21
Aug 2013
Dez Coisas Que Odeio Em: Restaurantes!
Cotidiano

Estavam com saudades da série mais “Saraiva” do Fufu? Acontece que tô tranquila ultimamente e pouca coisa tem despertado meu ódio rs. Mas ok, um dos momentos que passo raivinha, é em restaurantes. Claro que não é sempre (ainda bem) mas vira e mexe me deparo com alguns dos pontos que citarei em seguida.

Lembrando que sou muito, mas muito paciente com garçons, pelo fato de já ter sido uma e saber bem o que se passa do outro lado. Mas tem coisas que não dá para deixar passar batido!

Vamos lá! Quais são as 10 coisas que mais odeio em restaurantes?

restaurant_cartoon

01 – Essa acontece muito no Outback. Você tem um meeting com as amigas, umas 6 delas. Daí você chega com mais uma e eles não deixam ocupar a mesa grande até chegar pelo menos metade do grupo! Não adianta insistir, vão te colocar numa mesinha pequena mesmo falando que em poucos minutos chegará a turma toda. Dito e feito, é a conta de sentar, se ajeitar e logo ter que levantar para procurar uma mesa maior. Isso me irrita, essa regrinhas de onde pode sentar e onde não pode.

02 – Essa é clássica. Sentar e ficar esperando o garçom aparecer. Às vezes são 5, 10, 15 minutos e nada de surgir alguém para pegar seu pedido. Já aconteceu de eu levantar e ir embora.

03 – Outra clássica. Você faz seu pedido e ele demora hoooooooras. Pior quando vem, e está errado.

04 – Também detesto quando peço o prato e a bebida, e chega o prato e nada da bebida. Isso me irrita muito.

05 – Se garçom ausente é imperdoável, garçom insistente também não fica atrás. Aquele que passa de minuto em minuto perguntando se está tudo bem, se precisa de algo, se a comida está boa… Você joga um papelzinho de nada na mesa e em um segundo ele aparece e limpa… Daí você está namorando (no caso, em um bar), quer dar uns beijinhos discretos e toda hora o garçom vai na mesa pegar algo, arrumar, limpar… Tem que ter um meio termo. Ah, e garçom amigo também acho complicado. Bacana ter um atendente que sabe o que você gosta, já te chama pelo nome de tanto você ir no restaurante e tal, mas parar para conversar e contar a vida enquanto você está comendo, acho chato.

06 – Tirando o foco do staff dos restaurantes, também me incomoda um pouco (minto, incomoda muito) a atitude de algumas pessoas. Uma delas é palitar os dentes. Acho NOJENTO. E ainda tem uns que palitam e ficam sugando o palito, eca eca eca. E já vi em restaurante chique e marromeno. Por isso defendo não colocar o paliteiro na mesa e sim nos banheiros e/ou na saída do restaurante.

07 – Cofrinhos à vista. Incomoda em qualquer lugar, mas especialmente quando você senta para almoçar, naquele seu momento especial de alimentar o corpo com comidinhas gostosas, no meio da correria do dia a dia e você olha para frente, sem querer, e vê um cofre de meio metro. Perco a fome na hora. Calça baixa e blusa curta, NÃO COMBINAM! Ainda mais na hora do almoço.

08 – Essa acontece direto em self service. Você está na fila da comida, na mão certa e vem alguém no sentido errado e fica aquele passa não passa desconfortável. Ou então a pessoa na sua frente resolve pegar arroz, só que quer todos com o mesmo tamanho e diâmetro e fica escolhendo um por um (situação imaginária, claro, para ilustrar aquelas pessoas que escolhem comida como se todo mundo tivesse tempo para ficar esperando).

09 – O “pare e siga” em churrascarias. Aliás tem tempo que não vou numa e nem sei se isso acontece em todas ou se tem algum sistema mais moderno. Mas sabe o sinal verde (sim, eu quero comer mais) e o vermelho (já parei, obrigado)? Nunca funcionou comigo. Sempre que deixo no vermelho, ainda assim fica um carinha passando de 2 em 2 minutos perguntando se quero picanha. Pra quê serve aquilo afinal?

10 – Menu sem preço. Isso acontece em lugares mais fancy e eu fico muito tensa rs. Pode até ser caro e você estar bem preparada para isso, mas na imaginação tudo fica mil vezes mais caro. Prefiro ver e ter noção de onde estou pisando.

Consegui listar 10 coisas sem pensar muito, acho que poderia escrever mais umas 10! E tem uma em especial que me tira do sérioooo, me deixa p da vida, mas prefiro nem comentar porque iria virar polêmica kkkkk Vou deixar com vocês agora…

  • Me conta, o que você odeia em restaurantes??
233 Comentários
  1. #1
    21.08.2013 - 11:14

    Nossa!! Se não tiver preço acho que não consigo curtir a refeição.
    Me incomoda mto garçom abusado e mal educado. Aqui no Rio tem mto.

  2. #2
    patricia
    21.08.2013 - 11:15

    Ahhhhh Cony esse comentário final foi só para deixar a gente curiosa né? Agora vc vai ter que contar hein!!

  3. #3
    Mari
    21.08.2013 - 11:16

    Odeio quando a conta vem errada e você perde o maior tempão conversando e tentando provar que você não consumiu aquilo que está na conta… muito chato! 🙁

  4. #4
    Lorrainy
    21.08.2013 - 11:18

    Odeio garçom amigão ou garçom mal humorado … meio termo é tudo na vida né?
    Agora realmente erro nas contas e ficar explicando mil vezes o que consumiu ou não é extremamente irritante!

  5. #5
    vivi
    21.08.2013 - 11:18

    pior quando vc esta com o bofe, ou amigas, sei la… cada um pede um prato diferente, e servem antes de uma pessoa e horas depois da outra… é um comendo e outro olhando… super chato

  6. #6
    Maria Clara
    21.08.2013 - 11:19

    Fomos no Outback um dia e meu namorado pediu um steak de meio quilo, aqueles t bone. A garçonate agachou do lado dele e perguntou “Tu tá com fominha? Pq é bem grande!” Como se ele fosse uma criança! Achamos uó.

    • #7
      Constanza
      21.08.2013 - 11:23

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk morri rs

    • #8
      Myla
      21.08.2013 - 11:27

      Gente, que imbecil ahahaha lembrei do vídeo do porta dos fundos do Outback ahahahahah

      • #9
        22.08.2013 - 01:59

        Nao tinha visto! Mas ri demais agora, kkk! MEdo!

    • #10
      Mari
      22.08.2013 - 14:19

      Aconteceu comigo! Mas foi pior! Estava morreendo de fome, pedi um bife de tira. Aí o garçom disse que era mto grande para mim…errrr “mas eu quero mesmo assim”… no final da refeição ele veio tirar meu prato e disse “nossa, a sra. nao passa vontade mesmo hein, comeu tuuuuudo”.
      Fiquei P da vida!

  7. #11
    Myla
    21.08.2013 - 11:22

    A 01 é um saco, falo logo que tão chegando ahahah. A 02 irrita muito, tanto que também já levantei de restaurante e fui embora. A 03 também me irrita muito, ainda mais quando eu tô com tempo corrido, um saco. Fico ansiosa, preocupada com a hora, pergunto se tá vindo sem querer ser chata, mas já sendo ahahaha.
    Esse de garçom ficar secando sua mesa, no sentido de 5 garçons em pé atrás de você, é de lascar hahahaaha gosto não, não sou vitrine!

  8. #12
    Ana Paula Silva
    21.08.2013 - 11:26

    Pedir a comida e a bebida, chegar somente a comida e quando se está terminando de comer…chega a bebida! Raivaaaaa…aconteceu comigo domingo!

  9. #13
    luciana
    21.08.2013 - 11:27

    garçom porco é uó! um dia fui num famoso restaurante de massas na minha cidade, e o garçom atendeu a gente tirando ramela do olho….ecaaaaaaaaaaaaa

  10. #14
    Myla
    21.08.2013 - 11:27

    Agora o serviço aqui em Brasília é muito fraco, então pra você se irritar é fácil ahahaha são raros os lugares onde você é bem atendida, e é geralmente nesses que eu volto!

    • #15
      Cássia Lopes
      21.08.2013 - 12:36

      Nossa, moro em Brasília também… quando a gente é bem tratado aqui faz uma festa porque é difícil viu?

      • #16
        Aline
        21.08.2013 - 14:10

        Verdade, Cássia. A regra aqui é ser maltratada, infelizmente.

        • #17
          ana luisa
          21.08.2013 - 14:39

          Mas é porque vcs ainda não conheceram garçons na Bahia 🙂 e mais lonjinho um pouco – no Chile! Nesse ultimo, mau humor é de praxe…

    • #18
      Cayssa
      21.08.2013 - 14:27

      Gente, não concordo.
      Moro aqui em Brasília e sou muito bem atendida em todos os lugares, claro, tem suas exceções, assim como em qualquer lugar do mundo.

      • #19
        Myla
        21.08.2013 - 16:31

        Aqui a fama do serviço ser ruim é bem grande, tem lugar que tá mandando vir mão de obra de fora, li esses dias, não lembro qual que era, li no Correio a reclamação.

    • #20
      Eliane
      22.08.2013 - 08:56

      Concordo!

      O serviço em Brasília é muito ruim…

  11. #21
    Angelica
    21.08.2013 - 11:28

    Odeio qdo vc está em um grupo, voces fazem o pedido todos juntos e vem um a cada 10 minutos. Desagradavel vc receber seu prato e os demais nao. No fim qdo finalmente todos estao servidos, os primeiros já estao frios.

  12. #22
    Glaucia
    21.08.2013 - 11:33

    Detesto restaurante com musica ao vivo. DETEEESTO!

    • #23
      Constanza
      21.08.2013 - 11:39

      Musica alta em restaurante. Verdade, irrita.

    • #24
      Ana Flávia
      21.08.2013 - 14:51

      Também sou dessas. Meu intuito em ir num restaurante é comer e conversar, se quisesse ouvir música ia pra um show ou boate, me irrita ter que me esgoelar pra manter uma conversa audível com as pessoas da mesa. E quando você ainda tem que pagar um couvert artístico extorsivo pra ouvir uma música que você odeia? Sorry, nunca na minha vida eu fui pra um restaurante pra ouvir um cantor e sim pra comer, porque sou obrigada a pagar por algo que não pedi? Quer colocar música ao vivo no restaurante? Encare como investimento pra chamar clientes (ou não, como no meu caso) mas não venha cobrar isso de mim.
      Cliente lesma no self service, juro, me dá vontade de chorar e bater no cidadão. Acho muita falta de senso de coletividade ficar olhando minutos a fio pra mesa de comidas escolhendo o que vai para o prato, ou ficar escolhendo o arroz gêmeo como você exemplificou, geralmente a gente vai no self por dois motivos: muita fome pra não esperar a demora do a la carte ou tempo curto, ou seja, qualquer coisa que atrapalhe é motivo de tirar do sério, mesmo! Humpf!
      Eita que esse post despertou o meu Saraiva interior! rs

      • #25
        Renata
        22.08.2013 - 16:42

        putz, eu tb ñ curto música alta em restaurante…
        e as feijoadas com pagode???
        quem disse q feijoada tem q necessariamente vir acompanhada de banana a milanesa, couve AND pagode??
        adoro feijoada, mas odeio pagode!
        aqui perto de casa tem um lugar q serve uma deliciosa, mas o pagodão ao vivo é tão, mas tão alto, q eu sempre penso 100000000 de vezes antes de ir lá…já teve vezes q desisti e fiquei na vontade…

  13. #26
    Mariana Jurado
    21.08.2013 - 11:33

    Além das que vc já citou, uma coisa que odeio é ter que discutir conta que veio errada… Já cheguei até ao ponto de chamar a polícia.

    Outra coisa que me deixa com pé atrás são as sugestões fora do menu… Pq o garçom nunca fala o preço quando sugere… Custa falar ou deixar um “anexo” no menu principal? Já eu não vou ficar perguntando, pq acho que dá a impressão de que se está escolhendo a comida pelo preço. Da última vez o prato que eu pedi fora do menu custava o dobro da média do cardápio…

  14. #27
    Kelly Wenger
    21.08.2013 - 11:34

    Morro quando peco algum prato e vem aquela porcao pequena horrivel sem graca voce come com odio e sai com fome.
    Tbm ja conteceu comigo em um restaurante bom da minha massa vir sem sal e o garcon e falou pra eu colocar sal e chamar o gerente que falou que era assim mesmo (mentira pq o do meu marido estava otimo) Foi um briga pra devolver o prato, nunca mais apareco la.
    Odeio quando oferecem algo e vc tem que pagar depois, se ta oferecendo eu imagino que nao tenho que pagar se nao eu peco no menu. (pobreza, hahahah)

    • #28
      Loli
      21.08.2013 - 12:19

      Na minha época de inocência eu tbm achava que os couvert que serviam eram grátis, afinal, não pedi nada e colocaram na mesa.

  15. #29
    luciana
    21.08.2013 - 11:36

    outra coisa muito chata tbm é qdo os pedidos vão chegando em doses homeopáticas….pior ainda qdo chega o seu pedido, por exemplo, e o da mãe, marido, namorado, amiga, demora séculos…o q fazer?? ir comendo pra nao esfriar? esperar até que todos estejam com seu pedido? dividir o prato e qdo chegar o outro dividir de novo?? kkkkkk dureza né!

  16. #30
    Alice
    21.08.2013 - 11:36

    Cony, uma coisa que me irrita muito é quando após muita indecisão eu escolho o prato e logo após sou comunicada que não está disponível naquele dia. Acho que devem colocar no cardápio um aviso.

    • #31
      Constanza
      21.08.2013 - 11:38

      Nooossaaaaaaaaaaa tb odeio isso!

    • #32
      Loli
      21.08.2013 - 12:22

      Aqui em Manaus os restaurantes japoneses são péssimos (só tem um que presta que custa 2 rins e um fígado da pessoa), tem um bem conhecido e metido a descolado que sempre que eu ia e pedia coisas com atum, diziam que não tinha atum, pedia polvo, não tinha polvo.. só tem salmão (aliás, 95% dos restaurantes japoneses aqui são assim, tosco). Até que muito tempo depois vi que tiraram do cardápio o atum… huahaua. Só como sushi de verdade sem ter que penhorar a mãe quando vou pra minha terra natal.

