Lifestyle
Diario de Viagem
27 jan 2010, 569 comentários

Dica de viagem: Chile!!!

Nasci no Chile, mais precisamente em Santiago e mudei para o Brasil quando tinha apenas três anos de idade. Adoro minha terra natal mas acho que não consigo mais deixar o Brasil. Já morei até nos USA, mas sempre acabo voltando!

Vou ao Chile umas 3 vezes por ano, já cheguei a ir 6 vezes no mesmo ano, como também já fiquei 2 anos sem ir. Mas tudo ficou mais frequente depois que minha familia mudou pra lá e me abandonou rsrs. Até meu cachorro me deu as costas. Mas tudo bem, mais uma desculpinha pra ir sempre para Santiago e aproveitar aquela cidade linda, limpa, cheia de coisas legais para ver e fazer. E claro, comprar! Comprar muito!!!

Sempre recebo mails me perguntando sobre dicas do Chile, mas confesso que além de comprar e os passeios turísticos básicos não sei muita coisa. Raramente vou a baladas no Chile (e nem no Brasil, acho que fiquei velha rsrs) mas adoro um bom restaurante, um bom vinho, uma bela paisagem.

Então falarei sobre esses dois assuntos, passeios e compras!

Passeios

Santiago é uma cidade grande, com cerca de 6 milhões de habitantes (o Chile tem cerca de 17 milhões de habitantes, ou seja, 40% dos chilenos mora em Santiago). A moeda local é o PESO CHILENO e é cheio de zeros, por exemplo, uma Coca Cola de máquina – garrafa de 500 ml –  custa $ 600 (pouco mais de um dólar), um lanche no McDonald’s uns $ 3.000 (não existem centavos). O sistema de transporte público não é dos melhores, mas já foi muito pior. O metrô leva a quase todos os pontos da cidade e não recomendo muito os ônibus, os motoristas não são muito educados e nem é muito seguro. Além disso, tem que comprar um cartãozinho (tarjeta Bip) e carregá-lo com créditos para usar os ônibus já que eles não aceitam dinheiro. No metrô você pode comprar um ticket com dinheiro normalmente. O ideal é usar metrô e táxi. Sobre os táxis, acredito que como em qualquer lugar do mundo, se o motorista saca que é turista, logo quer dar uma voltinha a mais, ligar o taxímetro no máximo etc. Ou não. Isso é questão de sorte mesmo. O bom de Santiago é que é fácil de se localizar. Olhando para a cordilheira à sua esquerda está o norte e a direita o sul. Quanto mais perto da cordilheira, melhor o bairro, melhor o comércio, melhor tudo. E menos metrô, menos ônibus e mais caro o táxi.

Como todo bom turista que quer conhecer a cidade “como ela é”, indico o centro de Santiago. Tomara que seja num domingo, quando o centro está mais vazio e tranquilo. E como todo centro, cuidado com bolsas, relógios, bijoux… Principalmente as brasileiras que adoram andar cheias de bijoux, às vezes baratinhas mas que o povo acha que é coisa phyna e mete a mão. Sei que é feio falar isso, mas tenho que ser sincera né? Então evitem sair com qualquer coisa de valor ou que possa chamar a atenção. No centro, visitem a Plaza de Armas, que é a praça principal de Santiago. Lá está a catedral, lindíssima por sinal, e uns prédios bem antigos. O prédio dos Correios também está nessa praça e também é muito bonito. Faça uma caminhada pela rua Ahumada e na rua Moneda vire a direita e siga para o Palácio Presidencial La Moneda.

No Palacio La moneda eles fazem a troca de guarda dia sim dia não, as 10 da manhã e é uma cerimônia cheia de simbolismos que dura meia hora. Se você der sorte poderá ver esse “evento” que é bem interessante.

Ainda no centro está o Mercado Central. A arquitetura é bem bonita e os gringos adoram ir lá pois é bem “chileno” e pitoresco. Existem vários restaurantes, todos no estilo mercado mesmo, ótimo para comer mariscos, peixes.

Outro passeio obrigatório e perto do centro é subir no Cerro San Cristóbal. É um parque metropolitano que está bem no meio da cidade com a estátua de uma virgem (Inmaculada Concepción) no topo. Compre o ticket para subir de funicular, um carrinho que te leva até o topo, e compre também o ticket pro teleférico (os dois tickets ficam por uns US$ 10). O carrinho parece um kinder ovo, mas tem uma vista linda de Santiago. Não recomendo passear no Cerro não. Tem uma piscina pública, um zoológico e alguns jardins, mas nada assim maravilhoso. O que vale é ir na Virgem e passear de teleférico mesmo.

