeito de levar os ilegais ao paraíso. Jodie Foster é a megera que toma conta da segurança de Elysium.

  • Interessante e tenso, para assistir com um balde bem grande de pipoca.
7 Comentários
  1. #1
    Juliana
    15.02.2014 - 23:20

    Conz, vi esse filme no cinema com o namorado e AMAMOS ! Sensacional – confesso que fui ver achando que meu amado conterrâneo Wagner Moura escorregaria no inglês, mas ele ARRAZOU !
    <3

  2. #2
    Ana Miranda
    15.02.2014 - 23:51

    Eu não curti muito. Fui ver no cinema logo que lançou (Cap Nascimento nas gringa? como não?) achei forçadissimo mas o Wagner ta ótimooo, ele arrasou e a história da crítica social é bem boa, bem como todos os atores vale a pena ver, cada um tire suas próprias conclusões, do meio pro final eu achei forçadissimo. É do mesmo escritor/diretor de District 9 que também é um filme scifi com uma crítica social fortíssima (e que eu também não curti haha, sou muito chata com filmes de ficção científica) também acho que vale assistir pra cada um tirar suas próprias conclusões.

    • #3
      Larissa
      16.02.2014 - 07:31

      Eu tbm fui com grandes expectativas assitir, mas não gostei muito…..fui pelo meu querido Mat..rsrs (adoro praticamente todos os filmes dele, ultimamente ele tá meio para o drama agora), gosto o Wagner, mas tbm achei meio forçado..não sei bem o porquê, acho faltou alguma coisa, sabe…

  3. #4
    Cah
    16.02.2014 - 00:21

    Vi no cinema na época que lançou e achei bem ruinzinho. A crítica social é interessante, mas como filme achei fraco. Mas gosto é gosto, né?

  4. #5
    Vivian
    16.02.2014 - 12:15

    Não curti mto, achei o filme meio fraco. Assisti só pra ver o Wagner xingando em português rsrs, ele arrasou.

  5. #6
    Sandra Fernandes
    17.02.2014 - 00:22

    Assistam ao filme About Time com Rachel MacAdams e um ator ingles desconhecido, e uma comedia romantica que fala sobre a os diferentes momentos da vida mas com um tema inusitado que deixa o filme leve e engracado.
    E um filme ingles e os ingleses tem um jeito diferente de fazer filmes o que faz valer a pena assistir.

  6. #7
    Keilla
    17.02.2014 - 20:05

    Gosto pessoal é tudo mesmo. Achei muito ruim, mas tb tava com as expectativas na estratosfera, já que é novo filme do mesmo diretor de Distrito 9 (esse sim, obra de gênio).
    Assim como a moça de cima, recomendo fortemente About Time. E não é mais um filme de romance; é a história de amor entre pai e filho. Chorei rios.

Comente