  17. #33
    Mah
    21.08.2013 - 11:37

    Cony o que mais me irrita são as outras pessoas, principalmente pessoas com criança.
    Sério, acho que todo restaurante deveria ter a área de adultos e adultos com criança.
    Uma vez fui num de lanche, na mesa ao lado tinha duas mulheres com dois pivetes, as moças na maior fofoca e as crianças estavam com bexigas, eles estavam indo no lavabo enchendo a bexiga de água e fazendo meleca, depois eles simplesmente começaram a encapar o ketchup da mesa com a bexiga. Que nojooo, pensa se você é a pessoa que tem que sentar na mesa depois deles e ter que pegar um ketchup babado de criança. E as mães nem olhavam para as crianças.
    Bebe chorando também me incomoda, eu não tenho filhos e quando vou comer quero que seja uma coisa prazerosa, que de para conversar com as pessoas da mesa, não acho que eu seja obrigada a aguentar o choro dos outros, por isso que volto na ideia de adultos em um canto, crianças em outro.

    • #34
      Lola
      21.08.2013 - 11:53

      Duas!!! Gente, restaurantes, churrascarias, na verdade qualquer lugar deveria ter separação de adultos e crianças/adultos com crianças. Não, não tenho filhos, nem quero ter tão cedo (nem sei que quero ter, na verdade), porque não tenho a menor paciência.
      Sendo assim, odeio ter que aguentar pirralho chorando, fazendo bagunça e pior ainda quando os pais não estão nem aí!

      Ah e odeio, ODEIO lugar que tem música ao vivo. Ou música alta. Tenho um gosto bem particular, então não gosto de ser obrigada a ouvir tudo.
      Também odeio ficar esperando demais pra ser atendida, quando demora pra chegar a comida, quando chega uma coisa e a outra não e etc..
      Pronto, acho que listei o que mais odeio quando saio pra comer xD

    • #35
      celia
      21.08.2013 - 12:05

      tenho dois filhos, e concordo muito com isso, nada me irrita mais que crianças incomodando!

      • #36
        Lola
        21.08.2013 - 12:16

        Hahah Muito bom ver que crianças conseguem incomodar até quem tem filhos, porque isso significa que essas pessoas sabem como criar e educar uma criança!
        Sempre frequentei restaurantes com meus pais, mas tenho certeza que nunca incomodei. Enquanto estavam esperando, eu ia brincar no parquinho, mas também não fazia escândalo gritando como eu vejo num restaurante daqui da minha cidade.

    • #37
      tatiana pgz
      21.08.2013 - 19:13

      Primeira coisa que passou na minha cabeça quando a Cony deixou a curiosidade no fim: é polêmico mesmo, mas não são só as crianças que eu detesto em restaurante de adulto (ok, se alguém entrar num McDonalds não pode reclamar que tem criança, né?). Pais irresponsáveis e mal educados são piores que as crianças.
      Ah, e por “criança”, entenda-se também bebês que choram demais (gente, coitado do nenê, eu sei que a mãe deve estar doida pra sair de casa, mas se o nenê tá chorando é porque não devia estar ali naquela hora!) e adolescentes que gritam demais (tá ai a parte da falta de educação dos pais: quem não tem, não passa pros filhos).

    • #38
      Soraya
      22.08.2013 - 02:47

      Eu adoro crianças mas não tenho filhos e acho um porre aturar os pequenos dos outros em locais “adultos” (não vale se você vai num restaurante com parquinho, um filme infantil…). Você comendo e o moleque da mesa ao lado falando alto, pegando comida com a mão, se lambuzando… Amo, amo, amo quando viajo para descansar e acho hotel e restaurante “kids free”. Do mesmo jeito, quando saio com meus sobrinhos, sempre procuro ir num lugar adequado à idade deles.

    • #39
      22.08.2013 - 10:39

      Querida, um dia você vai ser mãe e vai entender tudo isso que passou….

    • #40
      Rafaela
      22.08.2013 - 11:02

      Eu amo criança e estou grávida de 3 meses e meio de uma princesa! Mas ODEIO criança sem educação. Criança correndo em restaurante (shopping, salão de beleza, loja, aeroporto, avião- esse é o pior etc) é o fim.

      Criança sem educação retrata a falta de educação dos pais! E o pior é que é um ciclo vicioso: as crianças que correm hoje em restaurante terão filhos fazendo o mesmo no futuro.
      Basta ver os comentários por aqui: pessoas educadas e com filhos educados também reprovam essa conduta!
      Eu já disse à várias mães: não sabe educar? Deixa em casa em uma JAULA!!!!
      As fofas querem filhos mas não querem educar! Dá trabalho, né!

      Esqueceu de uma Cony: mulher amamentando em restaurante é súper deselegante. Aliás, em qualquer lugar público.

      Cony, seu blog é tão bom, tem um alcance tão grande que devia falar de educação e boas maneiras! Pensa nisso, por favor. Ensine às pessoas que não basta se vestir bem, temos que ser educadas e pensar no próximo.

      Bjs,

      Rafaela

      PS: já vi mulher trocando fralda suja em um CAFÉ, sim um café. Troquei de mesa no ato!!!

      • #41
        Rafaela
        22.08.2013 - 11:13

        Também concordo com as meninas: bebê/criança chorando em restaurante é um saco. Ainda mais se você está em um jantar romântico com marido, namorado, ficante…

        Se a criança/bebê não está acostumada à situação, melhor deixar com alguém ou a mamãe que fique em casa. Filho é opção NOSSA não dos outros!
        A criança está acostumada, mas começou a chorar: leve-a para fora para brincar, distrair ou, simplismente, leve-a para casa.

      • #42
        Constanza
        22.08.2013 - 11:38

        Já pensei! Nao me sinto apta o bastante para dar mts dicas, mas tenho bons livros aqui e acho que vou fazer um apanhadinho 😉

      • #43
        Anna
        22.08.2013 - 18:47

        Rafaela, eu sinto pena desse bebê que está no seu ventre… A maternidade é o exercício da paciência e se você, que ainda nem começou a exercê-la, já está assim, tão impaciente, a ponto de dizer que crianças que porventura não conseguem se comportar em restaurantes devem ficar em JAULAS, como se animais fossem, deveria ter revisto seus conceitos antes de conceber um ser, pois crianças não são robôs, você vai ver isso no exercício da maternagem, que as coisas, na grande maioria das vezes não saem como no script, e por mais que eduquemos, que coloquemos limites, às vezes, as crianças se agitam sim, isso faz parte e é completamente saudável e normal, temos que pegar as rédeas de volta e seguir o prumo! O que não é saudável é um comentário infeliz como esse de uma pessoa que vai ser mãe…

  18. #44
    Sariane
    21.08.2013 - 11:40

    Não sei se é o que ficou oculto, mas eu particularmente odeio
    quando estou em restaurante e alguma criança começa chorar, tipo muito alto, ou fazer birra…
    Nossa, me irrita muito…

  19. #45
    Fernanda
    21.08.2013 - 11:45

    E gente conta a vida pra amiga ou não para de mexer no cabelo, em fila de self service?! Tipo, não é nem frescura, é falta de higiene! Por mais que existam aqueles vidros em cima da comida, é sempre bom não temperar a comida alheia com sua saliva ou cabelo né? kkkkkk
    Quanto a 04, ainda acho que a bebida tem que chegar antes do prato! Eu, particularmente, não consigo comer sem tomar nada antes e, muitas vezes ainda tenho que tomar meu lactaid um pouquinho antes de comer! kkkk

    Mudando totalmente de assunto, esses dias lembrei (salvo engano), que em algum post comentasse que lias o GE… estou eu lá lendo um post, onde ela tava com uma calça de oncinha – maravilhosa, por sinal – e ao final do post queeeeeeeeeem ela citou?! CONY e sua clássica definição do patamar social da onça! kkkkk Fiquei feliz em ver que não só as leitoras “anônimas”, como também outras blogueiras reconhecem teu trabalho!! =)

    Beeeijos

    • #46
      Constanza
      21.08.2013 - 11:48

      Obrigada! Amo o GE, foi o primeiro blog de moda que li e a Camila sempre foi uma fofa comigo. Quase me apadrinhou no comecinho do Fufu 😉

      Beijos!

  20. #47
    Fernanda
    21.08.2013 - 11:48

    Cony, no livro Na Sala com Danuza – manual (não tão rígido) de boas maneiras – ela explica direitinho a regra do uso de palitos de dente: sozinha, no banheiro e de luz apagada! E aproveito para deixar uma dica de leitura, pois, além de aprendermos mais sobre etiqueta, ainda damos boas risadas. Bjs

    • #48
      Constanza
      21.08.2013 - 11:54

      Ai concordo. Nao SUPORTO ver gente palitando dente!

      • #49
        Fernanda
        21.08.2013 - 12:02

        Tem pior Cony, palitar os dentes e esconder o ato com a mão na frente da boca! Como se a mão justificasse a falta de educação!

    • #50
      Eliane
      22.08.2013 - 08:59

      Não sei se odeio mais gente palitando dente, ou fazendo hora para escolher o que vai servir no self service…

  21. #51
    Ana
    21.08.2013 - 11:54

    A coisa polêmica e não citada seriam as crianças correndo no restaurante, sem nenhum controle dos pais?
    Um dia em um restaurente que só funciona em jantares, super astral, a criança do lado estava batucando o prato com as facas, daí a mãe chamou o garçon, e pensamos que seria para retirar os utensílios, mas não!!!! Ela pediu que o garçon trocasse as facas por colheres para que o menino “não se machucasse”!!! Ou seja, a mãe não estava nem aí para o bem estar dos vizinhos de mesa!!

    • #52
      Constanza
      21.08.2013 - 11:57

      Exato. As mães vao me xingar, mas nao suporto criança mal educada, gritando, correndo, chorando em restaurantes. Pronto falei.

      • #53
        Loli
        21.08.2013 - 12:27

        Só mãe de criança mal educada vai te recriminar, aquelas que acham que todas as crianças são malcriadas como as dela… hahaha.

      • #54
        Mah
        21.08.2013 - 12:35

        Cony se alguém te xingar por isso eu xingo de volta…hahaha
        Se a criança não sabe se comportar, sinto muito, mas vai no McDonalds, ninguém é obrigado a aguentar filho alheio.

      • #55
        Renata Medeiros
        21.08.2013 - 13:21

        Cony, levo meus filhos 90% das vezes comigo, aqui e quando viajo, inclusive no exterior, exatamente para acostumar, disciplinar, etc. Eles são, em geral, tranquilos e comportados, mas as vezes é difícil… Acho importante eles se acostumarem em ambientes de adultos, repreendo, e tal, mas às vezes, as crianças são criaturinhas difíceis, viu? Sou a primeira a falar dos pais, mas nem tudo é por falta de imposição de disciplina. É fase mesmo, sono, dia cansativo, principalmente quando se juntam várias crianças… Procuro sempre um local mais afastadinho, ou, em restaurante muito chique, alguma salinha separada, ou local mais aberto…

        • #56
          tatiana pgz
          21.08.2013 - 19:16

          Acho essa da salinha separada uma sacada ótima!!! Fui numa pizzaria aqui em PoA que tinha várias salas (era uma casa antiga transformada em restaurante) e vi um casal chegar com os avós e os filhos que foram gentilmente (mesmo!) convidados a ocupar a sala da brinquedoteca. Pra minha surpresa, quando fui ao banheiro, vi que as crianças estavam faceiras com os brinquedos, a sala era perto do banheiro, nenhum cliente estava incomodado com as brincadeiras, pois não ouviam, e os pais e avós comiam tranquilamente, sem preocupações. Perfeito pra todos, não?

      • #57
        Melina Portugal
        21.08.2013 - 19:04

        Cony tenho uma filhinha de uma ano e meio e ainda não a levei em nenhum restaurante por isso mesmo. Eu sei que ela tem que se acostumar, mas ainda acho ela muito nova, e essa é a idade em que a criança costuma fazer de tudo para testar os pais. Minha princesinha é muito boazinha e nunca me deu trabalho quando saio com ela, mas restaurante tem várias questões como a espera pela comida, a falta de espaço para a criança brincar, etc. Ninguém é obrigado a aturar choro e birra de criança, e como mãe, por mais que a gente saiba que a criança está fazendo algo errado, duvido que a gente goste de ver alguém olhando pra nossa cria de cara feia. Por isso prefiro esperar ela crescer um pouquinho mais e começar a entender melhor o que é certo e errado para levar.

        • #58
          Constanza
          21.08.2013 - 21:16

          Ah se todas fossem iguais a vc rsrs

      • #59
        Isabela
        21.08.2013 - 21:56

        Apoiadíssima!!! É o que mais odeio!!! Campanha deixem suas crianças mal-educadas em casa!

      • #60
        elaine lobo
        21.08.2013 - 21:57

        Concordo! Porém acho uma pena uma grande parte dos restaurantes não terem um espaço infantil! Nossa,aquilo é um alívio para mães que como eu ,tem filhos pequenos,super agitados,eu sofro quando vou em um que não tem,pois odeio incomodar as outras pessoas com choro ou birra da criança! Muitas vezes já levantei e fui embora,pois o meu mais novo não parava quieto.

      • #61
        Aline
        21.08.2013 - 22:11

        Nussa, eu também ODEIO isso em restaurantes. Os pais largam as crianças como se nada estivesse acontecendo e os outros que saem pra relaxar que tem que ficar aturando. Acho extremamente deselegante.

      • #62
        21.08.2013 - 22:30

        Concordo com vocês, mas criança fazendo birra ou bagunçando (leia-se correndo e gritando, atropelando todo mundo) é detestável em qualquer lugar. Não tenho filhos, mas acompanho algumas amigas, e digo, nem sempre a culpa é dos pais, tem criança que vou te contar, acho que passa noite sendo alimentada na tomada com 220v de energia…hahahaha

    • #63
      Cássia Lopes
      21.08.2013 - 12:53

      Cony, sou mãe e não vou te xingar não… rsrsrs… Mas acho que o problema maior são os pais sem educação e não a pobre da criança. Tá faltando mais educação e controle dos adultos… Tem um amigo meu que quando senta do lado de criança em avião tem vontade de pular de lá mesmo…. rsrsrs… Restaurante vc ainda sai. Imagina duas horas em um lugar com um chatinho do lado e sem poder sair? uó né?!