Saindo do Cerro, está o bairro Bellavista, que é a zona bohêmia/artística de Santiago. Tem vários bares, estilo botecos e também um lugar novo que se chama Patio Bellavista. Lá você vai achar alguns restaurantes e artesanato local. Vale a pena.

Pertinho está La Chascona, a casa museu de Pablo Neruda, poeta chileno famosão, Prêmio Nobel de Literatura. Também vale a pena a visita. Cultuuura gentchy!

Pronto, já fomos no centro, no cerro, no museu. Outro lugar que vale super a pena conhecer e enche de turistas é o Pueblito Los Dominicos. Esse é bem longe do centro então não assuste com a conta do táxi. É uma vilazinha toda moldada na cultura chilena, tem artesanato e comida típica. Vale a pena comprar ponchos, jóias em lapislázuli  (a pedra nacional), prataria, pantufas quentinhas feitas de lã. É pra se sentir como em um campo chileno. Digamos, na roça chilena. Aconselho experimentar o pastel de choclo (milho) nos restaurantes que tem por lá. É uma comida chilena bem gostosa, claro, pra quem gosta de milho. Outras comidas típicas são as empanadas, cazuela (sopa), humitas (tipo uma pamonha), mariscos, porotos granados (feijão branco)… Os chilenos gostam muito de batata, milho e coentro. E aji, uma pimenta forte pra caramba, mas que eu adoro. Também recomendo comer pebre com pão, é tipo um vinagrete, mais espesso e com essa pimenta, aji. E coentro, muito coentro. A bebida nacional é o Pisco (aguardente destilado de uva)  e daí fazem o Pisco Sour (bebida chilena, peruana, chilena, peruana, cada um puxa pro seu lado a origem da bebida, eu sinceramente não sei a quem pertence mesmo, o importante é beber). O pisco sour é feito de pisco, suco de limão e açúcar. Alguns lugares colocam clara de ovo, eca. També existe a Piscola que é pisco com coca cola.

a

Outro passeio imperdível, especialmente para quem curte um bom vinho, é a Viña Concha y Toro. Está a uns 20 minutos do centro de Santiago e o ingresso custa cerca de US$ 15. Eles tem visitas guiadas em inglês, español e português. O valor do ingresso inclui o passeio guiado, degustações e a taça fica de “brinde”. Vá de sapato baixo, tem que andar um pouco e não esqueça a câmera fotográfica! O lugar é lindo, é uma fazenda bem antiga com lindos jardins.

b

Andou o dia inteiro e quer jantar? Sugiro um restaurante diferente, o Giratorio. Ele está localizado no bairro Providencia e é bem interessante pois ele está no último andar de um prédio e fica girando! Devagar é claro, no fim das contas a gente fica sem saber se tá girando mesmo ou se é efeito do Pisco Sour .

Se quiser ir para um barzinho super movimentado, cool e ver como são os happy hours chilenos, sugiro o Liguria. Existem três espalhados pela cidade mas eu recomendo o da Av. Pedro de Valdivia. Ah sim, o povo fuma MUITO no Chile, então prepare-se para sair com aquele cheirinho de cigarro (detestooo).

Outro lugar cheio de bares e coisinhas gostosas para comer é o Boulevard do shopping Parque Arauco. Aproveite para fazer compras e depois jantar por lá mesmo. O lugar é lindo e tem opções para todos os gostos. Dica: restaurante de comida peruana El Otro Sitio.

A uma hora de Santiago está o novo cassino Monticello, aconselho ir para quem não tiver tempo de ir no cassino de Viña del Mar. É bem legal, dá pra fazer umas apostinhas e ganhar uns pesitos rsrs. Indico demais o restaurante Portofino que está no cassino, os preços são um pouco salgados mas a comida e o atendimento são de primeira.

A uma hora e meia de Santiago City está Viña del Mar e Valparaíso, são duas cidades litorâneas que vale muito a pena visitar. Reserve um dia inteiro para as duas, estão uma do lado da outra. Em Viña está o Cassino Enjoy mais famoso do Chile, é bem elegante e os arredores são lindos, tanto que a cidade também é conhecida como a Cidade Jardim. Já Valparaíso é um porto, e como todo porto é meio bagunçadinho e antigo. Parte da cidade foi declarada patrimônio histórico da humanidade em 2003  e pra quem gosta de museus, prédios antigos, é uma boa pedida.

