15
Jul 2013
Só Para as Deusas
Publieditorial

Até pouco tempo atrás, eu nunca tinha escutado falar em iogurte grego. E de repente, só se ouvia falar nisso…

Caramba, mas o que é um iogurte grego? Bom, ele é bastante conhecido em outros países do mundo. É beeeeem cremoso, consistente, saboroso e tem um alto valor nutritivo! É rico em proteínas e tem menos açúcar que os iogurtes normais. Também é bastante usado na culinária e fica ótimo para preparar sobremesas… hummmm

A Nestlé lançou o Grego em agosto do ano passado (2012) e ficou estarrecida com a aceitação do produto. No final do ano, a quantidade vendida foi o DOBRO da meta estipulada. Alguém tem dúvidas se é realmente gostoso?

E para este ano, a novidade da Nestlé em Iogurte Grego é a versão Light! Caramba, gostoso, saboroso e ainda por cima menos calórico!

_MG_6970

A versão normal do iogurte Grego tem cerca de 140 kcal e o light tem a metade dessas calorias! Bem aceitável heim?

_MG_7250 _MG_7254

Eu provei e garanto que é delicioso! Não fica devendo nada à versão tradicional. Adoro misturar iogurte Grego Light com frutas no café da manhã ou naqueles momentos que dá muita vontade de comer doce. E com a consciência tranquila tranquila…

Agora deixa eu mostrar uma coisa dos Deuses Gregos… e Deusas também!

Preciso falar que ADOREI essa propaganda??? Imagina abrir a geladeira e ser chamada de Deusa por esses mini Deuses Gregos?? uiuiuiuiui. Ficou bom heim Nestlé? rs

E para as Deusas de plantão, cliquem aqui e se divirtam com a brincadeira do aplicativo do Grego Light da Nestlé no Facebook! Levei um susto kkk AMEI! Eleva a auto estima um monte, se preparem!

15
Jul 2013
Irlanda, sua LINDA!
Dicas de Viagem

Depois que assisti aquele filme PS I Love You, cismei que queria ir pra Irlanda sim ou sim. Já tinha uma quedinha por causa do U2, uma das minhas bandas preferidas, e com o filme só tive certeza que queria conhecer mesmo. Fui com uma amiga e meu irmão e lá encontrei outra amiga. Do aeroporto até o hotel são uns 20 minutinhos (via Aircoach, um ônibus, que custa 12 euros ida e volta). É bem bom, passa de 15 em 15 minutos no centro de Dublin para quando você precisar ir embora.

Fiquei no The Gresham Hotel, numa das principais avenidas da cidade. O hotel é bem legal, bem localizado e barato. Até me surpreendeu, já que paguei baratinho mesmo. Em Dublin você pode fazer quase tudo a pé e em dois dias dá pra ver tudo. Agora, aproveitar… aí precisa de mais tempo rs.

irlanda 1

Fomos de Ryanair, que é uma linha aérea low cost. O ticket é bem barato porém qualquer extra tem que ser pago. Eu tive que comprar dois espaços para minhas malas. Também tem que levar o boarding pass já impresso, caso contrário também te cobram. De Londres à Dublin é um voo curto, de uma hora e meia mais ou menos e foi super tranquilo. Na foto dos fantasiados, Naiá, Day, eu e meu irmão. Turma meeega animada! Essa igreja é a Christ Church Cathedral, que era dos vikings.

Logo que chegamos fomos almoçar no Storehouse em Temple Bar (que é tipo um bairro que leva o nome do bar). Por indicação de uma amiga que mora lá provei a carne com molho Guinness (prepare-se para ver muitas comidas com Guinness) e pure de batata. DELÍCIA! Não me lembro bem o preço mas acho que custou certa de 15 euros. Dos países que visitei até agora (Inglaterra, França e Irlanda) a Irlanda é a mais barata de todas. Dublin é extremamente musical e em quase todos os lugares que iámos tinha alguma banda tocando, a qualquer hora do dia! Fora os artistas de rua… e ó, só música boa e de qualidade. Os irlandeses sao muito alegres e é contagiante toda essa alegria. Acho que nunca me senti tão bem, cercada de tanto alto astral.

IMG_3632_Fotor_Collage

O famoso Temple Bar! Muuuuito bom e muita música boa. Sempre está lotado de turistas! Durante a semana os pubs fecham mais cedo então é bom sair tipo umas 8 da noite, mesmo que o céu esteja claro (a gente esperava escurecer e isso acontecia tipo 22 horas, e daí a pouco os bares fechavam). O legal de Temple Bar (agora falando dos bares em geral) e tomar uma pint em cada um deles, pulando de pub em pub mesmo. É bem divertido! E esse prato foi o primeiro que provei em Dublin, a carne com molho Guinness e purê de batata.

Bom, durante o dia dá para fazer vários passeios na cidade como a Trinitty College (uma universidade linda), a Saint Patrick´s Cathedral (do século XII e a mais antiga de Dublin, além de ser do patrono da Irlanda), a Christ Church Cathedral (que era uma igreja Viking), o Phoenix Park (não consegui ir, mas me garantiram que é muito bonito), a Grafton Street para fazer compras (confesso que comprar não está sendo meu foco na Europa! Além de achar tudo caro, acho um desperdício de tempo ficar dentro de uma loja. Só entrei na H&M rapidinho e na Pennys, que é meeega barata e me contaram que é a mesma que a Primark), passear pelo Rio Liffey ou ver a agitação de Temple Bar.

IMG_3643_Fotor_Collage

A parte mais divertida com certeza é Temple Bar, mas os arredores também são encantadores! Eu queria muito ter ido em Dublinia, que é um museu interativo que mostra como era na época dos vikings.

Fiz mais três passeios que merecem posts exclusivos: a Guinness Storehouse, os Cliffs of Moher e Galway, e Killiney, uma praia da alta sociedade onde fica a casa do Bono Vox. Contarei TUDO!

Só tenho a dizer que Dublin me surpreendeu. Foi muito, mas muito mais do que eu esperava, Tanto pela beleza, simpatia dos irlandeses, alegria, músicas e paisagens. E gostaria de ter ficado uns 2 dias a mais (fiquei só 3) para ter ido em Belfast. Mas fica a desculpa para voltar um dia desses já que não tive tempo de me aprofundar bem na cultura irlandesa. Só posso dizer que foi muito além do que eu imaginava e que Dublin me conquistou mais que qualquer outros lugar. Ah, e voltei apaixonada pela música irish! Fiz um vídeo em Temple Bar, quem quiser ver, clique aqui!