      • #64
        Dani
        22.08.2013 - 13:42

        Off topic: Uma coisa que não entendo é porque alguns pais quando viajam de avião com os filhos não botam a criança sentada na janela e o pai ou mãe ao lado. Uma vez sentei na janela e chegou uma mulher com um pestinha e botou a criança no meio, do meu lado e a bonita sentou no corredor. Resultado o moleque me encheu tanto o saco, derrubou a água dele em cima de mim, me dava cotovelada etc. que eu chamei a aeromoça e pedi pra trocar de lugar. Haja paciência…

    • #65
      Gabriela
      21.08.2013 - 14:05

      Já fui em restaurante caro em Búzios e a criança começou a jogar frescobol entre as mesas. A mãe viu e não se fez de rogada: foi ajudar o filho a jogar frescobol também, incomodando a todos e incentivando “Vai, Gabriel!”, “Isso mesmo, fez ponto!”. Não adiantou cara feia de todo mundo, ela não parou e ninguém do restaurante foi conter a mulher.

    • #66
      Karen
      21.08.2013 - 16:41

      Ah gente, os pais tem que disciplinar mesmo, fazer o básico. Mas vai dizer que você consegue que seus filhos fiquem 40 minutos esperando por um pedido, sentados discretamente, conversando sobre política. kkkkkkkkk Isso é uma utopia. Só acha isso quem não é mãe. Eu também achava que os meus seriam assim, até tê-los. Depois do segundo só piora. E não adianta falar que o seu vai ser assim, você só vai estar “cuspindo para cima”, como eu….:D

      • #67
        Iraci Messias
        21.08.2013 - 17:34

        depois de ter que me esgoelar para conversar num restaurante com musica altissima e ainda pagar taxinha pela banda horrorosa a coisa que mais odeio é criança mal educada.
        ODEIO criança que sai correndo entre as mesas, batendo em todo mundo, gritando e os pais nao estao nem aí. Tenho certeza absoluta que nunca fiz isso quando crianca, pois bastava um olhar do meu pai eu me encolhia toda. Bons tempos que os pirralhos respeitavam adultos.

      • #68
        Soraya
        22.08.2013 - 02:56

        Eu não tenho filhos mas meus sobrinhos sempre passaram os dois períodos de férias do ano comigo, na minha casa (moram em estados diferentes) ou em viagens. Sempre me preocupei com isso e nunca fui num lugar onde achasse que eles não aguentariam a espera. Com 3-4 anos só comida rápida, lugar com brinquedoteca ou comíamos em casa/hotel Comprar adulta roupa com criança? Nem a pau. Nós (tios, pais, padrinhos) temos de adequar nossa vida às necessidades de adultos e crianças, né?

    • #69
      Marcela
      21.08.2013 - 17:43

      Mesmo as crianças bem educadas acabam se cansando em algum momento e ficando “menos simpáticas”. Por isso procuro lugares que tenham espaço para crianças, pois quem vai já sabe o que vai encontrar. Em lugares em que não tem este espaço fico pouco tempo. Agora ser mãe é pagar língua, viu? Podia jurar que meu filho seria diferente mas criança é criança…….

    • #70
      Leiloca
      21.08.2013 - 18:23

      Gente, tem uma regra básica pra levar criança em restaurante: escolher o lugar, que tem que ser adequado, com parquinho ou sala de brinquedos. Leve a criança alimentada e deixe brincando. Não dá certo levar criança em lugar chique, em que tenha que esperar sentada muito tempo na mesa, ou se a criança estiver irritada, com fome, sono ou doente.
      Na real, ser mãe é ter que abrir mão de um monte de coisas.
      Pronto, falei.

      • #71
        Soraya
        22.08.2013 - 02:58

        Concordo taaaaanto… Quando ouço alguém dizendo que mudou na-di-nha na vida depois que teve filho já sei que é o lazarento que incomodava todo mundo e estressava a criança que morria entediada nos lugares e aprontava todas.

    • #72
      Natália
      21.08.2013 - 22:49

      Eu sabia que era isso!Afinal de contas não tem nada pior que criança mal educada fazendo bagunça em restaurante.Eu não tenho um pingo de paciência,não tenho nem com os meu sobrinhos que eu amo muito mas são extremamente bagunceiros ao ponto do meu pai parar de chamar minha irmã pra almoçar por causa da bagunça deles.É horrível você tá querendo comer sossegada e aquele bando de pivetes gritando,correndo pelo restaurante,fazendo a maior algazarra e os pais numa boa,deixando os pentelhos quase botar fogo no restaurante.Se eu ainda não tiver comendo pego minha bolsa levanto e vou embora,hora da refeição é sagrada!

  22. #73
    Camila
    21.08.2013 - 11:56

    Pavor de quem fica fazendo origami de alface enquanto tem um monte de gente esperando para se servir!

    Pra ser sincera tenho nojinho extremo de “por kilo” (ou “porquinho”, como eu chamo carinhosamente). Aquele monte de gente com a mão suja pegando nas colheres pra se servir, falando em cima da comida e gotículas de saliva voando pra todo lado, cabelo pra lá e pra cá, enfim, nojo! Mas fazer o quê, né? Com 1 hr de almoço e um VR Refeição de pobre, é só o que me resta…

    Cony, sabe q nunca fui em restaurante sem preço no menu. Isso não é contra a lei, não? Alguém já passou por isso em São Paulo (capital)?

    Bjs!

    • #74
      Constanza
      21.08.2013 - 11:57

      Eu já, e em Sp msm rs

    • #75
      Shirlei
      21.08.2013 - 14:57

      O pior em restaurante self service é pegar um ‘fazedor de origami’ na sua frente e um apressadinho logo depois de vc, que ele fica empurrando a bandeja até espremer sua mão, como se isso fosse apressar quem está escolhendo arroz um a um.

    • #76
      Jéssica
      21.08.2013 - 20:38

      Isso de não ter preço é contra o direito de informação que tá disposto no Código de Defesa do Consumidor! Também nunca fui em nenhum lugar assim, mas não pode não!

  23. #77
    Dani
    21.08.2013 - 11:57

    Me irrito com todas, mas o pior de tudo MESMO é quando você vai comer e acha um cabelo na comida. Perco o apetite na hora e nem em outro lugar consigo comer até se passarem algumas horas…

  24. #78
    Camila and
    21.08.2013 - 12:08

    Ameiiiii hahahaha. Sinceridade é tudo, o que mais me irrita também são as crianças que citaram nos comentários. Totalmente chato, você vai pra ter um momento gostoso de lazer e mãe não se toca e deixa o fiho se duvidar comer no prato alheio né, aff. Nãogosto.

  25. #79
    Ana
    21.08.2013 - 12:11

    Concordo plenamente sobre a questão das crianças. Há ambientes totalmente adequados para elas e outros não, sob pena de estragar o lazer dos outros. Quem tem criaças, especialmente as super ativas, deve procurar restaurantes que oferecem áreas de recreação, é melhor para a criança (porque a criança também deve odiar estar em um ambiente apenas de adultos) e melhor para os outros que saem de casa procurando um restaurante para relaxar e não uma creche.

    Em gramado/rs, numa conceituada galeteria, o dono convidou uma família a se retirar, porque os filhos estavam enlouquecendo a todos, sob o olhar complacente dos pais. A decisão foi super polêmica, mas com certeza salvou o jantar de muita gente.

  26. #80
    Loli
    21.08.2013 - 12:14

    Só vejo gente falando mal do Outback, de tudo, de atendimento a ter encontrado bicho na salada, mas ninguém deixa de ir.

    • #81
      Constanza
      21.08.2013 - 12:17

      Eu amo a comida de la… vou mesmo tendo que esperar um monte pra poder sentar, ou esperar a comida. O molho de lá nao tem explicacaaaaaaaaaaaaaaaaao de tao gostoso!

      • #82
        Loli
        21.08.2013 - 12:29

        Uma conhecida minha do facebook outro dia tava reclamando que achou uma lagarta na salada, que deu um barraco no Outback dizendo que nunca mais voltava lá. 2 semanas depois tava no face: “Fulana fez check in no Outback”.

  27. #83
    Grazi
    21.08.2013 - 12:18

    Venho em defesa das mães com crianças pequenas em restaurantes!! kkkkkkkkkkkk….
    Gente, podem ter certeza que se está sendo incômodo pra vcs, muito mais pra mãe da criança!!É claro que tem mães que não ligam, mas eu não sou uma dessas! Eu fico chateadíssima quando minha faz pirraça em local público, mas é uma coisa complicada de contornar.. Já cheguei a ir embora de restaurante porque minha pequena não parava de chorar! Aí todo mundo começa a olhar.. uns com cara de pena, outros com cara de raiva, outros com cara de “o que vc está fazendo com ela sua mãe louca??” … é muito chato pra mãe também. Então, RELEVEM!!! rsrsrsr… Beijos Cony, amo seu blog!!

    • #84
      luciana
      21.08.2013 - 15:02

      super apoiada! quem reclama é pq ainda nao tem filho e nao sabe o suplício que é às vezes sair com uma criança. nao vou me privar de ir a restaurantes bacanas só pq nao tem área pra criança ou afins. minha filha tem 5 anos e normalmente é super bem comportada. mas às vezes o cansaço, o lugar chato (pra ela, que é criança), a demora em ir embora, a demora em chegar a comida, tudo isso irrita a criança, e podem ter certeza, irrita aos pais tbm, que sabem que a “bomba relógio” pode explodir a qualquer momento! rsrs mas com certeza o bom senso dos pais conta muito nessas situações! eu sempre levo algo pra entreter minha filha, como estojo com canetinha e um caderno pra ela desenhar, por exemplo. mas realmente existem pais que jamais poderiam ter tido o direito de exercer esse papel!

    • #85
      monica
      21.08.2013 - 22:30

      TENHO FILHOS E SINCERAMENTE??? Acho que não educam em casa e depois passam vergonha na rua!!!!Ficam usando desculpas ,como sono…PRONTOFALEI…

      • #86
        luciana
        22.08.2013 - 19:49

        querida, sono não é desculpa, é fato. qualquer ser humano normal tende a ficar chato qdo está em privação de sono, que dirá uma criança…é algo fisiológico. vc e seus filhos devem ser sobrenaturais! #prontofaleitambém

        • #87
          Lu
          22.08.2013 - 21:52

          Mas vc como mãe deve saber a rotina de sua filha e saber quando ela costuma sentir sono. Nesses momentos então, por que não evitar levar a criança em restaurante normal? E esses pais que levam filhos pequenos pra JANTAR em restaurantes, 21h, 22h? Depois querem que tenham paciência porque o guri tá chorando de sono. Cêjura?

          • #88
            monica
            25.08.2013 - 13:29

            BOA DEMAIS!!!ADOREI!!!

  28. #89
    21.08.2013 - 12:27

    Cony, eu sou daquelas que deteste pegar fila, principalmente pra comer! E detesto restaurante que só reserva até certo horário, normalmente no horário que eu não precisaria de reserva, pois está deserto..

    • #90
      Amannda Ferreira
      21.08.2013 - 14:10

      Super concordo sobre as reservas, pra que então reserva se eu vou chegar 20:00 e nao vai ter ninguem mesmo no restaurante?

    • #91
      Lu
      21.08.2013 - 14:22

      O problema disso é que se fosse liberado o povo ia reservar e não aparecer, deixando a mesa presa. Sou a favor de reservar e dar 15 minutos de tolerância: marcou 21h e não apareceu até 21h15, perdeu a mesa. O problema é que ia ter é barraco nos restaurantes “EU CHEGUEI 21H16 QUERO MINHA MESAAAAAAAAAAAAAAAAA”. Acho que se eu tivesse restaurante não ia reservar também.

    • #92
      Liza
      21.08.2013 - 19:24

      Sou dessas Gê já estou pagando, na maioria das vezes caro, esperar pra quê? e reserva funciona em qq lugar do mundo e funciona muito bem nos outros países da America do Sul, que não o Brasil, que eu já fui é chegar pontualmente e sua mesa estar vazia te esperando, uma belezinha.

      • #93
        21.08.2013 - 22:20

        Né?!
        Concordo que os restaurantes sofram com as reservas não comparecidas. Não tenho paciência pra filas, em especial pra comer #absurdo. Entendo que reservas são para serem cumpridas, pois são compromissos. Se não vai, liga e cancela, simples. Puxa, funciona no mundo inteiro, exceto no Brasil! Por que, por que??

  29. #94
    Denise
    21.08.2013 - 12:34

    Odeio mulher que não prende o cabelo ao se servir no self service (homem com cabelo comprido também, lógico), pessoas que conversam em cima da comida. Aliás, odeio self service, acho nada higiênico.
    Criança que faz muito barulho, que corre no meio do restaurante e os pais não fazem nada.
    Garçom que retira o prato antes da hora também me irrita (sempre sinalizo com a posição dos talheres quando terminei de comer).

  30. #95
    21.08.2013 - 12:43

    Sério. Cofre já é feio em qualquer lugar do mundo. Mas em restaurante é FALTA DE HIGIENE! Eca! Também perco o apetite :/

    E poxa, Outback! Tá na hora de rolar refil de suco! Não aguento pagar uma fortuna só pq não bebo refri e cerveja! kkkkkkkkkkk

    Achados de Primavera/Verão 2014 na Renner
    http://beautebrazil.com/index.php?option=com_k2&view=item&id=1085:achados-de-primavera/ver%C3%A3o-2014-na-renner&Itemid=110#

  31. #96
    Emanuelle
    21.08.2013 - 12:48

    Uma coisa que ninguém comentou até agora, e que me incomoda: os 10% do garçom! Acho justíssimo pagar até mais que 10% quando o atendimento é excelente, mas pagar pra ser mal atendido não pago meeeeeesmo! E olha que já passei por cada situação por conta disso… a pior de todas foi uma moça que me atendeu em um quiosque na beira da praia (Praia do Curral em Ilhabela). Além de tudo no cardápio custar os olhos da cara e do atendimento ser bem meia-boca quando eu e meu namorado dissemos que não iriamos pagar os 10% a moça começou a nos questionar o PORQUE? JÁ QUE HAVÍAMOS SIDO SUPER BEM ATENDIDOS! hahahaha ri alto viu, e ela ficou revoltadíssima, nos deu as costas reclamando, e levou com ela a maquininha do cartão dizendo: Se eu atendi mal, então agora você que vá até o caixa para pagar sua conta! Desaforo total! Nunca mais volto no quiosque!!