viña

 Viña del Mar

valpo

 Valparaíso

Tá indo no inverno?? Não deixe de subir a Cordilheira dos Andes! Passeio lindo e obrigatório pra quem vai no meio do ano. Existem algumas empresas que levam os turistas para passar um dia nos centros de esqui mais perto de Santiago (La Parva, Colorado, Valle Nevado. Eu aconselho Colorado pra quem quer brincar com a neve e Valle Nevado pra quem já sabe esquiar, porém Valle é mais famoso e chique e acaba que a maioria vai pra lá mesmo). Essas empresas alugam o equipamento de esqui, mas vou dar uma dica aqui que se os donos dessas empresas lerem iriam querer me matar… rsrs. NÃO aluguem o equipamento com eles. Carregar esqui é um porre, e andar com aquelas botas ninguém merece. Deixe pra alugar lá em cima, depois de conhecer o local, brincar um pouco. O preço é o mesmo, as vezes até mais barato (eles vão falar que alugar antes de subir a montanha é mais barato… mentira, não é não.) Você pode alugar com eles por exemplo a roupa, a calça impermeável, as botas de neve (que são diferentes das de esqui). Tem uns carinhas que vendem luvas na rua, compre com eles, é mais barato que o aluguel delas. O preço pra subir a cordilheira é de cerca US$ 16 dólares, ida e volta. Vá de calça jeans, meia calça de lã, um casacão (desses de nylon fofinhos, impermeável), bem agasalhado e tênis mesmo. A subida demora uma hora e meia e sai bem cedo, tipo 8 da manhã. Vá confortável. Já vi brasileiras de bota de SALTO na neve. Menos né? Essas dicas são para quem vai pra neve pela primeira vez… Quem já esquia sabe como ir né? rsrsrs A empresa mais conhecida que faz este tipo de passeio é a Ski Total.

c

Que roupa levar??? No verão faz muito calor em Santiago, o tempo é quente e seco porém de noite esfria um pouco. Uma jaqueta faz bem o serviço. Como tem que andar um bocado, aconselho sapatos baixos e confortáveis.

O inverno é muuuuito intenso no Chile, a temperatura despenca e sim, você vai precisar de muito casaco, leve um pesado e se não tiver, corra pro shopping assim que chegar em Santiago que vai achar muita roupa de inverno barata. Reiterando, o frio é de usar meia calça de lã, luva, cachecol e etc viu gente???

Compras

Em Santiago existem vários shoppings mas aconselho especialmente três: Parque Arauco, Alto Las Condes e Portal La Dehesa (em Viña Del Mar, o Marina Arauco) na minha ordem de preferência.

Desses 3 shoppings que citei, todos possuem as lojas de departamento Falabella (minha preferida), Paris (a que tem a Top Shop) e Ripley, a mais fraquinha – o Portal só não tem Paris. Já falei dessas lojas aqui. No Parque Arauco – meu preferido – tem Guess, Armani Exchange, Aldo, Khiel’s, Lacoste, Diesel, MNG…

Pra quem gosta de maquiagem, na Falabella tem stand da MAC, e Paris tem Bobby Brown, e todas tem Revlon, Lancôme, Biotherm, Almay etc. Ah sim, somente o Parque Arauco tem a loja exclusiva da MAC. Aconselho comprar apenas batom e sombras lá (cerca de R$ 45). O restante é praticamente o mesmo preço que nas lojas da MAC no Brasil. Eu faço da seguinte forma com minha listinha macquiana: primeiro free shop da ida, se for algo muito exclusivo compro no Chile mesmo, ou em último caso o free shop da volta que é bem melhor que o de embarque (estou falando dos duty frees do aeroporto de Guarulhos em SP ok?).

12

Meu shopping preferido: Parque Arauco

15

 Algumas lojinhas do Parque Arauco!

Existem algumas marcas locais de make, como Petrizzio, Pamela Grant que são até boazinhas. Mas apenas boazinhas.

As farmácias também são boas, nada comparado com as americanas, mas por exemplo, nas Farmacias Ahumada tem shampoo John Frieda, produtos Sally Hansen. Na farmácia Salcobrand tem esmaltes Essie.

Claro, esmaltes. Como disse, Essie agora está fácil de achar na Salcobrand, se quiser OPI, Olay tem numa galeria que se chama Apumanque (que foi o primeiro centro comercial de Santiago e é bem perto do shopping Parque Arauco, um táxi de um pro outro fica bem barato). Nessa galeria tem umas roupinhas de gosto duvidoso, eu quase nunca compro lá, só vou mesmo atrás de esmaltes. Ah tem produtos de cabelo também! Tem Tigi, Kerastase, Osis… Agora, MoroccanOil só nas lojas Intersalon (tem nos três shoppings que citei) nessa loja também tem esmaltes China Glaze.