    • #97
      Aline
      21.08.2013 - 14:19

      Ah, eu já deixei de pagar os 10% num restaurante aqui em Brasília e o garçom quase me xingou, rs! Mas ele atendeu muito mal e era um estúpido. E nunca mais voltei.
      O problema é que as vezes ficamos sem graça de dizer não, principalmente se os outros aceitam pagar. E o que seria opcional se torna obrigatório.

  32. #98
    Amanda Narciso
    21.08.2013 - 12:49

    Odeio quando o garçom tira a bebida ou a comida porque tá no final… Custa esperar ir embora ou pedir a conta pelo menos? Não entendo o desespero pra limpar a mesa.

  33. #99
    Juliana
    21.08.2013 - 12:57

    Gente que fica conversando no buffet e não anda!!!

  34. #100
    Camila
    21.08.2013 - 12:58

    Polêmica: minha filha vai fazer 10 anos mês q vem e nunca fez birra…acho q vai muito da educação sim e ponto final.
    No Japão as mocinhas abrem suas “malas” de maquiagem e se maquiam enquanto as pessoas comem, já vi até fazendo babyliss…E outra coisa, não adiante separar mesa de fumante e não fumante se não tem parede nenhuma separando por que todo mundo vai sair fedendo…

    • #101
      Lu
      21.08.2013 - 14:31

      Claro que vai muito da educação, mas vai muito da índole da criança também. Tem criança com pais infernais que são calminhas, e crianças bem educadas pelos pais que fazem esses absurdos em público. Tem de tudo.

  35. #102
    21.08.2013 - 13:04

    Banheiros de restaurantes são sempre porcos, com papel higiênico espalhado pelo chão, vaso sanitário entupido. Tenho MUITO NOJO de banheiro de restaurante, ainda mais porque você esta comendo. Se o banheiro é sujo fico imaginando como é a cozinha… Não dá!

  36. #103
    Ju Kalef
    21.08.2013 - 13:10

    Ei Cony, tb odeio isso do Outback… E o pior é que os de SP vc nem pode ir para uma mesa menor até que a metade chegue e depois mudar…Lá vc tem mesmo que esperar…rs!!
    Mas sabe o que eu odeio mesmo e com todas as forças: ser mal atendida ou atendida com pouco caso! Sou de SP e moro em BH há pouco mais de um ano e isso é uma das coisas que estou sofrendo para adaptar. Amo BH, mas acho que a prestação de serviços por aqui precisa melhorar e muito!!!

    • #104
      Rê Moraes
      21.08.2013 - 14:20

      Ju..estou na mesma que vc! Sou de SP e tô aqui em BH tem 1 ano e meio e a adaptação é dificil. É incrível como tem lugar aqui que o atendimento é péssimo e ainda fica lotado! O povo é trouxa mesmo..se acostuma com mal atendimento! Por isso que sempre que vou em um lugar que sou bem atendida faço questão de elogiar!

  37. #105
    Mariana
    21.08.2013 - 13:18

    Oi Cony, achei estranho o item 10 – Menu sem Preço. Daí fui ao Código de Defesa ao consumidor e no art 31 fala:
    “Art. 31. A oferta e apresentação de produtos ou serviços devem assegurar informações corretas, claras, precisas, ostensivas e em língua portuguesa sobre suas características, qualidades, quantidade, composição, PREÇO, garantia, prazos de validade e origem, entre outros dados, bem como sobre os riscos que apresentam à saúde e segurança dos consumidores.”

    Eu, particularmente, achei um absurdo o menu vir sem preço, então da próxima, CDC neles!!

    Bjos pra vc!

    • #106
      Constanza
      21.08.2013 - 13:22

      Tem vários! Principalmente na carta de vinhos e drinks. E lojas tb viu…

  38. #107
    Caroline®
    21.08.2013 - 13:30

    Dificilmente me irrito em restaurante. Acho que é porque meus pais já tiveram restaurante, e eu conheço as dificuldades do outro lado do balcão. Em geral, só tendo a me irritar com faltas de educação dos outros, e não relacionadas ao serviço, tipo o palito de dentes, gente lerda na fila, gente que fala alto, essas coisas. E compreendo a regra da mesa do Outback: imagina se eu tô com uma turma esperando mesa grande, e tem duas pessoas guardando lugar pra gente que supostamente vai chegar? Tem que se colocar na situação do outro. Até a polêmica das crianças é defensável pra mim, mesmo não tendo filhos. A não ser que esteja dopada, nenhuma criança fica o tempo inteiro quieta, sentadinha e imóvel, e tem muuuuuuita gente intransigente por aí. Acho pior levar criança pra outros lugares mais inadequados, tipo visitar doente em hospital.

  39. #108
    Babi
    21.08.2013 - 13:35

    Não suporto criança barulhenta, me tira do sério, perco a paciência e como correndo pra ir embora logo. Tbm detesto que o garçom retire os pratos enquanto ainda estou mastigando. Aconteceu no Mori dos Jardins domingo e eu fiquei indignada.

  40. #109
    Vanessa Maria
    21.08.2013 - 13:38

    Cony vou te contar, essas 10 sao terriveis mesmo e muitas meninas ocmentaram outras auqi igualmente terriveis!
    Mas olha, vou te contar um caso que aconteceu comigo e meu namorado em junho desse ano.

    Fomos a um japones aqui no Rio ( na Tijuca ) e havia sido inalgurado ha pouco tempo entao como adoramos comida japonesa fomos conferir…
    Pois bem, iamos participar do rodizio ( que custava R$ 60,00 por pessoa ), nao é caro levando em conta ser japones e queriamos provar se era ao menoa razoavel…
    Entao, chegamos, sentamos e depois de 10 minutos de espera para um garçon informamos que iriamos participar do rodizio.

    Recebemos as comandas para marcar o que queriamos e marcamos…
    Passaram-se 15 minutos e nada chegou…
    Perguntamos à uma garçonete sobre o pedido e depois de 10 minutos ( ela foi á cozinha e ficou 10 minutos la ) ela disse que ja estava vindo…
    Espertamos mais 5 minutos e nada…
    Pedi uma água mineral e esta demorou 10 minutos…
    Bom, depois desses 10 minutos chegou a porçao de Hot Filadelfia mas o resto do pedido nao veio. Detalhe uma mesa que sentou depois de nos ja havia pedido e estavam comendo bem felizes e satisfeitos e nosso pedido nao veio…

    JA de saco cheio meu namorado perguntou de novo à garçonete sobre o pedido e informou que so veio o Hot filadelfia ( que estava otimo por sinal ) e ela depois de 10 minutos voltou e nos deu a seguinte informação:

    “olha vcs me perdoem mas é que a comanda dos senhores sumiu e por isso o pedido nem foi feito”

    OI? Como assim? Ja estava no restaurante a uns 40 minutos e so tinha comido uma porçao de hot filadelfia e uma agua mineral…
    Aquilo foi a gota d’agua. Levantei da mesa e disse que iriamos embora, que nos apresentasse a conta para irmos.

    A conta chegou e foram R$ 136 reais!

    OI??? Chamei a gerente e disse que a conta estava errada. E ela disse bem linda que foram 2 rodizios mais a agua mineral e os 10%. Disse que so comi uma porçao de hot e a agua e sabe o que ela me disse?

    Ahhh se a senhora pedir o rodizio e só comer 1 hot a senhora paga o rodizio todo !!!!
    OQ?????? Ah fiz um barraco e disse que ia chamar a policia na hora nao quiz nem saber. Fiquei esperando 40 minutos para ser ter meu pedido e nada e ainda queriam me cobrar algo que nao consumi???

    Pois fiz um barraco mesmo e disse que se quisessem iria pagar o que consumi e ponto. A gerente disse que assim eu e meu namorado nao sairiamos do restaurante ( todo mundo no restaurante olhando para nós).

    Indignados eu e o namorado fomos embora na hora sem pagar nada e ainda disse que queria ver quem iria me prender no restaurante que alem de enquadrar no CDC ainda entrava com ação de danos morais por constrangimento ilegal!

    Depois dessa Cony eu denunciei esse lugar no procon do Rio pq nao quero que ninguem mais passe pelo que passei ou pelo menos se for aquele lugar que va sabendo que é um pessimo lugar.

  41. #110
    21.08.2013 - 13:39

    O que mais me incomoda, sem sombra de dúvida, é as pessoas na contra-mão haha. Gente, como assim? Não tá vendo pra onde tá o fluxo? haha.

    E depois, menu sem preço. Vou pagar, não vou? Então, quero saber quanto vou pagar. Se não tem preço, como de graça.

    http://www.blogcoisaetal.blogspot.com

    • #111
      Lu
      21.08.2013 - 14:40

      Quando o buffet é “redondo” geralmente tem gente nas duas mãos, já fui em um assim! E outra, às vezes a pessoa pegou a fila toda, chegou no final, mas quer pegar mais arroz somente. Tem que pegar a fila toda de novo?

  42. #112
    Gabriela
    21.08.2013 - 13:43

    Garçom com preguiça de servir a pessoa ao lado de você na sua mesa e passar o bração cabeludo por cima da sua cara ou do seu prato. Recolher o prato de quem já acabou sem que a outra(S) pessoa(S) tenha(m) acabado de comer. É tanta coisa que tem lugares, mesmo bons, que não dá para voltar.

  43. #113
    Nayara Ornellas
    21.08.2013 - 13:43

    Aff, quanta intolerância com as crianças. Na boa, eu tbm não tenho ouvido de penico pra ouvir chorro e nem gosto de ver birra (me dá logo vontade de intervir), mas poxa… são CRIANÇAS. Pelo que alguns colocaram parece que só por ter filhos vc não pode frenquentar os mesmos lugares que os sem filhos, tem que ficar a par… num lugar “reservado”. Tenha dó. Mais compreensão e paciência. A culpa é muito maior dos pais e do lugar em si (que não tem uma “brinquedoteca”) que da própria criança. Fique você sentada, presa em uma cadeira por 1h30 (em média) sem nada para fazer, não entendendo nada do que se passa a sua volta, sem ninguém pra “brincar” e ouvindo um barulho alto… Duvido que não se estresse! Ok, paciência tem limite e eu concordo, por isso, quando a sua estiver acabando chame o garçom ou gerente e fale com ele. Agora, se os pais descobrirem dá processo tá. Com direito a indenização e tudo. E não, eu não tenho filhos! Fico muito mais irritada com: 1.ADULTOS mal educados, que bebem demais e ficam falando alto (em lugares que não são bares, pubs e outros do gênero). 2.FUMANTES, odeio! Principalmente os que não sentam no lugar reservado a eles. E se não tem lugar reservado para não fumantes eu não entro. 3.CASAIS que se pegam calorosamente, afinal, não estou pagando pra ver pornô – vai pro motel, pro carro, pro mato, pra outro lugar. 4.MULHERES PIRIGUETES (roupa decotada d+, curta d+, brega d+ e etc) roubam toda a atenção do local. Todo mundo olha, comenta e até o boy desvia o olha. Aliás, é praticamente impossível não olhar. Por último, 5. BANHEIROS sujos, sem papel, sem sabão, fedendo e por ai vai…

    • #114
      Constanza
      21.08.2013 - 13:49

      Sabia rs

      • #115
        Nayara Ornellas
        21.08.2013 - 13:57

        Relaxa!!! É só opinião… Na verdade, me compadeço dos pais de crianças endiabradas. Coitados!!! Condenados a clausura até o fim da infância de seus filhos (ou mais)…Rs

    • #116
      Vanessa Maria
      21.08.2013 - 14:06

      Nayara voce entrou no cerne da questao. Acho que criança é criança e a responsabilidade é dos pais mesmo.
      Recentemente fui a um restaurante aqui na Barra da Tijuca que tem briquedoteca e com um animador e tudo e isso faz toda a diferença por que a criançada fica la se diventindo e nao incomoda ninguem…

      • #117
        ana luisa
        21.08.2013 - 15:03

        Falou tudo! Antes eu já tinha me metido numa polemica dessa num blog feminista… eu tenho duas filhas. Sei controlá-las, mas tem dias que elas tão “possuidas”, e o jeito é encurtar a tentativa de um almoço tranquilo o mais depressa possivel! Mas o que eu noto é a sociedade que toma birra de criança. Todo mundo se esquece que foi uma um dia. Em hoteis, restaurantes, até em condomínios, a reclamação é a mesma! Acho que deve haver sim maior tolerância e, se te irritar mesmo a ponto de ter que reclamar, respire fundo e fale diretamente com os pais. A maioria deles vai se doer, alguns irão te escutar e pedir desculpas, outros vão inciar uma confusão. Mas vc tentou. Gente sem noção tem no mundo todo, eu como mãe me irrito com criança mal educada, mas adulto mal educado ainda consegue me tirar mais do sério. E esses é quem são os pais do pestinha.
        Um dia num restaurante bem familia, desses com parquinho, joguinhos etc, um menino de uns dois anos no máximo, começou a bater em todas as crianças do parque e tambem nas minhas filhas em segundos. Levei as duas aos prantos pra mesa, e sem nenhum pedido de desculpa dos pais, que continuaram tomando sua cerveja…
        É isso, gente! Vai sair pra almoçar, passar ferias num resort, se prepare pro que pode acontecer. Leis da convivência social 🙂

    • #118
      Lu
      21.08.2013 - 14:44

      Ficar reclamando do lugar e ficando chatinha é uma coisa, outra é ficar fazendo guerra de catchup na mesa com os pais quietos fingindo que não são com eles. Se seu filho é uma peste e vc não quer/não consegue controlá-lo, deveria evitar certos locais sim, como restaurantes que não têm brinquedoteca!

    • #119
      Paula
      21.08.2013 - 16:08

      Pois é, Nayara.. Vc realmente falou uma coisa certa: são CRIANÇAS. Então porque não levá-las alugares destinados a CRIANÇAS? Entendeu?
      Claro que a culpa é dos pais e blá blá blá.. Mas se eles mesmos não controlam, então que não sobre pros outros, né? Poxa… Lembro sim de quando era criança, e por sinal era bem comportada.

    • #120
      Ana
      21.08.2013 - 17:15

      As pessoas são bem engraçadas mesmo…Dizer que criança pentelha ou mal educada incomoda no restaurante é absurdo, agora falar da moça de saia curta pode!Moça, desculpa, mas vc é machista. Uma coisa é achar feio, outra coisa é dizer que incomoda. Típico de mulher machista que acredita que todas devemos nos comportar como manda a sociedade patriarcal. Cada um se veste do jeito que quer, contanto q n coloque o cofre de fora como a Cony disse!Pq aí já invade o espaço dos outros neh? Mas q eu saiba perna em mini saia, ou decote grande não é parte intima.
      E criança é bixinho chato mesmo!Na maior parte do tempo tenho pena dos pais, mas em alguns casos tenho raiva pq n fazem nada p educar e dar limites.Afinal regras de convívio se ensina desde cedo.

      • #121
        Nayara Ornellas
        22.08.2013 - 12:21

        Sabe o que é opinião?! Pois bem, é algo que a pessoa tem e que independe do achismo de outrem. Compreendeu?! (desculpe a grosseria Constanza, mas sou assim mesmo).

        Bom, eu NÃO gosto de roupas tipo “PIRIGUETE” e isso não me faz machista, mas uma mulher com estilo diferente e gosto diferente. Eu não disse que ela não pode usar pq o corpo é dela e se ela quiser pode sair PELADA na rua… Agora, achar que uma mulher com pouca roupa não chama atenção é sacanagem… Entra vc, acompanhada, em um restaurante com uma micro saia, um top e um saltão. Depois pergunta pro seu acompanhante o que ele percebeu e me conta. A isto chamamos pesquisa de campo!

        É cada uma viu… Por isso que muitas pessoas não comentam nos blogs que gostam, pq existem leitoras que esquecem que cada cometário é uma simples opinião a cerca de um fato (post) e saem logo crucificando quem comentou ou então a dona do blog. Fasfavor né.

        (Cony, se não quiser não publica… mas não sei ficar calada)

    • #122
      Aline
      21.08.2013 - 22:20

      Se incomodar com a roupa priguete dos outros só pode ser piada! Hahahaha!

      E, desculpa, mas concordo totalmente com a Cony. Não sei dos pais que tentam controlar criança, pois só vejo os que largam em qualquer canto. Os pais relaxam enquanto você não consegue fazer o mesmo porque os filhos deles estão quase botando fogo na sua mesa.

    • #123
      Soraya
      22.08.2013 - 03:22

      Nayara, não é intolerância, não. É adequação. Quando uma pessoa decide virar pai/mãe sabe que sua vida vai mudar. Uma criança não em a mínima condição de ficar sentada quietinha por 1,5h num lugar sem distração alguma. Daí quem tem de lidar com o fato é o responsável por ela, não todas as outras pessoas do mundo. Por isso existe o Cine Materna, onde mães e bebês podem ver um filme adequado com som mais baixo e ambiente na penumbra. Existem restaurantes com brinquedoteca, parquinho. Existem lanchonetes normalmente barulhentas com música e paredes ultracoloridas…

      Mesmo que tem crianças em casa (ou principalmente quem tem) em algum momento quer comer tranquilamente ou tomar um café sem ninguém correndo ao lado ou se lambuzando. Essas pessoas não vão ao Mc Donald’s, elas vão a um lugar adulto e esperam ter seu momento lá. Meu sobrinho tem DDA (Distúrbio de Déficit de Atenção) e quando está comigo eu nunca o levaria para um lugar em que ele tivesse de ficar mais de 15 minutos sem distração. Ele simplesmente não consegue e inferniza o ambiente inteirinho. Não é mal-educado, é somente impossível. Quem tem de lidar com ele são os pais e a tia que passa uns meses por ano com ele (eu). Ninguém é obrigado a lidar com uma criança hiperativa (ou até uma calminha que se entediou e vai dar seu showzinho.

      A questão nem é gostar ou não de crianças, é respeito mesmo.

  44. #124
    Juliana
    21.08.2013 - 13:48

    Nossa, super me identifiquei com a parte q fala dos garçons “super solícitos” eh exaaatamente isso..vc tá lá com seu dating..no maior papo…querendo dar uns beijinhos e tal, ae BAM!! do nada entra um garçon quase no meio do beijo pra recolher metade d um guardanapo embolado q vc colocou ali.peeeeelamor neh!!! NINGUÉM MERECE!!! preteza demais tb atrapalha neh! isso super deveria ser ensinado! é desagradável mesmo! ODEIOOO!!!

  45. #125
    Rê Moraes
    21.08.2013 - 13:59

    Ahh Belo Horizonte é um caso a parte! Tem lugares que dá vontade de morrerrrr pq acontece td junto de ruim na mesma vez! Já aconteceu de na mesma ocasião não ter anotado minha reserva que eu fiz por email (sorte que tinha como provar, pq não acreditaram q eu tinha feito reserva), garçom mal educado, demora para atender, pedido errado e roubo na conta! Td isso no mesmo dia e lugar..ninguém merece..só faltou criança!
    Em compensação tem lugares tãooo bons que qdo vou sair penso duas vezes antes de conhecer lugar novo, as vezes prefiro a certeza de ser bem atendida..
    Ah..esse lugar tosco que aconteceu td no mesmo dia é o Bhar Savassi…desrecomendo fortemente! Ir lá é pedir pra passar raiva!

    bjs

  46. #126
    Leticia
    21.08.2013 - 14:00

    Ir sábado á noite e domingo no almoço. Tem até papagaio. Chega ônibus de turismo nos restaurantes. Aqui em Curitiba tem um monte de restaurantes pra turista mesmo, lota demais , criaçada correndo, uma zona. Daí se tem aniversário os garçons cantam, batem as bandejas e jogam no chão. Meuuu canecoo…Uma vez fomos num spabado á noite, mas mal comemos e saimos correndo,não dava pra conversar, garços passando com o rodízio, uma barulhada, eitaaa. Nunca mais!!!!

  47. #127
    CilaBairral
    21.08.2013 - 14:05

    Sobre o outback, depois da minha ultima maravilhosa experiencia la, nunca mais voltei… Tinha ido almocar com meu marido, dia de semana, restaurante vazio.

    O garçom escorregou e derramou um pote de molho nas minhas costas… meu cabelo so nao ficou sabor barbecue pq estava de lado, p frente do corpo.

    Ate ai, beleza, acidente, acontece… O foda foi nao trazerem ABSOLUTAMENTE NADA para limpar minhas costas e minha bunda!!!! hahahaha

    Depois de um pequeno basico escandalo eles vieram com agua morna e guardanapos de tecido, mas obvio nao saiu e fiquei com a blusa, que era clarinha, manchada…

    Vc pensa q deram desconto ou se ofereceram para pagar outra? NAAAAO. E ainda cobraram 10%.

    Eu queria dar piti, mas meu marido preferiu me conter, pagar a conta e nunca mais pisar no Outback de Niteroi…

    Com relacao as criancas, apóio 100% a separacao adultos – criancas/criancas c adultos.
    Nao so em restaurantes, mas em qualquer lugar.

    Tem algo mais insuportavel que crianca correndo e berrando????

    Não tenho filhos, e nao sou obrigada a curtir filho alheio.

    Minha cachorrinha tem mais educacao que a maioria das criancas… pelo menos quando levamos ela a bares/restaurantes (que ela pode entrar), ela deixa na cadeira do nosso lado e so acorda qd puxamos ela p ir embora… Sem gritos, sem manha e sem chateacao…

    bjs

  48. #128
    Thais
    21.08.2013 - 14:31

    Aaah e quando voce pede a bebida junto com a comida e a bebida vem antes? Piora quando demora pra servir e o suco fica quente… affs. Ou quando voce pede o garçon seu suco SEM açucar e vem um melado no lugar?!! Poxa, ja fuzilei (com os olhos) muitos garçons e ainda fiz ir trocar o pedido, se colocar na conta o ‘melado’ ai que a coisa pega kkkkkkkkkkkk… Garçon desatento é foda!!!

    • #129
      Gabriela
      21.08.2013 - 15:36

      Tem gente que não entende o “sem açúcar” e coloca açúcar assim mesmo “ah,mas limonada suiça sem açúcar/leite condensado não fica bom…”. Eu gosto azedo ora, além disso tem gente na minha família com diabetes, então o pedido “sem açúcar” é esse mesmo!! difícil se fazer entender.

  49. #130
    Tati Berlanda
    21.08.2013 - 14:34

    Ah, tenho um menino de três anos e é terrível mesmo quando eles se impacientam. Há casos e casos, né? Mas detesto choro/grito/malcriação de criança e, sempre que o meu ameaça começar algo assim, saio do local pra distraí-lo, pq ele é MEU filho e quem tem que aguentar sou eu, não os outros clientes 🙂

    • #131
      Aline
      21.08.2013 - 22:22

      Faltam mães que nem você no universo, viu?

  50. #132
    Tati Berlanda
    21.08.2013 - 14:39

    Ah! E realmente existem lugares em que não vamos por causa do pequeno. Nós pais precisamos ter bom senso, né? 🙂

    • #133
      Soraya
      22.08.2013 - 03:24

      Ídola!

  51. #134
    Ana Miranda
    21.08.2013 - 14:42

    Palitar os dentes é igual passar fio-dental, vc não passa fio-dental em público então não pode palitar em público. Queria andar com uma placa dessa no restaurante.

    Uma coisa que me tira do sério é criança, criança não devia ir à restaurante, ta loco (hahaha que maldade, desculpa srs pais e mães).
    Uma vez tava no restaurante com minhas amigas, comemorando meu aniversário e na mesa do lado vejo meu professor da faculdade com um grupo de amigos e os filhos, as crianças correndo, gritando, pulando, chorando… eu louca da vida pra mandar um ‘cala boca moleque’ ou chamar o garçom mas tendo que sorrir pro professor e fazer cara de quem tava no paraíso cercada de anjos cantando em volta da minha nuvem. Uma hora o professor virou na minha direção e disse ‘ta osso,né?'(dava pra ver que ele tava de saco cheio e envergonhado(mas cof cof nao fazia nada pra resolver cof cof)) e eu ‘não, que isso, crianças, a gente entende’. Ele era mto ruim gente e eu teria aula com ele em vários semestres, era concordar com ele e mudar de curso.

  52. #135
    Tati Berlanda
    21.08.2013 - 14:43

    E, certamente, há muitos lugares que deixamos de frequentar por causa do pequeno. Pais precisam ter bom senso, né?

  53. #136
    Tati Berlanda
    21.08.2013 - 14:44

    Ui, pensei que não tinha ido e escrevi de novo…Apaga aí, Conny, please! 🙂

  54. #137
    Lu
    21.08.2013 - 14:48

    Po mas tem gente aí que vai em um rodízio de pizza daqueles de 19,90 e reclama dos garçons passando com as bandejas rápido e cantando parabéns? Pera, né? Acho que vc tem que ir sabendo onde tá indo, não ir em bodega esperando serviço e ambiente de restaurante 5 estrelas.

  55. #138
    Cayssa
    21.08.2013 - 14:51

    Apoio totalmente a divisão de espaço entre criaças e adultos, principalmente em avião, me me irrita muito mais que em restaurante.. eu tenho vontade de morrer qdo uma criança começa a berrar e eu estou lá enclausurada.
    Não digo que a culpa é da criança nem dos pais, mas que isso me tira do sério, ahh tira.

    • #139
      Lu
      21.08.2013 - 20:23

      Pior que criança berrando no avião, pra mim, é criança sentada atrás de vc chutando sua cadeira toda hora. E a pior situação que passei em relação a isso nem foi de uma criança, foi de um pentelho pré-adolescente acompanhado da mãe que parecia que fazia de propósito. Nunca xinguei tanto alguém mentalmente (fora meu vizinho de cima).

  56. #140
    Liana
    21.08.2013 - 14:54

    eu odeio essa mania que os garçons têm de esperar que o cliente coloque uma garfada de comida na boca para vir perguntar sobre a bebida.
    Aí eu nunca sei se respondo de boca cheia, termino de mastigar, ou como faço quase sempre nesses casos, engulo o pedaço inteiro de comida porque o garçom pergunta e fica ali parado te encarando.

  57. #141
    Eliza
    21.08.2013 - 14:56

    Uma coisa que me irrita muito é acabar de pôr a última garfada na boca e ainda estar mastigando e já vem o garçom e retira o prato. Parece que ele estava lá o tempo todo esperando vc acabar!
    Outra coisa, o prato está vazio e ele vem retirar e pergunta: Satisfeita?. A minha vontade sempre é responder: Não, eu vou comer o prato! Acho uma falta de educação e em muitos lugares eles fazem essa pergunta ridícula. Melhor seria apenas pedir licença e retirar o prato.
    Abs

  58. #142
    21.08.2013 - 14:59

    restaurantes que nao servem coca cola! deviam ser exterminados, rs. e nao, nao serve pepsi. comida que chega fria: oteeeeio tambem.

    • #143
      Denise
      22.08.2013 - 10:25

      hahahahaha tb odeio quando nem tem Coca e Guaraná ANTARTICA, não vale outro tabajara.

      • #144
        Renata
        22.08.2013 - 17:19

        concordo, pepsi NÃO é e nunca vai ser coca! kkkkkk
        outra coisa q acontece sempre, vc pede a coca e o garçom automaticamente pergunta: gelo e limão?
        se eu quisesse eu pedia…
        mas o pior é qdo nem perguntam e o copo já vem com a maldita rodela de limão!
        parece q o normal é tomar coca com limão, q o ET é vc q ñ toma!
        EU NÃO QUERO LIMÃO NA MINHA COCA P***!

  59. #145
    21.08.2013 - 15:06

    Como em restaurante a quilo quase todos os dias e o número 8 acontece direto!! Tem gente que pára e fica 264854 horas escolhendo o melhor pedaço de carne, de salada ou sei lá o que. E empaca a fila. Que raiva.

  60. #146
    luciana
    21.08.2013 - 15:10

    e eu, qdo acho que fui mal atendida, me recuso a pagar os 10% mesmo!

  61. #147
    21.08.2013 - 15:14

    Já fui a um restaurante bem conceituado no Rio, o Turino, e um cliente não parava de assoar o nariz com guardanapo, achei muita falta de educação!