Saindo da rota shopping, está Providencia, um bairro bem movimentado e melhor frequentado que o centro. Com sorte você poderá ver vários vendedores ambulantes vendendo coisinhas interessantes na rua. Mas cuidado, quando aparece a polícia sai todo mundo correndo, é uma loucura hahaha. Alguns vendem coisas roubadas, já vi perfumes caros a preço de banana, mas vai saber se são verdadeiros mesmo ou se é so o frasco. Tem óculos baratinho, meias, presilhas de cabelo, mas o que mais gosto de encontrar na rua são os equatorianos vendendo chapéus Panamá. Esses são mais difíceis de encontrar, então se você vir algum na rua compre na hora, não deixe pra depois pois será difícil achá-lo de volta. Um chapéu custa certa de $ 8.000 ou seja uns R$ 25,00 e é bom e bonito viu?? Fiz xuxexo com o meu.

Ainda em Providencia tem uma galeria que eu considero alternativa, a Galeria Drugstore. Tem umas lojinhas bacaninhas lá sendo várias de estilistas nacionais, mas nunca consigo comprar nada. Eu acho que a confecção chilena ainda deixa muito a desejar e beira o hippie. Não me agrada muito.

Existe também um bairro baratinho, de roupas de origem chinesa na sua maioria e algumas coisas nacionais também, o bairro chama-se Patronato (perto do centro de Santiago). Lá tem que garimpar MUITO, é uma bagunça, cuidado com a bolsa, e sinceramente, também acho que não vale a pena ir lá. Muita coisa de péssima qualidade, muita gente, perigoso. Mas se quiser algo pitoresco, arrisque. Não diga que não avisei…

Agora, a parte chique da cidade chama-se Alonso de Córdoba. Uma avenida prá lá de fina (também pertinho do Parque Arauco), com lojas exclusivas como Louis Vuitton (os preços são iguais aos do Brasil) , Hermès, Ferragamo, Marimekko, Armani (tem o Café Armani lindíssimo), BCBG Max Azria, Max Mara, Longchamp… Lá é pra encher os pulmões de finesse e lojas bonitas.

1

2

Uma loja que gosto muito de coisinhas interessantes e baratinha é a Casa Ideas (tem nos shoppings e no bairro Providencia). Lá tem artigos de decoração, velas, brinquedos, umas coisas inúteis mas bonitinhas, e umas coisas bem úteis também! Gosto de comprar organizadores de bijoux, bloquinhos de anotações e pantufas nessa loja.

Bom, acho que minhas dicas de compras resume-se a isso. Dica: se vc comprar algo em Falabella, Ripley, Paris e não gostar, você pode pegar seu dinheiro de volta! Tem um prazo de 10 dias pra ir lá, obviamente com a peça intacta e pedir o cancelamento da compra (fale “anulamento” já que cancelar quer dizer pagar). Eu sempre me engano com isso, quando acho algo que gosto muito mas ainda não estou 100% convencida, eu compro pensando: se eu não gostar eu devolvo… Balelaaa, sempre fico com as coisas kkk. Na Zara eles também devolvem o dinheiro, mas apenas se tiver pagado em cash.

Ahh, tava esquecendo de uma coisa: para os maridos, namorados, irmãos… os produtos eletrônicos são mais barato no Chile que no Brasil. Todas as lojas de departamentos têm bons eletrônicos e o preço não muda muito de uma para outra.

A Camila do Garotas Estúpidas esteve recentemente no Chile e fez uns posts bem legais com as impressões dela. Pra saber mais clique aqui e aqui. Com a união desses posts acho que ficou um roteiro perfeito pra quem vai visitar minha terrinha!

d

É isso gente! O Chile é lindo e tem vários lugares mais para conhecer que não citei aqui como por exemplo o Deserto de Atacama (MA-RA-VI-LHO-SO), o sul com seus vulcões, lagos e vegetação perfeita, a patagônia chilena… É muita coisa. Gosto de dizer que o Chile atende a todos os gostos: tem deserto, praia, neve, florestas… enfim é lindo.

PS: Não dei dica de hotéis pois só gosto de falar e indicar o que conheço e tem muuuuito tempo que não fico em hotéis no Chile. A única coisa que posso indicar é a localização, acredito que ficar em Providencia é a melhor coisa, já que tem muito comércio, restaurantes e metrô perto. Quem já foi ao Chile e teve boa (ou má) experiência com o hotel que ficou, deixe sua dica aqui!!

Ah, e quem tiver alguma dúvida de algo que talvez eu tenha esquecido de mencionar no post favor deixar sua pergunta nos comentários, talvez possa ser a dúvida de outra pessoa também!!

Beijos!