    Vaidosa e Toda Prosa| |FANPAGE |TWITTER

  62. #148
    celia
    21.08.2013 - 15:29

    Outra coisa que me irrita tanto quanto crianças barulhentas, é banheiro sujo, simplesmente não vou mais.

  63. #149
    luciana
    21.08.2013 - 15:33

    lembrei de mais uma coisinha que me incomoda muito em restaurante: casal se pegando, se amassando, beijos de língua intermináveis. acho extrema falta de educação e bom senso.

  64. #150
    marta pimentel
    21.08.2013 - 15:39

    Ai gente, já fui com grupo de amigos em restaurante e um amigo com nova namorada não parava de se beijar! O pessoal comendo e eles dando beijos com llinguas vazando da boca, ecaaaaa!!! Hahahahahahaha

  65. #151
    Lu
    21.08.2013 - 15:40

    O que me irrita profundamente além de todos os itens já comentados pela Cony são mesas muito próximas e sem acústica, tipo sofá coletivo colado na parece ou então mesas no centro muito próximas, onde vc vai para conversar mas só consegue ouvir a mesa vizinha conversando, acho péssimo isto, pior ainda quando vc senta ao lado de uma mesa onde as pessas falam alto. Aliás, falar alto em local público é sempre feio, ninguém precisa saber da vida alheia sem estar com vontade.

    Cony, vc arrasa, é a melhor, só isso. E meu Bloglovin tem mais de 120.

    • #152
      Constanza
      21.08.2013 - 15:44

      Uhuuuuuuuuuuuuuu amei rsrsrs. Obrigada!`;-)

  66. #153
    Mara
    21.08.2013 - 15:54

    E escolher frutinhas da salada de frutas ? Uma vez uma moça furou a minha vez pra pegar a salada de frutas e ficou lá um tempão pescando os pedacinhos de morango e kiwi da salada de frutas (e só eles). Ela percebeu minha irritação e eu respondi à altura, ah não ia deixar barato não. Aff povo sem noção!

  67. #154
    Sandra
    21.08.2013 - 16:07

    a polêmica era das crinças pulando, gritando, correndo né??? como pensei…também odeioooooooo isso, já jantei (jantar romântico) a noite toda com um menino chutando minha cadeira…que raivaaaa e a mãe, mesmo depois que reclamei não tomou nenhuma atitude….e antes que falem…eu amoo criança, tenho 2 sobrinhos e nunca, nuncaaa ficaram correndo em restaurante…pois se ameaçarem levantar minha irmã olha com aquela cara “nem pense nisso” hahahah

  68. #155
    Chiara
    21.08.2013 - 16:07

    Não falando de restauraããntes mas de boteco mesmo.
    Pra mim é o fim aqueles garçons que vem com um pano encardiiiiido para limpar a mesa. Daí a mesa fica até melando… Argh!

  69. #156
    fatima X
    21.08.2013 - 16:17

    concordo com todas e acrescento mais duas..pessoas falando na fila do restaurante self service..falta de higiene…e outra ..qdo vc pergunta ao garçon sobre a qtde de comida que vem no prato individual e ele diz q não dá pra dividir..ai vem aquele monte de comida e vc é obrigada a comer aquele prato de piao.

  70. #157
    Daiane Coutinho
    21.08.2013 - 16:33

    Esses dias fui almoçar, ai sabe aqueles buffet que vc serve de um lado e do outro?

    Dois amigos, um de cara lado, servindo e conversando, cuspindo a comida toda, nojo

  71. #158
    Suellen Pinho
    21.08.2013 - 17:14

    Concordo com tudo que todas reclamaram, concordo muito mesmo!!!!

    Eu ainda tenho um agravante! Sou intolerante a lactose severa, ou seja não posso comer/tomar NADA com leite e derivados, daí vem a saga da comida!

    Pergunto educadamente do que é feito o tal prato escolhido, pois não existe a descrição completa do prato, e o garçom/atendente logo responde “tem nada de leite não” e eu pergunto “tem certeza?” nessa certeza do povo eu já fui internada duas vezes…

    Então agora eu ameaço! Não falo que sou intolerante (sim, já escutei das pessoas que isso é frescura) falo que sou alérgica e que se eu comer alguma coisa com leite vou ter um ataque no meio de todos e eles vão ser responsabilizados, só quando faço isso é que vão na cozinha pra confirmar os ingredientes… Só assim eu me salvo.

    Para ter uma ideia, só depois da intolerância descobri, que aqui em Brasília, a maioria dos lugares que tem churrasco pincelam manteiga derretida na carne e por isso ela fica bem macia e não fica gosto nenhum de manteiga, se vc reparar um liquido perto da churrasqueira é manteiga, pense no meu drama!

    Uma engraçada que já escutei foi assim: tem queijo não só catupiri…. ai ai…

    Besos a todas!

    p.s: Cony, muito obrigada por ter comentado no meu ig, vc é tudo isso pra mim, mesmo! te adoro!!! Quando for a BH vou ao Outback contigo!!! =D Besos

    • #159
      Constanza
      21.08.2013 - 17:20

      ah menina! Fez meus 4 anos de blog valerem cada segundo 🙂

  72. #160
    Taiza
    21.08.2013 - 18:03

    Concordo com muito do que foi postado… muitas coisas me irritam também.
    Mas uma das que mais me irrita são pais que vão nos restaurantes e não controlam as kids, que saem correndo e até quase derrubando garçons, ou então parando ao lado da mesa da gente e espiando. Sei que é coisa de criança, mas me irrita q alguns adultos não tenham domínio sobre certas atitudes dos filhos.
    Outra coisa é grupo de amigos/família que vai a restaurante não pra conversar, mas pra ‘gritar’, como se todos os demais que estão ali estivessem interessado nos seus assuntos. Q raivaaaaaaaaaaaaa!!!!

    • #161
      Lu
      21.08.2013 - 20:34

      AHAHAHAHAHAHA eu achava que era a única que não gostava de crianças que param e ficam encarando/espiando. Se for bebê tudo bem né, eu até acho fofo, mas maiorzinha tipo mais de 3 anos, eu não gosto não! Tem criança que vai na sua mesa e fica parada te olhando! E a mãe vê e acha que todo mundo tem a obrigação de achar lindo e socializar com o pirralho! Outro dia foi eu viajando de avião e uma menininha na minha frente toda hora virava pra trás e falava OI pra mim. Até a terceira vez achei cuti cuti, mas depois já queria apenas ler minha revista em paz e a menininha de 3 anos puxando papo sobre a arara que ela viu no zoológico. A mãe do lado tentou fazer ela parar mas ela falou “AH MÃE DEIXA EU FALAR COM ELA!!!” e ficou por isso mesmo.

  73. #162
    Caroline
    21.08.2013 - 18:27

    Constanza, uma vez fui no Topo do Mundo com meu marido e o garçom que nos atendeu estava tirando meleca. Ficou uns 10 min. cutucando o nariz! Ecaaaaa! Chamei outro garçom, expliquei a situação e pedi pra ser atendida por ele. Tinha um restaurante no Silveira (não lembro o nome) que o dono, que ficava na balança, SEMPRE estava palitando os dentes ou passando fio dental!!! SEMPRE!!!

    • #163
      Constanza
      21.08.2013 - 18:30

      Nao creeeeeeeeeeeeeeio! Tirando meleca???

    • #164
      Mari
      21.08.2013 - 20:25

      afffff ninguem merece! juro que uma vez eu tava no shopping (patio dom luis pra quem é de fortaleza) com minha mãe, e a gente resolveu almoçar lá. fui no subway e ouvi da minha mãe ”não vou comer aqui, lugar porco”. então fomos no bob’s do lado. genteee, a mulher do caixa tava enfiando o dedo com a maior vontade no nariz, tirando a meleca e analisando a meleca! quase morri de nojooo. tudo bem que ela ficava no caixa e não mexia (eu acho) na comida e tal.. mas por favor né? nojo é apelido

  74. #165
    21.08.2013 - 18:38

    Cony, o que tenho reparado é que o staff ultimamente não se incomoda em falar alto, rir, gargalhar entre si, sem nem pensar que você quer comer tranquilamente sem saber da última fofoca da colega da cozinha. Francamente! Está difícil escapar disso em locais até como a Kopenhagen, todos gritam entre si e você que se dane no seu pretenso momento de paz para tomar um café…

    • #166
      Constanza
      21.08.2013 - 21:17

      Outra coisa que esqueci de listar: gritaria de garçom!! “Owww fulano! Tras uma agua com gás pra moça aqui!!!”. Meu, custa ir e falar baixo??

  75. #167
    ANA CLAUDIA
    21.08.2013 - 18:46

    Frequento tanto uma espetaria aqui em Natal e sou sempre atendida pelo mesmo garçom, que uma vez ele veio fazer mágica pra mim usando o guardanapo. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  76. #168
    Liza
    21.08.2013 - 19:20

    Concordo com os 9 últimos, mas eu nunca tive essa experiência nos Outbacks aqui de SP, talvez pq demora tanto pra chamaram a gente que todo mundo chega e não chamaram ainda, dificilmente eu espero menos de 1h no Outback. O do Anália é tão horrível de quinta em diante que geralmente fica um amigo esperando e o resto fica no shopping batendo perna, quando ele sente liga pra todo mundo e a gente vai, já pensou esperar 1:30h por uma mesa e não deixar entrar pq a meia dúzia não está lá na hora que aquele trocinho começar a brilhar? ahhh tá… então a minha reclamação no Outback é a espera, acho um absurdo.

    Falando nisso o esquema de fazer reserva no Brasil não funciona direito né? vc faz reserva e espera do mesmo jeito, então faz reserva pra q?

  77. #169
    eve
    21.08.2013 - 19:27

    Muita coisa desta lista me irrita, acho que uma que faltou e me irrita é pessoas marcando lugar em Self service…sabe a fila enorme e a pessoa entra e coloca um grampo para marcar o lugar na mesa e quando chega sua vez os lugares estão “ocupados” por pessoas que ainda nem colocaram comida no prato ( estão ainda selecionando o arroz )…ódio mortal! Evito esse tipo de lugar.

  78. #170
    Lia
    21.08.2013 - 19:52

    Além dos tópicos já levantados, faço coro às que tem problemas com crianças em restaurantes. Normalmente no caso das capetas a culpa é dos pais (que fique claro pois existe gente consciente e educada mas gente mal educada e sem noção é o que mais tem) pois se desligam completamente do inferno que elas estão fazendo e focam no seu próprio momento de curtição (só tem direitos e não deveres).
    Já vi tantas cenas absurdas…
    Acho que pensam o seguinte: “tenho filhos, vocês provavelmente tem também então engulam! É super normal e não vou de jeito nenhum me privar de sair com amigos pra lugares que sempre curti antes deles por causa disso. Os incomodados que se mudem!”
    Por isso dou preferência a lugares que normalmente não se leva criança, ou pela comida não ser agradável para elas ou por ser pequeno, aconchegante… ir bem tarde também ajuda. E sempre dou uma espiada antes de entrar, se for o caso já procuro outra opção. Restaurantões super familiares só quando não dá mesmo pra evitar.
    Não sei se assim como pousadas que não aceitam crianças tb existem restaurantes mas seria uma ótima ideia.

    • #171
      Gabriela
      21.08.2013 - 22:53

      Pois eu já fui em Pousada em Florianópolis, acho que é Quinta da Bica D´Água, que consta expressamente (ou constava na época) no Guia 4 Rodas: não aceita crianças. Chegando lá estava um verdadeiro inferno das crianças mais insuportáveis do universo. Fui reclamar e a gerente: “Ah, isso de não aceitar crianças é só na época do ano letivo da UFSC pois o pessoal que fica aqui é o que vem para fazer as provas do mestrado”. Era só constar isso na descrição da pousada que eu não passaria nem na porta.

  79. #172
    Mari
    21.08.2013 - 20:20

    putz Cony eu sou muito chata com restaurante! sou daquelas insuportáveis que fica reparando nos pratos, copos e talheres pra ver se estão sujos e tal. mas o que maaais odeio são aqueles garçons que ficam se esfregando na gente pra servir a mesa sabe? putz grilo. fico loooouca! aqui no nordeste tem muito isso, não importa o ”nivel” do restaurante. tipo, vão colocar um prato na mesa e acabam esfregando o braço peludo no canudo do seu copo. affff, fico mt doida! tb esbarram com tudo na sua cadeira e não tem nem aí. fico doida mesmo!

  80. #173
    Lo
    21.08.2013 - 20:29

    Também concordo com as crianças… E não tem essa de “é criança, cansa de ficar 1 horas parada esperando, fica impaciente…”. Criança impaciente é uma coisa, falta de educação é outra. Quando eu era criança ficava desenhando no guardanapo, brincando com meu irmão sentadinha na cadeira mesmo, mas quietinha e se eu fizesse bagunça tinha medo só do olhar da mãe hahaha! A culpa é dos pais que não dão limites!

  81. #174
    21.08.2013 - 21:04

    Certa vez, em uma pizzaria famosinha aqui de BH, vi um garçom tirando com a mão uma calabresa da pizza e enfiando na boca, o que já me deixou arrepiada!!!

    Um tempo depois, na mesma noite, crianças começam a brincar de pique pega no meio da pizzaria, nessas horas dou de louca! Olho bem pros pais e falo: “Gente, cadê os pais dessas crianças? Que absurdo!” Eles não fizeram naaaaaaaada e continuaram o papo com os amigos.

    Daí, um dos meninos, encostou na minha mesa para explicar “as regras” da brincadeira para as amiguinhas. Quando eu olho, o garoto estava DEITADO sobre o cotovelo, em cima da minha mesa…. Ahhhhh… Peraí, né? Cutuquei o pequeno ser (3 VEZES até ele olhar!!!!) e disse: Mocinho, vc está deitado em cima da minha mesa, por favor, levante-se! E ó, vai correr pra lá, porque aqui vc está me incomodando muito e não quero ninguém correndo em volta de mim! ZUP! Sumiu todo mundo! hahahahah

    Como diz minha mãe, quem não aprende em casa, aprende na rua, e geralmente a segunda opção não é nada agradável! =)

    Bjão

  82. #175
    Camilla
    21.08.2013 - 21:28

    Gente! Criança birrenta/barulhenta/que não fica quieta é o piooooorrr! Sempre fui atentada quando criança, mas quando ia pra um restaurante comer ficava quietinha pois sabia que ia poder comer tudoooo o que não podia em casa dia de semana! Hahahahaha #gordinhatensa Tenho uma irmã de 3 anos que em casa não para quieta, mas é um exemplo de educação na rua! Em casa ela faz o que quiser (na medida do possível, óbvio) e minha mãe sempre impôs regras pra se comportar em público!

    Dessa lista, eu só acrescentaria aquelas pessoas que em restaurante a quilo, japonês por exemplo, fica assim pros “garçons” (não sei como chama, kkk): “Tem hot roll? Tem sushi de manga, kiwi, kani e geléia de menta? Tem isso? Tem aquilo?”
    E quando recebem aquela resposta “já já vai sair”, resolvem PARAR AONDE ESTÃO e simplesmente ESPERAR o que querem. Ah vá! Já discuti feio porque tinha uma querida que só queria o que não tinha e me fez ficar 20 minutos empacada na fila (sendo que eu trabalhava em shopping e só tinha meia hora de almoço… nem pra degustar o que eu paguei caro pra comer eu ia ter tempo!) e ainda ACHOU RUIM. Eu disse que se ela quisesse alguma coisa especial, fosse pra um restaurante em que ela fizesse seu pedido! É muita falta de coletivismo e empatia! Fico com raiva só de lembrar!

    E por incrível que pareça, nunca tive nenhuma experiência ruim no Outback! Só aquela Coca aguada que me irrita um pouco… E concordo com quem disse aí em cima de restaurante que não serve coca! Já penso duas vezes antes de voltar…

  83. #176
    Josiane
    21.08.2013 - 21:34

    Cony, por acaso você esteve no Restaurante Ficus (no Lourdes) ontem??? Tinha uma moça parecida com você…

    • #177
      Constanza
      21.08.2013 - 21:45

      Nops, ontem fiquei em casa trabaiando rs

  84. #178
    Heloísa
    21.08.2013 - 21:49

    Constanza, adorei o post! Sabe uma coisa que acho muito irritante? Quando a gente pede uma sugestão de prato e o garçon SEMPRE indica o mais caro do cardápio…Acho muito desagradável! beijos

  85. #179
    Mari
    21.08.2013 - 22:02

    Pior do que criança gritando/chorando, é adulto gritando!
    Nada mais desagradável do que você estar lá, no mó love, e um bando de barbados estar na mesa do lado gritando, falando bobagem e com o restaurante inteiro ouvindo a conversa. Já aconteceu muito comigo no Outback!

  86. #180
    Narielle
    21.08.2013 - 22:08

    Lugar que o garçom só atende determinado setor do restaurante,ai você chama o garçom e ele fala: quem atende aqui é fulano!!

    Odeio muito isso,tudo bem um garçom ser mais responsável por um local que outro mas dai deixar de atender é péssimo.

    • #181
      Constanza
      21.08.2013 - 22:10

      Ah verdade! Odeio isso tb!

  87. #182
    Luciana
    21.08.2013 - 22:09

    Coisas que odeio:
    Cardápio Kids só com frituras e porcarias em geral (minhas filhas não comem só batata frita, frango frito e macarrão com queijo)
    A bebida que acompanha o cardápio Kids não poder ser suco.
    Não existir refil free de suco para crianças.
    Double drink ser só na Happy hour …rs
    Pessoas que escolhem a comida, como se estivessem escolhendo seu destino, no quilão.
    Pessoas que fazem caras bizarras para suas combinações no quilão…sushi, carpaccio, pepino e bife grelhado, por exemplo.
    Restaurante que cobra a mais qdo vc pega só a carninha no quilão ( e se eu estiver em momento Dukan?…. e se eu trouxe marmitinha de casa e quero só um complemento)
    Restaurante com prato de preço honesto e bebida com preço de ouro.
    Restaurante com garçons modeletes e blases.

  88. #183
    Mari
    21.08.2013 - 22:14

    Não sei se já comentaram isso mas uma coisa que me irrita é quando os 10% são pra um atendimento super nas coxas.. Em uma temakeria que eu vou cobram os 10% por um garçom que pega uma coca da geladeira do seu lado e o temaki do balcão do lado.. Sei lá
    Outro dia também aconteceu uma coisa desagradável no Outback.. Ao pagar com dinheiro o garçom perguntou se podia ficar me devendo 5 reais.. Fiquei pensando e será que se fosse o contrário eu poderia ficar devendo 5 reais pra ele?

    • #184
      Constanza
      21.08.2013 - 22:31

      5 reais??? Pára ne… ai que ABSURDO!

  89. #185
    Mau
    21.08.2013 - 22:16

    Eu almoço em self-service praticamente todos os dias. A nº 8 me dá ódio mortal, dá vontade de cutucar a pessoa que fica remexendo a comida para ver se acha um bife com o nome dela. Pânico.
    – A nº 4 sempre acontece ao contrário: a bebida chega, e nada da comida. Acho que uma maneira de forçarem o consumo de bebida enquanto você aguarda.

    – Ficar esperando mata qualquer um e já saí de restaurantes algumas vezes sem ser atendida (aconteceu umas 3 vezes no Na Brasa Griil de Lagoa Santa).

    – Odeio confusão de garçom: No Filé, na Av. Fleming, já entregaram pedidos trocados duas vezes. E uma vez demorou tanto que pedimos para aquecer ou trocar o espeto.
    No Emporium em Lagoa Santa o garçom não anotou nosso pedido, confiou na memória e esqueceu. Por fim cancelamos e fomos embora.

    – Como muitas disseram, também odeio criança gritando em restaurante. A gente sai à noite para relaxar e fica uma peste gritando no seu ouvido.

  90. #186
    DaliAne
    21.08.2013 - 22:39

    Odeio gente embassada no quilo e acho um roubo os restaurantes que servem vinho e aquelas garrafinhas minúsculas de água, de 300ml, uma para cada pessoa da mesma, mesmo sem vc pedir – e cobram o preço de garrafa de 500ml (em Curitiba é sempre assim).

  91. #187
    Dulcinea Martins
    21.08.2013 - 22:40

    Odeioooo gente que palita os dentes na mesa! Onde vou tem um ogro ou ogra bem na minha frente e tenho que desviar o olhar para não ver a triste cena.
    Na ultima vez que fui ao outback pedi uma salada de entrada e a gorçonete muito sem noção me disse, não sei porque este povo que pede salada, se o molho é muito mais calório… Que ódio!

  92. #188
    Jessica Shardella
    21.08.2013 - 22:44

    Outra coisa que me irrita são garçons que nao servem sua bebida. Deixam as garrafinhas de refrigerante ou latinhas individualmente e nao colocam na taça.

  93. #189
    Mari Saad
    21.08.2013 - 23:13

    Dois casos de restaurante, um com criança e um com garçom:

    Estávamos eu e minha família em um restaurante de frutos do mar, nossa comida chegou e uma criança de uns 4 anos parou na nossa mesa e dali não saiu! Ao ponto de ficar pedindo camarão a milanesa e nos para não criar um clima chato ficamos lá alimentando a criança enquanto os pais com seus amigos faziam sua refeição!!!

    E o outro caso foi em um restaurante que fui com meu namorado e um casal de amigos, chegamos 23:00 e sabíamos que fecharia as 00:00, então logo pedimos e enquanto comíamos lá pelas 23:30 como não tinha mais ninguém além da nossa mesa (que era encostada de uma janela que estava aberta) o gerente deu ordem para que os garçons começassem a fechar as janelas, dito e feito, estava eu comendo veio o garçom parou ao meu lado, se esticou sobre a minha cabeça e meu prato para fechar a janela que estava ao meu lado!!!! Falta de noção total!!!

  94. #190
    Luiza
    21.08.2013 - 23:39

    Eu me lembro de uma vez que eu fui num restaurante com meus pais e minha avó, eu tinha uns 5 anos e sei que me comportei bem, só que era um restaurante típico baiano, com todos aqueles frutos do mar, vatapá, essas coisas; e fiquei falando toda hr “mãe esse cheiro ta me enjoando, mãe esse cheiro ta me enjoando” e quando eu falei q ia vomitar e ela foi me levar no banheiro, não deu tempo. kkkkkkkkkkk coitados dos outros clientes.

  95. #191
    Bianca
    22.08.2013 - 00:52

    Olha, tem uma coisa que não sei se já comentaram que me irrita demais!! Quando o garçom vai servir alguém que está do ooooutro lado da mesa e fica meio que debruçado sobre a mesa toda, sabe? Ao invés de ir até o lado da mesa em que a pessoa está.

    E sobre toooda essa polêmica das crianças… Bom, vai do pai e da mãe, né? Se os próprios pais não conseguirem fazer com que a cria fique em silêncio e respeite o espaço alheio, não reclamem se alguém o fizer por eles.

  96. #192
    22.08.2013 - 02:22

    Ainda sobre criancas. Vem ca, “na minha epoca” nao tinha parquinho e nao tinha peregrinacao as mesas alheias. Era sentar, comer e ser o mais educado possivel pois meus pais cobravam esse comportamento. Detesto gente com a mentalidade “eh local publico, ai, to livre!!!” e soltam os filhos como uma manada. Sao exatamente esses momentos sociais que servem de base para EDUCAR (que sim, eh responsabilidade dos PAIS e nao da escola, TV, rua, estranhos…). Triste o dia em que se cria salas isoladas para criancas descontroladas. Eu teria vergonha.

    • #193
      Luísa
      22.08.2013 - 17:07

      Carol, concordo plenamente.
      Meu irmão e eu frenquentamos resturantes com meus pais desde muito pequenos, e na nossa época não existia sequer playgroung, mesmo pq a maioria dos restaurantes que íamos juntos tinha público de 95% de adultos.
      Nos comportávamos bem, como já disseram aqui, era chegar, comer, pedir sobremesa e ir embora! Levantar da mesa era pra ir ao toilete!!! Correr e brincar, J-A-M-A-I-S, pois o local não era pra isso!

  97. #194
    Aline
    22.08.2013 - 05:26

    Nossa Cony, concordo com tudo o que você falou e preciso compartilhar, fui transferida pelo trabalho para a suiça e aqui eles tem o hábito de palitar o dente com os dedos em qualquer situação ou ambiente, isso me deixa muito desconfortável, acho muito nojento! Além disso é muito comum em restaurantes alguém simplesmente tirar um lencinho do bolso, assoar o nariz na mesa e colocar o lencinho de volta no bolso…. nem preciso falar que acho uó, né??

  98. #195
    Polyana
    22.08.2013 - 07:37

    Acrescenta na lista, restaurante que não te dá ideia se as porções são individuais ou para duas pessoas. Fui com o namo em um restaurante super fino, pedimos dois pratos e um acompanhamento. De fato os pratos eram individuais, mas tinham comida durante pra alimentar os pedreiros de uma obra inteira.E nem precisava do acompanhamento. O garçom gringo que não nos entendia, e a bebida que veio depois da comida. Excelente! Só que não.

  99. #196
    Maira
    22.08.2013 - 09:00

    Nossa, muita coisa que foi dita aqui, também me irrita profundamente…mas quer coisa pior do que vc entrar num bar, restaurante; que seja, o garçom te vê entrando, finge que não vê e passa um tempo e não vai na sua mesa?

    E quando você chama, ele olha e finge que não te escutou e fica de papo com um colega? Já fui embora de lugares assim várias vezes.

    Uma vez fui almoçar no shopping Cidade, restaurante lotadoooo, tô lá né na fila, me serví e fui sentar, umas duas mesas depois da minha, logo na frente, tinha uma mulher sentada, ela tirou sem cerimônia nenhuma o fio dental da bolsa e começou a usar como se fosse a coisa mais normal do mundo, levantou e saiu andando pelo shopping passando o fio dental nos dentes…nem preciso dizer que perdí a fome na hora.

  100. #197
    Poly
    22.08.2013 - 09:10

    Criança correndo! Tenho pavor! Não só em restaurantes. Esses dias fui a uma casamento e os pobres dos garçons além de equilibrar 50 taças em uma bandeja ainda tinha que ficar desviando de 200 crianças correndo entre suas pernas.. Pai sem noção é o que mais tem por aí, infelizmente.

  101. #198
    Livia
    22.08.2013 - 09:22

    o que mais me irrita é olhar o cardápio e justo aquilo que eu peço o garçom olha com a cara mais deslavada e fala ” esse ta em falta HOJE…” JUSTO HOJE????????? ah entao nao quero mais nada mas e esse aqui ó tem? ” tambem nao senhora….” *&¨%$###@@$$¨%

  102. #199
    Alessandra
    22.08.2013 - 09:29

    Tudo que foi comentado me irrita profundamente….mas o que me tira do sério é o garçom trazer a bebida num copo sujo ou a comida fria. É muita falta de cuidado chegar com copo ou talher sujo na mesa ou entregar uma comida fria (alô, cozinha!!!). Essa semana estive num restaurante chamado Galli e pedi uma água. Veio o garçom com a taça suja de batom (aquela marca de boca na beirada do copo, sabe?)…eu falei educadamente que meu copo estava sujo e pedi para troca-lo. Depois de algum tempo chegou ele com uma taça e disse assim com tom aborrecido: “quero ver a senhora achar alguma sujeira neste copo! Tá limpissimo, passei até álcool” e eu: ” que bom! Como tem q ser” e ele: “nao senhora, pq álcool só em taça de vinho”. Aff, eu mereço viu!!!! Vcs acham q eu recebi um “peço desculpas senhora” pelo copo sujo? Só faltou me dar esporro pelo incomodo que causei…falta de treinamento total!!!

  103. #200
    Si
    22.08.2013 - 09:47

    eu estava num restaurante almoçando com uma amiga de trabalho…e a gente pondo em dia uns assuntos bem bafônicos de conteúdo impróprio para menores…daí tinha uma menininha rodeando as mesas do restaurante..e não é que ela SENTOU na nossa mesa e ficou olhando pra nossa cara…como assim???????? e a mãe dela, que demorou bons minutos pra se dar conta de onde a filha estava, nem saiu do lugar..só ficava assim: fulaninha, vem pra ca…sai daí..não pode ficar na mesa das moças…

  104. #201
    Lili
    22.08.2013 - 09:58

    Odeio quando servem a bebida errada, tipo assim: eu pedi algo alcoolico e meu namorado não, e aí o garçom assume que a alcoolica é para ele, e não para mim, e coloca na mesa de forma trocada….. ôôô preconceito! mulher não pode beber? É só prestar atenção quando fizemos o pedido…

    Sobre crianças: concordo plenamente. Criança mal educada, correndo, chorando, etc, é o fim. Não sabe se comportar? Não saia de casa.

    Eu e meu irmão sempre frequentamos restaurantes desde muito pequenos, e nunca tivemos problemas, sempre fomos muito elogiados

    • #202
      Renata
      22.08.2013 - 19:08

      no meu caso, meu marido pede coca zero (pq ele gosta) e eu normal (odeio a zero)…qdo trazem na mesa, sempre entregam a zero pra mim! (????)
      tipo, refri zero é coisa de mulher só!!!???

  105. #203
    Chris
    22.08.2013 - 10:30

    Oi Cony tudo bom?…nao sei se ja falaram isso, mas ODEIO qdo o garçon vem com o seu prato e o dedão polegar dele carimbando a comida…ou mesmo o prato, q dá até pra ver a digital…éééééééééca que nojinho!!!!!! Bjks

  106. #204
    Denise
    22.08.2013 - 10:39

    Quando o papo é sobre crianças mal educadas é engraçado ver a reação de alguns pais. Nas próprias respostas a gente pode detectar um pai de um pestinha desses, que corre em restaurante, chuta a cadeira da frente, faz birra. A falta de limites e o pensamento de que a criança é “assim porque é criança” leva ao caos que o mundo está hoje. Pais sendo comandados por filhos. Hierarquia existe porque funciona, não? Pais tem que ser pais, não amiguinhos. A pessoa que reclama de adultos mal educados, que se portam mal e tal é a mesma que contribui para que uma criança vire um deles. Hipocrisia!

  107. #205
    Luana
    22.08.2013 - 12:47

    Eu acho que as vezes é chatisse minha, mas eu não suporte ir num lugar “marromeno” ou caro mesmo e ser servida com louça feita e copo de plastico… você vai pagar uma nota pela comiga, ambiente, blablabla e te serve num copo de plastico e com guardanapo de papel horroroso…não gosto.

  108. #206
    Manuella
    22.08.2013 - 12:56

    Gente sou obrigada a entrar na discussão sobre crianças, pq SOU MÃE!! E Não suporto criança correndo em restaurante. Não tolero criança chorando e fazendo bagunça. Digo que meu filho NUNCA fez isso, pq seria oportunidade única (ele não teria a chance de fazer de novo)!! Fui a casa de um amigo em uma festinha onde não tinham crianças além do meu (e eu não tinha com quem deixar) e posso contar? Até com a minha foram fazer elogios sobre o comportamento dele!! Fiquei super orgulhosa!! E concordo com o que disseram…ninguém merece criança chorando, correndo, pulando ou seja lá o que for!!

  109. #207
    Lili
    22.08.2013 - 15:18

    Mais uma que me irrita: restaurante com estacionamento pago. OI? Você já está, comendo, gastando, e ainda tem que pagar pra estacionar?? Acho desaforo!!!!

  110. #208
    lala
    22.08.2013 - 16:21

    To passada com esse bando de gente egoísta, blogueira egoísta também, que pensar que os outros são servisais que devem servi-la e estendem um tapete vermelho pra ela, nooosa. já se colocaram no lugar desses garçons??

    • #209
      Constanza
      22.08.2013 - 17:23

      Sim. Já fui garçonete. Nao leu o post nao? E outra, qual a função do garçom? Nao é servir? Kkkk

      • #210
        Denise
        22.08.2013 - 17:39

        hahahahahahhahahahahahahaha

        boa!!!

    • #211
      Lu
      22.08.2013 - 22:11

      Ah e a gente tá reclamando de falta de tapete vermelho e reverências? Ou temos que aturar marca de batom em copo, garçom tirando meleca, garçom que te ignora, comida fria, como se fosse muito natural? É um favor que eles fazem em atender a gente, é? O restaurante no qual vc trabalha dá comida de graça pras pessoas? Elas não pagam não?

  111. #212
    lala
    22.08.2013 - 16:23

    To passada com esse bando de gente egoísta, blogueira egoísta também, que pensar que os outros são serviçais que devem servi-lá e estendem um tapete vermelho pra ela, nooosa. já se colocaram no lugar desses garçons??

    • #213
      Maira
      22.08.2013 - 18:10

      Ah Lala, estressa não fia, cansadas estamos nós de gente mal humorada como você e que deve tratar todo mundo que nem cachorro e acha normal e ainda acha ruim quando lê no blog as reclamações…vai catar coquinho.

  112. #214
    julia
    22.08.2013 - 20:23

    Mesa que quer toda atenção pra si é foda. Fica impossível comer tranquilo com uma mesa barulhenta ao lado.

  113. #215
    Renata
    23.08.2013 - 12:04

    odeio quem pede comidas “na chapa” e obriga todo mundo a ficar cheirando aquilo e sendo defumado! Meu namorado diz que isso me persegue, sempre quem come essas coisas senta perto de mim só pq eu odeio hahahaha
    Mais coisas que irritam: mesas muito perto e as crianças enlouquecidas. Tenho uma enteada e ela se comporta direitinho, mas sempre procuramos alguma coisa pra ela se distrair, pq se não fica chata e reclamando rs

  114. #216
    23.08.2013 - 16:25

    concordo com vc, em quase todas, mas uma coisa que me irrita profundamente é, o garçom trazer o seu pedido primeiro e não trazer o prato e o talher… é o fim! vc morrendo de fome, olhando pra comida, sem prato e sem garfo! tenso…

  115. #217
    Camila Fleury
    24.08.2013 - 11:38

    Uma vez eu e o ‘falecido’ – um cara com que eu fiquei umas vezes – fomos a um restaurante por sugestão dele pq era novo e ele queria conhecer. A gente não sabia qual era a especialidade e descobriu só na hora que era uma pizzaria, bem familiar o ambiente até. Como o garçom percebeu que não fomos para comer pizza, mas permanecemos, ele disse que lá não serviam pastelzinho! Pelo jeito a gente tava com cara de que só foi lá pra comer isso mesmo. –‘ Sorte é que tivemos bom humor em rir da situação.

    • #218
      Lu
      24.08.2013 - 15:05

      Talvez ele quisesse dizer que não serviam aquela pizza enrolada, esqueci o nome, começa com C, que normalmente tem em pizzaria. Se ele percebeu que vcs não queriam pizza e vcs realmente não foram pra isso, normal o comentário.

  116. #219
    Lulu
    24.08.2013 - 12:48

    Me irrita profundamente gente que mastiga de boca aberta fazendo barulho, ECA! E gente que fala de boca cheia.

    Gente que fala alto (e o volume vai aumentando na medida da calibragem da bebida, rsrsrs). Já cheguei a trocar de mesa por conta disso.

    Crianças sem educação e pais sem noção. E nem é só bebês chorando e criança correndo e gritando pelo restaurante não, criança que fala alto e come de boca aberta também é irritante…

    Bjks Cony, adooooro seu blog!

  117. #220
    Karina
    24.08.2013 - 15:08

    Uma vez entrei num restaurante japonês pequeno e quase fiquei surda com as pessoas (clientes) falando alto. Parecia um botequim de quinta, aquele povo que acha que quanto mais alto falar mais sociável, alegre e feliz ele é, sabe? Odeio. É normal em adolescente isso de conversar gritando, mas adultos? Pqp. Daí fomos ficar na parte de fora do restaurante e preferi aturar os ônibus passando do meu lado fazendo barulho.

  118. #221
    25.08.2013 - 03:42

    Cony, concordo com tudo o que você citou! haha
    Outra coisa chata é na hora de dividir a conta… Poxa, tem lugares/garçons que fazem questão de complicar! E olha que meu grupo de amigos sempre tenta dar o dinheiro certinho (sem precisar de troco), viu? Mas, mesmo assim, tem lugar que é impaciente e implica.
    Mas o que mais me irrita (não se tratando do serviço do lugar, mas sim do ambiente) é gente que não sabe se controlar e fala/ri alto demais. Em 95% das vezes é gente bêbada, por isso acabo passando longe de bar ou lugares que tenham uma grande carta de drinks. Pois é… sou muito chata com isso.

    Sobre crianças: quase nunca me irrito com isso, viu? E olha que sou bem chatinha! hahaha Costumo ir a diversos tipos de lugares, inclusive os que tem pais com crianças e raramente tenho problemas com isso… Talvez por causa disso não consigo entender muito essa de ter um lugar separado pra pas com crianças. Oi? E quando for um aniversário ou um grupo de vários adultos com filhos? CLARO que se as crianças forem levadas, não souberem se comportar ou não gostarem do ambiente de restaurantes, vale o bom senso dos pais de não levarem os filhos, mas, como disse, quase nunca tenho quixas em relação a isso. hehe Acho que sou sortuda. 😉

    Ps: fui uma criança que adorava ir a restaurantes! Ficava no máximo rabiscando aqueles papéis de mesa com giz de cera (que os próprios restaurantes ofereciam.
    beijos!

  119. #222
    Manoela
    25.08.2013 - 11:57

    Todas as críticas são plausíveis (exceto o lance do cofrinho, superemos que somos quase 8bi no mundo e que somos todos com personalidade e corpo dferentes. O cofrinho não é proposital, ninguém quer mostrar um pedaço estranho da bunda por aí mas ele acontece e quem nunca mostrou que atire o primeiro jeans baixo).
    Mas esses incomodks são características, em geral, brasileiras. Já que no Brasil não importa se você é bem ou mal atendido, as pessoas continuam indo aos restaurantes pq é cool, por exemplo, fazer happy hour no Outback, por maiz que o serviço deixea desejar e etc.
    Além disto, há o hábito de reclamar apenas para os amigos, poucas vezes estas observações chegam a gerência.
    Se eu não gosto de algum serviço reporto a ouvidoria, coordenação ou equivalente. Desta forma os responsáveis ficam cientes e têm a oportunidade de retratação.

  120. #223
    Suzi
    25.08.2013 - 22:59

    Cony..não sei se ja te deram essa dica, mas que tal um “10 coisas…no cinema”? bjos, adoro o blog ;D

    • #224
      Constanza
      25.08.2013 - 23:53

      Boaaaaaa

      • #225
        Suzi
        26.08.2013 - 20:05

        rsrs…dei a dica pq fazia tempo q não ia no cinema..daí fui..e putz..como tem gente q não se toca né..hahaha bjooo ;D

  121. #226
    Thais
    26.08.2013 - 13:59

    Cony, faltou uma dica: NUNCA devolva o seu prato, reclame, mãs não deixem eles levarem pra cozinha de volta! A não ser que queira comida “batizada” eca!!!! kkkkk

  122. #227
    Flávia
    26.08.2013 - 17:52

    Eu detesto tudo isso, e tb não gosto de criança mau educada, com pais mau educados, mas não acho certo deixar de levá-los pq são crianças… mas isso é outra história. Eu odeio casalzinho apaixonado, aquela pegação, dando beijo desentupidor de pia dentro do restaurante, ninguém merece!

  123. #228
    Patrícia
    04.09.2013 - 00:50

    Odeio quando as pessoas da mesa ao lado falam tão alto que é impossível não escutar o que estão falando! Daí vc fica quase participando da conversa alheia!

  124. #229
    douglas
    05.09.2014 - 01:48

    Acho foda quando os clientes demoram para levantar principalmente em restaurantes com espera. Restaurante e para comer e vazar, essa porra não e motel
    E outra enfiem seus celulares no cu carai.. vamos ter bom senso e educação

  125. #230
    Juliana Cantarelly
    03.06.2015 - 19:37

    Odeio quando me sinto constrangida,por exemplo, se eu quiser dividir o prato com meu marido, parece que estou cometendo um crime.
    O garçom fica do lado olhando com cara de: “Meu Deus, ela devia pedir um prato pra ela”.
    Mas eu como pouco, e na maioria das vezes um prato individual pra mim sempre sobra.

  126. #231
    adam
    12.01.2016 - 19:45

    duas coisas que odeio e sou capaz de brigar: Sujeito tagarelando alto sem parar no celular próximo da minha mesa ou deixar fedelhos correndo e berrando pelos corredores do restaurante, já trombaram na minha mesa sujando minha camisa com o copo de cerveja derramado.

  127. #232
    Eduardo Gulherme
    06.07.2016 - 15:16

    posso citar varias coisas irritantes tanto como cliente quanto como garçom (trabalho no ramo de restaurantes a dez anos)
    vou citar uma como cliente e uma como garçom:
    1°como cliente:pessoas que ficam arrastando mesas, o cara chega com 3 amigos pede uma mesa ao lado da sua e de-repente tem 20 pessoas em cima de você em 10 mesas tomando todo o espaço que era reservado para a sua mesa e ai você tem que ficar encolhido no canto sem ter como levantar para ir ao banheiro ou mesmo sair para fumar um cigarro. quando vejo que isso vai acontecer peço a conta e vou embora

    2° como garçom:a pessoa chega no restaurante no pico do movimento com 30 amigos e quer que eu faça mágica tire 15 mesas do “ouvido”(para ser mais educado)para acomoda-los.
    queridos os restaurantes tem telefone pra esse tipo de coisa
    ” – alô restaurante do pois pois.
    – Gostaria de reservar uma mesa pra trinta pessoas, seria possível?
    – para qual horário senhor?”
    pronto tudo resolvido você não vai perder nem 2 minutos do seu tempo e nem do meu( que vou ter que fazer cosplay de jesus Cristo com direito a milagre e falar em línguas)
    e quando chegar diga eu fiz uma reservar para trinta pessoas em nome de “fulano de tal” sente-se escolha sua bebida escolha seu prato e ai sim chame o garçom pq vc não é o único cliente que ele tem que atender muitas vezes ele tem dez outras mesas como a sua esperando ele pra fazer o pedido.
    e não se esqueça da caixinha que é como no meu caso o dinheirinho do café da manhã do garçom e família!

  128. #233
    Thiago
    29.01.2018 - 21:53

    Odeio quando peço a comida e os garçons retiram o cardápio da mesa, como se eu não pudesse pedir mais nada!

Comente